Capítulo 139: Torneio Principal (Parte 5)

 

Capítulo 139: Torneio Principal (Parte 5)

Tradutor: ♦ Aj ♦   Revisor: ♦ Aj ♦

 

“Isso foi inacreditável, Jacob! Como é que você conhece um feitiço tão poderoso !?” Riley pergunta no momento em que chego ao meu lugar, quase pulando de empolgação.

“… L-Leena me ensinou,” eu minto com um sorriso nervoso, me acomodando.

“Uau … Ela com certeza deu o melhor de si, não foi? Eu gostaria de estar no seu time. Aria e Debbie tiveram sorte, ”Riley diz com inveja.

“Sim…”

Evelyn e Maya também me parabenizam uma por uma, ambas parecendo muito felizes e orgulhosas. Apenas Layla permanece quieta por algum motivo. Ela continua olhando para mim com uma carranca no rosto.

“É meio constrangedor, no entanto. Todo mundo está olhando para nós agora,” Maya percebe, suas bochechas ficam vermelhas.

“Bem, isso é um fato. Jacob derrotou a princesa Ilyrana! Eles estão maravilhados como nós,” Riley diz alegremente.

De fato. Mesmo quando eu estava subindo para as arquibancadas agora, eu podia sentir os olhos de todos em mim. Parecia meio estranho, para ser honesto.

Ah bem foda se…

Felizmente, conforme as partidas recomeçam, a atenção da multidão lentamente se desvia de volta para a arena. Não há mais humanos ou Beastkins de baixo nível restantes na competição (é claro, exceto eu e os outros quatro em minha equipe) e o resto dos participantes são todos poderosos seres de alto nível.

E, obviamente, seus duelos são mais longos, muito mais emocionantes e emocionantes do que qualquer uma das partidas anteriores. Numerosos feitiços de elemento duplo e, em alguns casos, feitiços de elemento triplo estão sendo executados tão facilmente como se fosse uma brincadeira de criança. A velocidade de lançamento também é incrivelmente rápida, tornando quase impossível para a multidão acompanhar todos os feitiços que esses competidores de alto nível estão usando.

De certa forma, todos esses duelos são realmente hipnotizantes e encantadores para o público.

Bem, exceto eu, claro.

Provavelmente sou o único aqui que não tem os olhos fixos na arena. No momento, estou um pouco ocupado pensando sobre meus próprios problemas para me preocupar com entretenimento.

“Ei, o que aconteceu depois da sua partida? Você parece tão nervoso desde então, ”Layla, que está sentada bem ao meu lado, de repente se inclina e sussurra.

Ok, acho que não sou o único.

“Huh? E-eu? Nada aconteceu realmente,” eu digo com um sorriso forçado.

“Não minta para mim, Jacob. Não consegui ouvir tudo depois que a Srta. Naomi anunciou sua vitória (devido a todos os barulhos), mas vi a expressão furiosa da princesa Ilyrana. Todos nós sabemos que ela não ficou feliz com o resultado da partida. Diga-me, ela não ameaçou você, não é? ” Layla pergunta com uma carranca.

Droga … Layla é bastante esperta. Mas este não é o momento certo para dizer a verdade. Isso só vai deixá-la preocupada.

“… Quer dizer, ela não me ameaçou exatamente. Embora ela tenha dito que “isso não acabou” ou algo parecido. Eu acho que ela pode me pedir para duelar com ela novamente,” eu digo a ela, balançando minha cabeça.

“Oh… Isso não foi tão legal da parte dela. Ela está apenas sendo uma má perdedora. Lembre-se, você não precisa fazer nada, Jacob. Apenas recuse se ela lhe pedir para lutar,” Layla diz, colocando a mão no meu ombro.

“Sim você está certo.” Eu aceno para ela.

“Mm… A propósito, eu quero te dizer uma coisa,” ela faz uma pausa antes de dizer.

“Na verdade, estava planejando isso como uma surpresa, mas se isso ilumina seu humor, então…”

As bochechas de Layla ficam ligeiramente vermelhas e ela abaixa a voz ainda mais, tornando-a um pouco sedutora também.

“Você se lembra do que você, Rebecca e eu íamos fazer antes de toda a coisa com Maya e Alex começar, certo?” Ela pergunta, apoiando a mão na minha coxa.

“Espere, v-você não quis dizer isso…”

Eu engulo a saliva na minha boca instintivamente.

“Sim, eu quero dizer exatamente isso. Prepare-se para um sexo em trio intenso esta noite.”

«◊◊◊◊»

O primeiro dia do torneio principal finalmente acabou e, atualmente, a multidão está se dispersando para fora das instalações da escola. Como esperado, o torneio foi um grande sucesso e todos ainda estão discutindo os detalhes uns com os outros em alto astral (obviamente, minha vitória contra Ilyrana é o assunto principal da discussão).

Como todo mundo, minhas mulheres e eu também estamos nos preparando para partir.

“Eu me diverti muito hoje. Obrigado por me convidar, Riley!” Evelyn diz, parecendo genuinamente feliz.

“Sem problemas!” Riley responde.

“Bem então, vejo vocês mais tarde!”

Evelyn se despede de todos e me dá um beijo (ao mesmo tempo que me lembra que tenho que ir ao bordel dela amanhã), antes de sair da escola.

“Eu acho que deveria ir como…”

Riley para no meio da frase, seus olhos se arregalando.

“Ah Merda! Eu esqueci totalmente de dizer a você, Jacob! ” ela diz, olhando para mim.

“Antes da nossa partida, Kate me pediu para dizer a você que os pais dela querem conhecê-lo! Olha, ela está bem ali! ”

Riley aponta para trás de mim. Virando-me, vejo que Kate está de fato parada ao lado de seu gigante, com mais de dois metros de altura, monstro de um pai.

“Entendo. Eu irei e encontrarei ela agora então. Vocês podem ir embora sem mim”, digo a Riley, Layla e Maya.

Vendo um homem tão grande, Maya e Layla já estão em choque demais para dizer alguma coisa. Eles apenas me lançam um olhar assustado antes de irem embora.

Haa ~ Tudo bem!

Arrumando meu cabelo e arrumando minhas roupas, sigo em direção onde Kate e seu pai estão parados. Para minha surpresa, descobri que também havia uma mulher com eles. Como ela está bem ao lado do pai parecido com um gorila de Kate, não a notei antes.

Apenas com um único olhar para ela, posso dizer que essa mulher é a mãe de Kate.

Porque? Porque ela se parece quase exatamente com uma versão mais velha e mais madura de Kate. O mesmo rosto bonito, longos cabelos castanhos claros e olhos azuis profundos. A única diferença é a presença de peitos maiores (do que Kate) e o charme de “mulher mais velha” que ela tem. E ambas as coisas a tornam bastante atraente, para ser honesto.

Droga… Graças a Deus Kate tirou o olhar de sua mãe. Caso contrário, teríamos outra Debbie na escola.

“Vamos, papai! Ele definitivamente passará por este lugar. Espere um pouco!”

Quando me aproximo, a voz ansiosa de Kate chega de repente aos meus ouvidos. Ela parece estar discutindo com o pai.

“De jeito nenhum, já se passaram dez minutos. Está ficando tarde. E de qualquer maneira, sua amiga deve ter dito àquele pirralho que queremos nos encontrar com ele, certo? Ele ainda tem a audácia de não aparecer. Hmph… que cara desrespeitoso,” seu pai grunhe em sua voz profunda, pesada e ressonante.

“N-Não, Riley provavelmente se esqueceu de dizer a ele. Do contrário, ele não teria vindo agora”, insiste Kate.

“Não me dê uma desculpa para esse esco-”

“Olá, você deve ser o Sr. e a Sra. Bailey, certo?” Eu rapidamente falo antes que esse Gorila pudesse me chamar de escória.

Imediatamente, todos os três se viraram para olhar para mim, mostrando reações diferentes à minha chegada. Claro, Kate parece extremamente feliz e corre para frente. Embora seu pai a segure, seu humor está ficando ainda mais azedo. Quanto à mãe de Kate, ela simplesmente me mostra um sorriso divertido.

“Então, você finalmente está aqui, hein. Você com certeza gosta de fazer as pessoas esperarem, pirralho!” Sr. Bailey diz, parecendo irritado. “Não se considere uma celebridade só porque ganhou uma partida patética.”

… Ok, eu não esperava que ele fosse rude na minha cara.

Imediatamente, Kate junta as mãos e olha para mim com olhos suplicantes – constantemente murmurando as palavras “desculpe” e “por favor”.

“Não é isso, senhor. Riley acabou de me contar sobre isso e eu corri para cá imediatamente,” eu respondo o mais educadamente que posso.

“Aha! Viu, eu te disse!” Kate não perde a oportunidade e fala contra o pai.

“Sim, tanto faz …”

Mas o Sr. Bailey a ignora e age como se não tivesse ouvido.

“De qualquer forma, você vem conosco para a nossa casa, pirralho. Quero interrogar… * Aham * Quer dizer, minha esposa quer almoçar com você hoje. Recuse e eu não vou deixar você ver minha filha nunca mais”, diz ele, quase como se me desafiasse a recusar.

“Pai! Por favor!” Kate grita com raiva.

“Sim querido. Tente ser um pouco mais educado”, a Sra. Bailey também o reprovou com sua voz doce, porém severa.

Mas o Sr. Bailey ignora os dois novamente.

“Qual é a sua resposta, pirralho?” ele pergunta.

“… Claro?” Digo, ficando um pouco confuso agora.

Isso não está ficando um pouco demais? Quer dizer, mesmo para um pai protetor.

“Bem. Kate, você vem comigo para tirar o carro do estacionamento. Mila, você fica aqui com esse pirralho”, diz o Sr. Bailey.

E sem esperar pela resposta de ninguém, ele puxa Kate em direção ao estacionamento, deixando-me e a Sra. Bailey para trás.

“Por favor, perdoe meu marido por seu comportamento rude”, a Sra. Bailey se desculpa quase imediatamente.

“Você sabe como era o último namorado de Kate. Ele só não quer que nossa filha sofra de novo. ”

“Ah, está tudo bem. Eu entendo,” eu digo com um sorriso.

“Obrigado por isso. Aliás, parabéns pela vitória. Fiquei muito impressionada com o seu desempenho”, diz ela, caminhando perto de mim.

“Eu apenas tive sorte…” eu digo com sinceridade.

“Oh, você é tão modesto. Eu já gosto de você, Jacob,” ela diz com uma pequena risada.

“Que bom”, eu respondo, dando-lhe um sorriso.

Ufa, pelo menos a mãe de Kate é legal. Isso pode não ser tão ruim quanto eu pensava.

“De qualquer forma, vamos ficar perto do portão da escola, vamos? O carro vai parar aí”, diz ela.

Eu dou a ela um aceno de cabeça e ambos começam a se mover para frente. Ao longo do caminho, a Sra. Bailey coloca sua mão delicada nas minhas costas como se me guiando para frente.

Agora, isso deve ser completamente normal, certo? Mas há um pequeno problema aqui. A mão dela está um pouco abaixo de onde deveria estar – está na minha bunda.

Quer dizer, eu não me importo com isso. Mas é da mãe da minha namorada que estamos falando, então…

“Eh… Sra. Bailey, você provavelmente não está ciente disso, mas sua mão está na minha bunda”, digo a ela sem jeito.

“Oh eu sei. E?” Ela pergunta, um pequeno sorriso se formando em seu rosto gentil.

Em vez de retirar a mão, ela realmente aperta minha bunda.

… Porra!?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email