Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: Otakinho 』

Ele estava desanimado quando o Dia do Juízo Final aconteceu. Embora a Coreia tenha sido ‘colonizada’ por fundos estrangeiros, era o país onde viviam os cidadãos, incluindo sua família. No entanto, ele viu a oportunidade de corrigir tudo ao entrar no Período do Advento após ser escolhido como Pré-Desperto.

Um novo poder havia intervindo. A Associação Mundial de Despertos continuaria a existir e renasceria como a maior força no futuro, mas não seria o único grupo poderoso. Todos os tipos de organizações iriam emergir nesse novo mundo, e Kang Woo-Seong também planejava corrigir o país, que estava deslocado desde a crise do FMI. Ele queria criar associações e partidos políticos compostos apenas por coreanos. Ele acreditava que poderia trazer uma nova sensação à política ao vencer a batalha contra as civilizações alienígenas. Essa era a única maneira porque, mesmo que expulsassem os invasores, a Coreia ainda viveria sob o domínio colonial do Grupo Jeon-il após a guerra.

Felizmente, Woo-Seong encontrou um camarada com a mesma opinião. Seu nome era Shin Myung-Hwan e ele era professor de ciências políticas em tempo parcial em uma das mais prestigiadas universidades do país. Como ele não estava ou apoiava o Grupo Jeon-il, ele não poderia ser promovido a professor em tempo integral. Embora tivesse se formado na universidade mais conceituada, sua formação acadêmica estava sendo ignorada. Foi também porque ele era um famoso blogueiro político chamado ‘Patriota Bom’.

Devido a essas razões, Woo-Seong e Myung-Hwan compartilharam uma forte amizade por pouco mais de trinta dias. Eles estavam apoiando um ao outro e prometeram continuar assim no futuro. Sim, esses dois eram os líderes da aldeia do norte.

Woo-Seong disse ao relembrar o momento em que Myung-Hwan quase foi morto: “Não podemos correr para a aldeia central”.

O outro homem apontou: “Mas alguém deveria entrar e entender a situação. Nunca sabemos quando o guia vai mudar. Deve haver um limite de tempo.”

“Se o líder deles for cruel, tentará nos usar através de você”, advertiu Woo-Seong.

Myung-Hwan suspirou. “Só precisamos esperar que ele seja igual a nós. Existe alguma outra maneira? Deve ser difícil, mas é a única opção que temos.”

Woo-Seong fez uma careta. “Droga… Tenha cuidado.”

Myung-Hwan deu de ombros. “Se você não souber de mim ou se eu for pego, considere-me morto.”

***

“Fique ai mesmo! Não dê nem mais um passo. Você foi avisado!” Um homem vestindo um uniforme e equipamento de combate desgastado gritava com ele, mas Myung-Hwan não conseguia ouvir direito a voz além da barricada. No entanto, ainda levantou os braços junto com aqueles que o acompanhavam e olhou para longe. Havia uma torre e um monstro gigante. Em particular, o monstro não era o monstro chefe da onda anterior. Era feito de ossos grossos e enormes, e suas grandes asas de esqueleto estavam cravadas no chão sem se mover.

“Isso está vivo?” Uma pessoa perguntou.

Outro comentou baixinho: “Então, você acha que está morto?”

“… Meu nome é Shin Myung-Hwan. Você poderia chamar alguém com quem eu possa conversar, por favor?” Myung-Hwan perguntou, e ele não conseguia tirar os olhos da visão bizarra à sua frente. Ele obteve uma resposta depois de alguns minutos.

“Vou enviar nosso pessoal para o seu lado, então entregue todas as suas insígnias. Jogue todos os itens para este lado. Faça como você disse. Nós os devolveremos a você se tivermos certeza de que você não causará nenhum problema.”

Myung-Hwan fez uma careta. “Nós realmente temos que fazer isso? Não viemos aqui com más intenções.”

A outra pessoa deu de ombros. “Essa é a condição. Se você não gosta disso, volte para o seu lugar! Você entende?”

Myung-Hwan não esperava que fosse bem-vindo, pois essa era uma resposta perfeitamente natural. Na verdade, eles o estavam tratando melhor do que ele pensava, considerando o que havia acontecido em sua aldeia…

“Que tal se eu entrar sozinho?” ele propôs.

“Espere um minuto.”

Logo, eles aceitaram sua sugestão, e Myung-Hwan fez o que os aldeões centrais lhe disseram para fazer. Ele jogou todos os itens que estava usando sobre a barricada e entregou suas insígnias aos aldeões. Então, seus companheiros aldeões que o acompanhavam levantaram suas vozes preocupados.

“Professor… Não…”

Ele os tranquilizou: “Não se preocupem comigo e apenas fiquem em formação. Não ajam em hipótese alguma sozinhos.”

Três aldeões centrais cercaram Myung-Hwan como se estivessem escoltando um prisioneiro perigoso. Todos os três se moviam com armas afiadas nas mãos, mantendo um olhar atento sobre ele. Mesmo depois de Myung-Hwan ter confiado sua vida a eles, ele não conseguia tirar os olhos do monstro gigante, pois despertava medo apenas olhando-o.

No entanto, uma coisa notável era que o monstro estava obviamente protegendo uma pessoa de ameaças externas. A pessoa tinha cabelos compridos, mas era muito musculosa para ser considerada uma mulher. O homem parecia estar inconsciente e estava em péssimo estado, mas estava equipado com equipamentos de qualidade. Todos os itens nele eram incomparáveis ​​a quaisquer outros que Myung-Hwan havia encontrado antes no Período do Advento. Uma espada flamejante estava em sua mão, embora estivesse inconsciente. Os anéis em seus dedos brilhavam, e seu capacete e luvas pareciam sagrados.

“Quem é ele?” Myung-Hwan perguntou.

“Odin,” Um dos aldeões centrais respondeu.

O outro aldeão do lado direito de Myung-Hwan gritou: “Ei!”

“Eles devem saber que não podem pensar em fazer algo flagrante. E aí cara. Você irá para o inferno se planejar algo estúpido. Odin vai acordar logo.”

Odin? Não tem como o sobrenome dele ser Oh e o primeiro nome ser Dean. Então é o Odin do mito do norte da Europa?

Myung-Hwan achou que era o nome artístico perfeito, pois realmente parecia o Deus de um mito. O monstro esquelético gigante se assemelhava ao dragão na subcultura.

Se existe uma existência que pode ser protegida por dragões enquanto está armada com equipamento defensivo mítico, então deve ser Odin.

Ele sentiu que o rosto assustador de Odin com uma longa barba e ciclope seria revelado quando ele levantasse a cabeça. Só então Myung-Hwan percebeu por que está aldeia havia sido escolhida como a aldeia central. Ele apresentou os resultados mais notáveis. De um lado, havia um mercado ativo e as mercadorias eram negociadas com o que era considerado dinheiro. Mesmo que não contasse, ele poderia dizer que havia um grande número de sobreviventes. Além disso, os aldeões estavam cheios de energia. Bem, é claro, seus olhos estavam cheios de cautela quando olharam para ele.

“Alguém chegou antes de nós?” ele perguntou.

Um dos três respondeu: “Sim, e eles foram esmagados”.

“Ei, vamos lá!” O outro aldeão gritou.

O primeiro deu de ombros. “Eles têm o direito de saber.”

“Sim, esconder o poder de alguém pode provocar o ataque do inimigo. Não estou dizendo que iremos, mas é o que aprendemos até agora”, disse Myung-Hwan.

“Se você nos atacar, todos vocês irão para o inferno. Só estou avisando porque você parece ser uma boa pessoa. Não se meta em problemas e seja morto. A yakuza japonesa não conseguiu sobreviver, então um velho como você nunca conseguiria sobreviver se fizesse algo estúpido.”

“Havia um Yakuza japonês aqui?” Myung-Hwan perguntou.

“Oh sim. Ele esteve aqui… como chamamos isso?

“Yakuza Calibur?” 1

“Oh sim. Ele era um ‘calibur’”.

A palavra parecia ser um termo recém criado derivado de um jogo de computador. Myung-Hwan guardou a palavra e decidiu perguntar ao seu povo quando voltasse para eles.

***

Ele comentou: “Desculpa, mas eu costumava usar o pseudônimo ‘Patriota Bom’ para manter um blog.”

“Oh meu Deus. Não acredito que estou vendo você aqui. Eu me lembro do seu rosto!”

Um dos membros do conselho da aldeia gritou com todos com admiração em seus olhos.

“O que há de errado com vocês? Você não conhecem esse blog? A vigília à luz de velas em Gwanghwamun começou tecnicamente por causa desse professor quando o Escândalo Jeon-il estourou. Vocês todos sabem o que era a vigília à luz de velas.

“Não importa se ele é o blogueiro do ‘Patriota Bom’ ou não.”

“Por que isso não importa? Isso prova que ele e seu grupo são mocinhos. O guia mencionou que seria difícil concluir a missão sozinhos. Não podemos rejeitar todos os outros aldeões.”

“Pare de encher o saco e ouça a opinião dos outros.”

“Eu não estou falando nada demais. Vocês podem não saber, mas ele é um símbolo daqueles que são contra os males que dominam a Coreia. Você nunca assistiu o jornal?”

“Cala a boca Kim Joo-Yeong!”

“Ha… Vocês são ridículos. Lamento tratá-lo assim, senhor. Como você sabe, o mundo se tornou duro.”

Então, Soo-Ah disse: “Acho que ele se identificou. Como devemos chamá-lo?

“Apenas pelo meu nome, por favor”, respondeu Myung-Hwan.

“Ok, Sr. Shin Myung-Hwan. Eu também reconheço seu rosto. As pessoas que estão interessadas na situação da Coreia e as gerações mais jovens como nós, todos sabem muito bem como você é e o tom de seu argumento. Você odeia o Grupo Jeon-il, certo?”

“O Grupo Jeon-il é mau para o nosso país, mas este mundo está longe disso. Eu só estava dizendo isso para ajudar a provar minha identidade.”

“Não, você tem a fama. Existem apenas alguns, mas você tem seguidores aqui, como acabou de testemunhar. Mesmo que este seja um mundo completamente diferente, não podemos escapar das memórias do mundo de onde viemos. Vivemos com essas memórias, então elas continuam a nos afetar.”

“…”

Ela continuou impiedosamente: “Então, o Sr. Shin é uma pessoa perigosa, especialmente porque você é o líder do seu grupo.”

“…”

Soo-Ah o encarou fixamente. “Você quer que eu compartilhe meus pensamentos sobre você? Só de olhar para o pseudônimo ‘Patriota Bom’, posso dizer que você é cheio de si e acredita em sua própria superioridade.”

Myung-Hwan retrucou: “Eu não esperava falar sobre isso aqui. A razão pela qual escolhi esse nome foi porque esperava que tal pessoa aparecesse e corrigisse a bagunça. Você acha que a Coreia está de pé agora?”

Isso porque o país inteiro havia sido invadido por fundos estrangeiros e não podia administrar seus próprios assuntos de estado de forma independente. Os pensamentos de Myung-Hwan eram sempre os mesmos.

Soo-Ah bufou. “Fale sobre isso com seus ouvintes se conseguir sobreviver ao Período do Advento. Aqui está a minha decisão. Sinto muito, mas não podemos deixar um homem como você entrar na aldeia.

Myung-Hwan respondeu: “Parece que vocês vão monopolizar a missão”.

Soo-Ah balançou a cabeça. “Não, só estou dizendo que não podemos deixar você entrar. Teremos uma entrevista com o restante dos membros do seu grupo e depois decidiremos sobre eles.”

“Posso lhe fazer uma pergunta?” Ele perguntou.

Ela assentiu. “Vá em frente.”

Seus olhos se estreitaram. “Você está com o Grupo Jeon-il?”

Myung-Hwan tinha certeza, pois Soo-Ah tinha uma vibração e nuances únicas de elite.

Soo-Ah respondeu com um sorriso malicioso, “Eu gostaria de pedir o mesmo de você. Existe alguém na Coreia que não esteja envolvido com o Grupo Jeon-il? Afinal, eles são os maiores acionistas do blog e da rádio na internet que você costumava usar. O banco e a loja de departamentos que você gosta de usar devem ser de propriedade deles. E a sua família e amigos? Existe alguém que trabalha em uma empresa que não tem relacionamento com Jeon-il?”

Soo-Ah continuou: “E os outros aldeões? Ainda não entendeu, Sr. Shin? Direta ou indiretamente, todos em nosso país estão vivendo sua vida dentro do Grupo Jeon-il, gostem ou não. Assim como as famílias que você deixou de fora. Outros aldeões chegarão em breve e tenho cem por cento de certeza de que você terá um conflito com eles. Acho que você teve sorte durante o primeiro estágio por não ter problemas com os outros.

“… Entendo o que você quer dizer e ainda estou tentando entender por que você não pode me deixar entrar. No entanto, também é verdade que enviar pessoas para sua aldeia sem o líder do grupo é perigoso.”

Soo-Ah deu de ombros. “Então, é simples. Não entrem. Apenas agradeça por não matarmos vocês para ficarmos com seus suprimentos. Aqui não é Seul. Você não deve esperar que todos o aceitem.”

“Nunca pensei assim.”

Soo-Ah sorriu levemente, seus olhos frios. “Você fez desde o momento em que revelou seu apelido na Internet. A sobrevivência por si só é esmagadora, então não podemos lidar com nenhum outro problema. Eu vou te dizer de novo. Nossa aldeia não precisa de pessoas como você.”

“Poderia repetir…”

“Você tem os comportamentos de quem gosta de pôr lenha na fogueira. Você só vai causar problemas.”

Então, a porta se abriu e um cara gritou com urgência: “Odin acordou!”

O rosto de Soo-Ah se iluminou por um segundo, depois escureceu quando ela olhou para Myung-Hwan.

Ela ordenou: “Volte e nunca mais se aproxime de nossa aldeia”.

“Posso falar com Odin?” Ele perguntou.

“Não, você não pode. Odin também não vai querer isso. Agora vá.”

  1. Uma palavra derivada de Excalibur, a lendária espada mágica do Rei Arthur, que simboliza a realeza divina. ‘Yakuza Calibur’ e ‘Human Calibur’ são os apelidos de Seong-Il, pois ele mata monstros e oponentes com grande poder. Embora sua arma principal não seja uma espada, o autor provavelmente quis indicar o quão forte e invencível Seong-Il é.
Olá, eu sou o Otakinho2!

Olá, eu sou o Otakinho2!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥