← Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo →


Capítulo 20: Um Damasco de Dentro do Muro

Tradutor: Asu | Editor: Asu

“Eu poderia ter Acessado o Dao? Poderia ser tão fácil? Ha ha ha…” Fang Zhengzhi sorriu alegremente enquanto pensava. Seus grandes olhos examinaram o ambiente e rapidamente pousaram em uma pedra do tamanho de um punho no pátio do lado de fora de sua janela.

“Wooosh!” Ele pulou da janela e aterrissou no pátio.

Rapidamente, ele se dirigiu para a rocha.

“Tudo bem, você vai ser minha cobaia experimental!” Fang Zhengzhi se colocou em uma posição que achou legal o suficiente, então canalizando sua ‘energia’, ele abriu as palmas das mãos e as colocou sobre o calcário.

“…”

Calma veio antes da tempestade.

“Owww!”

Mordendo os lábios, Fang Zhengzhi quase chorou de dor. No entanto, a rocha permaneceu a mesma de antes, sem uma única rachadura.

O que está acontecendo? Eu já não esgotei todo o meu esforço recitando textos por uma noite inteira? Por que não houve progresso algum? Fang Zhengzhi ficou irritado. O que eu fiz errado?

Espere um minuto.

Falando sobre o progresso…

Os olhos de Fang Zhengzhi de repente se iluminaram, houve de fato progresso! A sensação de progresso era real, mas o tipo de progresso não era o mesmo que ele esperava.

O que ele pensava inicialmente era que depois de uma noite de trabalho duro, seus meridianos e ossos seriam reformados, assim como os personagens dos romances de artes marciais. Sua pele e ossos se tornariam tão duros quanto metal, e sua força combinaria com a de um touro.

Mas agora as coisas não poderiam ser mais diferentes!

Meridianos e ossos, eles ainda eram os mesmos de antes. Sua força também foi inalterada. No entanto, sua capacidade de controlar o que estava acontecendo dentro de seu corpo parecia diferente.

A sensação era de controle, não destreza.

Era uma habilidade de controlar partes isoladas em seus órgãos internos. Por exemplo, ele percebeu que podia controlar a contração e a expansão de seus meridianos. Ele podia sentir o fluxo de sangue dentro de seu corpo e foi capaz de aumentar ligeiramente a velocidade de seu fluxo…

Na verdade, isso não era algo que as pessoas normalmente consideravam difícil.

Por exemplo, se alguém ficou agitado, seu batimento cardíaco aumentaria naturalmente. Durante o exercício, o sangue fluiria naturalmente mais rápido.

No entanto, estes são dois conceitos completamente diferentes.

Porque…

Essa forma de controle é verdadeiramente real!

Controle? Controle do corpo? Fang Zhengzhi estava cheio de dúvidas. As práticas deste mundo eram completamente diferentes do que ele pensava. Isso também poderia ser o Dao de Toda a Criação?

♦♦♦

♦♦♦

Alguns dias depois, em uma enorme casa dentro de uma certa cidade nas Terras do Norte.

Um soldado ajoelhou-se em um joelho. Acima dele, a garotinha, vestida com uma armadura vermelha brilhante, estava sentada com as pernas cruzadas, algumas moças de pé ao lado dela, limpando cuidadosamente o suor da testa.

“Não conseguiu fornecer uma resposta?”

A garotinha franziu a testa. Ela cometeu um erro? O incidente da Ilustração de Toda a Criação foi uma ilusão?

“Como é esse Li Huer?”

“Senhorita, Li Huer tinha uma cabeça arredondada. Ele era um pouco volumoso e seus lábios eram bastante grossos.”

“Hmm?” A garotinha entendeu. Levantando-se lentamente, ela caminhou levemente ao lado da janela e olhou para uma flor desabrochando, suas pétalas brancas como a neve.

Na verdade não era esse pequeno bastardo!

Isso não faz sentido, enquanto o chefe da Vila da Montanha Sul não parecesse muito brilhante, mas ele ainda deve ser capaz de tomar uma decisão decente. Esse pequeno bastardo sabe ler, com a restrição de idade entre seis e oito anos de idade, como é possível que outra pessoa tenha sido escolhida em vez daquele bastardo?

A garotinha não conseguia entender.

Onde estava o problema?

Será que o chefe da Vila da Montanha Sul não sabia que o pequeno bastardo sabia ler? Isso não é ainda mais improvável? Eles moram na mesma vila, como ele poderia não saber algo tão simples como isso?

Além disso, após este incidente, aquele pequeno bastardo definitivamente ficará mais alerta.

Homens da Divina Polícia que visitavam a Vila da Montanha Sul definitivamente teriam levantado uma comoção. Aquele pequeno bastardo deveria ter visto a pergunta, como ele poderia se conter e não dar uma resposta?

Sua força mental parece não ser tão ruim! Se este fosse o caso, mandar mais pessoas atrás dele provavelmente seria fútil. Eu não deveria agir precipitadamente e alertá-lo ainda mais. Vou esperar até que ele relaxe e se solte, então pensar em um plano perfeito para capturá-lo!

Alcançando esse pensamento, os olhos da garotinha se iluminaram.

Antes de tomar, é preciso primeiro dar! Eu tenho que encontrar algo que o pequeno bastardo não será capaz de resistir, então, quando chegar a hora certa, leve-o para o gancho e finalmente… Heh heh, traze-lo para a Divina Polícia e dê uma boa surra em seu traseiro!

♦♦♦

Fang Zhengzhi continuou trabalhando duro. Todos os dias, ele recitava textos no segundo em que acordava e logo antes de dormir. Quando entediado, ele carregaria seus Fundamentos da Lei do Dao e Clássico de Três Caracteres enquanto caminhava pela vila.

Isso atraiu alguma atenção dos moradores, provocando alguma discussão.

“Oh? Zhengzhi está começando a ler de novo?”

“Ele está realmente tentando aprender isso sozinho?”

“Zhengzhi, venha aqui rapidamente, venha para a tia… Diga a tia, quantas palavras você aprendeu dentro desse prazo?” Uma mulher de meia-idade sentada em frente ao pátio puxou Fang Zhengzhi para o lado dela.

“Eu não estou dizendo!” Fang Zhengzhi retrucou instantaneamente.

“É porque você nem consegue reconhecer uma única palavra? Ha ha ha…” A mulher riu.

“Tia, você pode ler as palavras deste livro?” Fang Zhengzhi perguntou, olhando ansiosamente para ela com um olhar sério no rosto.

“O que você acabou de dizer? Como a tia pode saber ler?” A mulher respondeu desconfortavelmente.

“Você quer dizer que a tia não sabe ler? Ha ha ha…” Fang Zhengzhi riu alto, então se virou e foi embora, deixando para trás um grupo de aldeões olhando fixamente um para o outro.

Depois de dar a volta na vila, Fang Zhengzhi deitou-se numa grande rocha perto da cerca do Salão do Dao, aquecendo-se ao sol e imaginando-se como um estudante de dentro do salão.

“Olhe, Fang Zhengzhi está secretamente tentando ouvir o professor novamente!”

“O que ele pode ouvir do lado de fora? Ele nem consegue ver o que está sendo escrito pelo professor, como ele pode entender apenas ouvindo?”

“Só os céus sabem!”

Olhando para Fang Zhengzhi secretamente tentando se juntar à aula que estava acontecendo dentro do salão, os aldeões começaram a discutir novamente. No entanto, Fang Zhengzhi nunca fez qualquer barulho, nem levantou qualquer comoção, portanto, com o passar do tempo, os aldeões começaram a se acostumar com isso.

Com o passar dos dias, a autoleitura de Fang Zhengzhi havia parado de atrair a atenção dos aldeões. Vê-lo fazer suas rondas com seu livro tornou-se comum.

Gradualmente, os aldeões também começaram a considerar Fang Zhengzhi como um estudioso, não o mesmo que os verdadeiros estudiosos dentro do Salão do Dao.

Mesmo assim…

Fang Zhengzhi ainda era conhecido por todos como um intelectual.

Apenas quantos dos livros que ele leu foram de alguma utilidade? Ninguém sabia.

♦♦♦

Certa tarde, quando o sol brilhava intensamente no céu, Fang Zhengzhi dormia em seu lugar habitual na grande rocha ao lado do Salão do Dao. De repente, ele notou uma pequena folha saindo dos galhos de uma pequena árvore, metade de sua superfície aparecendo por trás das paredes.

Inspirado pela visão, ele recitou um poema que é usado por apaixonados.

“Com tanta primavera no jardim, como ela pode ser contida? Um ramo de flor do damasco vermelho já atingiu o muro.”

“Irmão, vejo que você está esperando pelo damasco!” Assim que ele estava prestes a fechar completamente os olhos, satisfeito, a luz acima de sua cabeça parecia estar bloqueada por alguma coisa. Abrindo os olhos, ele viu um homem de meia idade erudito em pé na frente dele.

Fang Zhengzhi reconheceu-o como professor do Salão do Dao. Seu nome era Wang Anhua. Ele era um homem decente e culto, mas seu rosto era um pouco grande demais, bloqueando o sol de Fang Zhengzhi.

“Todos os dias eu tenho visto você deitado aqui debaixo do sol, hoje eu quero te testar com uma pergunta. Que tal?” Wang Anhua parece não ter ouvido o poema que Fang Zhengzhi acabara de recitar.

“Se eu puder responder, você me promete uma coisa?” Fang Zhengzhi sentou-se lentamente na rocha e perguntou inocentemente.

Wang Anhua ficou surpreso. Ele tinha visto o seu quinhão de estudantes, cada um deles respondendo humilde e sinceramente quando os testou. Quem negociaria as condições como esse garoto?

No entanto, considerando que Fang Zhengzhi pretendia pedir que a promessa fosse concedida somente depois de ele ter respondido a pergunta…

A curiosidade assumiu. Esse garoto é realmente tão confiante?

“Ha ha … diga-me, quais são os seus termos?” Wang Anhua não dispensou a pergunta de Fang Zhengzhi, e em vez disso perguntou, seu interesse foi despertado.


← Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo →

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo