Selecione o tipo de erro abaixo

 ‘Isso é uma ilusão? Não, não é…’ Mesmo que Gu Jun pudesse sentir seu poder mental se esgotando, não parecia que ele estava dentro de uma ilusão. Isso era algo completamente novo e diferente. Atualmente, ele estava dentro de um teatro, não a moderna casa de ópera, mas uma espécie de teatro antigo de teto redondo com iluminação ruim, passarelas estreitas e um pequeno palco com cortinas. Havia 10 fileiras de assentos antes do palco e cada fileira tinha 10 cadeiras de madeira resistentes, totalizando 100 assentos.

 ‘Espere um minuto, o que é isso?’ Gu Jun notou imediatamente que ele podia ajustar seu ponto de vista livremente. Ele poderia estar olhando do topo do palco para a parte de trás do assento de um segundo para o outro. Parecia significar que ele não estava aqui do ponto de vista de uma pessoa ou objeto. Esse tipo de perspectiva onisciente… parecia sugerir que ele estava encarnando o próprio teatro.

 Com essa ideia aparentemente ridícula em mente, Gu Jun mudou seus pensamentos para tentar abrir as cortinas e abriu. O palco estava vazio. Além da poeira no chão, não havia nada. ‘Se eu sou o teatro…’ Gu Jun pensou confusamente, ‘Quem é o público? E quem são os artistas?’

 Havia uma porta de madeira atrás da décima fileira. Estava fechado, mas com um pensamento, abriu-se facilmente. Com isso, uma figura entrou lentamente no teatro. A figura estava envolta em tanto desfoque que Gu Jun nem conseguia dizer seu gênero. Gu Jun tentou limpar a mortalha, mas sentiu a drenagem em seu poder mental, então parou. A pessoa caminhou até o assento do meio na primeira fila e depois se sentou de frente para o palco.

 ‘O doce sonho pertence a essa pessoa?’ Gu Jun pensou. ‘Mas de quem é a ideia de um doce sonho que consiste em ficar sentado dentro de uma pequena casa de teatro sozinho olhando para um palco vazio?’ A pessoa sentou-se em silêncio, mas o espaço ao seu redor começou a ondular, tornando-se instável…

 ‘Algo está errado.’ Gu Jun se agarrou a uma ideia entre as muitas confusas, ‘o repertório da peça deve ser o verdadeiro doce sonho, o público é meramente convocado aqui pelo sonho, enquanto o repertório está sendo manipulado por mim, ou melhor, o  próprio teatro. Provavelmente iniciando a peça no palco que o doce sonho poderia ser mostrado ao público. Então a figura realmente se materializaria no sonho e perderia o embaçamento. O repertório já deveria estar dentro do sonho, não havia necessidade de eu ir procurá-lo, bastava apenas iniciar a peça…’

 ‘Ah’, Gu Jun queria começar a jogada, mas ele sentiu um grande problema, seu poder mental era muito fraco para colocar a jogada em movimento. Ele não teve escolha a não ser parar e instantaneamente o interior do barril de madeira olhou para ele. O desamparo o dominou. ‘Não estou em condições de fazer nada. Além disso, para onde fui transportado mais cedo? Eu ainda estava dentro da minha própria mente?’ Gu Jun fechou os olhos e entrou em seu mar de consciência. Ainda havia 5 bolhas, mas a mais à esquerda havia clareado um pouco como se estivesse prestes a estourar. ‘Esses doces sonhos duram mais de um uso, mas cada uso esgotará sua energia. Eu me pergunto se essa energia pode ser recarregada. E foi a falha em desencadear o doce sonho que causou o esgotamento de energia? A energia não se esgotará se eu tiver sucesso?’ Novas perguntas surgiram, mas temporariamente ele não se atreveu a entrar nesse doce sonho novamente. Foi o mesmo com os outros quatro, se ele fizesse isso, ele apenas esgotaria a sua e a energia deles inutilmente.

 ‘Por enquanto, é melhor eu me concentrar em recuperar meu poder mental…’ Ele decidiu. ‘Somente depois que eu tiver poder mental suficiente para controlar as maquinações dentro dos bons sonhos é que eu devo entrar neles.’ Mas isso levou Gu Jun de volta à questão da corrupção. Sem outra escolha, ele continuou treinando sua mente e revirando os olhos para ajudar a completar as missões simples e difíceis. ‘Talvez eu possa utilizar o doce sonho com outra queda de 1% na taxa de corrupção. Paciência, agora tudo que eu preciso agora é paciência.’

 Gu Jun estava se sentindo bastante cansado de toda a atividade mental, ele decidiu fechar os olhos para descansar quando ouviu uma comoção vindo do lado de fora. O eixo da roda continuou girando e então veio o tilintar dos sinos, o relinchar dos cavalos e outros veículos. Parecia que ele havia entrado em uma cidade quando o som da rua se aglomerava. Ele podia ouvir muito mais pessoas falando. Algumas das conversas ele conseguia entender porque o orador queria que todos ouvissem tudo. Uma delas foi a discussão entre um bêbado e o dono da taverna.

 “Foda-se!  Você sabe quanto tempo eu moro em Dylath-Leen? Você não acha que eu saberia se acumulei uma conta na taverna?!”

 “Dê o fora! Não perturbe o resto dos meus clientes. Maldito bastardo!” Houve o som de empurrando e aplaudindo da multidão. A carroça dos mercadores continuou em movimento. Gu Jun, porém, se apegou a uma informação. ‘Dylath-Leen’, que parecia ser o nome deste lugar.

 ‘Então também existem cidades no mundo dos sonhos. Este mundo não é uma coleção de sonhos, mas uma dimensão que só é acessível através do sonho. Este mundo parece ter seu próprio povo local e sua própria civilização… Poderia Barzai ter vindo deste lugar?  Ele definitivamente não vem da Terra.  O fato de ele ter os Sete Livros Crípticos de Hsan em sua mercadoria provavelmente significava que ele havia negociado com chineses no passado. Isso também significa que eu provavelmente não sou o primeiro terráqueo que se aventurou aqui.’ Antes que Gu Jun pudesse contemplar mais, a carroça parou. Parecia que eles tinham chegado ao seu destino.

 A tampa de madeira ainda estava presa quando ele foi retirado do carrinho e transportado para quem sabe onde. Depois de muito tempo, a tampa foi retirada. Ele foi retirado por vários homens e mulheres de meia-idade em vestes pretas. Ele se viu dentro de um depósito e finalmente deu uma olhada melhor em sua condição física. Ele finalmente entendeu por que não teve necessidades vitais por tantos dias. A parte abaixo dos joelhos estava ligada a algum tipo de organismo que parecia uma videira preto-arroxeada. Ele podia ver claramente que algumas das videiras haviam rastejado em sua pele e se juntado a seus próprios vasos sanguíneos…

 ‘São plantas ou animais?’ O coração de Gu Jun gelou. Isso estava completamente fora de seu conhecimento biológico, afinal ele estava no mundo dos sonhos. ‘Então foi assim que os Zoogs me salvaram? A razão pela qual o sistema mostrou ‘?’ no meu status?’ As videiras forneciam-lhe nutrientes e drenavam o excesso, mas também eram responsáveis ​​por sua paralisia?

 As pessoas vestidas de preto cuidaram dele com cuidado, cuidando para não ferir nenhuma das videiras enquanto ele era movido para um pote de barro de aparência delicada. Quando seu corpo entrou em contato com a terra, as videiras rapidamente criaram raízes. Sua parte superior do corpo estava exposta e ele ficou encostado em um suporte de madeira que estava preso dentro da panela. Então ele foi trocado por um conjunto de roupas limpas e de aparência estranha.

 “Olá, podemos falar?” Mesmo que Gu Jun tentasse se comunicar com seus olhos, as pessoas vestidas de preto o ignoraram como se ele fosse apenas mais um objeto inanimado. Então eles pegaram dois instrumentos metálicos de aparência estranha. Pareciam blefaroftalmostato e blefarostato1.  Eles os forçaram nos olhos de Gu Jun.

 “Ei!  Ei!” Gu Jun lutou para mover os olhos, mas isso só o recompensou com mais dor. As luminárias metálicas foram colocadas e ele se viu incapaz de mover os globos oculares e fechar as pálpebras. Seus olhos estavam bem abertos quando ele foi forçado a olhar para frente. A fúria queimava dentro dele, ‘Esses bastardos…’

 Eles moveram o pote para uma cadeira de rodas de madeira e o cobriram com um pano preto antes de ser levado para longe. Eventualmente, Gu Jun ouviu uma voz em êxtase dizendo: “Senhoras e senhores, trazendo a vocês o próximo e invisível antes do ‘Pesadelo Maravilha’, o Homem Pesadelo!”

 A roda parou com um baque. O pano preto foi puxado para trás e Gu Jun foi recebido com um teatro cheio de público. As filas do teatro podiam ocupar mais de vários milhares de pessoas cada e atualmente o teatro estava cerca de 50% ocupado. Os membros da platéia estavam vestidos com roupas exóticas e tinham uma aparência estranha e incomum. Seus olhares de confusão, curiosidade e interesse estavam todos voltados para o palco, para ele.

  1. Não achei o que são… Mas creio que é aqueles aparelhos para deixar as pálpebras e o olho parados
Olá, eu sou o Urso!

Olá, eu sou o Urso!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥