Capítulo 97

Regressor da Vida Passada

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

 

Capítulo 97

Tradutor: Otakinho

 

#sistema-escuro#

[Ódio (Habilidade)

Efeito: O alvo não pode distinguir entre amigo ou inimigo.

Classe: F (0)

Tempo de Cooldown: 5 minutos]

#escuro-fim#

Era uma habilidade de ataque, não apenas contra monstros. Foi por isso que evitei caçadores com habilidades psíquicas como ela.

“Até mesmo um curandeiro precisa atacar às vezes.”

O sistema não era impiedoso em tudo.

“Parabéns. Agora você tem algo com que pode lutar, apenas no caso.”

***

Mesmo estando rodeados pela escuridão, este lugar era confortável devido ao poço. No entanto, ele se tornou um lugar nojento pouco depois de nossa chegada, pois ficou cheio de cadáveres de Graf. Pior ainda, os cadáveres dos Grafs pareciam estar olhando para nós. Decidimos que era hora de nos movermos. Cada um de nós levou uma mochila coberta de sangue. Este era nosso segundo dia aqui, e nós lutamos contra quase trinta Crianças Grafs depois que eles nos cercaram. O resultado não foi ruim. No entanto, as dores agudas e súbitas em nossa cabeça e corpo interromperam nossa exploração e nos impediram de nos movermos ainda mais para a masmorra. Eu tive que carregar Yeonhee de volta para o poço…

Meu anel e a habilidade Ódio de Yeonhee nos permitiram controlar dois Grafs. Conseguimos derrotar os trinta bebês Grafs sem usar O Homem que Superou a Adversidade. Achamos que não tínhamos sido gravemente envenenados, mas no dia seguinte, estávamos deitados no chão, gemendo de dor.

Estava congelando e meu corpo tremia fora de controle. Yeonhee e eu nos abraçamos, e o problema não era apenas o frio. Eu podia sentir um cheiro nojento porque não conseguia controlar minhas funções corporais. Felizmente, meus sentidos estavam fracamente vivos, apesar de estarem envenenados. Estávamos cercados por cadáveres de Graf e, devido à minha dor, não fui capaz de controlar o número de cadáveres ao nosso redor, ou mesmo reunir a concentração mínima necessária para simplesmente recontar os corpos. Algum instinto me alertou e comecei a suspeitar que um dos cadáveres estava desaparecido, e que aquele estava se fingindo de morto, e desapareceu de volta para o rebanho no segundo dia. Infelizmente, o veneno me deixou muito debilitado para tomar qualquer atitude quanto às minhas suspeitas.

Eu ouvi um gemido de Yeonhee, e os analgésicos estavam passando. Ela estava em um estado pior do que eu, o que significava que ela mal estava viva. Foi por pura sorte que seus membros estavam inteiros. Tateei ao redor para encontrar os comprimidos. Yeonhee enterrou o rosto no meu peito para gritar, pois os comprimidos não anulariam toda a dor. Ela não conseguia dormir mesmo se quisesse.

O quarto dia foi um verdadeiro inferno, enquanto minha cabeça piscava entre o frio e o calor. Eu senti como se estivesse sendo mordido por Grafs e esperava que fossem alucinações. Melhoramos depois do quinto dia e fomos libertados do inferno no sexto. Agora estávamos desintoxicados, e minha suspeita de que o “desaparecido” Graf havia levado o resto do enxame para nos atacar foi confirmada. Vi com olhos claros e sem dor que havia cadáveres por toda parte, muito mais do que os trinta originais, e nenhum deles estava inteiro. Devo ter cortado suas pernas e cabeças, o que deveria ser uma façanha impossível com meus atributos atuais. Parecia que TODOS os monstros próximos nos cercaram. Não conseguia dar um passo sem pisar em um cadáver e não conseguia entender como havíamos sobrevivido aqui nos últimos dias. Além disso, encontrei ferimentos estranhos que estavam muito acima do nível de dano que eu poderia causar.

Tentei me lembrar da luta. Lembrei-me de que tentei decapitar um, e faíscas voaram de minha adaga quando o esfaqueei. A Adaga do Louco foi ativada quando eu fui respingado no sangue e nos pedaços de concha do Graf. Gritei para Yeonhee enquanto O Homem que Superou a Adversidade foi ativado e vi, para meu desespero, que havia muitos. Ela usou Bravura em mim, e eu usei a Faca da Devi desesperadamente. Então usei o Terremoto…

Eu me lembrava dos flashes, mas não conseguia me lembrar dos eventos em ordem consecutiva. Minhas memórias foram despedaçadas, como se uma fita de vídeo tivesse sido jogada em um triturador e depois emendada. A Faca da Devi teria aumentado de classe após a ativação do O Homem que Superou a Adversidade, mas eu não sabia como ela poderia infligir as decapitações e amputações, muito menos as explosões internas que vi nos Grafs. Eu só podia presumir que fiquei furioso, lutando por puro instinto, a adrenalina inundando meu corpo clareando minha cabeça. A habilidade de Bravura de Yeonhee pode ter sido o que evitou que o veneno me subjugasse, o que teria me deixado indefeso sob as mandíbulas dos Grafs. Não conseguia pensar em nenhuma outra explicação para nossa sobrevivência.

Voltamos para um poço que descobri enquanto carregava Yeonhee quando sentimos o veneno nos atingir pela primeira vez, e era maior do que o que encontramos no primeiro dia. Fizemos uma fogueira usando Grafs como lenha. Ela relaxou depois de um tempo, apesar do cheiro.

“…O que aconteceu?”

“Havia mais de cem deles. Eu sinto Muito. Devo ter perdido um batedor.”

Parecia que Yeonhee estava se curando, apesar das feridas de mordida em seu peito e pernas.

“Espere aqui.”

“Você está indo sozinho?”

“Não houve batedores nos últimos dias, e se um vier…”

Coloquei o Anel do Governante nas mãos de Yeonhee.

“Eu não estou falando sobre isso. Ir sozinho é perigoso.”

“Não se preocupe. Vou apenas terminar a missão Mano a Mano.”

“E se você seguir pelo caminho errado? Ainda não vimos ramos nas passagens, mas pode acontecer.”

“Você não está errada. Voltarei se isso acontecer.”

Yeonhee parecia preocupada apesar do fato de que ela parecia um cadáver.

“Você precisa se preocupar mais com você.”

***

A passagem era reta e nenhum Graf veio correndo na minha direção. A caverna estava se estreitando lentamente e encontrei um gargalo. Eu vi que o espaço se espalhava além do buraco estreito, e eu vi o fundo de uma estátua de pedra e duas caixas de masmorra. Eu senti que a missão Mano a Mano estava próxima. Não sei para que era usado o espaço, pois pode ser um santuário ou um depósito de armas. Eu só sabia que a estátua iria acordar no momento em que entrasse naquela área. Essas estátuas com sua “surpresa” escondida eram comuns nas masmorras Graf de classe E. Não tive motivo para hesitar, pois era uma missão fácil. Eu entrei.

Eu vi a estátua, e um Graf de tamanho médio teria aproximadamente esse tamanho e forma se tivesse sido transformado em pedra.

“Saia, saia, onde quer que esteja.”

Provoquei a estátua, pois sabia que poderia matá-la com mais facilidade do que quando lutei contra os Vira-latas. Uma rede de rachaduras finas apareceu por toda a superfície da estátua e pedaços da cobertura caíram. Então, o monstro voltou à vida.

Ele tentou me esmagar, mas eu pulei no meio da poeira e subi em suas costas. Ele tentou me sacudir, balançando seu corpo, mas eu já estava segurando sua carapaça. Em desespero, ele resistiu e meu estômago se encontrou na minha garganta. Mesmo assim, consegui me segurar de alguma forma. Foi então que consegui arrancar um pedaço da carapaça e apunhalar a pele macia por baixo. A Adaga do Tolo infelizmente não disparou, então me agarrei à carapaça, esperando o momento certo para meu próximo ataque. Eu só tive que evitar suas pernas e veneno, e não era rápido como as Crianças Grafs devido ao seu tamanho. Era apenas um alvo maior e mais lento do que outros Grafs.

Havia duas juntas em cada perna desse inseto gigante, e um ferrão venenoso em cada perna, e as seis pernas, o que seria chamado de dupla junta em humanos, dobradas de uma forma impossível para os insetos terrestres. Quando o corpo do médium Graf caiu no chão, as pernas dobraram-se para cima em direção às suas costas, para golpear com as garras envenenadas. Eu estava esperando por isso. Eu tinha visto o primeiro Desperto que tentou pular na carapaça de um Graf de tamanho médio durante uma invasão, morrer estripado neste movimento que desafiava a racionalidade.

#sistema-escuro#

[Você usou a Faca da Devi.]

#escuro-fim#

Cortei suas pernas e cortei as antenas. Eu saí do monstro porque agora tinha que parar sua longa, articulada e farpada tromba. Pousei e observei seus movimentos.

#sistema-escuro#

[Você usou a Ira de Odin.]

[Objeto: A Adaga do Tolo.]

#escuro-fim#

Eu poderia cortar sua tromba com o aprimoramento da Ira de Odin e atirei a adaga em sua língua. O Graf parou de guinchar e se deitou no chão. Ele tentou mover suas pernas e tromba, mas eu havia cortado todas as suas armas naturais. Eu lentamente me aproximei.

Foi uma visão nauseante, e eu agarrei sua cabeça e puxei com toda a minha força, puxando uma parte da carapaça que protegia o pescoço. Em seguida, perfurei seu centro nervoso com minha outra adaga.

#sistema-escuro#

[Você exterminou um Graf de tamanho médio.]

[Você ganhou seis pontos.]

[Você completou a missão ‘Mano a Mano’. Por favor, decida quem fica em primeiro lugar.]

#escuro-fim#

Essa foi fácil.

Tradutor:

Otakinho

Otakinho

Boa Leitura S2 S2
Rolar para o topo