Capítulo 160 – Crise 2

Supreme Magus

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Crise 2


Tradutor : Eduard0 | Revisor: Eduard0

Após o acidente com o garoto sem nome, Varegrave mudou a prioridade de Lith, pedindo-lhe para visitar a última tenda novamente, verificar as condições de todas as outras crianças e evitar mais mortes.
Ninguém estava em estado de quase morte, mas a maioria dos núcleos tinha passado da metade do cinza; portanto, ele acrescentou os piores casos à sua agenda, para criar uma versão simplificada da cura que ele quase completara.
Para fazer isso, ele precisava de tempo, então foi forçado a adiar os tratamentos de Nindra e Garith. Nindra ainda estava chocada com os eventos do dia anterior, por isso não levantou objeções, desejando boa sorte a Lith.

Garith, em vez disso, não aceitou bem.
“O que diabos isso significa? Adiar até quando?”
“Até que a emergência seja resolvida.” Lith respondeu com um tom plano.

“Magos fortes como você não estão em situação de risco de vida, enquanto a maioria dos outros já tem um pé no túmulo. Ordens são ordens. Vamos retomar assim que terminar, não deve demorar muito.”

Lith estava calmo demais, quase manso, deixando Solus bastante preocupada.

O homem que ela conhecia nunca teria tolerado uma atitude tão arrogante sem uma boa razão. Em circunstâncias normais, ela esperaria que Lith chutasse sua bunda para a Lua e voltasse.

Ela sabia que ele não estava sofrendo pelo garoto sem nome. Lith estava sofrendo por dentro, zangado porque toda vez que tentava dar à humanidade uma segunda chance ou mudar sua atitude diante da vida, algo ruim acontecia.

– “A crise nunca teria acontecido em primeiro lugar, se eu não tivesse sido tão arrogante em ignorar um problema tão previsível. Quando examinei Lady Zeir pela primeira vez, deveria ter pensado que os núcleos mais fracos seriam os primeiros a entrar em colapso e agir em conformidade.

Em vez disso, eu estava tão confiante em encontrar uma cura universal com rapidez suficiente, para ignorar a realidade e deixar o problema piorar. Não posso me perdoar por ser tão descuidado. Sem mencionar que um erro leva a outro.

Acabei colocando em risco minha segurança, minha família, tudo o que trabalhei tanto para proteger. Eu tenho que decidir o que quero ser, antes de estragar tudo de novo. “-

Lith estava tão perdido em seus pensamentos que mal ouviu a voz de Garith, dando-lhe um aceno de vez em quando.

“Você não entende merda, seu cão imundo do exército!” Garith não suportava a ideia de tropeçar quando estava a um passo da linha de chegada. Ele tinha tudo na vida, talento, aparência, poder, riquezas.

Durante aquele mês de prisão, ele fora levado à loucura, desamparado, forçado a dormir em um berço entre seres inferiores, ordenado por soldados que normalmente ele nem permitia lamber suas botas.

Ele não deixaria ninguém interferir, não quando ele estava tão perto de recuperar sua vida.

“Eu não me importo se uma criança morrer. Caramba, eu não me importo se todos os ocupantes daquela barraca de merda morrerem. Eu sou Garith Senti, o mago mais forte de Kandria! mais um dia. É muito melhor a escória estar quase morta do que eu estar quase curado. ” Ele pulou da cadeira, agarrando Lith pela gola da camisa antes que alguém pudesse reagir.

“Ou você me cura aqui e agora, ou juro aos deuses que vou descobrir quem você é. Então, encontrarei todas as pessoas e as coisas que você ama, e as destruirei lentamente diante de seus olhos, antes retornando você à sua vida miserável! ”

Garith tinha 1,9 metro (6’3 “) de altura, uma cabeça inteira mais alta que Lith e forte o suficiente para levantá-lo e sacudi-lo como o garoto que ele era.

Os guardas e Kilian estavam prestes a atacar Garith, matá-lo, se necessário, quando de repente seus corpos gritaram de terror, todos os cabelos em pé, forçando-os a dar um passo para trás.

A risada maníaca de Lith foi o único som enchendo o ar da tenda.

– “Humano? Monstro? Como eu pude ser tão estúpido, me atormentando com a semântica. Se há uma coisa que a Terra e o novo mundo têm em comum, é que a maioria dos humanos são monstros.

Não existe certo ou errado, apenas poder e como você o exerce. Até que eu use meus poderes para me proteger e àqueles que amo, serei humano. Quando deixarei meu ego se tornar minha razão de ser, e começar a machucar os outros sem outra razão além do meu prazer doentio, então me tornarei apenas mais um monstro com cara humana. “-

Lith não precisava usar espírito ou magia negra para forçar Garith a deixá-lo ir. A intenção de matar que ele irradiava era tão intensa que os guardas e Kilian ficaram paralisados ​​pelo medo.

Garith, em vez disso, era o alvo dessa aura assassina logo perdeu toda a sua força. Seus joelhos tocaram o chão, enquanto suas mãos trêmulas eram incapazes de se mover.

Eles estavam de pé, então Garith era o único capaz de ver que a respiração deles estava fervendo.

– “É impossível! A magia da água está selada. Como ele pode baixar a temperatura em tal grau sem ela?” – Ele tentou avisar os outros, mas sua boca se recusou a abrir.

“Uma vez eu lhe disse que teria curado você por último, portanto você não tinha motivos para protestar.” A voz de Lith era um silvo, mas todos na tenda podiam ouvi-lo claramente.

“Agora, você se atreve a me ameaçar? Você esqueceu que eu sou uma curandeiro, não uma santa.”

Por mais que ele quisesse rasgar a cabeça de Garith, ele não podia fazer isso na frente das testemunhas, então ele puxou a faca do cinto, cortando a garganta de Garith para a esquerda e direita, em um movimento fluido, formando um V sangrento de orelha a orelha.

Somente com a morte de Garith, a intenção de matar desapareceu, permitindo que os outros se movessem. Quando Kilian recuperou a calma, percebeu que estava de costas contra as paredes da tenda.

– “O que, em nome dos deuses, é aquele garoto? Quantos passos atrás eu dei?”

Os guardas compartilharam pensamentos semelhantes, encontrando-se fora da tenda.

“Ele me agrediu e me ameaçou. Foi legítima defesa.” A voz de Lith era calma, como se estivessem discutindo o clima.

“Não se preocupe, senhor. Se você não o matasse tão rápido, teríamos feito isso em seu lugar.” Kilian disse perfeitamente escondendo sua surpresa.

“Nossas ordens são para eliminar qualquer ameaça à sua segurança, senhor.” Disse um dos guardas com um tom de desculpas, curvando-se.

“Por favor, perdoe nossa incompetência. Graças aos deuses, você é um grande especialista.”

Lith encolheu os ombros, o assunto era de pouca importância comparado à sua renovada paz de espírito.

“Limpe a barraca, por favor. Tenho pacientes para cuidar.”

***
Depois de Solus verificar suas memórias, Lith lembrou que a primeira vez que expulsou impurezas foi quando ele conseguiu refinar seu núcleo de mana de laranja para amarelo.

Até aquele momento, exceto quando usava o revigoramento para verificar seu status, ele nunca havia notado um avanço, nem mesmo ao promover o núcleo para o próximo nível.

Por isso, ele decidiu usar o mesmo método usado em Nindra, limpando apenas o abdômen e deixando todos os outros parasitas.

Entre o baixo número de vermes e a fraqueza dos núcleos, até o próprio Lith considerava sua terapia excessivamente cautelosa, mas ele não era do tipo que corria riscos desnecessários, por menores que fossem as chances.

Seu novo espécime era Lady Zeir, o tipo nobre que ele havia visitado primeiro enquanto estudava o parasita bloqueador de mana.

Ela tinha um núcleo amarelo, quase rebaixado para laranja. Se a cura funcionasse nela, então Lith poderia deixar com segurança todos os não magos serem tratados.

O procedimento ocorreu sem problemas, o núcleo de Lady Zeir levou menos de um dia para retornar à potência máxima. O nobre alegre apaixonou-se pela aparente bondade de Lith desde o dia em que se conheceram, quando ela soube que ele poderia curá-la para sempre, sua admiração se transformou em veneração cega.

Ela não escondeu nenhum detalhe, dizendo a ele como se sentiria com coceira e calor após cada tratamento. Ambos os sintomas não tinham nada a ver com o despertar, eram os efeitos colaterais do processo de limpeza.

Todos aqueles que ele tratou, independentemente da natureza do parasita, experimentaram a mesma coisa.

Depois que Solus a aprovou, certificando que o núcleo de Lady Zeir estava curado e não acordado, Lith revelou a Varegrave como curar todos aqueles com talento mágico escasso, escolhendo-os para evitar contratempos.

Varegrave, por sua vez, transmitiu o método a todos os outros curadores. Funcionou apenas naqueles muito fracos e, portanto, incapazes de despertar, mas em apenas alguns dias dezenas de vidas foram salvas.

Além dos parasitas bloqueadores de mana, todos os outros haviam sido exterminados, não deixando nenhum vivo na região de Kandria. E Varegrave manteve apenas amostras de suas toxinas para pesquisas futuras.

– “O que quer que os escalões superiores do exército decidam, não vou mais deixar a praga se espalhar. A última coisa que o rei ordenou foi o que farei.

A única vantagem de ser um homem morto andando é que não preciso me preocupar com as consequências. Quando esses generais tolos souberem o que aconteceu aqui, será tarde demais “.

Aviso do Tradutor:

Vento_Leste

Vento_Leste

Rolar para o topo