Capítulo 145 – Cães Famintos (Parte 3)

 

Capítulo 145 – Cães Famintos (Parte 3)

Tradutor: Otakinho

 

Notinha: Não, não é um retorno oficial, pra quem não me conhece sou o primeiro tradutor da obra, Aj parece estar muito ocupado e pra não deixar mais uma obra parada no site eu vou dar continuidade nela até que o Aj volte ou um novo tradutor interessado apareça. (Voltei por que Terminei meu relacionamento, F família)


 

“Parabéns, Princesa Ilyrana! Devo admitir que estou com bastante ciúmes de você agora”, diz Naomi, fazendo beicinho de brincadeira.

Embora Layla, Zakira e Maya não tenham nenhuma reação particular à minha decisão (elas já sabiam que eu escolheria entre as duas princesas élficas), o mesmo não poderia ser dito de Leena e Ilyrana.

Ilyrana está visivelmente chocada, ela provavelmente não esperava que eu a escolhesse depois do comportamento raivoso e (um tanto) rude que ela me mostrou. Leena, por outro lado, ainda tinha um leve sorriso no rosto, sua expressão não mudou em nada. Mas de alguma forma, seus olhos parecem assustadoramente escuros e vazios, e eles estão enviando arrepios na minha espinha.

“Embora seja lamentável, eu reconheço e aceito sua decisão, Jacob,” Zakira disse solenemente.

“Em uma nota totalmente não relacionada, eu gostaria de informar a Princesa Ilyrana que estarei fazendo uma visita formal ao país dos Elfos, logo depois que terminarmos o torneio mágico. Suponho que não haja nenhum problema com isso, certo?” ela pergunta, levantando as sobrancelhas.

Ilyrana franze a testa para isso.

“Uma visita formal? É sancionado por seu pai?” ela pergunta em dúvida.

“Claro que é,” Zakira responde prontamente. “Se você quiser, posso mostrar os documentos oficiais.”

“Eu estava apenas perguntando. Você é muito bem-vinda para visitar nosso país sempre que quiser, Princesa Zakira,” Ilyrana diz friamente, finalmente voltando à sua calma.

Eu vejo…

Então, é isso que Zakira quis dizer quando disse que ela será capaz de me ajudar de certas maneiras e me manter seguro.

“Interessante… Sabe de uma coisa? De repente, sinto vontade de visitar seu país também, Princesa Ilyrana. Eu irei junto com a Princesa Zakira depois do torneio,” Naomi entra no meio, sorrindo inocentemente.

O canto da boca de Ilyrana se contorce. Ela está ficando um pouco irritada agora.

“… Claro, Srta. Naomi. E agradeço por não ter tentado nos visitar sem avisar desta vez. Quase declaramos estado de emergência da última vez que você veio,” ela diz, seus lábios se estreitando.

“Ah, não mencione isso”, diz Naomi, acenando com a mão como se estivesse lhe fazendo um favor.

“A propósito, você está muito quieta, Princesa Leena. Não é o momento certo para dizer – o que você queria falar?” ela diz, virando-se para Leena sugestivamente.

Mas não parece que Leena está prestando atenção nela. Seus olhos estão paralisados em mim, parecendo ferozes.

“Suba comigo, Jacob. Eu preciso falar com você em particular,” ela diz em uma voz sem emoção, levantando-se de repente.

Ups…

“Por que você não fala com ele aqui, Princesa Leena? Fique tranquilo, nenhum de nós interromperá sua conversa”, Zakira diz imediatamente.

Embora Leena também não responda a ela. Ela apenas caminha até a escada, subindo direto.

Merda…

“Eu vou, eu estarei de volta em alguns minutos,” eu digo, me levantando também.

“Mas Jacob-“

Zakira tenta me impedir, parecendo preocupada. Mas eu levanto minha mão para dizer a ela que está tudo bem.

Subindo as escadas, noto que a porta do meu quarto está aberta. Então, eu entro, apenas para encontrar Leena parada ao lado da minha cama, parecendo absolutamente lívida.

“Feche a porta”, ela diz baixinho.

Eu engulo a saliva em minha boca, fazendo o que ela diz. Claramente, ela estava reprimindo sua raiva lá embaixo. E tenho um mau pressentimento de que está prestes a explodir.

“A-apenas me escute, Princesa Leena. Eu estava-“

“Por que você faria isso comigo, Jacob!?”

Como esperado, ela começa no momento em que fecho a porta, nem mesmo me deixando dizer nada antes. Mesmo que sua voz ainda não esteja muito alta (obviamente porque os outros a ouviriam de outra forma), a raiva saturada nela é bastante assustadora.

“Você sabe como isso foi humilhante para mim!? O tempo todo, eu estava me gabando para Ilyrana sobre o quão próximos somos! Que nosso relacionamento é mais do que apenas um aluno e uma professora, somos amigos!” ela diz, seus olhos ficando vermelhos.

“Eu estava até confiante o suficiente para dizer a ela que ela não tinha chance contra mim, seu convite nunca será aceito. Mesmo assim, você foi em frente e a escolheu em vez de mim! É tudo o que raios eu fui para você!? Apenas um meio para aprender magia e descartar quando você encontrar alguém melhor, alguém mais útil!?

“Nunca pensei que você fosse uma pessoa tão horrível!” ela termina, finalmente desabando e começando a derramar lágrimas.

Porra… Eu nunca imaginei que veria uma princesa chorar, muito menos ser responsável por isso.

Leena leva um segundo para enxugar as lágrimas e eu imediatamente paro de falar.

“Mas eu ia escolher você! Honestamente! Mas no último segundo, lembrei-me de algo que me forçou a mudar minha decisão,” digo a ela desesperadamente.

“F-forçou você?” ela pergunta com a voz pesada, olhando para cima em confusão.

“Sim! Você se lembra do que aconteceu no último dia do meu treinamento!? Depois de mostrar a você todos os feitiços que aprendi?“ Eu pergunto.

“Sim, estávamos falando sobre Ilyrana e então Zakira apareceu-“

Leena para de falar, seus olhos se arregalam e suas bochechas ficam vermelhas. Devido à emoção de hoje, ela provavelmente esqueceu o que aconteceu naquele dia.

[Ah Merda! Você está falando sobre-]

Segurando as mãos, sim.

[Droga… não posso acreditar que esqueci disso também. Você é extremamente sortudo por não fazer aquilo. Bom trabalho.]

Eu sei.

“Você vê? É por isso que escolhi a princesa Ilyrana. Eu percebi que se eu for para o reino dos Elfos Negros, há uma chance de que, por meios mágicos, alguém descubra sobre o contato físico que fizemos,” digo a ela.

De acordo com o que Zakira me contou, Leena teria que enfrentar graves consequências se isso acontecesse (pois foi ela quem me tocou). Mesmo assim, não posso ignorar a possibilidade de que a culpa seja empurrada para mim, o que provavelmente resultará em minha morte.

E então, de jeito nenhum eu poderia ter me arriscado a ir para o Reino dos Elfos Negros. Com todas as coisas consideradas, isso é ainda mais perigoso do que ir para o país dos vampiros com Zakira.

“E-eu… eu realmente sinto muito por ficar com raiva, Jacob. Eu acusei você sem nem mesmo pensar direito. Você está certo, é muito provável que eles descubram sobre… sobre o que aconteceu”, diz Leena, olhando para baixo sem jeito.

Não apenas sua raiva desapareceu, mas ela também parece completamente envergonhada. Embora, assim como no outro dia, haja um traço de nervosismo em sua voz também.

“Está tudo bem, eu entendo. O que importa é que me lembrei de tudo na hora, e não escolhi você. Caso contrário, depois de declarar na frente de todos, teria sido impossível retirar minha decisão,” eu digo com um pequeno encolher de ombros.

“Eu não posso te agradecer o suficiente por isso, Jacob. Você não entende o quão grande foi o problema que você me salvou”, diz ela com gratidão.

“Mas… acho que não mereço mais perguntar isso, mas por que você não escolheu Ilyrana e não a Srta. Naomi? Depois de sua derrota vergonhosa hoje, ela definitivamente detesta você,” Leena pergunta, parecendo confusa.

“Eu sei, mas não confio em Naomi por certos motivos”, digo a ela com sinceridade.

E com um golpe repentino de gênio, acrescento.

“E de qualquer maneira, eu quero ver com meus próprios olhos o que está esperando por Ilyrana quando ela voltar para casa. Afinal, ela foi derrotada por mim, um ser humano de baixo nível. Algumas coisas interessantes estão prestes a acontecer”, digo a ela.

Agora, definitivamente não é esse o motivo pelo qual escolhi ir com Ilyrana. Mas bem, olhando para o rosto de Leena, o efeito de minhas palavras é iminente, e exatamente como eu esperava.

Seus lábios se curvaram lentamente em um sorriso inconfundível, mas estranhamente assustador. Posso dizer que ela está imaginando vividamente o que acabei de dizer.

“Jacob, só para você saber, você é minha pessoa favorita”, ela me diz, parecendo em êxtase (e… não me diga… um pouco tímida?).

“E sim, decidi ir para o Reino dos Elfos Brancos junto com você e os outros, não há como perder o que está para acontecer lá.”

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email