Capítulo 01 – Um Nível Diferente

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo

 

Haruhiro e os outros terminaram de vender o saque do dia e dividiram seus ganhos, então quando estavam discutindo o que iam fazer em seguida.

Um som alto, ecoou repetidamente em Altana.

“O que …” As sobrancelhas de Haruhiro estreitaram. “O sino das seis horas? Mas soou sete vezes, todas desordenadas também … ”

“O que?! O que?! O que está acontecendo ?! “O cabelo bagunçado de Ranta caiu para trás e para a frente conforme ele virava a cabeça de um lado para o outro.

“Mm?” Yume piscava rapidamente. “O que está acontecendo?”

Shihoru aproximou-se de Yume. “Soa como … uma emergência?”

Mogzo esfregou as costas do elmo, inquieto, com uma expressão ansiosa.

“Não pode ser …” Mary inclinou-se ligeiramente para a frente, os olhos se estreitaram em fendas. “Um ataque inimigo?”

“Huh?” Haruhiro inclinou a cabeça. Ele tinha entendido a definição das palavras, mas não tinha ideia do que elas significavam.”Ataque inimigo?”

Um grito perfurou o ar de algum lugar. Parecia distante.

“Oy! Oy! Oy! ” Ranta gritou. “Uau! Uau! Uau!”

Por que ele estava agindo de forma tão intensa? Porque ele e um idiota?

“Mary, o que você quer dizer com ‘inimigo’?”, Perguntou Haruhiro.

A resposta foi concisa. “Provavelmente Orcs.”

Orcs? Hiruhiro Perguntou-se, não estando familiarizado com a palavra.

“Corra!”, Alguém gritou.

“Orcs!”, Outro gritou.

“São orcs !”

“Orcs estão aqui!”

“Nós fomos invadidos!”

“Oh?” Yume colocou um dedo indicador no queixo. “Yume não sabia que okras podiam invadir.”

O Straight-man Haruhiro atirou de volta, “Não são Okras, são Orcs!”

Todas as pessoas no mercado de repente convergiram em um fluxo contínuo de corpos, o qual engoliu Haruhiro e os outros em um instante. A maré de compradores em pânico empurrou eles, então eles descobriram que era impossível mover-se contra a multidão.

“O que -!” Ranta estava tentando lutar contra a multidão, mas ele também não foi capaz de resistir. “Que diabos!”

“Ai!” Os olhos de Mogzo pareciam girar loucamente nas órbitas. Por ser grande como ele era, Mogzo recebeu uma enxurrada de cotoveladas e joelhadas.

“M-meu chapéu!” Shihoru falou, quando seu chapéu de maga voou da sua cabeça.

Haruhiro agarrou-o com sua mão em quanto estava no ar. Então, tudo foi por água abaixo depois disso. Empurrado pelas pessoas atrás dele, ele foi rapidamente separado de todos os outros.

“Haru!” Yume chamou.

“HARU !!”Mary também.

O topo da cabeça de Mogzo era a única coisa que ele podia ver agora, e só um pouco. Mas ir para onde ele estava era impossível.

“Mogzo!” Haruhiro acenou com a mão freneticamente, mas não adiantou de nada. Ele tinha perdido-o de vista. “Tomem cuidado, todos!”

Mas embora ele dissesse isso a si mesmo não adiantava, Haruhiro percebeu que tinha que ter cuidado. Se ele tentasse forçar descuidadamente seu caminho contra a multidão descontrolada, ele seria pisoteado. Ele poderia até mesmo morrer. Morrer assim … não, apenas não. Então, por enquanto, ele não tinha escolha senão seguir o fluxo da multidão.

Um ataque … era isso que Mary tinha dito. Ataque inimigo? Orcs. O que são orcs? Haruhiro sentiu como se já tivesse ouvido a palavra em algum lugar antes.

Seja o que for orcs, esta definitivamente não é uma situação normal em Altana. Invasão. Então, eles estavam sendo invadidos? Altana estava sendo atacada por orcs ou qualquer outra coisa? E todos estavam apenas fugindo? Mas para onde?

Esta era o lar de todos; todo mundo tinha suas casas aqui. E Altana era cercada por um alto e espesso muro, o que significava que era um local seguro. Provavelmente. Ou assim Haruhiro pensava. O lugar supostamente mais seguro estava sob ataque. Será que isso quer dizer … isso poderia ser possível …

… Isso é realmente ruim.

As barracas mercantes que ladeavam as ruas foram derrubadas, seus bens espalhados e perdidos baixo de um mar de pés. Que desperdício, Haruhiro pensou. Alguns dos quiosques tiveram suas mesas quebradas, e outras foram completamente destruídas.Seus proprietários vão ficar tão chateados …

Espere, agora não era momento para pensar em coisas como essas!

Um grito de pavor surgiu da direção que todo mundo estava indo. “Eles estão aqui! O inimigo está aqui! Corra! CORRA! A outro direção!Corra!”

De repente, o mar de pessoas começou a fugir na direção oposta. Mas uma coordenação de todas essa pessoas era muito difícil; as pessoas na frente deram meia-volta, enquanto aqueles que estavam trás continuaram indo em frente. E Haruhiro foi infeliz o suficiente para ser pego bem no centro da confusão. Ele foi imprensado, incapaz de se mover.

“Não posso respirar! Parem de empurrar! “, Ele engasgou.

Ele ia ser esmagado até a morte. Morrer assim … você deve estar brincando! De alguma forma, Haruhiro conseguiu fazer seu caminho através da multidão, até chegar a uma, ainda de pé, tenda comercial. Ele passou pela cortina preta que servia de entrada.

“Ugh, que fedor …” Seu nariz se rebelou contra o mau cheiro.

Alem do cheiro ruim, os objetos que cobriam o balcão e prateleiras eram estranhos também, cheios de animais mortos, restos deles, ossos, dentes, penas, e até mesmo acessórios feitos a parti das coisas mencionadas.

“Por aqui…”

Uma voz vinda do nada fez Haruhiro saltar, assustado. Quando ele olhou, uma velha enrugada vestida de preto estava acenando para ele por trás de um balcão. Era evidente para Haruhiro que ela era totalmente sombria.

“Venha aqui!” A velha ordenou em tom de reprovação quando Haruhiro não respondeu imediatamente.

Timidamente, Haruhiro foi em sua direção. “Err, esta é sua loja, velha senhora?”

“Que rude! Eu não sou nenhum velha senhora ! Me chame de jovem senhora! ”

“Umm … senhora …” Haruhiro começou a corrigir a si mesmo, o que fez a velha sorrir.

“Continue…”

“Mas você não é um … Quer dizer, você não parece …”

“Ei, se você estiver indo da uma de straight-man, então pode para agora!”

Mas foi você que começou sendo o homem-engraçado, em primeiro lugar, pensou Haruhiro, mas não disse.

A velha deu de ombros. “Eu sou a Senhora Baaba.”

“Senhora é pouco para você!” Haruhiro atirou de volta.

A velha pigarreou. “Isso é muito parecido com um straight-man”.

“…Obrigado. Eu acho.”

“Não comece a se sarcástico comigo, garoto!” Ela parou. “Deixe pra lá. Vamos começar de novo. Eu sou a Senhora Baaba, uma Feiticeira e, como você pode ver, proprietária desta loja de produtos mágico. Você é um membro da força de reserva?”

“Sim, o que tem sobre isso?” Haruhiro respondeu, tentando o seu melhor não olhar para os objetos estranhos ou respirar pelo nariz.

A cortina da porta impedia qualquer visão do que estava acontecendo la fora. No entanto, Haruhiro ainda podia ouvir os gritos vindo de lá. O ataque ainda estava em curso, ou assim parecia.

“Uma invasão? Realmente? “, Ele sussurrou para si mesmo.

“Orcs? Ah bem. Isso acontece de vez em quando, “Senhora Baaba comentou. “Você não é um novato, certo?”

“De certa forma”, disse Haruhiro. “Eu não estou trabalhando na Lua Escarlate a tanto tempo.”

“Foi o que pensei. Você é virgem?”

“Um o quê?!”

“Soldado idiota. Eu não estou falando sobre se você já fez com uma menina antes ou não! soldados da força de reserva são consideradas virgens ate matar um orc. Não me diga … você é um duplo-virgem ?! ”

“Duplo, triplo, quem se importa ?!”

“Sem um pingo de vergonha!” Senhora Baaba apontou um dedo acusador para ele. “Você é um homem, não é? Um jovem, certo? Você quer matar orcs e dormir com meninas, não é?”

“E dai? Qual é o problema ?! ”

“Menino idiota!” Senhora Baaba gritou, saliva voou.

Ela olhou-o como se fosse dizer mais alguma coisa, mas a cortina da porta de repente se abriu. Haruhiro piscou em surpresa quando alguém entrou. Porém, não era um alguém, era alguma coisa . Não era um ser humano, afinal de contas, tinha a pele verde.

Era enorme. Não só em altura mas também em largura. Tinha peitos largos, um nariz que parecia que tinha sido esmagada;orelhas pontudas, presas como de um javali saiam dos cantos de sua boca e seu cabelo era vermelho sangue. Estava de armadura e empunhava uma espada de um gume.

Enquanto Haruhiro estava perguntando-se o que diabos era aquilo, Senhora Baaba gritou: “ORRRRRC!” Ela estava segurando algo como uma bengala em suas mãos. “E em minha loja! Garoto soldado, agora é sua chance de perder a virgindade! Mate ele! ”

“E-eu ?!” Haruhiro gaguejou enquanto tentava desembainhar sua adaga; ele não conseguia obter controle sobre si mesmo. “De jeito nenhum! Estou sozinho, e minha classe é ladrão! ”

“E daí?! Eu sou um vovozinha! Tenha coragem, ladrão! “Senhora Baaba falou dando uma cultucada em Haruhiro com a parte de trás da sua bengala.

“Aii!” Ele quase caiu de cara no chão. Ela era muito forte para uma vovozinha.

O orc tinham se aproximado e Haruhiro estava em apuros. O orc pulou e apunhalou com sua espada, gritando em uma língua que ele não conseguia entender.

“O que-! De jeito nenhum! “Haruhiro desviou do ataque pulando para tras, mas logo encontrou-se pressionado contra o balcão.

“O que você está fazendo ?!” Senhora Baaba gritou para ele.

“Você está me perguntando ?!” Haruhiro pulou em cima do balcão e começou a correr sobre ele.

“OSHUU BAGDA!!!” o orc gritou, enquanto perseguia ele.

Não havia nenhuma maneira. Haruhiro ia morrer. Ele ia ser morto. Ele gritava freneticamente, agarrando qualquer objeto ao seu alcance para jogar na orc. Mas, mesmo quando o orc era atingido, ele agia como se não sentisse nada.

De jeito nenhum! De jeito nenhum, de jeito nenhum, de jeito nenhum! Palavras não conseguiam expressar quão ruim as coisas estavam para Haruhiro, ele mergulhou através da cortina da porta e foi para fora da loja mais uma vez.

“É … não me seguiu?”, Ele sussurrou para si mesmo. Assim que as palavras sairão da sua boca ele escutou as da senhora Baaba. “Menino soldado! Como você poderia apenas deixar uma vovozinha morrer ?! Oh, desumanidade! ”

“E o que exatamente você espera que eu faça …?” Haruhiro murmurou.

Ele podia ver outros orcs a distância. Afinal de contas, isto era uma invasão, então é claro que seria mais do que um. Muito mais. Isso e ruim. Muito ruim. Terrivelmente ruim. Ele tinha que correr. Esconder-se em algum lugar, talvez, até que as pessoas que podiam lidar com orcs viessem. Não era como se senhora Baaba fosse uma amiga ou qualquer coisa. Ela era uma estranha total. Ele não tinha nenhuma obrigação de ajudá-la. E não era como se ele pode-se ajuda-la, mesmo se quisesse.

“Eu não tenho escolha …”

Ele tomou uma única respiração e, arrancou a cortina de porta da loja. Droga! O que estou fazendo ?! Ele não estava a ponto de fugir? Ele ainda queria. Seu desejo de fugir era esmagador. Mas se ele fugisse e deixasse alguém para morrer, mesmo se fosse uma estranha, ele sabia que nunca iria dormir bem novamente.

Então, ele não tinha escolha. Não era apenas porque isso iria assombrá-lo para sempre, era porque essa era a única coisa que um ser humano decente poderia fazer.

O orc balançou sua espada para baixo em Senhora Baaba. Ela bloqueou com sua bengala, a força quase deixou-a de joelhos, seu rosto ficando vermelho brilhante com o esforço de ficar a pé. A bengala era realmente de qualidade, caso contrario ela teria quebrado com o ataque do orc. Não era hora de ficar impressionado.

Haruhiro sacou sua adaga e ajustou suas vistas para as costas do orc. “[Punhalada pelas Costas]!”

A lâmina, no entanto, foi desviada pela armadura do orc. Ele virou-se para Haruhiro e berrou: “GASHUU HA!”

“Menino soldado!” Os olhos de Senhora Baaba estavam visivelmente brilhante. “Eu acho que estou me apaixonando!”

“Sério, não!” Haruhiro bruscamente, virando as costas para o orc. “Venha aqui! Ou … não importa! ”

Infelizmente, a atenção do orc agora mudou da senhora Baaba para Haruhiro. não devia ter feito isso … pensou Haruhiro. Deveria ter matado quando tive a chance … Mas já era tarde demais para arrependimentos.

“HASHUU HASHUU HASHUU!” O orc gritou enquanto perseguia Haruhiro para fora da loja.

Haruhiro correu até sua respiração tornou-se pesada e irregular. Sua armadura era leve e ele estava correndo por sua vida, mas ainda assim o orc, apesar de usar uma armadura pesada, acompanhou ele facilmente. Haruhiro não conseguia colocar qualquer distância entre eles.

“Droga …”, ele murmurou, Haruhiro foi em direção a uma pequena rua onde não havia muito espaço para correr, pois estava cheia de barracas, na tentativa de despistar o org.

Mas o orc continuou bem atrás dele, seguindo cada passo de Haruhiro. Haruhiro queria desistir. Ele queria dizer ao orc, Desculpe-me, mas podemos cruzar a linha de chegada agora? Estaria tudo bem com você? Mas é charo que isso não era possivel

Ele decidiu vira na próxima esquina. E continuar correndo, mas ate quando aguentaria … provavelmente não era possível continuar por muito tempo. Ele estava em seus limites, tanto mentalmente quanto fisicamente. Párese que era hora de se aposentar.

Haruhiro virou a esquina, quando uma voz baixa e rouca ordenou: “Abaixe-se!”

Ele obedeceu e senti algo passando por cima da sua cabeça. Esse algo era uma espada. Ao virar da esquina, alguém estava esperando. O dono da voz rouca. Ele tinha usado sua espada em um movimento de corte horizontal, errando a cabeça de Haruhiro por meras polegadas, e acertou o orc.

O orc fez um barulho de surpresa e Haruhiro virou bem a tempo de ver a cabeça do orc voar fora seus ombros. O homem de cabelos grisalhos que tinha matado o monstro estava de costas para Haruhiro.

Renji.

Renji tinha se juntado a Lua Escarlate no mesmo dia que Haruhiro, mas com certeza não parecia assim. Sobre a armadura elegante estava um manto forrado de pele e na sua mão uma espada impressionante. Haruhiro sabia que Renji era diferente no momento em que pôs os olhos nele, mas, mesmo assim, era difícil acreditar que a diferença entre eles era tão grande.

Um golpe, apenas isso. Renji tinha matado o orc em um golpe. A diferença era muito grande.

“Você está bem?”, Perguntou Renji, e Haruhiro pode apenas acenar mecanicamente.

Não é legal. Isso refrescou minha memoria. Por que sou tão patético? Intensamente embaraçado, Haruhiro rapidamente levantou-se pensando que deferia pelo menos dizer obrigado, mas não foi capaz de encontrar sua voz.

“Renji, estão vindo novamente!” Uma nova voz pertencendo a um homem com armadura esplendida e cabelo cortado curto.Ele estava apontando para o outro lado da rua.

Era Ron. Quando Haruhiro olhou para onde ele apontava, ele viu três orcs vindo diretamente para eles.

“Jeeru mea gram fel Kanon!”, Adachi, o mago com óculos de aro preto, cantava enquanto desenhava um glifo elemental.

Haruhiro não tinha idéia de que tipo de mágica que era. Um elemental azulado voou para um dos orcs e enroscou-se em torno de suas pernas. O orc não tropeçou ou caiu, mas não conseguiu andar corretamente. Os outros dois orcs nem sequer ligaram para seu companheiro atingido. Eles continuaram vindo.

De repente, uma perna longa disparou para fora de um beco para se conectar ao joelho de um orc. O orc não poderia ter se esquivado, o chute foi cronometrado impecavelmente. Haruhiro não podia ter certeza, mas parecia habilidade de luta dos ladrões, [Destruidor de Joelhos]. O orc caiu para a frente com um grunhido. A pessoa que derrubou-0 foi uma menina vestida com roupas de cores brilhantes.

Sassa, hein …

“Boa!” Disse Ron, enquanto avançava em direção ao orc em perfeitas condições.

Ron não era pequeno; no entanto, ele parecia em comparação ao orc. Mas apesar de sua construção menor, um série de ataques de Ron fizeram o orc recuar. Enquanto isso, o orc que Sassa tinha derrubado estava começando a levanta-se para se juntar as seus companheiros, embora parece-se estar com um monte de dor. Então um pequena menina carregando um pequeno cajado foi em sua direção.

Chiba

Chibi murmurou algo e colocou o cajado em linha reta na direção de um orc. O orc rugiu para ela e atacou do lado do cajado com sua espada.

“WHA!” A voz de Haruhiro ficou presa na garganta.

O ataque do orc acertou o cajado, mas Chibi absorveu força do impacto e usou para girar.

“Yah!”, Ela chiou. Utilizando o impulso do giro, ela bateu com o cajado na parte inferior das costela do orc.

Ela não consegui ferir o orc, pois ele estava usando armadura, mas conseguiu sua atenção. O orc tentou atacar Chubi novamente, mas ela pulou para onde Renji estava.

Ele acariciou a cabeça dela com sua grande mão e disse: “Bem feito, Chibi”.

Chibi fez um som de felicidade, e seu rosto ficou vermelho beterraba.

No momento seguinte, Renji aproximou-se do orc então enterrou à ponta de sua espada no ombro dele. Pouco importava que o orc usava armadura, este era Renji, depois de tudo. Ele arrancou sua espada, e, ao mesmo tempo, chutou a armadura do orc no peito com força suficiente para derruba-lo. Enquanto o orc tentava não cair, Renji matou-lo facilmente, enfiando a espada na base de sua garganta, torcendo-a ao retira.

Um uivo irrompeu do orc que Ron estava lutando; o monstro tinha sido forçado a ficar de joelhos por causa dos ataques ​de Ron, ele não teria problemas para terminar isso agora. Gritando a cada ataque, Ron fez chover golpes ao topo da cabeça do orc com muito velocidade, e ele não parou até que o crânio do monstro se partiu.

Forte … e alto, também, pensou Haruhiro.

No tempo que Haruhiro tinha gasto assistindo Ron, Renji tinha,se movido. Agora, ele estava lutando contra o orc que Adachi tinha magicamente desabilitado anteriormente, ele matou-o muito facilmente, a maneira que Renji se movimentava lembrava Haruhiro de Mestre Barbara da sua guilda. Os movimentos deles eram quase seus movimentos, furtivos e silenciosos.

Também era impressionante a forma como Renji manejava sua espada. Ela parecia muito pesada, e, no entanto Renji movimentava ela como se fosse simplesmente uma extensão de seu próprio braço. Ele havia cortado os ossos dos pescoços dos orcs que tinha lutado, como se fosse nada mais do que papel de seda. Haruhiro pensava que ele era realmente incrível. Como podia Renji fatiar através de algo tão duro como ossos, como se não fosse nada?

“Esse é o último deles,” Ron disse.

Então Haruhiro percebeu algo que ninguém mais conseguiu.Talvez por ele não esta tentando prestar atenção em apenas uma coisa, sua visão da cena estivesse mais ampla do que a deles.

Algo se moveu. Na parte superior de um edifício. O telhado.

“Renji, acima de você!” Haruhiro gritou.

Renji saltou para trás imediatamente. Uma fração de segundo mais lento e ele teria sido cortada.

Algo tinha descido sobre Renji a partir do topo do edifício. Era um orc normal; no entanto, o seu cabelo era branco, com um pequeno brilho prateado. Curiosamente, o cabelo de Renji era branco também.

É algum tipo de lei do universo, pensou Haruhiro. Cabelo de branco significa ser medonho.

Assim como Renji, o orc era medonho. Não apenas seu tamanho. Ele estava equipado com uma armadura ébano preta, e sobre os ombros tinha um manto listrado como a pele de um tigre, talvez fosse realmente pele de tigre.

Cada polegada de seu rosto estava coberto de tatuagens. Tatuagens e cicatrizes. Seus olhos tinham cor amarela. Ferozes e assustadores. Sua expressão estava calma, provavelmente ele era bem inteligente.

Finalmente, a arma que tinha em suas mãos. Era uma espada de gume único, roxa, grossa e longa, e sua lamina era afiada como navalha.

Em cima de tudo isso, quando o orc de cabelo branco virou-se para Renji, cerca de mais dez orcs apareceram nos telhados dos edifícios ao redor.

Os orcs se prepararam para descer dos telhados, mas pararam quando o orc de cabelo branco, provavelmente o lider, levantou sua mão esquerda. Ele abriu a boca e começou a falar.

“Eu sou…”

O quê? Haruhiro estava confuso. Será que ele acabou de dizer, “eu sou”?

“… Ishh Dogrann. Você e quem?”

Ele falou. Claro, sua fala era um pouco estranha, mas falou na linguagem humana. Os cantos da boca de Renji ligeiramente curvaram-se para cima. Ele estava sorrindo. Ele fez parecem estar sempre sorrindo, mas não era apenas um pouco estranho estar sorrindo em um momento como este?

“Meu nome e Renji. Você vai lutar contra mim, Ishh Dogrann? ”

“ONN GASHUU RADDO!” Os outros orcs baixaram as armas com o comando de Ishh Dogrann.

Isso significa que ele quer lutar mamo-a-mamo?

“Ninguém interfira,” Renji ordenou para seu grupo, em voz baixa.

Ele realmente vai fazer isso? Luta um contra um? Renji esta realmente falando sério? Parecia que estava.

Eles entraram em confronto. Haruhiro não viu quem fez o primeiro movimento. Cada lâmina conheceu uma a outra com uma série de clangs altos; faíscas voaram, eles não paravam de atacar nem por um segundo, na tentativa dominar um ao outro. Enquanto eles estavam pressionando, eles mudavam sutilmente seu peso corporal para seus joelhos, tentado conseguir um melhor equilíbrio.

Cada um deles queria quebrar o equilíbrio do outro, mas ambos permaneceram firmes.

Ishh Dogrann atacou a perna de Renji, mas Renji saltou para evitar o ataque e respondeu com um balanço na cabeça de Ishh Dogrann. O chefe orc bloqueou com um armadura que estava no antebraço, abaixou-se bruscamente, e arremessou seu manto em Renji.

Haruhiro ficou completamente surpreso com o movimento, mas Renji não. Ele não entrou em pânico, não fez qualquer ruído, ele simplesmente pegou o manto e jogou no chão e enfiou a espada no orc. Ishh Dogrann provavelmente tinha a intenção de surpreender Renji para encontra alguma abertura.

Quando a estrategia falhou, o orc recuou um pouco.

“Boa. Humano. Voce é bom. Guerreiro.”

“Claro”, Renji respondeu secamente, fechando a distância entre eles.

Suas lâminas se encontraram novamente. Desta vez, porém, Renji estava na ofensiva. As mãos de Haruhiro haviam se enrolado em punhos apertados.

Renji pode fazer isso. Ele pode ganhar. Mate isso! Detenha-o!

Ou assim Haruhiro acreditava. Assim parecia. Renji estava dominando, mantendo uma vantagem óbvia. Mas em um piscar de olhos, a espada de Ishh Dogrann cortou profundamente o braço esquerdo de Renji.

O que? Haruhiro não tinha idéia de como isso aconteceu.

Renji se afastou do orc, flexionando seu braço. O ferimento horrível perto de seu cotovelo era incrível em sua profusão. Os outros do grupo de Renji engasgaram e gritaram sua preocupação, enquanto aplausos viam dos orcs.

Renji baixou o braço esquerdo, e empunhou sua espada apenas com a mão direita. Parecia que ele pretendia continuar com uma mão, não que a ferida no braço lhe deixasse outra escolha. O braço estava, provavelmente, inútil agora. Mas a espada de Renji era grande e pesada. Ele estava em clara desvantagem.

Ele respirou fundo … e sorriu. Apesar de tudo isso, ele ainda estava sorrindo.

“Não é ruim”, disse o chefe orc.

Este sorriso era diferente do anterior. Não foram apenas os cantos da boca desta vez; seu sorriso agora se estendia por todo o seu rosto. Fez Haruhiro estremer-se.

Assustador … Renji é absolutamente assustador, pensou, e não pela primeira vez. Renji tinha sido assim desde do início.

Renji partiu para a ofensiva novamente. Ishh Dogrann, ainda empunhando sua espada com ambas as mãos, parou os ataques de Renji com facilidade. Os golpes de Renji estavam mais leves do que antes, se eles fossem se chocar diretamente contra os de Ishh Dogrann agora, Renji perderia para a força do chefe orc.

Na verdade, parecia como se o orc estivesse perto de derrubar a espada de Renji da sua mão. Renji mal era capaz de manter controle sobre ela. Ele deixou sua parte superior do corpo, do peito a cabeça, completamente aberta para ataques.

Chibi soltou um grito agudo quando Ishh Dogrann bateu com seu punho blindado no rosto de Renji. A armadura que o orc usava era principalmente de metal e as placas se estendiam todo o caminho até os nós dos dedos. O golpe quebrou o nariz de Renji; ele estava coberto de sangue em meros segundos.

Renji, ainda sorrindo, atacou novamente.

Seus ataques foram bloqueados ou desviados, a cada ataque, o chefe orc chovia contra-ataques sobre ele.Em pouco tempo, Renji estava coberto de feridas. A armadura de Renji não era do tipo que protegia completamente da cabeça aos pés. Ishh Dogrann apontou seus ataques nas áreas abertas com precisão cirúrgica. Pior ainda, a terrível espada do chefe orc foi capaz de arrancar pequenos pedaços da armadura.

“OSHUU! OSHUU! OSHUU! “Os subordinados orc cantavam animadamente.

Renji continuou atacando, mas Haruhiro mal conseguia suportar assistir. Força de vontade pura era a única coisa que mantinha Renji ainda lutando. Ou talvez Renji saiba que se mudasse para defesa, ele iria ser dominado em um instante. Ele não tinha escolha, a não se ficar na ofensiva.

“Ron!” Haruhiro não podia suportar permanecer em silêncio por mais tempo. “Você não vai ajudá-lo ?! Você vai só ficar aí ?! Adachi! Chibi! Sassa! Renji vai morrer! ”

“Se fizermos isso …”, disse Sassa, com o rosto pálido e suado, ela se forçou a sorrir ironicamente. “Renji vai nos matar depois.”

Chibi disse algo assim, sua expressão tão feroz como se estivesse escrevendo seus sentimentos em seu rosto. Haruhiro realmente não achou que esta era a sua intenção, mas ele não podia ter certeza.

Renji atacou mais uma vez, e mais uma vez Ishh Dogrann desviou com facilidade. A cena não tinha mudado. O orc olhando como se fosse a qualquer momento retirar a espada de Renji da sua mão, Renji mal conseguindo continuar atacando. Isso e ruim. Nada esta mudando. Renji vai perder.

Ishh Dogrann contra atacou Renji, mais uma vez, só que desta vez, Renji não deixou.

Renji agarrou sua espada com ambas as mãos e levantou ela alto. O chefe orc rapidamente se posicionou para defende o golpe de entrada.

Mas isso era impossível. Isso não poderia acontecer. O braço esquerdo de Renji tinha supostamente se tornado completamente inútil … mas diante dos olhos de Haruhiro, lá estava ele, empunhando sua espada com um aperto de duas mãos firmes.

Renji soltou um grito selvagem. Haruhiro não acho que Ishh Dogrann iria recuar apenas por isso, mas por uma fração de segundo, o orc congelou. Renji atacou com sua espada em uma corte diagonal, a lâmina cortou profundidade o ombro do chefe orc.

Ele, em seguida, soltou sua espada e acertou um único soco em Ishh Dogrann. Implacavelmente, Renji continuou golpeando o chefe orc, mas sua raiva não era selvagem ou sem rumo. Era uma fúria controlada. Com disciplina e precisão meticulosa.

Ishh Dogrann não estava se movendo. O silêncio caiu sobre toda a área, apenas um único barulho estava ecoando pelas ruas, sendo ele o som maçante, dos socos de Renji. Todos estavam absolutamente imóveis, exceto por Renji. Ele apertou as duas mãos juntas, levantou-as acima da cabeça, em seguida, desceu com toda força, quebrando o que restava do rosto do chefe orc.

1917907_1021161371239976_5625290342686308132_n

Renji deu um suspiro profundo e flexionando o pescoço para a esquerda e direita. “Não é ruim. Não é de todo mau, Ishh Dogrann. Eu vou ter a certeza de lembrar do seu nome. ”

Ron bufou. “Você é uma bagunça, Renji.”

Luz brilhou sobre os óculos de Adachi quando ele olhou para os orcs no telhado. Sassa ainda parecia instável em seus pés. Chibi correu apressadamente para Renji, mas ele apenas acariciou a cabeça dela, e pegou a espada de Ishh Dogrann. E apontou para os orcs restantes.

“O que? Querem encara? Então, venham aqui em baixo! Vou matar todos vocês. ”

Ele não está exagerando um pouco? Haruhiro pensava. Claro, Haruhiro não podia deixar de pensar isso. Renji ainda ainda estava meio entorpecido, ele não tinha percebido que não era uma boa ideia falar grande na situação que estavam.

Um dos orcs fez um movimento com a mão. Vários dos outros fizeram ruídos que soavam como um protesto, mas se calaram quando o olhar do primeiro orc caiu sobre eles. Em seguida, se retiraram como uma unidade.

“Eu …” Haruhiro mal conseguia fica em pé. “Eu estou vivo.”

Tudo tinha acontecido bem diante de seus olhos, mas ele ainda não podia acreditar. Ele olhou para Renji, olhou para o lado, em seguida, olhou para ele novamente. Renji era ridiculamente forte. Comparando seu grupo com o de Renji, a palavra “inferior” simplesmente não parece suficiente.

Renji é forte. Muito forte.

Haruhiro suspirou e olhou para suas mãos. Elas estavam vazias. Ele olhou ao redor da área , mas não estava lá. O chapéu de Shihoru. Quando ele tinha soltado? Não era grande coisa, mas ele tinha perdido.

“… O que vou fazer agora?”, Ele sussurrou para si mesmo.

 

Capítulo Anterior || Índice || Próximo Capítulo