Capítulo 403 – História Secundária – Capítulo 23 – Hochi (Parte 2)

O Tutorial é tão Difícil

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

 

Capítulo 403 – História Secundária – Capítulo 23 – Hochi (Parte 2)

Tradutor: Otakinho

 

“Homen.”

“Homen.”

Eles se juntaram e oraram.

Hochi pensou consigo mesmo.

Quanto tempo vai durar essa saudação de oração falsa?

Tudo começou sem querer, mas agora está se tornando uma tradição da fé de Lee Ho-jae.

Se soubesse que seria esse o caso, teria procurado a palavra certa.

“Você vai entrar agora?”

Kim Min-hyuk perguntou.

Hochi acenou com a cabeça.

O festival estava em pleno andamento em Seoul.

Era o primeiro aniversário da fundação da fé de Lee Ho-jae.

Seoul, a cidade central e capital da Coreia, era agora reconhecida como um lugar sagrado para a fé de Lee Ho-jae.

Moradores vieram de todo o mundo.

A multidão foi o suficiente para fazer a enorme cidade de Seoul parecer apertada.

Você pode ganhar pontos para a fé de Lee Ho-jae apenas participando do festival.

Como membro da igreja, não havia razão para não participar do festival.

Pelo contrário, se você se engajou em um meio de vida sem participar, sua pontuação de fé poderia ser reduzida.

O festival estava quase no fim.

Os fogos de artifício que agora iluminavam o céu noturno foram na verdade o último acontecimento do festival.

Ele tirou várias fotos

Ele conheceu todo mundo que ele queria conhecer.

Hochi deixou o resto para Kim Min-hyuk e voltou ao templo.

“Olá, Hochi? Homen.”

“Homen.”

Também havia membros da igreja que ele encontrou dentro do templo.

Havia funcionários de escritório que cuidavam dos assuntos da fé de Lee Ho-jae, e também havia crentes que viviam no templo o tempo todo.

A atmosfera do templo era animada.

Não era nem um pouco autoritário.

Hochi estava orgulhoso.

O sistema religioso que ele mesmo criou.

Todos colocam os valores morais em primeiro lugar e fazem com que todos ajam de acordo com as leis.

Seja mais harmonioso.

Seja melhor.

Seja mais fiel.

Ele também estava orgulhoso de que isso foi alcançado por meio das recompensas que as pessoas desejam, não por meio de coerção ou punição.

Hochi achava que uma pessoa poderia ser boa ou má.

Mas, na sociedade moderna, as pessoas escolhem com mais facilidade a oportunidade de ser más.

Se você cometer um ato ilegal, será punido pela lei.

No entanto, em uma linha que não entra em contato com a lei, ou em uma situação em que podem evitá-la, as pessoas podem se tornar más sem hesitar.

Não havia sistema que recompensasse o oposto.

Em vez disso, havia apenas compensação para as más ações.

Por outro lado, as recompensas por boas ações eram inúteis.

Interferir-se para ajudar os outros tornou-se uma raridade, e a única recompensa pelas boas ações era a satisfação que você sentia.

À medida que a sociedade se tornou mais competitiva e ganhar a vida se tornou mais difícil, essa tendência tornou-se mais forte com o tempo.

Foi o mesmo com Lee Ho-jae.

Ele era louco por competição.

Ele fez de tudo para vencer os outros.

Hochi sabia.

Apenas Hochi sabia.

Como Lee Ho-jae era louco por ganhar e perder.

Este homem totalmente louco nem percebeu sua meticulosidade e ingenuidade com os outros.

Não era porque ele não queria ser o cara mau.

Ele estava escondendo suas ações, para não usar o mesmo método da próxima vez.

Em troca, Lee Ho-jae chegou ao topo de sua profissão como jogador profissional.

Também permitiu que ele se aposentasse no auge.

Hochi não gostou desse aspecto de Lee Ho-jae.

O sistema religioso da fé de Lee Ho-jae era o oposto de Lee Ho-jae, que pode ser considerado seu proprietário.

Isso encorajou as pessoas a serem mais relaxadas e pacíficas.

Sem preocupações e obsessão pelo futuro, eles viveram cada dia dando o melhor de si e orando muito.

Eles acreditavam que a religião se encarregaria de seu futuro e de sua família, independentemente do que acontecesse com eles.

Eles começaram a gostar de boas ações.

Boas ações satisfazem os benefícios práticos dos pontos religiosos e a satisfação emocional.

O mundo estava mudando positivamente.

Pelo menos do ponto de vista de Hochi.

* * *

Hochi confidenciou suas preocupações à avó, que estava meio deitada em seu sofá.

A avó estava morando na Terra para o festival da igreja.

Ela estava controlando a temperatura para que as pessoas não desmaiassem de tanto calor durante o festival que acontecia na rua no verão escaldante.

Ela estava deitada no sofá da sala do templo.

Hochi contou à avó o que tinha em mente.

Originalmente, ele deveria ter perguntado a Lee Ho-jae, mas agora que Lee Ho-jae foi pegar o Deus da Ordem, ele não tem ninguém para consultar.

“O que você acha, avó?”

“Eu acho que você é como uma criança.”

Hochi franziu os lábios em descrença.

“Olha, isso não é uma reação infantil?”

Avó disse com um grande sorriso.

Hochi não tinha vontade de rir de jeito nenhum.

“O que é infantil?”

“Algo fofo como uma criança.”

A avó achou engraçado, embora ela mesma dissesse, e começou a rir um pouco mais alto.

A expressão de Hochi foi ficando cada vez pior.

“Não é certo ser como uma criança?”

“Na verdade.”

A avó riu de novo.

“Não! Não! Eu te fiz uma pergunta!”

Hochi gritou, mas a avó não se impediu de rir.

Ela balançou o pescoço e riu, e começou a rir.

Hochi podia sentir o sentimento crescente de injustiça.

“Só estou pensando nisso e estou preocupado”.

“Sim, você é.”

A avó apenas continuou rindo e brincando com ele.

Quando Hochi estava pensando em simplesmente sair da sala, a avó finalmente parou de rir.

“Com o que você está tão preocupado?”

“Então…”

Foi complicado.

Ciúme, inveja e inferioridade que sentia no passado.

Arrependimento, pena e culpa.

Havia muitas emoções para destacar.

Também havia coisas em comum.

Que ele foi criado por Lee Ho-jae com o mesmo propósito.

“Isso é o suficiente para deixá-lo interessado.”

A avó acenou com a cabeça.

“Basta ir e falar com ele frequentemente. Se você falar, um dia saberá exatamente como se sente. A menina que está trancada no 61º Andar precisa de uma conversa.”

Pelo bem de Lee Yeonhee, tente falar com ela com frequência.

Hochi acenou com a cabeça.

Esse foi um conselho claro e sábio.

“De qualquer forma.”

A avó flutuou enquanto falava.

“Às vezes penso. Por que você não culpa o rei?”

O rei sobre o qual a avó estava falando se referia a Lee Ho-jae.

Hochi foi capaz de responder claramente a essa pergunta.

“Eu o culpo. Por enquanto.”

“Você?”

O corpo de Hochi é, em teoria, idêntico ao de Lee Ho-jae na época em que criou um alter ego no 61º Andar.

Assim como suas funções cerebrais.

Hochi não esqueceu o que havia passado no 61º Andar.

Ele tinha uma memória muito boa para esquecer essas experiências.

Mas ele gostaria de às vezes esquecer essas coisas.

Essas eram memórias dolorosas.

Ele recebeu um pedido de desculpas de Lee Ho-jae, e ele ainda está com ele e se tornou sua família.

Lee Ho-jae se obrigou a ser injusto desde o início.

Como alter ego, não escondeu o facto de ter sido obrigado a ajudar a concluir 61º Andar, e a ser deixado para trás no 61º Andar.

Claro, Hochi resistiu.

Muito violentamente.

Ele confrontou Lee Ho-jae com a mentalidade de que preferia morrer lutando.

Não demorou muito para que essa mentalidade se quebrasse.

Lee Ho-jae era um lutador nato.

Ele era até um lutador experiente.

Lee Ho-jae tentou cultivar Hochi.

O suficiente para chegar ao fim do 61º Andar sozinho.

Ou o suficiente para ser reconhecido como um desafiante no tutorial.

O processo de crescimento não foi diferente da tortura.

Hochi era diferente de Lee Ho-jae.

Mesmo se ele visse as mesmas coisas, ele não poderia aprender as mesmas coisas.

Lee Ho-jae não aceitou isso.

Ele pensou que Hochi estava diminuindo à força seu crescimento para impedi-lo de concluir o 61º Andar.

‘Seja forte! Se você não se tornar forte, você morre! Não pense que você vai morrer no 61º Andar. Se você não tiver força suficiente, vou matá-lo antes de colocá-lo no 61º Andar.‘

E depois que eu matar você, vou fazer você de novo.

Só de lembrar essas memórias fez Hochi estremecer.

Ao invés de seu corpo estar cansado e exausto, era quando a mente estava mais assustada e apavorada do que o espírito.

No final, Hochi não conseguiu passar do 61º Andar.

Não era porque ele não poderia ficar mais forte.

Hochi não foi aceito como desafiante no 61º Andar.

Hochi pensou que Lee Ho-jae o mataria, já que ela era inútil.

Então ele se escondeu nas ruínas do 61º Andar.

Ele com certeza seria pego em breve, mas queria sobreviver um pouco mais.

Mesmo alguns minutos ou horas

Então o tempo passou.

Um dia se passou, uma semana se passou, um mês se passou.

Foi então que Hochi percebeu.

Lee Ho-jae não se odeia.

Lee Ho-jae nem mesmo o odeia.

Para sua surpresa.

A razão pela qual ele torturou Hochi, empurrando-o até o limite, foi puramente para tornar Hochi mais forte.

Era incrível que não houvesse malícia naquele ato cruel.

Lee Ho-jae, que desistiu de usar seu alter ego, começou a se atormentar novamente em vez de Hochi.

“Então, você poderia me perdoar?”

“O que é perdão?”

Hochi não perdoou.

Seria correto dizer que ele não perdoou.

Enquanto ele não puder esquecer as memórias daquela época, ele nunca perdoará completamente Lee Ho-jae.

Lee Ho-jae também não será capaz de livrar-se de sua culpa

“Eu entendo, em vez de perdoar.”

“Perdoar?”

“Que você era originalmente assim.”

Lee Ho-jae foi um personagem que se esforçou mais do que os outros.

Talvez a pessoa que mais odeie essa natureza hostil seja o próprio Lee Ho-jae, e não qualquer outra pessoa.

Como poderia ser?

O espírito de sacrifício que estabeleceu tudo para alcançar seu propósito era verdadeiramente mágico.

Parecia não haver ganância ou satisfação por uma vida confortável.

Ele era como um humano que castrou mentalmente sua indolência e negligência.

“Ele deve ter se matado. Seu lado fraco. Assim como ele fez com você.”

Disse a avó.

Hochi também achava.

Que ser humano nasce tão obsessivo desde o momento em que nasce?

Ele cortou seu próprio lado fraco.

Hochi também sabia.

Lee Ho-jae fica irritado sempre que vê Hochi parado, relaxando e brincando, e o repreende

Ele às vezes ficava com raiva.

Cada vez que Lee Ho-jae o chama, Hochi pode sentir ciúme.

Lee Ho-jae tinha inveja da preguiça de Hochi, mas não o impediu.

Claro, essa é a história depois de desistir no 61º andar.

Lee Ho-jae costumava escrever novels para Hochi como um hobby.

O próprio Lee Ho-jae também poderia ter gostado de ler a novel que escreveu.

Mas ele não conseguiu.

Em vez disso, ele observou enquanto Hochi se divertia lendo a novel.

Foi uma satisfação indireta substituta.

Ele fez cócegas, perguntando-se o que era tão divertido.

Quando Hochi estava quase terminando de ler suas novels, ele transcreveria uma nova novel.

Hochi pensou no que Lee Ho-jae estava fazendo agora.

Ele não conseguia imaginar.

Ele desapareceu dizendo que iria derrotar o Deus da Ordem que está perto de se tornar um Deus Transcendental.

Ele ainda não deu sinais de voltar.

No entanto, o Deus da Ordem não se tornou um Deus Transcendental e o mundo não pereceu.

Quanto mais ele está se esforçando?

Ele estava preocupado.

* * *

O festival da igreja acabou.

Hochi, que passava os dias trabalhando arduamente, finalmente ficou um pouco mais livre.

Hochi, que estava respirando aliviado por seu trabalho aparentemente interminável, foi capaz de perceber uma coisa.

Ele percebeu que não era o único preocupado com Lee Ho-jae.

“Tio!”

Yong Yong o chamou com uma voz determinada.

Hochi abriu os olhos e agarrou a mãozinha.

Yong Yong parecia fofo ao invés de determinado, mas ele sabia que Yong Yong estava determinado de qualquer maneira.

“Uh… uh.”

Hochi ficou perplexo.

Foi por causa da roupa de Yong Yong.

Yong Yong geralmente gostava de usar roupas femininas e de contos de fadas.

No entanto, as roupas que Yong Yong está usando agora eram uniformes de combate.

A roupa semelhante a um uniforme militar era estranhamente fofa.

“Vou encontrar o papai!”

Hochi ficou ainda mais perplexo.

Como? Onde? De que maneira?

Uma série de perguntas encheram a mente de Hochi.

“Então, vamos juntos, tio!”

Aviso do Tradutor:

Otakinho

Otakinho

Boa Leitura S2 S2
Chave Pix copiada!
PicPay copiado!
Rolar para o topo