Selecione o tipo de erro abaixo

Jake e seu grupo ficaram surpresos ao encontrar os sobreviventes da Nova Terra reunidos em frente ao prédio de Ruby. Seu exterior havia mudado um pouco em relação a antes. Este parecia… mais comum, por assim dizer.

O edifício era um cubo simples com paredes brancas. Se não fossem os poucos sulcos luminosos e o frio generalizado emitido pelas paredes, poder-se-ia duvidar que se destinasse a um dos campeões da Provação. Até a aura que irradiava era bastante mansa, como se fosse uma mera casa para um humano normal.

“Você veio também?” Craig assentiu ao reconhecê-los.

Além do jovem e gordinho eterista, havia também seu amigo Ryo, seu instrutor e vice-capitão do esquadrão Wang Xiaoming, e Melissa, uma linda morena ainda vestindo seu equipamento de combate das Forças Especiais da Nova Terra, ou pelo menos o pouco que restava dele. Os outros tiveram que trocar as suas roupas por outras porque todos os seus equipamentos estavam seriamente danificados.

“Uau, isso é tudo que sobreviveu da Nova Terra?” Will deixou escapar com um olhar bajulador em seu rosto. “Acho que da próxima vez vocês devem selecionar seus membros com mais cuidado.”

Craig e Ryo trocaram um olhar e suspiraram em uníssono. O mestre de artes marciais Wang Xiaoming exibiu um sorriso irônico, dando tapinhas nas costas, satisfeito que seu capitão Alef havia morrido antes de ouvir aquelas palavras cruéis.

“Se assim posso dizer, vocês também não têm tantos sobreviventes.” Melissa retrucou com um tom sardônico.

“Touché.” Carmin riu enquanto cobria a boca.

“Ainda mais do que vocês.” Lorde Fênix cantarolou, dando-lhe um olhar sublime.

A jovem se encolheu, mas se absteve de intensificar ainda mais as coisas. Jake a salvou de mais embaraço abordando o assunto diretamente.

“Qual é a situação de Ruby?” Ele perguntou calmamente. “Ela não vai deixar você entrar?”

“Não…” Craig fez uma careta amarga. “Graças aos Caminhos do Oráculo, sabemos que ela ainda está lá dentro, mas não está respondendo.

“Hmm…” Jake também estava sem palavras. Depois de um momento, ele disse: “Deixe-me tentar.”

Se o Oráculo estava tratando Ruby como sua alma gêmea, deveria haver uma razão mais concreta do que uma vaga noção de amor à primeira vista. O que, como se viu, nunca aconteceu… Ele mal podia tolerar a existência dela depois de toda a porcaria que ela fez com ele. Embora agora… Eles estavam quites.

“Claro.” Craig não via mal em deixá-lo tentar. Eles ficaram presos fora de seu prédio por dez minutos.

“Esperem por mim aqui.” Jake informou a seus camaradas enquanto caminhava em direção à parede branca.

Ele ainda estava se perguntando como faria isso, mas enquanto tentava verificar a solidez da parede à sua frente, sua mão a atravessou. Os olhos de Craig, Ryo e Melissa se arregalaram em descrença.

“Está aberto?!” Eles exclamaram de alegria enquanto corriam para a parede.

BAM!

Eles bateram lamentavelmente na parede branca, o estalo resultante lembrava um coco sendo jogado contra um pára-brisa. Jake ficou tão atordoado que acenou com a mão através da parede uma segunda vez para se certificar de que não era um acaso.

Depois de massagear a testa dolorida, Craig gemeu: “Parece que ela não quer que entremos… Me pergunto o que fizemos. Se puder, Jake, peça desculpas por nós.”

“OK…”

Respirando fundo, Jake levantou o queixo e com um olhar de aço entrou no prédio. O interior era praticamente igual ao exterior, mas havia duas pessoas lá dentro. Uma em pé, a outra deitada. Ao reconhecer, a pessoa em pé, sua expressão sofreu uma mudança dramática.

“Você… O que você está fazendo aqui?” Ele perguntou alerta.

Ele tinha boas razões para reagir dessa maneira. A mulher era belíssima com pele cinza e longos cabelos dourados. Ela estava vestida com um vestido de armadura dourada que combinava com seu cabelo e carregava em sua mão direita uma longa lança dourada com vários sinos sob sua ponta de lança. A característica mais marcante, no entanto, eram as oito asas douradas dobradas atrás das costas.

Ele conheceu essa mulher Schwazen no passado.

“Por que eu não poderia estar aqui?” Caphriel sorriu, mas seu rosto não parecia mais tão inocente.

Não com o que Jake agora podia perceber dela. Ela era… como ele.

“Você foi corrompida? Não, você era um Digestor antes também.” Jake raciocinou em voz alta enquanto olhava para ela com crescente inimizade.

Ela deu de ombros.

“É assim que nós, Digestores, operamos. Os Corruptos e os Digestores normais fazem muito barulho, mas permite que aqueles com melhor autocontrole como eu sobrevivam e trabalhem nas sombras.”

Jake estava ficando cada vez mais confuso. Isso significava que ela estava fingindo desde que se conheceram e que até mesmo sua prisão pelos outros Honrados Corrompidos foi encenada. No entanto, tornou a situação atual ainda mais implausível.

“Eu não entendo.” Ele confessou. “Por que estragar seu disfarce agora e não antes? O que você ganha me contando tudo isso. Você poderia ter apenas salvado a metade humana de Ruby e guardado a verdade para si mesma.”

“Em primeiro lugar, porque agora você é capaz de reconhecer o que eu realmente sou, mas mais simplesmente porque foi uma ordem de Aurae. O Universo Espelhado rejeita os Digestores como nós rejeitamos vocês, mas isso não significa que não possamos coexistir sob certas circunstâncias, mas estou especulando… Sou um Digestor Incubado, como Ruby. Aurae me criou como todos os outros Anjos Schwazen de Quanoth. Ele obviamente notou minha natureza única desde o início. Embora eu instintivamente odeie o Universo Espelhado e tudo mais nele, graças aos esforços de Aurae, ainda posso resolver as coisas. Portanto, sou o que se pode considerar um agente duplo. Desta vez, ao salvar a metade humana de Ruby, fiz um favor a Aurae e aos meus superiores Digestores. Dois coelhos com uma cajadada só.”

Jake estava cada vez mais intrigado.

“Então, o que acontece com você agora que você cumpriu sua missão?” Ele então perguntou.

Ela carinhosamente acariciou o cabelo branco sedoso de Ruby, adormecida, e lançou-lhe um olhar travesso, “Eu me tornarei um Jogador sob as ordens de Aurae. As ordens de meu superior Digestor também são nesse sentido.”

“Aurae e o Oráculo estão dispostos a correr tais riscos?” Jake teve dificuldade em aceitar isso.

“Claro que não. Mas o que mais eles podem fazer além de me matar agora e perder seu agente duplo? Se eles usassem um feitiço ou tecnologia para fazer lavagem cerebral ou me escravizar, os Digestores descobririam e vice-versa. É uma aposta arriscada para ambos os lados, mas ao contrário do Universo Espelhado, os Digestores não temem minha traição. Minha mera existência é benéfica para eles, porque eu espalho a Corrupção pelo mero ato de respirar. Para Aurae e o Oráculo, não é tão fácil. O risco de eu traí-los ou tê-los traído é grande, mas há muito poucos agentes duplos como eu para que eles desistam dessa chance, mesmo que saia pela culatra. Você tem que entender que para cada Digestor Incubado como eu, existem vários milhões nascidos a cada segundo no Universo Espelhado. Todos eles, sem exceção, inclusive eu, eventualmente se tornarão verdadeiros Digestores. Levará apenas mais ou menos tempo e é nessa pequena janela de lucidez que o Oráculo está apostando. Há outras razões, mas infelizmente não sei muito mais sobre elas do que você.”

Jake permaneceu em silêncio por um tempo, digerindo todas essas revelações, então comentou: “Isso ainda não explica por que você está me contando tudo isso, muito menos por que você ainda está aqui. Você não precisa esperar que Ruby acorde.”

Ela olhou para ele como se ele fosse um idiota e riu para si mesma. Diante da crescente irritação e perplexidade dele, ela finalmente se acalmou e revelou: “Se você ainda não sabe, saberá em breve.”

Jake sentiu uma armadilha se aproximando. Certamente o Oráculo ou Aurae não estavam planejando pedir a ele para recrutá-la para os Nerds Myrtharianos para ficar de olho nela? Embora… Dado o quão bem ela se dava com Hade, havia pelo menos um que ficaria feliz em assumir essa tarefa.

“Você não é um idiota.” Caphriel sorriu ao perceber que ele havia descoberto.

Ela caminhou em direção à saída e, ao passar por ele, deu um tapinha gentil em seu ombro e sussurrou em seu ouvido com um hálito quente: “Estou ansiosa para trabalhar com você, chefe.”

Quando Jake se virou, a anjo havia desaparecido. Ele então voltou sua atenção para a adormecida Ruby e finalmente conseguiu se concentrar na outra coisa que o incomodava. Ao contrário de Caphriel, ele percebeu que ela não era mais um Digestor, mas então por que ele tinha a sensação de proximidade? Esse sentimento não existia antes.

Quando Jake se perguntou de onde vinha essa estranha sensação, Ruby de repente abriu os olhos. Seus olhos se encontraram.

Naquele momento, ele percebeu instantaneamente por seu olhar vazio por que ela não permitiu que Craig e os outros entrassem. Ela simplesmente não se lembrava deles.

Mas pela maneira como seus olhos se arregalaram de terror quando o viu, ela se lembrou dele.

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥