Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: Otakinho 』

Houve um tempo na Coreia em que a sociedade era barulhenta devido a um acordo entre a Associação Mundial de Despertos e os estados membros da ONU. Os cidadãos coreanos estavam entusiasmados com o fato de o governo ter trazido o santuário da extraterritorialidade para o país, independentemente da sua vontade.

No entanto, Jonathan pensava de forma diferente. Do seu ponto de vista, o santuário na Coreia era o complexo residencial ‘Parque Nobre da Jeonil em Apgujeong’ porque ali estavam concentrados os antigos e atuais executivos do Grupo Jeonil.

Para residir no complexo, os indivíduos tiveram que passar por um processo de triagem de qualificação onde foram levados em consideração apenas o histórico familiar e a situação social. Um entrevistador perspicaz, colocado numa extremidade do gabinete de gestão do complexo, transmitiu a impressão de que apenas indivíduos pertencentes aos escalões superiores da sociedade coreana seriam considerados.

Portanto, só aprovaram pedidos de indivíduos com afiliações políticas ou empresariais, bem como de funcionários públicos de alto escalão.

Julgando os moradores? Era o foco do preconceito de classes.

Além disso, os estrangeiros tinham que portar carteira de identidade e passar por procedimentos para entrar no complexo, e até mesmo os convidados dos moradores não eram exceção. Eles não tiveram escolha a não ser perder muito tempo na entrada, e ser promotor ou investigador de polícia não era exceção.

Como tal, esse Parque Nobre foi construído numa estrutura que controlava e colocava em quarentena estranhos. Jonathan olhou do telhado da torre e pensou que queria levar essa estrutura para fábricas de evasão fiscal em Nova York e no Panamá. Se Odin quisesse evitar a opressão do povo com força militar, então ele teria que ser cauteloso quanto à direção em que o vento soprava.

Por exemplo, os resultados das eleições presidenciais na Coreia e nos Estados Unidos foram diferentes do que o clube tinha previsto. Como resultado, se o público em geral descobrir que o Dia do Juízo Final, os conflitos financeiros com a China e a exploração espacial são assuntos pouco notáveis, poderá acabar por voltar a sua atenção para o exame das vastas riquezas dos impérios financeiros.

Tal movimento começou em todo o mundo. Então, o governo seria obrigado a fingir, com alguns funcionários possivelmente a demonstrarem preocupação genuína, em vez de apenas fingirem. Podem surgir dilemas morais e certos indivíduos podem explorar a situação para ganho pessoal e usá-la como trampolim para promover os seus próprios interesses.

Havia uma grande chance de que quem não sabia da existência do clube se movesse de forma mais agressiva. Se aparecessem no complexo imperial com mandados de busca, então os procedimentos de segurança no parque em Apgujeong seriam a maneira perfeita de ganhar tempo, já que perderiam muito tempo aqui na entrada.

Enquanto isso, ele poderia destruir dados ou evacuar funcionários que estivessem intimamente envolvidos na defesa do Dia do Juízo Final. Provavelmente foi por isso que Jamie projetou o lugar assim.

Jonathan murmurou: “Não é ruim”.

Ele estava começando a gostar do trabalho de Jamie.

Ela se tornou… mais como um membro do clube.

Ele não estava interessado nela antes, mas desta forma, poderia ter entendido a direção em que Odin queria governar o mundo. Isso explicava por que ele a nomeou, uma mera figura de proa, como membro do clube.

Assim que percebeu que queria conversar com ela pessoalmente após completar esta tarefa, a luz do andar onde moravam os pais de Odin foi apagada. O drama coreano que gostavam de assistir geralmente terminava nessa época.

23h. Jonathan desviou o olhar ainda mais para cima a partir daí. Havia apenas um quarto em cada andar, então o lugar mais próximo deles eram os andares acima e abaixo deles.

Os Sentidos de Jonathan identificou facilmente o povo do Salvador, que estava totalmente armado com itens de classe A. No entanto, ele não tinha intenção de deixá-los saber que os pais de Sun estavam sendo alvos, pois seu trabalho era apagar o fato de que isso havia acontecido.

***

Dresner Rothschild recuperou a consciência após desmaiar de dor. Ele soltou um grito, mas foi abafado abruptamente por uma mão grande que cobriu sua boca e nariz, fazendo com que Dresner experimentasse brevemente como era sufocar.

Embora seus olhos estivessem descobertos, sua visão não retornou. Apenas uma luz vermelha escura pulsava enquanto uma dor crescente se espalhava por ele. Ele sentiu como se estivesse sem fôlego. Ele ouviu um som vindo de um pesadelo distante.

“Se ficar quietinho, posso considerar deixar você respirar.”

Dresner conseguiu parar de lutar. Conseguindo respirar novamente, alguns dos dentes que rolavam em sua boca tocaram sua garganta. Quando tossiu o sangue e os dentes, Dresner pôde ver um rosto próximo a ele. Só então percebeu que sua visão havia retornado.

No início, sua visão ainda estava turva, impedindo-o de ver o rosto com clareza. Ele mal conseguia discernir que a pessoa era musculosa, e apenas seus olhos impiedosos pareciam pairar no ar.

O coração de Dresner bateu mais rápido e ele percebeu algo.

Ah!

Foi na época da reunião do clube deste ano. Foi uma conferência importante, pois foi a primeira reunião que tiveram desde o Dia do Juízo Final.

Apesar de seu desejo de comparecer, ele foi forçado a delegar outra pessoa para representá-lo devido à intrusão de alguém com aqueles olhos impiedosos em seu quarto. Dresner teve um pressentimento de que o mesmo cara tinha voltado para encenar algo violento desta vez!

“Dresner Rothschild.”

O culpado voltou a o chamar.

“Dresner Rothschild.”

Dresner sentiu uma sensação de desconforto que causou arrepios na espinha devido à voz calma do homem. Ele sabia muito bem que esta era a situação mais perigosa.

Devido aos dentes quebrados, ao sangue misturado à saliva e à dor insuportável em suas bochechas até o maxilar inferior, demorou um tempo considerável para que sua visão se recuperasse totalmente.

Provavelmente porque nunca tinha sido exposto de forma tão impotente a tal violência, Dresner estava concentrado no gosto amargo do sangue e na dor intensa. Ele não conseguia se lembrar do que estava fazendo antes de encontrar esse cara. Ele esqueceu se estava dormindo ou trabalhando.

Tudo o que ficou claro é que ele estava deitado no chão e sendo ameaçado por um homem misterioso. Ele piscou várias vezes de propósito e isso o ajudou a ver o rosto do homem com mais clareza. Quando finalmente o reconheceu, Dresner teve um alerta em sua cabeça!

Jonathan!

Então, uma pilha de papéis foi atirada na direção de Dresner, atingindo-o no rosto e fazendo com que os papéis se espalhassem. Quando os papéis atingiram sua boca, o sangue fluiu imediatamente.

Sempre que respirava pesadamente, como se estivesse gritando, o último pedaço de papel que restava em seu rosto tremulava sem cair. Nas partes onde o sangue não havia penetrado, a palavra OURO estava clara como o dia. Esses documentos deveriam estar em um cofre como armas para atacar Odin um dia.

Dresner rapidamente tirou o papel do rosto e examinou-o.

“… Você quer ouro?”

O nome Jonathan não parava de girar em sua cabeça.

“Estou perguntando se você quer ouro, Jonathan.”

Sua pronúncia não era clara por causa dos machucados e dentes quebrados. Jonathan não respondeu. Cada vez que Jonathan cerrava e abria o punho, brasas ardiam em suas mãos. Parecia que ele estava praticando os movimentos para assassinar Dresner.

Dresner já sabia que esta era uma situação de risco de vida. O silêncio do lado de fora do corredor fazia parecer ainda mais que estava em um necrotério. O único som que ouviu foi o da porta rangendo com as dobradiças torcidas.

Dresner disse apressado: “Odin é rigoroso no uso da força pelos Despertos. Você está cometendo um grande erro, Jonathan. Como você ousa vir…”

Jonathan interrompeu laconicamente: “Estou aqui por causa de Kubera para levar o lixo para fora. Essa é uma razão boa o suficiente?”

Uma tosse dolorosa saiu da boca de Dresner novamente. Seus olhos se arregalaram e ele ficou sem palavras, como se estivesse sendo estrangulado por uma corda.

Kubera, Kubera, Kubera!

Dresner perguntou-se se teria sido mais sensato não ter ouvido a resposta. Desde que ouviu esse nome, se aventurou longe demais para voltar atrás. Semelhante a Joshua Von Karjan, havia rumores de que o Caçador Jonathan governou por muitos anos como um monarca terrível.

Dresner sentiu um calor intenso irradiando dele quando Jonathan se sentou ao lado dele. O olhar penetrante de Jonathan continha uma raiva latente que parecia ameaçar explodir em chamas a qualquer momento.

O medo percorreu seu corpo e, sem pensar muito, Dresner deixou escapar uma palavra, temendo que o silêncio acelerasse sua morte.

“Eu… eu não sei o que você está entendendo mal… mas… por que você acha que a associação e o clube existem? Odin está quebrando as regras que ele mesmo queria manter. É realmente isso que ele quer? Suprimindo seu assistente à força nos bastidores? Leve-me para Odin. Quero enfrentá-lo pessoalmente e esclarecer o mal-entendido.”

Jonathan respondeu friamente: “Isso é uma pena. Ele não sabe de nada, Dresner. Posso lidar com idiotas como você. Levante-se.”

Dresner ergueu lentamente a parte superior do corpo enquanto Jonathan gesticulava para que ele se levantasse. Enquanto Jonathan também se endireitava e se dirigia para a mesa, Dresner não pôde deixar de arregalar os olhos.

Por que não vi isso até agora?

Dresner encontrou um braço caído sob a mesa e começou a tremer de pavor. O tormento excruciante que o corpo suportou antes de sucumbir à morte foi evidenciado pelas manchas de sangue deixadas para trás. Ele era o assessor mais próximo de Dresner, o mordomo da família. Só então Dresner percebeu que Jonathan havia passado muito tempo na mansão antes de acordá-lo.

Jonathan apontou para a mesa e orientou Dresner a sentar-se na cadeira. Dresner fez o que lhe foi dito.

Vários contratos foram assinados no monitor. Entre eles, os mais notáveis ​​foram os empregos estreitamente relacionados com fundações sem fins lucrativos que Dresner criou para evitar impostos. Ao longo de dois dias, importantes bens familiares foram sendo varridos para as fundações. Em outras palavras, Dresner desmaiou durante dois dias. Enquanto isso…

A família está se desintegrando…

Dresner olhou para o mordomo, que estava morto diante de seus pés, com ressentimento. Então, ele encontrou seu chip criptográfico conectado ao computador e virou a cabeça na direção de Jonathan. Ele queria dizer que isso era um roubo.

Este foi o maior roubo de todos os tempos, mas o silêncio arrepiante que envolveu toda a mansão o manteve quieto. Não só isso, fosse uma loucura sombria ou uma crença clara, mas também havia muita determinação nos olhos de Jonathan.

Dresner sussurrou como se estivesse gemendo: “Mesmo Odin não pode governar o mundo com apenas alguns assessores. O que os outros membros pensariam hoje? Se você quiser manter o mundo sob o capitalismo…”

Jonathan zombou. “Você quer dizer que temos que lhe dar uma chance de explicar tudo na frente das pessoas.”

“Sim.”

“Pense novamente, Dresner. Você realmente quer ficar na frente de Odin? Você deve ser um idiota para não estar ciente da oportunidade que está diante de você agora.”

“…”

“Você já pisou em um tomate podre e estourou?” Perguntou Jonathan.

“…”

“Se Odin perceber o que você fez, sua família explodirá, sem mais nem menos.”

O coração de Dresner afundou.

“A família Rothschild estaria melhor se fosse lembrada na história como uma família de bom coração que doou uma quantia incrível de dinheiro para ONGs. Confie em mim, Dresner. Rothschild partirá voluntariamente antes que Odin e Mary percebam.”

Nada do que Jonathan disse estava errado. Era impossível enganar Odin, e Mary era conhecida como uma das mais poderosas Despertos com atributos mentais. Ele estava prosseguindo com seu plano perfeitamente, mas havia esquecido uma possibilidade. Ele nunca imaginou que o Rei do Inferno, Caçador Jonathan, estivesse vigiando os pais de Odin desde que voltou do Período do Advento.

De repente, Dresner lembrou-se de um ex-chefe de família que perdera a parte inferior do corpo durante o subprime. Embora tivesse perdido apenas uma parte do corpo, Dresner literalmente colocou a vida dele e de sua família em chamas! Junto com as décadas que passou sendo o palhaço do clube…

Dresner passou as mãos na testa, resignado.

“O que vai acontecer agora…?” Ele gemeu.

Jonathan declarou calmamente: “Prometo que vou deixar você ir sem nenhuma dor. Para fazer isso, terei que terminar enquanto ainda tenho paciência. Comece antes que seja tarde demais.”

Sua própria voz continha um poder enorme.

Flinch!

Inconscientemente, Dresner pegou o mouse, mas sua mão trêmula fez o cursor do monitor tremer. Ao organizar as janelas do programa, encontrou uma janela de bate-papo criptografada. Foi uma conversa que Jonathan usou para atrair Kubera para o local, oferecendo-se para fornecer itens de classe A como isca.

Nesse momento Jonathan olhou pela janela e falou.

“Seu amigo está aqui, Dresner, e ele irá te acompanhar rumo ao inferno. Vocês vão de mãos dadas.”

Picture of Olá, eu sou o Crimson!

Olá, eu sou o Crimson!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥