Road To Kingdom – Capítulo 01 e 02

AVISO DE CONTEÚDO

Esta série é classificada como ADULTA, por favor, certifique-se de que você é maior de idade antes de ler.
Esta série contém cenas de GORE VIOLÊNCIA.

Esta série contém cenas de SEXO EXPLICITO.

Você foi avisado.

__________________________________________

Prólogo (Capítulos 1 e 2) – Acordando no Subterrâneo

Tradutor: Asu | Editor: Asu

 — Ponto de Vista [Aegir] —

Era um porão escuro. Este espaço onde os raios do sol brilhavam em uma pequena janela suspensa era finamente pontuado por celas alinhadas em fileiras.

Nesta cela parecida com uma prisão, eu me deitei para descansar.

Eu estava apenas deitado, não dormindo.

Foi por causa de um certo ruído que não consegui dormir.

Era uma garota barulhenta, não a teria matado só para o local ficar mais calmo.

O som que ouvi era uma voz feminina, posso ouvir a voz doce, atraente, oferecendo lisonja, talvez, para ganhar algum prazer.

‘Aqui’ é onde, como de costume, os guardiões examinavam os bens que eles gostavam por si mesmos.

Ninguém se importava.

Eu rapidamente joguei o cobertor puído… o pedaço de pano coberto de pulgas em mim.

Em pouco tempo as vozes se desvaneceram e o silêncio voltou.

Não vai demorar muito até o nascer do sol agora, mas eu devo dormir o máximo que puder.

Fechei os olhos, aproveitando o breve descanso que posso antes do amanhecer.

Eu cheguei ‘Aqui” antes de saber o que estava acontecendo.

Quando percebi que já estava aqui, não sabia onde estava antes de vir para cá, nem sabia como cheguei aqui.

Eu mesmo disse que minha idade era de 13 ou 14 anos, mas ainda não sei exatamente qual é. Tanto quanto eu podia ouvir das pessoas que me criaram, eles disseram que eu poderia ter sido vendido por meus pais, ou talvez sequestrado por alguns ladrões.

O que este lugar ‘Aqui’ é pode ser claramente explicado.

Este eram lugar onde meninos e meninas eram reunidos, e os convidados pervertidos se divertem abraçando-os ou matando-os a seu desejo.

Eu acordei com o toque de campainha alta e pulei para os meus pés.

A única coisa que precisei preparar foi o meu próprio corpo.

Hoje é outro dia em que eu teria que lutar pela minha vida.

Saí da cela, fui ao refeitório para me encher de sopa que parecia vômito e aguardei minhas ordens.

“Finny, seu convidado está esperando lá em cima, então se apresse e vá tomar um banho!”

“Dora! Você está acompanhando as senhoras! Você está autorizada a receber dinheiro. Não as deixe bater em você de graça”

“Aegir! Você estará lutando. Apresse-se e pegue uma arma!”

O diretor gritou e as crianças que se reuniram aqui se dispersaram.

Este Aegir  era eu, era um nome que saiu de alguma lenda.

Eu ganhei esse nome em uma luta anterior, onde eu cortei meu oponente ao meio, do topo da cabeça até a virilha.

Eu não entendo os nomes dos outros, não que eu me lembre deles.

De qualquer forma, todos eles logo morreram, então lembrar deles é inútil.

A expressão do homem com quem eu vou lutar — embora eu o chame de homem, ele é apenas um garoto que não tem nem 15 anos de idade — mudou quando ele foi designado como meu oponente.

A luta é, em resumo, uma luta até a morte, vista pelos convidados.

Os convidados apostam dinheiro, gritam saudações e no final apreciam o espetáculo horripilante.

Não havia apenas lutas de um contra um, mas também lutas desproporcionais, como lutas contra animais, ou atormentando e matando garotinhas unilateralmente.

A razão pela qual a expressão do meu oponente mudou foi eu.

Ao contrário dos outros, raramente sou levado pelos convidados.

Sou musculoso e não sou baixo, não é do tipo que atrai a atenção dos pervertidos por crianças.

Eu também não tenho maneiras e charme para manter a companhia de convidadas do sexo feminino.

Meu trabalho neste lugar é lutar, e quando se trata de lutar, a derrota significa a morte.

As lutas que eu sobrevivi ‘neste lugar’ numeraram 100 batalhas e mais algumas.

Eles tiraram minhas algemas e correntes e me mandaram para lutar.

A arma na minha mão é uma grande espada familiar para mim.

Era uma espada de dois gumes de duas mãos, com 1,2 metro de comprimento e provavelmente mais de 10 kg de peso.

Parecia claramente inadequada para mim, que não tem nem 1 metro e 60 de altura, mas essa espada cheia de sangue e gordura com lâminas lascadas é a razão de como sobrevivi até agora.

A arma do meu oponente é uma espada de uma mão com 60 cm de comprimento e um escudo de couro redondo.

A julgar pela forma como ele tomou uma posição e fez testes com a espada, não é a primeira vez que segura uma espada.

Contudo.

‘Você escolheu o equipamento errado’, Eu murmurei na minha cabeça.

Não há como um escudo de couro se defender da minha espada de duas mãos.

Sua única chance de ganhar era acertar um golpe pulando no meu peito.

Escudos só dificultariam seus movimentos e visão.

Claro que eu não disse isso em voz alta.

O oponente está tornando mais fácil para mim matá-lo por vontade própria, afinal.

O local é chamado de ‘Grande Salão’, embora não mais do que 20 pessoas pudessem entrar de uma só vez.

No meio dele havia uma [arena] cercada por cerca de ferro.

Ao redor, 10 cadeiras foram colocadas para os convidados que estavam levantando suas vozes, aplaudindo e zombando.

Entre eles há guardas armados com armaduras e lanças, e o dono ‘deste lugar’, um homem gordo de aparência suína.

Com ele por perto, deve haver um VIP entre os convidados.

Esse foi o caso toda vez que o porco faz algo além de estuprar garotas, comer, beber ou contar dinheiro.

Isso não tem nada a ver comigo, no entanto.

O porco estava falando sobre o quão forte eu sou e como meu oponente iria me encarar.

Ele estava exagerando as coisas, mas com isso as apostas são aumentadas, então eu posso sorrir para isso.

Eu simplesmente enfrentei meu oponente.

Não havia nada de difícil nisso.

Se eu ganhar, posso esperar um amanhã onde eu possa comer o quanto quiser.

Se eu perder, então vou morrer aqui, isso é tudo.

Eu tomei uma posição com o meu pé esquerdo para a frente e minha espada descansando no meu ombro direito.

Meu oponente também se apoiou em seu escudo e apontou a espada em seu lado aberto para mim.

Bem, então, deixe a luta começar.

Eu matarei, ou serei morto, não saberemos até que acabe.

As rodadas de apostas finalmente se fecharam e o grande salão parecia estar se enchendo de tensão.

Esta é uma verdadeira luta até a morte, se os convidados vissem isso em outro local diferente ‘deste lugar’ teriam que renunciar suas vidas.

Meu oponente está a cerca de 3 metros de distância, mas eu posso ouvir sua respiração áspera daqui.

Se ele está respirando mais ou menos assim antes de lutar, como ele estava mesmo esperando ganhar?

Calmamente avaliei a situação, sem tensão nem descuido.

Eu também não tenho nenhum defeito físico que se torne uma desvantagem.

Eu estou na mesma condição em que eu estava nas minhas mais de 100 lutas.

Então eu provavelmente vou ganhar isso, se eu perdi porque algo que eu não pensava ou esperava acontecer … bem, eu apenas morrerei, simples assim.

*GOOOOONG*, o som surdo e grosseiro do gongo marca o início da batalha, ao mesmo tempo em que meu oponente gritou enquanto ele avançava em minha direção.

Ele correu com o escudo na frente dele.

Ele fechou a distância de 3 metros em um instante, tentando esfaquear sua espada antes que eu, com minha espada larga e lenta, possa reagir… mas antes disso, minha grande espada o acerto, escudo e tudo.

Sua arma não saiu de sua mão, mas ele ainda foi jogado e rolou 2-3 vezes. A platéia começou a se mexer.

Meu oponente levantou-se e olhou para mim como se estivesse vendo algo inacreditável, porque eu não fiz nenhum movimento anterior ou algo parecido.

Não havia truques, eu fui apenas rápido o suficiente para balançar minha espada antes que ele pudesse mover sua espada de uma mão.

Esta é a razão pela qual eu poderia sobreviver até agora.

Parece estranho que um garoto da minha idade consiga balançar uma espada grande de 10 Kg.

Eu enfrentei meu oponente, ainda ileso, apesar de ter sido jogado e rolado.

Eu não tinha razão para esperar que ele recuperasse sua postura, ele ergueu o escudo em desespero, mas meu espesso pedaço de ferro em forma de espada cortou seu braço e perna esquerdos junto com seu escudo.

“Acabou!” “Eu perdi 30!” “É Aegir depois de tudo!”

A partida foi decidida com os gritos altos.

O jogo foi decidido, mas o show não acabou.

A multidão levantou a voz, esperando o golpe final, o réquiem para os derrotados.

Eu não tenho nenhum interesse em atormentar os derrotados, mas ele não pode mais escapar de sua morte.

Portanto, como minha última compaixão em relação a um homem com quem compartilhei minhas refeições, darei a ele uma morte instantânea.

Minha grande espada gemeu, cortando a cabeça do meu adversário que estava se contorcendo.

“Oooh!!” “Bom trabalho!!” “Sua cabeça voou!!”

Em meio aos altos aplausos, voltei para a sala de espera.

Meu trabalho termina aqui.

Depois disso, os homens do proprietário coletarão o dinheiro da aposta e os convidados estarão conversando animadamente enquanto observam o sangue e o corpo dos caídos.

No entanto, fui interceptado por dois guardiões no meu retorno.

Eles me cutucaram com uma alça de lança, pedindo-me para voltar.

Naquele instante, eu tive um pensamento, mas a resposta veio imediatamente.

Depois de batalhas um-a-um, coisas assim acontecem muito, onde eu tinha lobos soltos em mim, ou ter que lutar 3 partidas seguidas.

Assim como eu esperava, outro homem entrou na área cercada.

Seu rosto estava cheio de ódio, ele estava olhando para mim com os olhos vermelhos.

Não parece ser uma simples provocação antes de uma briga.

Ele poderia ser da família do homem que acabei de matar ou algo assim?

Eu achava que meu oponente hoje era incomumente fraco, mas parece que era apenas um esquema para incitar o ódio nesse homem, matando deliberadamente seu parente diante de seus olhos.

“Aqui aqui! O próximo adversário é o ex-aprendiz de cavaleiro Doyle! Alguém quer apostar na vitória desse homem queimando de ódio!”

Enquanto moeda após a moeda estava sendo empilhada, esse sujeito ‘Doyle’ não tirou os olhos de mim.

Não tenho conhecimento do mundo exterior, então não sei o que  significa aprendiz de cavaleiro.

No entanto, nas minhas mais de 100 lutas, eu conheci pessoas com esse título, que podiam balançar uma espada com rapidez e precisão.

Do outro lado, Doyle também estava analisando Aegir.

____________

— Ponto de Vista [Doyle] —

Ele ainda é uma criança, mas ele provou apto em usar essa grande espada.

Se eu lhe der um golpe direto, esqueça uma espada, nem mesmo um escudo de chapa de ferro terá a menor chance…

No entanto, ele não tem qualquer tipo de escudo, se eu conseguisse uma facada nele, ele acabaria de uma só vez! Eu definitivamente vou vingar meu irmão.

A espada de Doyle é fina, como um florete. Não tinha uso além de visar as lacunas na armadura do inimigo.

Mas aqui, onde os lutadores lutam praticamente nus, seria a morte instantânea, não importa a arma, se ele pudesse atacar os órgãos vitais.

Portanto, é provavelmente óbvio que ele viu a espada que pode ser levemente manipulada como mais vantajosa do que o pedaço de ferro em forma de espada.

A espada desse menino é excessiva quando usada contra um inimigo não blindado.

*GOOOOONG*

No instante em que o gongo inicial soou, aproximei-me com uma postura baixa e apontei para o pescoço do menino com um rápido ataque.

O garoto recuou, evitando-o com uma margem fina de papel.

Enquanto recuava, ele balançou sua pesada espada, forçando-me a também recuar.

Ele é rápido! Essa não é a velocidade de uma pessoa empunhando uma espada grande!

Eu esperava que ele fugisse, mas ele evitou sem nenhum movimento supérfluo e contra-atacou a partir daí. Eu planejei quebrar sua postura se tivesse sorte, mas falhei.

Porque ele aprendeu a usar uma espada apenas neste lugar, seus movimentos sujos também são autodidatas…

Nesse caso, eu deveria me mover em torno de seu braço dominante.

Ele deve então imediatamente balançar sua espada, e se tudo correr bem, seu flanco ficará desprotegido .

!!!!! ???

Minha expectativa estava certa e o garoto imediatamente girou a grande espada com uma das mãos para a direita.

O que eu não esperava era a velocidade dele.

Depois que ele balançou a espada pesada para trás, eu esperava estar livre o suficiente para escapar e lançar um golpe; esse era o plano, mas a velocidade de seu contra-ataque era justamente a velocidade de um trovão.

Então eu ouvi um rugido estrondoso.

Se eu não largar meu escudo logo ele vai bater e dividir meu rosto.

O escudo se partiu ao meio, batendo na cerca e emitindo um som metálico.

_____________

— Ponto de Vista [Aegir] —

Em contraste com o rosto aterrorizado de Doyle, o meu era calmo.

Eu vi o ataque dele duas vezes, esse cara não era rápido, ele não era um problema.

Eu segurei minha espada sobre a minha cabeça e parei.

Pelo que parece, minha pose era totalmente indefesa.

Mas isso era uma atração, uma armadilha que eu posso montar precisamente porque eu posso ver através de seus ataques.

O próximo passo vai decidir esta partida.

Do outro lado, Doyle viu uma chance de vitória.

_________

— Ponto de Vista [Doyle] —

Ele está segurando sua espada em cima… Devo pular… Não, com uma vantagem inicial, ele vai balançar sua espada para baixo e me derrubar com isso, mesmo se eu fosse capaz de matá-lo.

Então eu tenho que fazê-lo atacar primeiro.

Ambos pensaram em um instante, Doyle saltou, e o menino balançou sua espada para atacá-lo e matá-lo.

Então, esperando isso, Doyle parou de repente e desviou da espada.

*Thwang*, um som alto soou, alguns da platéia soltaram vozes assustadas, mas estavam em estado de embriaguez, observando atentamente, silenciosamente, o resultado da partida.

___________

— Ponto de Vista [Aegir] —

Eu lentamente puxei a espada e abaixei.

Doyle tinha um corte nele, apenas 10 cm de profundidade, da cabeça até a virilha.

Suas entranhas saíram do corte e ele desmoronou lentamente.

A partida foi resolvida com o meu último passo, o passo que Doyle deveria ter evitado por uma margem fina de papel, mas eu o dividi com um passo à frente.

Não é que eu li suas táticas e dei um passo à frente.

Eu simplesmente [o vi tentando fugir] e dei um passo adiante.

Essa é a outra razão pela qual eu mantive minha vida: Minha [visão cinética].

Hoje, como sempre, venci contra um inimigo e sobrevivi.

Eu não experimentei uma derrota inesperada.

A vitória e o espetáculo horripilante vieram simultaneamente, e o público rugiu.

Recebendo aplausos de um mestre porco de aparência satisfeita, voltei para a sala de espera.