Capítulo 615 – Sonhos

Nascimento da Espada Demoníaca

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Sonhos


Tratudor: Vento Leste | Revisor: Ruby

Os pensamentos de Noah eram estranhos e confusos durante esse período.

Ele sabia que estava dormindo dentro de uma crisálida escura criada por parte da mana acumulada dentro de seu corpo e que todos os seus tecidos estavam passando por modificações substanciais.

No entanto, sua mente continuou ficando escura de tempos em tempos, e ele não tinha controle sobre seu comportamento.

‘A hibernação não funciona bem com os outros centros de poder, mas sinto que meu corpo está tentando alcançar uma forma mais elevada de harmonia.’

Noah pensou durante um de seus momentos conscientes.

Essas modificações eram indolores, ele só podia sentir uma sensação quente que se espalhava por sua pele antes de alcançar seus interiores.

Seu dantian continuou melhorando durante esse período, ele não conseguia parar sua técnica de cultivo, afinal.

No entanto, ele não podia treinar sua esfera mental naquele estado, ele mal podia permanecer consciente depois de tudo.

Noah experimentou visões estranhas sempre que sua mente se tornava escura.

Eles se assemelhavam a sonhos que o faziam sentir emoções intensas, e a clareza dessas imagens estava ligada aos sentimentos que carregavam.

Noah viu um grande bando de dragões voando sob ele.

Dezenas de bestas poderosas voaram sem obstáculos no céu e navegaram pela terra sob eles enquanto procuravam por alguma presa.

Noah sentiu orgulho em saber que aqueles dragões estavam seguindo suas ordens, ele sabia que tinha domado cada um deles, mesmo que ele não pudesse se lembrar como ou quando ele fez isso.

Ele viu seus rugidos sendo ecoados pelos espécimes em sua matilha, ele viu como eles soltaram pilares de chama cinza-pálida em sua honra.

Esse sonho terminou em algum momento, e Noah viu essas imagens desaparecerem de sua mente.

No entanto, o orgulho que eles carregavam fluiu em sua mente e tornou-se parte dele.

Outros sonhos ocuparam seus pensamentos durante seu período de hibernação.

Noah viu os dragões de sua matilha lutando contra uma espécie inimiga pelo controle de um pico de montanha que ele não reconheceu.

Chamas vermelhas e cinza-pálidas encheram sua visão, a batalha entre os dois bandos foi confusa e impiedosa.

No entanto, ele não se moveu.

Ele sentiu a arrogância silenciosa que se originou de sua consciência de ser um membro das espécies mais potentes de dragões, ele sentiu a confiança desvinculada no poder de suas chamas.

O líder do bando inimigo eventualmente apareceu, e Noah atacou sem hesitação.

Sua boca réptil se abriu e lançou um pilar de chamas brancas que colidiu com as vermelhas de seu oponente, e algo dentro dele lhe disse que ele havia vencido aquele conflito.

As imagens da batalha desapareceram naquele momento, e Noah podia sentir essa arrogância se tornando parte dele.

‘Talvez a espécie do Dragão Amaldiçoado tivesse a chance de dar à luz uma herança de sangue se sua fertilidade não fosse reduzida tanto.’

Noah pensou durante um de seus momentos conscientes.

Ele tinha entendido o que estava experimentando, ele tinha perdido a cabeça em sonhos semelhantes no passado, afinal.

Era evidente que o Céu e a Terra tinham dado à luz emoções poderosas quando puniram a espécie Dragão Amaldiçoado.

Ainda assim, a capacidade reprodutiva reduzida impediu o aparecimento de uma Herança de Sangue.

Essas emoções intensas tiveram que ser passadas para muitos espécimes e, em seguida, reunidas em um único indivíduo para algo tão raro aparecer.

Esse processo precisava ser repetido ao longo dos anos, ou a intensidade das emoções transportadas pela espécie não atingiria a densidade necessária.

Claro, isso era simplesmente impossível devido ao estado pobre dos Dragões Amaldiçoados.

A população dessa espécie tinha diminuído desde que o Céu e a Terra a puniram, e as fortes emoções que sua linhagem carregava não tiveram a chance de se tornarem mais densas.

No entanto, Noah fundiu-se com um dos espécimes restantes e estava experimentando essas emoções durante seu avanço.

Absorver esses sentimentos não estava melhorando seu mar de consciência, só o fazia experimentar os eventos que tinham sido para sempre impressos na linhagem daquela espécie.

Noah começou a sonhar novamente, e ele podia imediatamente entender que as próximas imagens carregavam as emoções mais intensas da linhagem dos Dragões Amaldiçoados.

Um céu escuro apareceu em sua visão, e o estalo de trovões ressoava em todos os lugares ao seu redor.

Centenas de enormes dragões negros lançaram pilares de chamas brancas de neve que alcançaram o céu e perfuraram a barragem de nuvens negras que estavam obscurecendo a luz solar.

Grande parte das nuvens se dispersou após os ataques, mas elas pareciam cobrir todo o céu, Noah não foi capaz de ver seu fim!

Além disso, raios continuaram sendo liberados de sua superfície.

Noah viu seu bando que o acompanhou durante muitas batalhas sendo perfurados pelos poderosos ataques da enorme Tribulação do Céu.

As escamas desses dragões não podiam fazer nada contra o poder do Céu, os espécimes desse poderoso bando só podiam cair sem vida no chão abaixo cada vez que um raio os atingia.

Naquele momento, Noah sentiu medo pela primeira vez em sua vida.

Ele era um dragão, o tipo de besta mágica que dominava a cadeia alimentar.

Seu potencial era ilimitado, suas chamas continuavam atingindo novos níveis de poder, e eles tinham até mesmo superado os limites das fileiras heroicas.

No entanto, o mundo interveio quando isso aconteceu, e toda a sua arrogância e orgulho foram colocados contra algo que ele não poderia superar.

A intenção de batalha surgiu dentro dele, e ele não hesitou em liberar o novo poder que tinha acabado de obter.

O mundo ficou escuro quando ele abriu sua boca, qualquer forma de luz ao seu redor desapareceu quando ele lançou as chamas incomparáveis nas fileiras heroicas.

Mais da metade das nuvens negras tinha desaparecido quando a luz voltou naquela área, mas as restantes concentraram seus raios nele.

Noah sentiu seu corpo sendo perfurado, seus ossos se despedaçaram, e seus órgãos internos explodiram quando as faíscas se espalharam por ele.

A vida começou a abandoná-lo, mas ele permaneceu consciente o suficiente para testemunhar o destino dos espécimes sobreviventes de sua matilha.

Ele viu como os raios bateram em seus subordinados, quebrando suas asas e ferindo gravemente seus interiores.

Ele viu como os restos de sua matilha caíram incontrolavelmente em direção ao chão, ele viu seu desespero quando eles entenderam que o céu tinha sido tirado deles.

Foi então que a raiva ilimitada encheu seu corpo moribundo.

Ele sentiu raiva por ter perdido, mas também se sentiu chateado por as nuvens negras terem escolhido punir sua espécie em vez de exterminá-la.

As imagens desapareceram naquele momento, e Noah abriu seus olhos reais.

Essa raiva ainda encheu seu corpo, e ele levantou a cabeça em direção ao céu para desabafar seus sentimentos.

Um rugido ressoou na área subterrânea, e um pilar de chamas brancas logo saiu de sua boca e perfurou o terreno acima dele.

Qualquer besta mágica que ouvisse aquele grito foi imediatamente capaz de perceber que uma nova criatura do rank 5 tinha aparecido naquele território.


 

Aviso do Tradutor:

Vento_Leste

Vento_Leste

Chave Pix copiada!
Rolar para o topo