Capítulo 68

Regressor da Vida Passada

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

 

Capítulo 68

Tradutor: Otakinho

 

Yeonhee Woo sentiu seu mundo desmoronar quando os monstros vieram pulando da escuridão pela primeira vez. Ela percebeu o quão insuficiente sua imaginação tinha sido, apesar de ter pensado que estava “preparada”. Que risível! Yeonhee Woo simplesmente não conseguia imaginar a realidade dos gritos e rugidos dos predadores caçadores, o fedor pútrido dos comedores de carniça e o cheiro de ferro de seu sangue, e a velocidade aterrorizante dessas criaturas.

Os monstros que Sunhoo desenhou eram reais, e ela podia sentir as emoções vindas dos monstros. Ela estremeceu com a fúria e fome dos monstros por Sunhoo, e ficou horrorizada com seu frenesi para rasgar e destruir seu abdômen, para festejar em suas entranhas macias. Seu mundo desmoronou pela segunda vez quando Sunhoo sentou-se sobre o monstro para apunhalá-lo. Não era uma batalha entre o bem e o mal, a masmorra era uma guerra pela sobrevivência.

Os padrões entre monstros e humanos não existiam lá, e o homem que sobreviveu era um estranho para Yeonhee Woo. Seu rosto ficou branco quando o homem ensanguentado veio até ela para exigir que ela mergulhasse uma adaga em um monstro.

Agora, seu mundo estava prestes a desmoronar pela terceira vez devido ao homem parado na porta e o pesadelo que ela podia ver além de seu ombro. A sala além estava cheia de monstros, e seus preparativos mentais não funcionaram. Os gritos e a selvageria das criaturas que queriam matá-la eram um inferno. E no inferno, em vez de fogo, havia escuridão, e monstros gritavam em vez de pecadores. Corpos de monstros sangrando, ainda se contorcendo e se debatendo se amontoaram na frente do homem.

“Curar!”

Yeonhee Woo usou sua habilidade, ao se lembrar de uma coisa que o homem havia dito. Se ele morresse, ela morreria também. Se ele morresse, os monstros viriam atrás dela pela porta atualmente bloqueada pelo homem e suas lâminas. Ela não conseguia desviar os olhos de seus olhos amarelos brilhantes, pois estavam cheios do instinto assassino. Yeonhee Woo estremeceu novamente e se sentiu tonta. Seu mundo estava se tornando uma ruína, mas um grito humano encheu seus ouvidos. Era do homem.

#sistema-escuro#

[Você não pode usar essa habilidade.]

[Tempo de espera: 03:30]

#escuro-fim#

Ela ainda poderia usar a ‘Mão de Marie’, mas um monstro avançou sobre ela quando Sunhoo tropeçou por um momento. Ela encontrou seus olhos, e os movimentos do monstro foram muito rápidos quando ele investiu contra ela.

“Não!”

Yeonhee Woo gritou não para o monstro, mas para o homem, pois a sala ficaria cheia de monstros quando ele se movesse de sua posição. Foi logo após seu grito que ela viu o corpo do monstro no chão com uma flecha saindo dele.

Ela se lembrava de ter gritado com Sunhoo, mas não se lembrava do que fez com seu arco. Ela voltou a si agora enquanto apunhalava o peito do monstro. Yeonhee Woo ficou surpreso quando o homem falou.

“Boa!”

Ela olhou para o homem, e enquanto o homem estava agora ansioso novamente depois de confirmar o que ela havia feito, ela pôde ler naquele breve instante que seus olhos se encontraram que ele a elogiou. O mundo de Yeonhee Woo foi restaurado novamente, e ela colocou uma flecha em seu arco enquanto cobria suas costas.

***

#sistema-escuro#

[Extermínio dos Declan: Soldados Declan Exterminados 54/60]

[Pontos Acumulados: 184]

#escuro-fim#

Havia dezenove monstros na primeira sala, e agora havia seis sobrando antes que a missão fosse concluída. Não houve outros monstros após a última mensagem. Embora os vira-latas tivessem alguma inteligência, eles não eram espertos o suficiente para se esconder quando podiam atacar.

“Claro.”

Voltamos para a primeira sala enquanto passávamos pelos cadáveres até que não vimos nenhum. Nós dois sentamos no chão, e Yeonhee Woo me ofereceu uma pílula branca com a mão ensanguentada. Embora minha adaga estivesse com a Ira de Odin e meu braço esquerdo tivesse sido endurecido pela habilidade Pele de Ferro, não podíamos ir para a próxima sala assim. Engoli a pílula e me deitei.

“Continue a me curar enquanto eu descanso um pouco.”

Não consegui dormir imediatamente e ainda havia algumas dores, apesar do analgésico. As cenas que acabei de ver voaram. Tentar proteger Yeonhee Woo era um luxo, e eu tive que esquecê-la quando fui para a batalha. Então, eu apenas improvisei enquanto lutava corpo a corpo, apesar de ser uma batalha entre fracos. Se meus níveis aumentassem, não precisaríamos fazer isso novamente. Até então…

#sistema-escuro#

[Yeonhee Woo usou Cura Física.]

[Suas feridas cicatrizam um pouco.]

#escuro-fim#

A mensagem surgia mesmo quando meus olhos estavam fechados, enquanto ela estava fazendo seu trabalho. Curandeiros brilhariam em momentos como este, especialmente quando o grupo estava fraco. Lembrei-me de quando deixei um vira-lata passar, quando ele correu para ela, apesar de estar quase morto. Achei que ela conseguiria e não me mexi da minha posição. Ela tinha feito isso, e eu estava orgulhoso dela pelo que ela gritou na época.

“Não!”

Ela gritou isso para que eu não me movesse, e a batalha acabou. A vitória significou muito, pois aprendemos que poderíamos limpar uma sala como esta sem usar O Homem que Superou a Adversidade ou uma insígnia. Não senti a dor, pois ela havia diminuído o suficiente para eu dormir.

***

Eu ouvi a voz de Yeonhee Woo em meu ouvido, e ela estava dizendo que não podia mais aplicar suas habilidades. Meu braço direito estava ferido o suficiente para que eu não pudesse segurar a espada, mas agora eu podia movê-la facilmente. Cerrei meu punho para testar se estava pronto para lutar novamente.

“O tratamento terminou e eu ganhei uma caixa de prata por completar o tratamento de um membro do grupo pela primeira vez.”

Eu vi que ela segurava um colar em uma das mãos e o estendeu para mim.

#sistema-escuro#

[Medalha de Restrição (Medalha)

Efeito: Restringe o alvo.

Classe: E

Tempo de espera: Sete dias]

#escuro-fim#

Peguei em silêncio e coloquei no pescoço. Não precisávamos de palavras, ela se lembrava de seu contrato em silêncio. Ela deveria me dar qualquer item que pudesse entregar, mas eu não esperava que Yeonhee Woo reagisse dessa forma. Ela deveria ter percebido o valor dos itens, mas não parecia insatisfeita ao olhar para mim. Yeonhee Woo falou.

“Se voltarmos vivos, certo?”

Eu concordei. Eu daria a ela o dinheiro conforme estipulado no contrato. Ela gostava tanto de dinheiro? Eu sabia como era estúpido presumir que conhecia uma pessoa. O que importava era que ela tinha um objetivo forte. Ela falou novamente.

“Há uma caixa de masmorra aqui.”

Tradutor:

Otakinho

Otakinho

Boa Leitura S2 S2
Rolar para o topo