Capítulo 7: William Von Ainsworth

Reencarnei com o Sistema mais Forte

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

William Von Ainsworth


Tradutor: GaaH

 

“Por que está demorando tanto?” Um elfo, que parecia ter trinta e poucos anos, andava de um lado para o outro do lado de fora da sala. Como todos os elfos, ele era muito bonito. No entanto, seu rosto bonito estava marcado pela ansiedade.

“Dar à luz leva tempo.” respondeu uma bela elfa “Pare de andar por aí, você está me deixando nervosa também.”

“Estou preocupado com nossa filha.” respondeu o belo elfo “E-E se algo acontecer com ela e a criança? O que devemos fazer, Aerin?”

“Nada vai acontecer, Théoden.” Aerin olhou para seu marido com irritação “Se controle, sim? Basta olhar para Morgan. Viu? Ele está bem calmo.”

Théoden olhou para o homem ruivo que estava encostado na parede no canto da sala. Ele tinha os braços cruzados sobre o peito e estava parado como uma estátua. Seus olhos estavam fechados e parecia estar descansando.

O belo elfo finalmente se acalmou e sentou-se ao lado de sua esposa. O casal de elfos deram as mãos e oraram a seus deuses para manter sua filha e seu neto a salvo de perigos.

#39#

Dentro da sala de parto…

 

“Minha senhora, posso ver a cabeça do bebê.” disse a parteira com entusiasmo. “Só mais um pouco. Só mais um empurrão!”

A bela senhora deitada na cama soltou um grunhido gutural ao obedecer ao pedido da parteira. Seus longos cabelos loiros grudados em sua pele, e seus olhos verde-esmeralda estavam tingidos de fadiga. Ela estava em trabalho de parto há mais de três horas e já se sentia muito fraca.

Apenas sua determinação inabalável de ver seu filho a impedia de perder o controle de sua sanidade.

Depois de muitas dificuldades, o bebê finalmente nasceu para o mundo.

A parteira segurou o bebê recém-nascido nas mãos. Ela verificou seu gênero e estava prestes a parabenizar sua Senhora por dar à luz um menino quando percebeu que algo estava errado.

Depois de pensar muito, a parteira percebeu que o bebê não chorou ao nascer. Uma carranca apareceu em seu rosto enquanto ela usava magia para limpar o corpo do bebê. Ela prestou muita atenção à respiração do bebê e seus batimentos cardíacos.

Por um breve momento, a parteira pensou que o bebê havia morrido imediatamente após o nascimento. Ela já tinha visto esses casos antes e isso a deixou muito ansiosa.

Felizmente, ela percebeu que o peito do recém-nascido subia, o que era uma indicação clara de que ele havia começado a respirar. No entanto, a respiração do bebê era muito lenta e difícil.

“O que está errado?” a bela senhora que acabara de dar à luz perguntou “Aconteceu alguma coisa com o meu bebê?”

Sua pergunta tirou a parteira de seu torpor. Ela apressou-se a apresentar o bebê à mãe e a felicitou.

“Parabéns, minha senhora. É um menino.” disse a parteira. “Porém, o bebê está muito fraco e estou com medo…”

A bela senhora ignorou a parteira e abraçou o filho recém-nascido. Toda a exaustão que sentiu durante o trabalho de parto foi lavada pela felicidade que sentia naquele momento.

“Você parece uma pequena lagarta.” a bela senhora brincou com o filho enquanto uma lágrima escorria pelo lado de seu rosto. Ela acariciou as bochechas do bebê suavemente e canalizou sua magia para suas mãos.

“Curar.”

“Curar.”

Depois de lançar dois feitiços consecutivos, o bebê finalmente se mexeu e começou a chorar.

Os dois elfos que esperavam do lado de fora da sala se olharam. Aerin chorou e enterrou a cabeça no abraço de seu marido.

Embora continuasse dizendo ao marido que tudo ia ficar bem, ela mesma estava se sentindo ansiosa.

O ruivo encostado na parede finalmente abriu os olhos. Ele deu um suspiro de alívio ao olhar para o teto da sala. Seus olhos cinzentos estavam tingidos de felicidade e tristeza.

Felicidade porque o filho de seu irmão havia nascido. Tristeza, porque a criança nunca veria seu pai nesta vida.,

 

#39#

 

“Minha senhora, seu filho é muito obstinado.” A parteira sorriu ao olhar para a criança. “Eu realmente pensei que ele não seria capaz de fazer isso.”

A bela senhora beijou seu bebê e sorriu. “Você está dizendo que ele tem uma forte vontade de viver?”

“Exatamente!” A parteira acenou com a cabeça em concordância.

“Will*…” a bela senhora murmurou. “De agora em diante, seu nome será William. William von Ainsworth.” 

(*Vontade em inglês)

A bela senhora olhou para o filho com amor. “Fique grande e forte, assim como seu pai.”

De repente, a porta se abriu e o casal de elfos entraram na sala.

Théoden verificou imediatamente o estado da filha. Seu coração doeu quando viu a exaustão no rosto dela. No entanto, ele também podia sentir felicidade e orgulho dentro de seu belo exterior.

Aerin foi para o lado de sua filha e beijou suas bochechas. “Parabéns, Arwen.”

“Obrigada, mãe.” Arwen respondeu com um leve sorriso.

Vendo o casal mãe e filha, o belo elfo se sentiu excluído e decidiu examinar o bebê que estava aninhado nos braços de sua filha.

“Por que essa criança está tão quieta?” Théoden perguntou. “Os bebês humanos são tão fracos?”

“Do que você está falando? Ele não é uma criança humana. Ele é um meio-elfo,” Aerin corrigiu seu marido.

“Pai, meu bebê não é fraco.” Arwen fez beicinho. “Ele é forte! Do contrário, ele não teria nascido neste mundo.”

Théoden franziu a testa, mas sabia que não devia discutir com sua esposa e filha. Depois de verificar a filha e o bebê, os dois elfos deixaram a sala para permitir que mãe e filho tivessem um tempo de qualidade um com o outro.

Afinal, eles teriam que se separar mais cedo ou mais tarde.

Arwen desabotoou o vestido e conduziu delicadamente os lábios do filho ao seio. O bebê ainda estava com os olhos fechados. Claramente, ele ainda estava fraco, mas seus instintos naturais lhe permitiram realizar a coisa mais básica que um recém-nascido deveria fazer, que era beber o leite de sua mãe.

No fundo da consciência de William, palavras começaram a se formar. No entanto, sua alma ainda estava danificada devido a ser atingida por Truck-Kun antes de entrar no Ciclo de Reencarnação. Por causa disso, ele não conseguia ver as palavras que haviam aparecido em sua “Página de status”.

#sistema-draco#

<Quest Diária: Beber Leite foi concluída! >

<Recompensas: 5 pontos de experiência. > 

<Exp. Atual: 5/100>

#draco-fim#

 

#sistema-draco#

Nome: William Von Ainsworth 

Raça: Meio Elfo

Pontos de Vida: 5/5

Mana: 10/10

Classe de trabalho: nenhuma

Subclasse: Nenhuma

<Força: 0>

<Agilidade: 0>

<Vitalidade: 1>

<Inteligência: 2>

<Destreza: 0>

Habilidades: Nenhuma

Títulos: Nenhum

#draco-fim#

Tradutor:

Gaah

Gaah

Rolar para o topo