Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: Otakinho 』

 “Por que… por que você fez isso… por que-“

Não importa quantas vezes eu ouça isso, minha alma estremece, aquele lamento cheio de ressentimento misturado com raiva e tristeza.

O homem que voltou está deixando escapar uma aura ainda mais escura do que na noite anterior. Com as informações da diretora-sensei, agora posso ver a dor naquele rosto terrível.

A diretora-sensei se aproximou para encontrar o Chikina, que havia se tornado um demônio fantasma vingativo, sem qualquer hesitação.

“Chikina-san, por que você deseja tanto se vingar?”

Ela simplesmente perguntou, sem crítica ou culpa em sua voz.

Eu posso ver hesitação, não apenas vingança, no rosto de Chikina, que reagiu à voz do Diretora-sensei e se virou.

“Quem… mulher… cúmplice-?”

“Não, sou apenas alguém que deseja ouvir sua história. Se você tem algo que deseja dizer a ela, eu assumo a responsabilidade de repassar. Chikina-san, você não tem nada que queira dizer a ela?”

“O que eu quero dizer a ela… Eu só… Aquela mulher, as pessoas que zombaram e me enganaram… eu só quero matá-los-!”

Mesmo que ele esteja apenas dizendo seus sentimentos de raiva, um forte vento jorrou de todo o seu corpo, levantando uma nuvem de poeira. O poder de seu rancor é na medida em que os outros monstros que se aproximam se distanciam, como se estivessem com medo.

“Você não vai me contar sobre isso? De qualquer forma, acho que deixá-la ciente de seus sentimentos vai causar mais medo e miséria nela do que matar pessoas para satisfazer seu rancor.

Uh, diretora-sensei?

O que você está dizendo com uma expressão sorridente? Eu entendo que isso é para negociar, mas ela disse sem hesitar.

“Entendo… isso é interessante… então eu vou te dizer… porque eu odeio tanto aquela mulher-!”

Então ele entrou no jogo, hein? É exatamente como a Diretora-sensei disse antes.

“Uma alma rancorosa sempre quer que qualquer um que deseje ouvir sobre isso a escute. A pessoa que sofre e morre deseja que seu sofrimento seja conhecido e, portanto, uma pessoa que se torna um demônio fantasma vingativo atormentará e matará. Seus verdadeiros sentimentos devem ser para que alguém saiba sobre seu sofrimento também.”

As coisas aconteceram como a Diretora-sensei esperava. Agora é só fazer com que ele nos conte seus verdadeiros sentimentos.

“Eu era um pintor que não vendia bem. Mas foi quando fui reconhecido, e com um passo de alcançar minha glória. Até então, eu havia passado por dificuldades com ela, mas finalmente alcançaria a felicidade com ela. Dali em diante, íamos construir uma família feliz.”

O ódio na cara de Chikina, contando a história, foi embora a cada palavra. Ansiando pelo passado, os cantos de sua boca tinham um sorriso amargo.

“Isso foi o que eu pensei. A expectativa de um futuro feliz florescia em meu peito, trabalhei até os ossos pintando quadros diante da exposição que se aproximava. Eu finalmente iria trazer a felicidade dela. Acreditei que definitivamente havia um mundo magnífico esperando por mim… Pintei meu último quadro. Completando todos os meus preparativos, voltei do meu estúdio para a casa onde ela estava esperando.”

Até agora, era uma história comovente. Uma história de sucesso onde um pobre artista que conseguiu agarrar sua própria felicidade. Você pode dizer que é um tema comum falado até agora, mas não há nenhum componente de rancor até agora.

“A mulher que estava esperando por mim disse apenas: ‘Há alguém de quem eu gosto, então quero terminar’.”

Chikina, que murmurou com uma voz que parecia que iria desaparecer, parecia que estava prestes a chorar qualquer momento; só de olhar para ele, era óbvio o quão amargo foi esse momento.

“As palavras que flutuaram na minha cabeça foram, por quê. Por que, com este timing, por quê. Certamente, até então eu não era digno dela, eu a havia sobrecarregado. Se ela se cansasse e me jogasse fora por causa disso, eu entenderia. Mas, por que, quando provavelmente estávamos prestes a alcançar a felicidade, por que, como se você estivesse tentando acabar com esse momento mais feliz, você me jogaria no desespero-!? Eu, eu, eu não entendo-!”

Chikina, que jogou a cabeça para trás e uivou para o céu, parecia cheia de dor, e até eu provei a dor que parecia apertar o mais íntimo do seu peito.

“Da alegria ao desespero. Confusão e ódio e o desejo de implorar uma chance. Parecia que cada uma dessas emoções ameaçava me esfolar vivo, mas de alguma forma eu consegui acalma-las… porque eu tinha errado até então, afinal. Mas quando ouvi a explicação dela, minha lógica explodiu e foi parar longe. Aquele homem já a conhecia antes, mas o que os levou a sair, foi a festa que ela própria organizou em nossa casa! Eu estava ocupado e não pude participar, mas concordei quando ela perguntou se estava tudo bem se ela abrisse nossa casa e convidasse as amigas para se divertirem. Ela é linda e muitos dos participantes eram homens, então eu estava com ciúmes, mas só porque queria fazê-la feliz, concordei!”

Entendo. Agora posso ver por que ele estava desesperado. Isso não é algo que você pode suportar. Ele está mostrando todas as suas emoções.

“Todos aqueles bastardos convidados para a festa ouviram suas reclamações sobre mim, e eles a tentaram todo esse tempo, dizendo que ela deveria jogar aquele tipo de homem fora, então e aquele outro homem!? Ela seria mais feliz assim. Sem saber disso, limpei e decorei, convidei-os alegremente para nossa casa e acabei ajudando nossa separação. Hilário, certo… eu pessoalmente preparei o palco para o nosso término…”

Estou sem palavras. Francamente, esta é apenas a história unilateral deste homem, então é possível que não corresponda à realidade. Mesmo assim, tenho certeza de que sua amargura é real.

“Eu sufoquei meus sentimentos. Eu não queria pensar que, apenas alguns dias antes, aquela mulher que eu conhecia, que estava agindo normalmente sem tais sinais, era tudo mentira. Eu não queria acabar odiando uma pessoa que eu amava tanto. Eu, que só a amaldiçoaria se abrisse a boca, retirei-me e saí de casa… depois de passar a noite em claro, só fui recuperar algo que havia esquecido, não querendo mais falar palavras de ódio, e eu, que voltei para a casa dela à noite viu… a felicidade dela enquanto passava o tempo feliz com seu novo homem.

Chikina, que nos contou tudo isso, olhou para o céu. Lá em cima havia apenas escuridão espalhada; nenhuma estrela pode ser vista.

“Por que, por que ela fez isso-! Escolhemos todos os móveis, talheres e utensílios juntos, e naquele quarto que guardava todas aquelas coisas e memórias preciosas desses vários anos, ela já estava dando para aquele homem na noite depois que nos separamos-! Por que aquele homem esmagou minhas memórias com seus sapatos, sussurrando palavras de amor para ela com um sorriso no rosto -! Eles não têm humanidade-!

Explique, alguém, qualquer um, explique-!

Por que eles poderiam fazer uma coisa tão cruel como se fosse normal? Eu não consigo entender isso-! Porque eles tiveram que ir tão longe para me fazer mal-!?

Explique, eu imploro… eu imploro…

Não tenho como responder ao seu grito choroso. Mesmo que eu tivesse uma boca para falar, não há nada que eu poderia dizer quando nunca tive tal experiência.

“Mesmo que eu não seja a pessoa em si, eu entendo enquanto penso que é uma pena. É esse rancor que você deseja informá-la?

Ouvindo a voz calma da Diretora-sensei dizendo isso, o rosto do homem se contorceu de raiva e ele abriu a boca amplamente.

“É claro-! Eu morri por isso para dar a essa mulher esse sofrimento-!”

“Eu me pergunto se é assim. O que você quer fazer? Você realmente quer amaldiçoá-la?

“Obvio!”

Diante de Chikina fazendo sua declaração, a Diretora-sensei mostrou uma única pintura. Pintada ali estava uma mulher solteira, sorrindo gentilmente.

“Este é um retrato colocado na frente da casa dela no dia em que você morreu.”

Então essa é a pessoa no centro de todo esse problema, Sheemi. Ela tem uma impressão um tanto simples, mas ela é honestamente bonita. Foi o que pensei sobre o retrato. Esta pintura estava transbordando de amor pelo pintor Chikina; é uma obra cheia de alegria que faz sorrir inconscientemente quem a olha.

“Essa pintura… aa… entendo… naquele dia, quando percebi minhas próprias falhas… eu só queria que ela aceitasse a pintura que estava cheia de toda a minha gratidão até então, então passei na casa dela… e então eu presenciei aquela cena… aa, entendo… daquela vez, quando deixei cair a pintura… guardei rancor dela. Mas mais do que isso, lamentei minha inutilidade e morri. Essa minha tolice que não conseguiu proteger aquele calor.”

“Demônios fantasmas vingativos se apegam às almas das pessoas que abraçaram sentimentos fortes, amplificando seu ódio e fazendo com que cometam suicídio, e eles renascem como demônios fantasmas vingativos. No entanto, mesmo que você possua esse ódio, ele não foi capaz de apagar seus verdadeiros sentimentos.”

Entendo… foi assim. Eu, que não tive uma riqueza de experiências de vida, na medida em que tenho que segurar minha língua em relação aos casos amorosos, entendi que era por causa dos arrependimentos de Chikina, bem como do ódio, ciúme e desejo de matar. Porém, não foi bem assim, né?

“Chikina-san. Eu vou te perguntar novamente. O que você quer fazer?

“Eu…”

“Olá, quem seria você?”

“Fui eu quem aceitou o pedido de Sheemi-sama e vim da Associação de Caçadores.”

Até o sol nascer, a Diretora-sensei vigiou a residência particular em frente à pousada. Para vigiá-la adequadamente até o fim, estou alinhado ao lado da Diretora-sensei.

A mulher que abriu a porta – – Sheemi olhou para mim, com os olhos arregalados. Abrir sua porta de entrada para encontrar uma máquina de vendas seria surpreendente, mesmo no Japão moderno.

“Hum, esta caixa é a ferramenta mágica que está colocada na frente da pousada, correto?”

“Sim. É a ferramenta mágica com consciência, Hakkon-san. Deixando isso de lado, estou informando que o assunto de sua solicitação foi atendido com segurança.”

Ao ouvir essas palavras, Sheemi deu um tapinha no peito.

“Sério? Muito obrigada. Provavelmente não tenho o direito de dizer isso, mas não queria mais vê-lo assim.”

“Ele deixou este mundo corretamente sem se perder. E eu devolverei este retrato para você.”

“A, não. Eu não tenho o direito de aceitá-lo, então…”

Quando a vi dizendo isso e prestes a empurrar o retrato para trás, projetei ele, que estava perdendo a forma, no .

“Sheemi, me desculpe. Eu realmente te causei tantos problemas. Quando você me abandonou para viver uma vida que deveria ter vivido, fiquei chocado com a súbita boa sorte e, naquela época, não conseguia ver com clareza. O que seus amigos disseram estava certo, era natural me desprezarem que basicamente não tinha renda. Repetidas vezes você me disse que, se eu continuasse como estava, não me tornaria bom no futuro. Que eu deveria trabalhar duro constantemente enquanto persigo meus sonhos. Que não vai correr bem só porque fiz uma exposição individual. Você disse tudo isso, mas eu não queria ouvir. Agora, aceitarei obedientemente suas palavras. Sinceramente, sinto muito. Nesse dia quis dizer-te essas palavras, juntamente com este retrato. E assim, embora seja tarde demais, quero que aceite. Obrigado e seja feliz.”

Com lágrimas no rosto, ela abraçou o retrato e caiu de joelhos.

Logo após a gravação, ele inclinou a cabeça profundamente para nós e desapareceu. Da última vez que vi seu rosto, tive a impressão de que tinha um ar despreocupado e satisfeito.

É estranho para uma máquina de vendas falar sobre amor, mas acho que nenhum dos dois estava errado na situação desta vez. Ele a havia sobrecarregado todo aquele tempo, e ela o havia aconselhado várias vezes. Antes que percebessem, uma engrenagem se soltou e os dois giraram como quiseram, levando à pior conclusão.

“Ninguém pode entender completamente o coração do outro, se você não conhece o seu próprio coração. Mas e se você se colocar no lugar do outro e considerar a posição dele? Acho que é exatamente isso o enredo dessa história.”

As palavras da Diretora-sensei penetraram em meu corpo de ferro. Mesmo que ela tenha dito isso casualmente, parece que tem um poder persuasivo que funciona inconscientemente. Ela deve ter tido várias experiências que nem consigo imaginar. As palavras dos mais velhos, que passaram por experiências agridoces, têm um peso diferente.

“O corpo de Hakkon-san é diferente do nosso, mas a parte mais importante de uma pessoa é seu coração. Nunca se esqueça da bondade que você mostrou aos órfãos”.

“Muito obrigado.”

Dentro do corpo da máquina de vendas está a consciência de um humano. Separando-me da minha carne, apenas meu coração é humano. Eu não posso esquecer isso.

Algo que eu gostaria de ver até o fim é… Eu simplesmente quero ver Ramis. Seu rosto inocentemente sorridente apareceu na minha cabeça.

Vou proteger esse sorriso, mesmo ao custo desse corpo.

Olá, eu sou o Otakinho2!

Olá, eu sou o Otakinho2!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥