Selecione o tipo de erro abaixo



— Johnny, ei, Johnny, caia em si, cara! Acorde!

Sob as luzes bruxuleantes, Jonathan Cage abriu os olhos lentamente. Sua visão estava embaçada.

Então ele lembrou. O que aconteceu? O que aconteceu com o dirigível, o Mensageiro e a tripulação?

— Oh, Johnny, como alguém tão miserável é o herói do Central Park? Você parece um Doberman que acabou de ser castrado.

— Parker…

Jonathan reconheceu o homem chamado Parker na visão embaçada. Era um homem branco de cabelos castanhos. Robin Parker costumava ser o primeiro imediato de Jonathan logo antes da aeronave cair.

Ele deu a Jonanhan uma saudação solene.

— Certo, capitão! Haha, finalmente chegamos a nos comunicar um com o outro — disse Robin com um tom de deboche .

— Você me traiu? Por quê?

Jonathan era o chefe da 1ª Equipe de Relações Externas da W·P·U, bem como o capitão do Mensageiro. Como um mago especialista do tipo rocha, de nível 19, era um homem muito forte.

No entanto, após ser traído por seus aliados, ficou impotente.

— Traí? Bem, você pode dizer que foi uma traição se estivéssemos com os mesmos objetivos, mas nunca tivemos os mesmos ideais desde o começo.

Rindo, Parker deu um tapinha na bochecha de Jonathan.

— Então, esta é uma operação. Nós a realizamos tão bem que até James Bond nos invejaria.

Dito isso, Parker se levantou: — Ok, para resumir, não sei o que o presidente Love está pensando, mas ele parece estar tentando se dar bem com as pessoas desta pequena terra… mas o almirante Baker discorda dele. Ele parece estar interessado em decorar um jardim oriental hoje. Então…

— Sério! Você está mirando na árvore do mundo?

— Ah, bingo.

A razão pela qual Jonathan veio aqui com o dirigível Mensageiro foi para construir um relacionamento amigável com o Necromante.

O presidente Love, chefe da organização W·P·U, apreciou muito o herói desta terra asiática. 

Ele repetidamente disse que, como o Necromante não caiu sob o controle da Raça Absoluta como eles e que até os confrontou, seria um jogador importante para a reconstrução do mundo.

No entanto, houve pessoas que discordavam do presidente dentro da W·P·U. Eles eram radicais liderados pelo almirante William Baker.

— …Paker, o almirante Baker está tentando causar mais um sacrifício inútil? Você também está se entregando a esse heroísmo ridículo?

— Johnny! Isso não é heroísmo, cara. Você também viu aquela terrível árvore do mundo, não viu?

— …

— Espero que você não pense que a árvore do mundo é apenas uma árvore  que faz sombra. É como uma arma de destruição em massa enterrada em algum lugar no deserto do Oriente Médio. Se você se agachar na frente dela e recitar o Alcorão, ela certamente voará para cima, destruindo Washington como um bloco de Lego1 — disse Parker como se estivesse apelando para ele com os braços abertos — Amigo, sempre evitamos desastres que podem acontecer com nossas vidas em risco.

Todos os jogadores das forças armadas dos EUA sob o almirante Baker ainda acreditavam que os EUA deveriam assumir a liderança na solução de todos os problemas. 

Portanto, consideraram qualquer poder externo como uma ‘ameaça potencial’ que prejudicaria a ordem mundial centrada nos EUA, os eliminando corajosamente.

Jonathan balançou a cabeça e disse: — Parker, isso não é verdade…

Mas Parker o rejeitou e disse: — E a queda do Mensageiro será um catalisador.

Ele continuou com uma expressão orgulhosa: — Você e o Mensageiro serão conhecidos por terem sido brutalmente massacrados pelo xenofóbico terrorista asiático e o Almirante Baker será apoiado pelo Congresso Provisório. Então, os Anões nos enviarão uma frota.

Jonathan balançou a cabeça novamente porque imaginou a cena da Frota Anã da W·P·U cruzando o Oceano Pacífico e bombardeando a árvore do mundo.

E esse não era o caminho em busca da paz.

— Por favor, pense bem…

— …Uh?

Naquele momento, os olhos de Parker se voltaram para o teto. Ele franziu a testa e olhou para as luzes bruxuleantes, onde dois objetos esbranquiçados flutuavam.

— O que é aquilo?

Era obviamente um fantasma. Parker só não entendia o porque estava vendo um fantasma .

Bam!

De repente, uma explosão ocorreu acima de sua cabeça. Com um barulho de rasgar os tímpanos, ele se agachou impotente.

Jonathan, um mago especialista do tipo rocha, lançou magia no concreto que caía mesmo que ainda estivesse preso, formando uma cúpula redonda para proteger-los. Caso contrário, ambos teriam sido mortalmente feridos.

— Cof! Cof! O que diabos é isso?

Parker saiu da cúpula e levantou a cabeça para verificar a situação.

Uma luz fraca e uma fumaça preta não identificada penetraram nos escombros.

Parker instintivamente cobriu a boca e o nariz.

— Droga! Verifiquem o interior!

— Marinheiros! Vocês estão bem?

Ele ouviu seus subordinados gritando nas proximidades. Felizmente, nem todos foram enterrados.

Naquele momento, os destroços que bloqueavam os detritos acima de suas cabeças foi levantado e a luz entrou.

— Oh meu Deus…

Parker duvidou de seus olhos.

Foi uma mão gigante, feita de ossos, que levantou o punhado de escombros. Se sentindo como uma formiga em um formigueiro escavado, Parker se agachou.

— Encontrei!

Uma voz desconhecida soou acima de sua cabeça e logo alguém pulou para onde estavam. Era um homem asiático vestindo uma túnica verde escura. 

Depois disso, mais algumas pessoas desceram.

Mesmo que Parker não tivesse certeza, imediatamente percebeu que eram os jogadores do acampamento da Árvore do Mundo. Se fosse esse o caso, isso significava que o famoso Necromante também estava ali.

— Como você sabia onde estávamos? — Perguntou Parker.

Mas ninguém respondeu.

— Uh, Jonathan? Você é Jonathan, certo?

Era a voz de Kyongsu. Ele reconheceu Jonathan, o líder da 1ª Equipe de Relações Externas, com quem já se encontrou várias vezes. Dado que Jonathan estava acorrentado, Kyongsu conseguia entender a situação até certo ponto.

— Ele é aquele homem ali! — disse o Homem Lobo Branco, que estava parado no fundo.

Ele ergueu o dedo comprido e apontou para Parker.

— Aquele homem tomou a iniciativa de massacrar os marinheiros do navio.

Ele havia conseguido ler as memórias contidas nos cadáveres e objetos através de sua habilidade de ‘psicometria’ e os levou até esse lugar.

— Que diabos? Como você pode dizer isso com tanta confiança? — Perguntou Parker.

Parker entrou em pânico, mas não perdeu a compostura. Como serviu no exército como sargento da Marinha dos Estados Unidos por muito tempo, era imune a esse tipo de situação perigosa.

— Ei, eu não sei por que vocês invadiram minha casa tão rudemente, mas eu pensei que vocês eram agentes do FBI! Como intelectuais, podemos conversar bem uns com os outros, não podemos?

Parker deu um passo à frente, fingindo estar calmo. Então, enfrentou o Necromante, Sungwoo.

— …

Park não disse nada. A situação era claramente desfavorável para ele. Ele e seus homens estavam em menor número e estavam longe de sua base.

No entanto, ele não se rebaixou, pois sabia que se ele se exaltasse com o inimigo, seu valor como prisioneiro de guerra diminuiria.

— Agora, olhe aqui. Você conhece esse cara, Jonathan Cage. Ele foi encontrá-lo em nosso nome, certo?

Dando de ombros com orgulho, Parker se aproximou.

— Quer saber? Houve uma rebelião liderada por esse cara, Jonathan. É difícil para mim explicar isso porque é uma briga de família complicada, mas nós o estávamos interrogando para descobrir qual era o plano depois de subjugar a revolta deles.


  1. Caraca, todo mundo é racista nessa merda?[]
Picture of Olá, eu sou Nimsay!

Olá, eu sou Nimsay!

Comentem e avaliem o capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥