Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 203: Templo da Água: Labirinto Infernal

Como sempre, o sistema os cumprimentou: 


[Bem-vindo ao Templo da Água!]

[Definindo a dificuldade do teste! Por favor espere!] 

[Nova missão! Conclua o teste com sucesso!] 

[Opcional! Adquira a Pérola Amaldiçoada das Profundezas!] 

[Tente não se afogar! ;)] 

“….Nada ameaçador.” Jack comentou brincando. 

Splash! Splash!

Os três estavam correndo com água até a panturrilha, cada passo criava um som de respingo. E naquele instante, o monge já estava chateado. 

“Eu já odeio esse lugar! Monstros irritantes, certo! Água subindo e ameaçando nos matar, certo! Finalmente, um labirinto para completar, que merda!!” 

“Bem-vindo ao Templo da Água! Embora existam muitos, eles são sempre projetados para que os jogadores se divirtam por muuuito tempo! Talvez você devesse fazer como Moon Moon.” Jack brincou. 

“Woof!” (Curioso!) 

O lobinho pulava alegremente na água com o rabo balançando, até bebendo um pouco às vezes. Parecia felizmente inconsciente do perigo que representava. 

Armadilha Mortal 0 

Lobinho feliz 1 

O trio continuou progredindo, correndo o tempo todo. O principal problema era que todos os corredores de pedra pareciam iguais: arcaicos, robustos e semelhantes à boca de uma fera colossal. 

Não importa para onde se voltassem, seriam confrontados com a mesma maldita cena: mais corredores! A única coisa que mudou foi a altura conforme subiam e desciam. 

Se não houvesse um limite de tempo, as coisas teriam sido mais fáceis. 

O monge não pôde evitar o desespero. Se ele soubesse, teria ficado longe daquele velho mago maluco da água! Ele havia enviado seu aluno para a morte! 

Por outro lado, a relação professor-aluno era, na melhor das hipóteses, frágil. Ele estava vagando pela névoa, e o NPC também. Sim, foi basicamente isso! Então o cara o forçou a fazer tarefas para ele. 

Assim como ele estava decidindo internamente ficar longe do cara no futuro, ele não pôde deixar de notar que seu companheiro surpreendentemente calmo estava fazendo algo estranho. 

“Ei, por que você está tocando toda a pedra?” O monge perguntou, com os olhos brilhando de curiosidade. 

Jack assumiu uma expressão muito solene, como se estivesse prestes a revelar um segredo de estado. 

“Veja, eu desbloqueei a subclasse rara de sussurros de parede. Essa parede apenas me disse o caminho, e também que você deveria parar de olhar para ela daquele jeito.” Ele assentiu sério. 

Espere o que?! Ele estava bravo?! Ele estava brincando com ele?! Reviravolta na história, talvez houvesse realmente tal classe no Infinite? Afinal, ele tinha uma turma que era literalmente chamada de Masoquista. (Não que ele fosse contar a alguém) 

Mas foi então que o homem de repente começou a rir, dando-lhe uma piscadela. 

“Tenho deixado marcadores para trás. A magia deixa rastros e estou usando-a para saber em qual corredor já tentamos entrar.” Jack finalmente revelou. 

Isso explicava muita coisa! 

Sob a liderança do Rei Demônio, eles muito eficientemente… continuaram se perdendo. O melhor que pôde fazer foi anotar os caminhos que já haviam seguido. Caramba, eles conseguiriam uma taxa de exploração de 100%?! 

De tempos em tempos, eles encontravam monstros. Eles fugiriam corajosamente o mais rápido possível sempre que isso acontecesse. 

“Droga, a água está de alguma forma curando-os! Eles são indestrutíveis!!”

“Basicamente, então corra mais rápido!!” 

O monge estava perdido. Sua estratégia usual era lutar contra os inimigos à distância. Ele aguentaria seus ataques com suas habilidades defensivas especiais e contra-atacaria! Mas agora, ele simplesmente morreria se tentasse! 

Jack e Moon Moon foram os que mais ajudaram. 

Eles fariam chover fogo sobre seus inimigos e os deixariam imóveis por um segundo, apenas o tempo suficiente para contorná-los. Os monstros eram praticamente imunes ao fogo, mas ainda não gostavam do calor. Essa foi a sua única graça salvadora. 

Eles continuaram -> A água estava agora em seus joelhos.

Eles continuaram mais um pouco -> A água chegou à cintura.

Eles continuaram incansavelmente -> A água atingiu seus ombros.

Estranhamente, os monstros haviam desaparecido, mas nesse ritmo a própria água os mataria. 

Eles já estavam nadando, mas a saída não estava em lugar nenhum. Neste ponto, mesmo o ansioso Moon Moon não pôde deixar de parecer preocupado. Ao virarem outra esquina, Jack congelou de repente. 

“Para que lado devemos ir?!” O monge perguntou apressado. 

“Nós exploramos tudo. Esse foi o último. Não sobrou nada!” Jack exclamou confuso. 

“Provavelmente perdemos um em algum lugar!” 

“Não, nós não perdemos.” Jack reiterou. Ele tinha 100% de certeza disso. 

Todo esse tempo, ele usou sua Energia Demoníaca para mapear o local. Eles exploraram o labirinto em sua totalidade. Mas por que diabos eles ainda não haviam saído?! Ele não tinha ideia! 

Todo esse lugar era uma missão gerada pelo NPC lá fora. Ele não tinha feito essa versão específica da masmorra nem ouvido falar dela. 

Quanto mais ele pensava e mais confuso se sentia. Por que?! O que eles estavam perdendo?! 

Foi então que o monge suspirou. 

“Talvez não haja nenhuma maneira de resolver isso. Talvez estejamos condenados a morrer nesta maldita Prova das Profundezas!” 

“….”

“Sim, talvez todo esse lugar seja apenas uma piada cruel. Juro que aquela piscadela no começo pareceu malvada! Tente não se afogar, não é?! Isso é uma loucura!” Ele reclamou. 

Foi quando Jack de repente estremeceu em estado de choque. Espere?! E se?! Sem esperar, ele seguiu decididamente em uma direção específica. 

“Rápido, siga-me!” Ele animadamente liderou o caminho. 

O lobo e o monge correram atrás dele, pois ele já estava nadando a toda velocidade. Ele parecia ter acabado de receber a iluminação. 

Mas logo os dois perceberam que algo estava errado com toda a situação. Mal havia uma cabeça entre eles e o teto! Por alguma razão, o nível da água estava subindo muito mais rápido agora. 

Espere, não! Não era a água que subia mais rápido. O grupo deles estava se dirigindo para os corredores que eram de menor altitude. 

Então chegaram a um ponto em que era impossível progredir sem mergulhar. 

“Tudo bem vamos!” Jack declarou com entusiasmo, os outros dois parecendo incrivelmente pasmos. 

“Espere, não deveríamos tentar pesquisar um pouco mais? O suicídio com certeza é uma opção, mas eu não diria que é uma boa opção.” o monge repreendeu. 

“O que você está procurando?” Jack lançou-lhe um olhar astuto. 

“A saída? A pérola das Profundezas? – oh!” Foi quando ele finalmente percebeu. 

A missão opcional e a mensagem atrevida sobre o afogamento eram na verdade dicas. Eles teriam que ir mais fundo e correr o risco de se afogar. 

Sem hesitar, Jack mergulhou, seguido pelos outros dois. 

Quanto mais fundo eles iam, mais difícil era prender a respiração. Mesmo com o impacto mental reduzido, isso ainda era horrível! Parecia que seus pulmões estavam em chamas. 

Essa seria uma viagem só de ida. Eles tinham uma distância muito longa a percorrer para voltar. Eles só podiam orar interiormente enquanto lutavam contra o instinto de se virar. 

Então eles finalmente alcançaram o ponto mais baixo de toda a masmorra. Diante de seus olhos chocados, havia… um corredor normal. 

Isso acabou e logo eles se afogariam. 

Nesse momento, Jack se sentiu horrível. Eles morreriam, o NPC não os ajudaria e ele teria que recorrer ao seu plano inicial para derrotar os ratos. 

Isso seria um show de merda. 

Já foi, na verdade. Ele lançou um olhar de desculpas ao monge, vendo-o encolher os ombros. Então ele nadou perto de Moon Moon. 

O pobre lobo já tinha dificuldade para nadar e agora iria se afogar. Se ele soubesse, não o teria trazido para dentro dessa masmorra amaldiçoada! 

Havia medo nos olhos de Moon Moon, o medo de não entender completamente o que estava acontecendo com seu corpo. Mas então aninhou-se contra seu mestre e tudo se sentiu melhor. 

Todo o seu corpo queimava de dor, mas tudo ficaria bem enquanto eles estivessem juntos. Viu o arrependimento nos olhos de seu mestre, mas não foi culpa dele. 

Moon Moon deu um cortejo silencioso enquanto fechava os olhos, ficando inconsciente. Afinal, suas estatísticas eram mais fracas que as de Jack. 

Mas mesmo assim, tinha um leve sorriso no rosto, mesmo em meio à dor. Tudo ficaria bem, pois descansava nos braços do seu mestre… 

Enquanto Jack olhava para seu companheiro, a água ficou mais salgada.

Porra!! PORRA!!

Ele sabia que seu animal de estimação iria reaparecer. Ele sabia disso muito bem, mas as lágrimas ainda escorriam. Ele só poderia pedir desculpas interiormente ao seu fiel companheiro. 

Mas quando tudo estava acabando, aconteceu…. 

“AUSHHH!”

Um buraco se abriu de repente no chão de pedra. Então seguiu-se uma incrível força de sucção que arrastou todos os três. Acontece que Jack estava certo….

Picture of Olá, eu sou o Cross!

Olá, eu sou o Cross!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥