Capítulo 150 – Último Dia do Torneio (Parte 1)

 

Capítulo 150 – Último Dia do Torneio (Parte 1)

Tradutor: Hyung, O Sábio // Revisor: Otakinho

 

[1]Nota do Autor: Ei pessoal, já faz um tempo. Desculpem a ausência, tive uma emergência familiar e fiquei muito estressado por causa disso. Eu simplesmente não conseguia me sentar e escrever nada. Realmente aprecio aqueles que me procuraram e … Ler Mais

“Droga, Rebecca está atrasada…” eu digo, olhando a hora no meu telefone.

Devo ligar para ela de novo?

[Cara, você acabou de ligar para ela há alguns segundos… ela já disse que está a caminho. Espere mais alguns minutos.]

Tudo bem…mas espero que ela chegue logo. O torneio está prestes a começar e eu preciso estar lá. Basta olhar para isso-

Eu aponto para o pátio quase vazio e o estádio barulhento. É o último dia do torneio e, embora aconteça muito antes do esperado, muitas pessoas vieram assistir.

Existem apenas três duelos hoje e, no mínimo, estou em um deles. Não tenho muito tempo a perder…

Finalmente, depois de um ou dois minutos, vejo o contorno familiar de uma mulher aparecendo no final da esquina. Olhando de perto, posso dizer que é Rebecca. Usando uma maquiagem leve e uma saia rosa na altura do joelho, ela está mais bonita do que nunca.

Mas, como sempre, a única coisa que está manchando sua beleza é a expressão de medo em seu rosto- que é ainda mais intensificado pelo fato de ser quase hora da lotação.

Nada assusta mais Rebecca do que a possibilidade de estar em um lugar lotado. A única razão pela qual ela está aqui é porque eu pedi que ela viesse. Honestamente, estou um tanto tocado pelo fato de que ela concordou com meu pedido tão prontamente- embora eu não tenha dito a ela o por quê.

Felizmente, não há ninguém na rua. Ela não precisa ter medo de afetar alguém com sua barreira.

“Jacob!”

Um sorriso finalmente floresce no rosto de Rebecca quando ela me vê. Mais uma vez, certificando-se de que ninguém está por perto, ela rapidamente corre em minha direção, pulando em meus braços.

“Eu consegui!” ela diz, parecendo muito feliz e aliviada.

“Sim, você conseguiu”, eu digo, dando-lhe um beijo nos lábios.

“Então, por que você me chamou aqui, Jacob? Tem algo a ver com o seu sistema? Você tem que fazer amor com uma loira na escola?” ela pergunta meio brincando.

“Bem, você faria comigo se fosse o caso?” Eu pergunto, levantando minhas sobrancelhas.

“Por que você acha que estou aqui?” ela responde com uma piscada brincalhona.

“Hehe… Bem, não, eu não preciso transar com uma loira na escola. Veja, hoje é o último dia do torneio de magia e eu realmente quero que você assista com todos,” eu digo com um sorriso.

O sorriso no rosto de Rebecca desaparece, sendo substituído por um olhar sombrio.

“Você sabe que não posso fazer isso” ela diz baixinho, desviando o olhar.

“Bem, você pode. Apenas me dê sua mão,” eu digo, estendendo a mão.

Parecendo um pouco confusa, Rebecca coloca sua mão em cima da minha. Eu imediatamente pego o anel de prata que Naomi me deu e começo a colocá-lo no dedo de Rebecca.

“J-Jacob?” ela diz, sua voz vacilando e suas bochechas ficando vermelhas. “Não é um pouco cedo para nós?”

Muito cedo…?

Ah, merda!

“Não, eu não quis dizer isso! Vê? Estou colocando no dedo indicador, não no anelar” digo apressadamente.

“Oh…” Rebeca respira fundo, parecendo um pouco desapontada.

Huh?

“De qualquer forma, isso é um presente? Eu realmente amei os entalhes ao redor!” Ela diz, ficando animada novamente.

“Sim, é um presente. Mas lembre-se, não é apenas um simples anel de prata, ele é muito especial. A meu pedido, Naomi, a Deusa Raposa Branca, o infundiu com magia. Enquanto você estiver usando este anel, seu veneno será bastante suprimido e você poderá se aproximar das pessoas novamente- embora, apenas por cerca de 4-5 horas por dia, a menos que você decida subir de nível” digo a ela, incapaz de segurar por mais tempo.

“Você está…Você está falando sério, Jacob?” ela pergunta baixinho, parecendo totalmente atordoada.

“Sim. Você sabe que eu não vou brincar sobre algo assim” eu digo sinceramente, esfregando seus ombros.

O olhar de Rebecca muda entre meu rosto e o anel. Um momento depois, suas mãos começam a tremer e seus lábios se separam.

“E-eu…eu posso…”

Até sua voz soa um tanto trêmula. Parece que ela quer dizer algo, mas está completamente sem palavras.

*Trim, Trim*

De repente, meu telefone começa a tocar. Tirando-o do bolso, noto que a ligação é de Kate.

“Jacob! Onde diabos você está!” Ela diz no momento em que atendo o telefone, parecendo muito urgente.

“Perto dos portões da escola. Por que, meu duelo está prestes a começar?” Eu pergunto com uma carranca.

“Prestes a começar!? O estádio inteiro está esperando por você! Se você não chegar à arena em cinco minutos, eles vão te desqualificar!” Ela me disse.

Puta merda!

“Espere, a Princesa Leena não deveria ter seu duelo primeiro!?” Eu pergunto em pânico.

“Sim, mas o duelo dela não durou nem um minuto. Ela ganhou. Agora, apresse-se e venha!”

“Está bem, está bem…”

Eu termino a ligação, colocando meu telefone de volta no bolso.

“Merda…Vamos, Rebecca! Precisamos nos apressar. Estou atrasado para o meu duelo” digo, agarrando a mão de Rebecca e começando a correr em direção ao estádio.

“M-mas, Jacob…”

“Desculpe, vamos conversar depois que meu duelo acabar” eu digo me desculpando.

Rebecca me dá um aceno de cabeça, tentando acompanhar meu ritmo.

Chegamos rapidamente ao estádio, subimos as escadas e entramos nas arquibancadas. Eu levo um momento para olhar ao redor e ver onde Kate e outros estão sentados antes de correr em direção a eles.

“Meninas, abram espaço para Rebecca! Vejo vocês em breve, pessoal!” Eu digo, deixando Rebecca com o resto das minhas mulheres antes de ir para a arena.

“Rebecca!? O que-!?”

Mesmo no meio da multidão barulhenta, posso ouvir a voz chocada de Layla. Ela é uma das poucas pessoas que sabem sobre o Veneno de Rebecca e, portanto, definitivamente não esperava que ela estivesse aqui.

“Atrasado! Você está muito atrasado, Jacob!” Quando entro na sala de espera, a Srta. Laura (minha professora) com uma aparência muito zangada me recebe.

“Desculpe, senhora. Aconteceu algumas coisas” eu digo nervosamente.

“Bem, aprenda a ser um pouco mais pontual. Pode ir, então.”

Ela rapidamente rabisca algo em seu bloco de notas antes de se afastar e me deixar entrar na arena.

“Oh! Jacob finalmente chegou, pessoal! E também, faltando apenas um minuto para ser desqualificado!” O comentarista anuncia assim que me nota, fazendo com que a multidão comece a aplaudir novamente.

Meu oponente já está me esperando na arena, os braços super grossos cruzados e um olhar furioso em seu rosto de tijolo.

“Como você ousa me fazer esperar, bastardo!? Estou com tanta raiva agora! Você pode ter derrotado duas princesas, mas não pretendo descer sem vingar meu namorado! Lembra? Eu prometi esmagar você se algum dia duelássemos. E aqui estamos…” ela diz, flexionando seus músculos para mim.

“Sim claro. Vingue aquele idiota o quanto quiser” eu digo, revirando os olhos.

Sim, por mais chocante que possa parecer, meu oponente nas semifinais não é um Elfo ou um Beastkin, mas um companheiro humano; Debbie Sherman. Mas, ao contrário de mim, ela não chegou aqui vencendo as quartas de final. Ela basicamente teve sorte.

Veja, devido à minha vitória contra a Ilyrana no primeiro turno, todas as pessoas do meu grupo passaram automaticamente para as quartas de final. Mas bem, aqueles que definiram o jogo claramente não esperavam que nenhuma das princesas perdesse, o que resultou em um número ímpar de pessoas nas quartas-de-final. E assim, eles tiveram que dar um “tchau” a um dos participantes (bem como adicionar mais algumas correspondências e outras coisas). A seleção foi aleatória e foi Debbie quem ganhou.

Bem, para ser completamente honesto, toda essa zona foi bem estranha e nem eu realmente entendo como Debbie acabou nas semifinais. Eu não acho que ela deveria estar ali.

“De qualquer forma, temos os dois competidores na arena! Sem mais delongas, vamos começar a rodada final das semifinais!” o comentarista diz.

“Jacob e Debbie, preparem-se para o duelo! Três… Dois… Um… Comecem!”

Imediatamente, Debbie se abaixa, tocando o chão com os punhos.

“Manopla de Terra!” Ela grita.

No momento seguinte, pequenas pedras junto com poeira começam a subir do solo, grudando no punho de Debbie. E em um instante, suas mãos ficam cobertas por uma espessa camada de terra.

“Aqui vou eu!”

Uma vez que suas manoplas estão completamente formadas, Debbie começa a correr em minha direção a toda velocidade com seus punhos fechados, pronta para socar meu rosto no momento em que ela chegar perto o suficiente.

Suspiro…

Era disso que eu estava falando, o estranho estilo de luta de Debbie. Ela não depende principalmente de magia para atacar seu oponente. Em vez disso, ela faz uso de sua extraordinária força física. E através dessas chamadas “Manoplas de Terra”, ela tem uma desculpa para poder usar em um torneio mágico.

Esta é a razão pela qual ela estava invicta nos duelos simulados. As pessoas ficam apavoradas ao ver uma massa gigantesca de músculos correndo em sua direção, e até esquecem de se defender. Na verdade, acho que é muito fácil derrotá-la se você apenas permanecer calmo.

Bem, vamos começar…

Eu estalo meus dedos antes de estender minha mão.

“Armadilha de lama!” [2]Otakinho: Agradeçam o Hyung por compartilhar os caps pagos

Notas

Notas
1 Nota do Autor: Ei pessoal, já faz um tempo. Desculpem a ausência, tive uma emergência familiar e fiquei muito estressado por causa disso. Eu simplesmente não conseguia me sentar e escrever nada. Realmente aprecio aqueles que me procuraram e perguntaram como eu estava, e também quero agradecer aqueles que continuaram a apoiar a mim e ao meu trabalho. Estou muito melhor agora e vou continuar os lançamentos com muito mais vigor do que antes. Mais uma vez obrigado.
2 Otakinho: Agradeçam o Hyung por compartilhar os caps pagos
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email