Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 69: Espírito Protetor  

Antes dos humanos já existiam os anões, antes dos anões já existiam os elfos, antes dos elfos já existiam os espíritos, mas bem antes disso, antes de deuses, demônios, reinos e impérios… existiam os dragões, até mesmo o tempo não conseguiu vencê-los.  

Eles ainda estão por aí, respirando, dormindo… eu realmente espero que nunca acordem.  

O Terror Maior ~Baltazar Von Amuria  

— Muito bem, criança — disse Simone. — Este é apenas um teste, por isso só usarei magias de primeiro círculo, lembre-se bem do que eu disse, com os fundamentos corretos até mesmo uma habilidade simples pode se tornar extremamente poderosa!  

— Sim, senhora! — Selene puxou seu cajado, o orbe na ponta da arma começou a brilhar levemente.  

— Interessante, você também é abençoada com o elemento puro da água — elogiou. — Pois bem, vou começar com um simples míssil, defenda da maneira que conseguir.  

Acenando sua cabeça, a menina colocou seu cajado a frente de si e respirou fundo e preparou-se mentalmente. Subitamente, a frente de Simone, duas runas apareceram no ar: ᛗ ᛂ e da ponta do dedo indicador da elfa, uma bola de água do tamanho de um punho se formou.  

“Rúnico?” Glória, que estava observando de fora, ficou surpresa com a atitude da mulher. “Ela realmente precisa fazer isso? É só uma novata!”  

Enquanto pensava, o golpe foi disparado em direção a Selene, que não teve tempo algum de reação. O míssil passou na lateral de sua cabeça, cortando levemente seu ombro.  

— Ai! — Sentindo a pontada de dor, a menina levou uma de suas mãos ao ombro, tapando o fino corte feito pelo golpe.  

— Hm… estou um pouco decepcionada, esperava mais — disse a mulher, suspirando. — Já que não consegue se defender, tente me atacar, pode usar a sua magia mais forte.  

Selene, que não era idiota, percebeu a atitude mesquinha da elfa. Uma veia apareceu pulsando em sua testa.  

— Sim… senhora. — A mana ao redor da menina tremulou e acumulou-se rapidamente na ponta de seu cajado. Diferentemente da elfa, a esfera que se formava tomou o tamanho de um barril.  

— Incrível… como uma criança pode fazer uma magia de segundo círculo ser tão forte? Espere… isso é…  

— Magia de segundo círculo! — Gritou Selene. — COMETA AQUÁTICO!  

SNAP  

Mas antes que pudesse disparar o projetil, num estalar de dedos, a mana se dissipou no ar. Tanto Glória quanto Selene não entenderam o que se passava, mas Simone calmamente caminhou até a menina, enquanto andava, balbuciava frases para si mesma.  

— Postura péssima, conjuração lenta e visualização medíocre, mas tudo isso pode ser consertado… sim, sim, eu posso lapidar esse diamante…  

— Senhora…? — Confusa, Selene a chamou.  

— Ah… sim, você passou, na verdade, se tivesse dito que possuía um companheiro antes, não precisaríamos passar por isso…  

— Perdão… companheiro?  

Estupefata, a elfa olhou para a menina incrédula.   

“Ela não sabe?” Pensou. “Isso é ridículo, sei que ela ainda não tem a habilidade necessária para senti-lo sozinha, mas, nesse ponto, ele já deveria ter se revelado…”  

— Senhora?   

— Ah, me perdi nos meus pensamentos novamente, vejamos… se ele não vai aparecer por conta própria, eu te ajudarei com isso — disse Simone. — Me agradeça depois, forçar um espírito a se mostrar é algo que pouquíssimo conseguem fazer…  

— Espírito? — Tanto Glória quanto Selene não entenderam a fala da velha mulher.  

— Vai entender em um segundo — explicou, estendendo-lhe a mão — Segure minha mão por um segundo.  

— Sim…  

Respirando fundo, a Elfa fechou os olhos e começou a recitar algumas frases que eram incompreensíveis para as duas. Por fim, apenas após algumas dúzias de segundos a mulher disse suas palavras finais.  

— Não adianta tentar se esconder, acha que pode fugir após revelar-se para mim!?  

Subitamente os olhos de Simone abriram, brilhando em um tom azulado. Usando sua mão livre, estendeu sua palma na direção de um espaço aparentemente vazio.  

— Oitavo ciclo Magico, Prisão Etérea!  

Da ponta de seus dedos, raios surgiram e percorreram rapidamente o ar, entrelaçando-se e tomando o formato de uma caixa. Cerrando os olhos, Selene viu algo se formar gradualmente dentro da caixa elétrica transparente.  

— Uma cobra?   

Uma cobra marinha, pouco menor do que uma régua comum, lutava para sair das amarras que haviam sido postas em seu corpo, apesar de parecer estar sofrendo, o animal azul-marinho parecia mais triste do que irritado.  

— Ela está sofrendo… — sussurrou Selene.  

— Se ela se comportar, eu o soltarei.  

— Ouviu, por favor, se continuar se debatendo vai se machucar! — Instintivamente, Selene pediu ao espírito para se acalmar. A cobra, ouvindo o pedido da menina, como uma ordem, se acalmou.  

— Muito bem. — Satisfeita com o resultado de suas ações, Simone desfez a prisão. Assim que se soltou, a cobra marinha rapidamente voou na direção de Selene, prendendo-se em seu pulso. A menina inicialmente assustou-se, mas quando percebeu que o espírito não apresentava perigo algum, ela se acalmou.  

— Parabéns, senhorita, você tem muita sorte!   

— Senhora? — A garota encarou a elfa, sem entender exatamente o que se passara.  

— Hmmm, também vamos precisar melhorar seu conhecimento, um mago precisa ter alta compreensão do mundo ao seu redor… mas, por enquanto, não me importo em te explicar — elucidou. — O ser que está atrelado a seu braço é nada mais nada menos do que um espírito do oceano! Eles são os mais raros, não somente por terem alta hierarquia entre os seus iguais, mas por serem extremamente apegados a sua liberdade.  

— Ela me parece… fofa?  

— Hahaha! Sim, ela é!  

Glória por um segundo ficou em choque com a reação de Simone.  

“Isso foi uma risada genuína? Da Madame Simone? Estou sonhando?”  

— Porém, não a subestime, menina, do jeito que ela está agora é apenas um filhote, mesmo assim consegue potencializar suas magias de segundo círculo para se igualar ao piso de uma do terceiro… nem mesmo eu consigo ver seu futuro, mas tenho certeza de que essa pequena cobra se tornara uma grande aliada para você.  

— Mas… por que eu?  

— Sinceramente, não tenho a resposta para essa pergunta — sorriu. — Mas, pelo que sei, ela deve estar ao seu lado há algum tempo, se eu fosse adivinhar, diria que praticamente sua vida inteira…  

— Minha vida inteira… — Selene olhou para seu pulso, o espírito pareceu a encarar de volta e lentamente se encaixou em seu pulso, diminuindo de tamanho. Após alguns segundos, o espírito já havia tomado forma de um bracelete azulado.  

— Deixe-a descansar, revelar-se deve ter tomado muito de sua energia, enquanto isso, vou te apresentar o lugar onde eu a guiarei nos próximos anos… Ah, Glória, espere na entrada, voltarei em algumas horas!  

                                                                                                      

— Então… esse bracelete?  

— Sim, essa é a Pepper!  

Já de volta a casa, Li e Selene conversavam animados. A história da menina já fizera Li deixar de lado o sonho que acabará de ter.   

— Posso encostar nela?  

— Acho que não tem problema…  

Jihan lentamente esticou a mão para tocar o bracelete, mas assim que encostou, uma boca se formou e mordeu a ponta de seu dedo.  

— Aí, que dentes afiados…  

Uma pequena cabeça de cobra parecia encarar o homem com olhar ameaçador.  

— Perdão, Li… acho que ela não gosta muito de homens…  

— Eu não tive problemas algum em adular ela! — De um dos quartos, Fynn saiu apenas de calça, o homem não era extremamente musculoso, mas seu corpo era bastante definido.  

— Acho que ela não gosta muito de mim…  

— Não seja por isso, Jihan, eu gosto de você por ela! — Fynn pulou em seu pescoço e o abraçou, Li riu, mas o empurrou para longe.  

— Tem uma coisa que ainda não entendi… por que a Glória está naquela mesma posição há tanto tempo?  

— Eu também não sei — respondeu Fynn.  

— É um absurdo, Li! — A pessoa que estava sendo citada subitamente levantou da cadeira. — Eu conheço aquela mulher há anos! ANOS! Ela nunca riu daquele jeito!  

Ouvindo Glória desabafar, os três a olharam com um pouco de pena.  

— Talvez o choque tenha sido demais para a senhorita… — comentou Selene.  

— Aliás, deixando isso de lado, o Matheus não estava contigo, Jihan? — perguntou Fynn.  

— Hm? Nós chegamos juntos, ele não estava aí quando vocês entraram?  

Tanto Selene quanto o outro negaram balançando a cabeça.  

BAM  

Repentinamente a porta da casa foi empurrada, batendo contra a parede.  

— Li, temos problemas! — Matheus, que acabará de entrar, comunicou.  

— Problemas? — surpreso, Jihan se levantou do sofá. — O que aconteceu?  

— Sua participação no torneio anual de Erebus foi aceita…  

— Isso é incrível — Glória, saindo do choque, comemorou.  

— Sim, por que isso seria um problema? — complementou Fynn.  

— Porque ele não está na seção de novatos! — respondeu Matheus, mostrando uma folha de papel e apontando para o texto escrito.   

— A pedido oficial de Arcadia… — Jihan começou a ler. — A guilda autorizou que o novato Li Jihan… participe da seção de nível 2 do torneio, disputando… no nível de Líder de Equipe!?  

— Não somente você, o Fynn também! — disse Matheus.  

Apesar da notícia, Li não parecia incomodado. Terminando de ouvir, ele imediatamente virou-se para Fynn, que diferente do esperado, estava sorrindo.  

— Por que vocês estão felizes? Tenho certeza de que chegariam longe no nível de novatos, será dez vezes mais difícil competir com gente muito mais experiente…  

— Dito isso… — Fynn o interrompeu.  

— Se desempenharmos bem contra outros líderes… — Li complementou.  

— O mérito vai ser bem maior! — Ambos disseram em uníssono.  

Ouvindo a resposta dos dois, Matheus ficou levemente incrédulo.   

— Vocês são realmente doidos…  

— Animo, Líder! — Jihan se aproximou e encaixou seu braço ao redor do pescoço do homem. — Temos dois meses para treinar… já planejávamos subir nosso time de ranque, isso só vai adiantar nossos planos, certo? Deve ter sido aquele tenente que nos colocou nessa, vamos usar isso a nosso favor!  

— Hahaha! — O brasileiro finalmente sorriu. — Sinceramente, ainda bem que vocês são meus amigos, não queria ser o azarado que vai lutar contra vocês dois!  

— Assim que se fala!  

— Nós três também daremos o nosso melhor — disse Glória. — Embora esteja um pouco decepcionada em não ter sido posta no mesmo nível que vocês três, eles vão ver o erro que cometeram… eu vou varrer todos os novatos!  

— Nós vamos! — Selene, que estava um pouco tímida, também se juntou ao grupo.  

— Certo, vamos mostrar para eles! — Gritou Matheus.  

                                                                                                      

Em outro lugar, longe dali. Um homem estava sentado em uma pedra em meio ao rio. Suas mãos juntas em mantra. Apenas sua respiração e o barulho da água podiam ser ouvidos. Em sua mente, uma batalha contínua estava sendo travada.  

Picture of Olá, eu sou Dealer!

Olá, eu sou Dealer!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥