Selecione o tipo de erro abaixo

A torre de transmissão estava bem ali, a menos de 10 metros de distância, o vento carregava o cheiro da grama seca que crescia ao redor dela. 

“Eu vou até lá para dar uma olhada mais de perto, o resto de vocês deve me seguir nos carros”, decidiu Gu Jun.

A decisão rendeu alguns resmungos de pessoas como Kathlyn, mas, por fim, eles voltaram para dentro dos carros e seguiram de perto o Homem Pesadelo.

Gu Jun pisou por um tempo na areia árida e sentiu como se estivesse andando nas nuvens. “Será que essa é outra falsa impressão? Parece que os carros também estão flutuando…” Ele foi direto para a torre de transmissão. Deu uma volta em torno dela e não encontrou nada.

Ele não estendeu a mão para tocar a torre, pois não parecia uma escolha sábia no momento.

Quando ele levantou a cabeça para olhar para a torre, viu que ela se estendia até as alturas do céu, como se ligasse o céu e a terra… Ele lembrou-se de algo e perguntou: “Pavão, você mencionou que o poder no terceiro capítulo do Livro dos Sete Crípticos de Hsan é um tipo de ‘poder que pode conectar o céu e a terra’, você se importa em me dar uma explicação mais clara?”

“Céu e Terra como um só, a unificação de toda a criação.” Pavão franziu a testa. “É como se… você pudesse sentir fisicamente a presença do nada.”

“Senhor, você suspeita que essa situação possa estar relacionada ao poder do livro?”, Malaquita perguntou. “Mas eu não sinto a presença de seu poder.” O restante dos viajantes da terra também balançou a cabeça.

Gu Jun respondeu com silêncio. Ele pensou consigo mesmo, se os viajantes da terra não entraram em contato com esse poder no final do terceiro capítulo devido à intervenção do Selo Antigo, então o sentimento deles não é totalmente confiável.

De qualquer forma, o que Gu Jun tinha era apenas um palpite receoso, não havia provas.

Com a falta de novas descobertas, Gu Jun pegou um travesseiro e o jogou no chão para usá-lo como marcador. Ele se arrastou de volta para o banco do motorista do Chevrolet, “Ok, vamos tentar voltar e ver.”

Os dois carros fizeram um retorno e deram a volta. Já era meio dia, a luz radiando do sol escaldante no céu se tornou mais e mais impetuosa, toda a terra parecia estar ardendo em chamas.

Pensando nos eventos passados, Gu Jun percebeu que o ponto de inflexão chave foi provavelmente aquele trecho da estrada onde a estrada deserta se transformou em uma rua asfaltada. Pouco tempo depois, a navegação do GPS falhou e eles perderam o sinal do telefone. Foi provavelmente quando eles entraram neste espaço anormal, a torre de transmissão era provavelmente um pilar dentro deste espaço.

Como essa era uma estrada reta, os dois carros dirigiram lado a lado. Não muito tempo depois, a voz nervosa e confusa de Kathlyn soou: “Ah não…”

Embora ele já esperasse isso, o coração de Gu Jun gelou como as águas congelantes de um lago glacial. Aquela torre de transmissão havia aparecido à vista deles novamente. Ela surgiu diante deles, embora, tecnicamente, devesse estar atrás deles.

“Como pode ser isso?” Cers Wang gaguejou. “Deve ser é uma torre diferente, não?”

“Pessoal, vejam…” Annie He respirou com o rosto embranquecido. “Marrom… esse é o mesmo travesseiro.”

Para esses cidadãos normais, cuja última lembrança era a de ter saído de casa, o que estava acontecendo agora era apavorante.

Mas, mesmo para os viajantes da terra, também era uma situação de arrepiar os cabelos.

Os dois veículos dirigiram lentamente em direção ao local. Eles esperavam ver o mesmo travesseiro deitado no mesmo local de antes, mas, curiosamente, o travesseiro estava desgastado, como se tivesse sido exposto aos elementos por um longo período de tempo. Estava sujo de lama e com a costura desgastada… 

“Não estou entendendo”, Tom murmurou. “Há quanto tempo estamos presos aqui?”

“Vejam!”, Kathlyn exclamou. Uma cavalgada de veículos dominava a rua ao horizonte. Eles foram abandonados lá em um aglomerado aleatório. O grupo tinha certeza de que os veículos não estavam lá antes.

Gu Jun notou que todos os veículos eram pequenos carros compactos. Alguns eram de modelos obsoletos e pareciam estar estacionados ali há muito tempo, enquanto outros pareciam completamente novos.

Eles pararam a alguns metros de distância do monte de carros. Havia 16 carros no total, alguns com as portas abertas, outros com as portas fechadas, mas todos estavam abandonados, sem nenhum vestígio de humanidade.

O grupo desceu de seus carros novamente. Gu Jun estava preocupado com a atitude de investigação deles, então foi pessoamente investigar os carros.

Ele não os tocou nem arrombou nenhum dos carros, apenas os estudou do lado de fora, mas conseguiu concluir que os proprietários haviam deixado seus veículos com pressa. 

“Ai meu Deus…” Os olhos de Kathlyn estavam grudados dentro de um carro branco, de aparência comum. Havia um porta-retratos no painel com um retrato de família. Mesmo através da areia, era possível ver os sorrisos felizes de uma família caucasiana, um casal e duas crianças.

Gu Jun perguntou o que havia de errado e ela gaguejou: “Acho que já os vi antes, quando eu ainda morava em Warburton. Acho que eu tinha uns 10 anos. Um dia, a cidade inteira estava cheia de cartazes de pessoas desaparecidas, era uma família que havia sumido, eles foram vistos pela última vez dirigindo por essa área.”

“Warburton é uma cidade muito pequena, isso apareceu muito nos noticiários na época.” Quanto mais ela olhava para a foto, mais trêmula ficava sua voz. “Havia todos os tipos de rumores sobre o que aconteceu com eles, assassinos em série, demônios… nós, crianças, ficamos totalmente aterrorizadas, então eu me lembro muito bem.” 

“Kate, o que você está dizendo é que…”, Tom ficou atônito, “eles realmente estavam presos aqui? O que aconteceu no final?”

“Nada aconteceu, seu idiota, eles nunca foram encontrados.” Kathlyn repreendeu o namorado, impotente.

Gu Jun estreitou os olhos enquanto examinava os veículos ao seu redor, tentando avaliar o que tudo isso significava…

Esses são todos os carros que ficaram presos aqui? Mas alguns estão aqui há décadas, enquanto outros acabaram de chegar? É por isso que há carros novos e velhos… mas se esse for o caso, o que aconteceu com os passageiros dentro dos carros?

A mesma pergunta importunou o restante do grupo. Seus olhos vagavam, as laterais da rua se estendiam por um deserto de areia desolado e traiçoeiro, com poucos arbustos e pequenas árvores. Talvez os passageiros tivessem se desviado do caminho batido e ido para os lados?

“Venham, vamos seguir por aqui.” Gu Jun caminhou em direção ao lado sudoeste, que era onde Warburton estava supostamente situado. Pavão e os outros carregaram a velha pedra com eles.

Eles caminharam pelo deserto escaldante por várias centenas de metros quando viram algo aparecer diante deles. Isso fez com que Kathlyn e os outros ficassem pálidos. Annie He cobriu a boca e, se não fosse pelo apoio de Aquamarine, ela já teria vomitado. 

“Ah… que droga…”

“Não pode ser verdade, oh…”

Havia algumas carcaças ajoelhadas no chão, havia adultos e crianças, mas todas as suas cabeças haviam sido cortadas. Os corpos sem cabeça não foram deixados ao acaso, mas foram colocados cuidadosamente a vários metros uns dos outros, ajoelhados na mesma direção, de frente para a torre de transmissão. Eles pareciam formar um círculo, com a torre de transmissão como ponto central.

Mas para fazer um círculo tão grande, era preciso mais do que um punhado de cadáveres…

Ao se aproximarem, notaram que algumas das carcaças alinhadas já haviam se transformado em cadáveres mumificados. Suas roupas esfarrapadas revelavam uma pele ressecada que grudava nos ossos. Estranhamente, nenhum dos corpos mostrava qualquer sinal de putrefação, mas exalavam um fedor horrível. Os outros corpos estavam relativamente frescos, e a putrefação não havia se instalado. Isso significava que a hora da morte de cada corpo era diferente.

A dor de cabeça de Gu Jun estava voltando e a sombra em seu coração estava reagindo, as visões da morte que ele viu entre os dois mundos retornaram. 

“Onde foram parar as cabeças desses corpos…? Será que estão empaladas em hastes de bambu estiradas… por aí?

“Isso provavelmente é algum tipo de ritual”, Pavão disse de forma arrepiante. “Não o reconheço, mas isso me sugere algum tipo de ritual de sacrifício.” Malaquita e os demais acenaram solenemente com a cabeça em concordância. 

Se isso é um ritual de sacrifício, Gu Jun olhou ao redor, então essas pessoas que entraram acidentalmente neste espaço anormal provavelmente estão sendo usadas como sacrifício. Nesse caso, isso também não nos incluiria?

Olá, eu sou o Urso!

Olá, eu sou o Urso!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥