Capítulo 62. Perseguindo sua sombra

O Sistema Íncubo

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

O Sistema Incubo

Capítulo 62. Perseguindo sua sombra

Tradutor: ♦ AJ ♦   |   Revisor: ♦ AJ ♦

 

Foxy estava prestes a espiar para ver quem estava atrás de mim, mas agarrei a sua mão para impedi-la. Ela se virou pra mim, confusa.

“Você pode se transformar em um boné?” Eu perguntei em voz baixa.

Ela assentiu rapidamente e pegou minha mão.

*Puff!*

Em um segundo, ela desapareceu e se transformou em um boné amarelo na minha mão.

“Me responda …! O que é você?” gritou Emma com todas as suas forças. Eu sabia que ela estava sob a Maldição Demoníaca, por isso ela não podia fazer nada. E essa pergunta… Desde que ela viu em minha forma demoníaca, ela teria adivinhado que eu era um demônio, mas é claro que ela tinha dúvidas porque sua bússola demoníaca não reagiu a mim, também porque eu não a ataquei.

Sem responder, usei o boné na cabeça, corri para a beira do prédio e pulei quando abri minhas asas.

“Espera!” Eu podia ouvir sua voz acompanhada pelo som de seus passos.

Eu deslizei todo o caminho para baixo e voltei para trás da árvore onde coloquei minha bolsa antes.

[Forma demoníaca desativar]!’

[Você desativou sua forma demoníaca.]

Um segundo depois, uma aura escura cobriu meu corpo, minhas asas, chifres e cauda se transformaram em aura escura e desapareceram, e a cor dos meus olhos voltou ao normal.

“Mestre, eu não sabia que você podia mudar de forma assim como eu”, a voz de Foxy soou do boné sobre minha cabeça.

“Esta é apenas minha forma humana. Não posso me transformar em muitas coisas como você”, respondi. Era estranho falar com um boné. Tirei Foxy da minha cabeça.
“Vou te colocar na minha bolsa por enquanto.” Eu a coloquei na minha bolsa e a deixei entreaberta, para que ela pudesse respirar.

Rapidamente, coloquei meu suéter e peguei minha bolsa. Eu levantei minha mão e a fechei
‘[Espaço do Demoníaco desativar].

O céu acima de mim quebrou como vidro e revelou o céu real. Todos os danos causados ​​pela minha batalha anterior desapareceram repentinamente quando os alunos que haviam ‘desaparecido’ começaram a aparecer. O som da conversa dos alunos encheu o lugar novamente.

Saí de trás da árvore com um rosto inocente. Olhei para o telhado por um momento para me certificar de que Emma estava bem. Eu não poderia ir até ela, já que isso seria muito suspeito. Vagamente, eu pude ver Emma olhando para todo o lugar em confusão.
‘Parece que a maldição demoníaca dela se foi.’

Depois de dar um suspiro de alívio, me virei e caminhei em direção ao portão.

«◊◊◊◊»

 

PoV de Emma

Emma subiu as escadas que iam para o telhado, ofegando enquanto seu peito doía terrivelmente. Ela estava na aula quando de repente seus colegas e o professor desapareceram, seguido por uma dor aguda no peito.

Percebendo que era a mesma dor da noite anterior, mesmo sem sua bússola demoníaca, Emma tinha certeza de que era outro ataque de demônios. Ela se levantou e olhou para a janela, tentando descobrir o que havia acontecido.

Os olhos de Emma se arregalaram quando ela viu um homem lutando contra um grupo de demônios. Não — não um homem, embora sua visão estivesse fraca devido à dor que perfurava seu peito, mas um par de asas e uma cauda atrás dele mostravam que ele não era apenas um ‘homem’.

Ela tentou focar seu olhar, tentando ver o rosto do demônio alado mais claramente, mas foi em vão. Além de sua dor que estava piorando, os movimentos daquele demônio alado também eram muito rápidos.

Enquanto ela o observava da janela, seu coração batia forte. Ela percebeu que as lanças negras que o demônio alado continuava a atirar eram as mesmas que mataram os Imps antes.[1]Cap 52

‘Foi ele quem nos ajudou? Mas por que? Por que um demônio ajuda os humanos? ‘

Quanto mais ela assistia sua luta, mais perguntas enchiam sua cabeça. Se ele era um demônio, então por que a bússola demoníaca de Theo não reagiu a ele? Embora estivesse claro que ele era um demônio, mas de alguma forma o coração de Emma se recusou a acreditar …
‘Ele poderia ser uma besta híbrida desconhecida. Sua raça estava se escondendo do mundo exterior, mas decidiu se juntar à luta devido aos ataques do demônio que pioraram recentemente. ‘

Ela sabia que essa possibilidade era pequena, mas para ela todos os demônios eram maus. Não havia como um demônio lutar para matar outros demônios para ajudar os humanos.

O demônio voou em direção ao telhado. Emma se virou e saiu da sala de aula, segurando o peito, suportando a dor. Era muito difícil para ela mover os pés, seu corpo ainda estava cansado da batalha anterior e agora ela ainda tinha que suportar a dor. Ela sabia que neste estado, ela não podia lutar ou fazer nada. Mas foi sua curiosidade que encheu seu coração, forçando-a a continuar caminhando pelos corredores e subir as escadas.

*Estrondo!* *Estrondo!* *Estrondo!*

O som das explosões foi ouvido acompanhado de um violento tremor.
“Ahhh!” um grito escapou de sua boca quando ela se agarrou à parede para manter o equilíbrio.

Mas parando apenas por um momento, ela retomou seus passos.

Explosão após explosão continuou a soar, choque após choque a fez parar os passos. A visão de Emma estava ficando mais turva, suas pernas estavam ficando mais pesadas. Mas ela não desistiu, pelo menos ela queria saber quem ele era e se ele realmente era um demônio, ela queria saber por que ele estava ajudando os humanos.

Ela estava na última escada quando um grito seguido pelo som de um grande objeto caindo soou. O coração de Emma deu um salto.
“Ele perdeu?” Ela parou de repente, o suor escorrendo pelo rosto e pescoço.

Sua mão abriu a porta na frente dela lentamente e espiou pela abertura. Seus olhos estavam imediatamente fixos na figura do demônio alado. Ela olhou ao redor, certificando-se de que não havia nenhum outro demônio ao redor antes de sair para se aproximar dele em passos arrastados.

“Quem … Quem é você …?” Uma respiração pesada foi ouvida misturada com sua voz fraca.

Ele não respondeu.

Emma continuou andando, se aproximando dele por trás.

“Me responda …! O que é você?” ela perguntou novamente. Em seu coração, ela continuava rezando para que ele fosse uma besta híbrida desconhecida, não um demônio.

Mas ele ainda não respondeu.

Ele colocou um boné amarelo na cabeça, diminuindo as chances de ela olhar o seu rosto antes de fugir.

“Esperar!” gritou Emma, ​​apressando seus passos, tentando persegui-lo. Mas com sua condição, acabou em vão.

“Por favor, espere …” disse Emma com uma voz mais fraca. Seu corpo caiu no chão fracamente, sua respiração estava ofegante, seus olhos encararam o demônio alado que bateu suas asas para longe.

Mas um segundo depois, ela cerrou os dentes em determinação. Ela se levantou e caminhou em direção ao lugar onde o demônio havia pulado. Mas depois de vários passos, de repente o céu acima de sua cabeça quebrou como vidro e revelou o céu real. Todo o dano desapareceu repentinamente, como se nada tivesse acontecido ali, o vento soprava forte penteando seus cabelos e a dor em seu peito lentamente desapareceu.
‘É ele … Tenho certeza que é ele! ‘

Ela se lembrou, na noite passada ela também experimentou a mesma coisa. Ela viu o céu de repente se estilhaçar como vidro, mas infelizmente naquele momento Theo e os outros caçadores de demônios não perceberam porque seus olhos estavam muito ocupados procurando pelos demônios. Considerando que eles apenas consideravam a dor no peito como uma anomalia comum devido a muitos demônios reunidos em um só lugar.

À medida que a dor em seu corpo melhorava, ela imediatamente caminhou em direção à borda do prédio e olhou para baixo, tentando encontrar o demônio alado, mas não o encontrou.

Sem desistir, ela varreu o olhar, tentando encontrar uma pista ou algo assim, mas ela só podia ver os alunos que passavam pelo pátio e ninguém mais percebeu esse incidente além dela como se ela estivesse apenas alucinando. Mas é claro, ela sabia perfeitamente que não.

Ela soltou um suspiro de cansaço e se jogou no chão, não esperando que seus esforços terminassem em vão.
“Damian …” ela murmurou inconscientemente. Ele era a única pista que ela tinha agora. A única pessoa para quem ela poderia falar sobre isso sem considerar que ela estava louca. Porque, embora Larry e Theo já acreditassem no incidente de ontem, este incidente foi diferente. Um demônio alado matando outros demônios parecia mais absurdo do que as lanças negras que de repente caíram e mataram os Imps diante de seus olhos.

Ela se levantou e correu de volta para o prédio.

‘Sim, eu tenho que encontrar o Damian hoje!’

 

Notas

Notas
1 Cap 52

Aviso do Tradutor:

AJ

AJ

"O Deus da Putaria" "De pouco em pouco mostrando a vocês queridos leitores o mundo fantástico da putaria, preparem seu papel higiênico e me acompanhem nessa incrível jornada por esse mundo incrível."
Rolar para o topo