Selecione o tipo de erro abaixo

O demônio com estrutura humana, pele negra, era imponente, com cerca de 15 metros de altura, mas era esguio e tinha mãos compridas. 

Ele pegou destroços e os arremessou em minha direção. Provavelmente foi esse ataque que derrotou o soldado, mas minha espada já estava bem carregada.

— Corte explosivo!

Todos os destroços que se dirigiam a mim foram destruídos em uma explosão. A coisa ficou surpreso, juntou as mãos e desferiu um golpe forte no chão, porém consegui esquivar em direção ao seu pé direito.

— Corte explosivo!

Instantaneamente, minha habilidade explodiu, e o demônio caiu. Não perdi tempo, dei a volta perto do seu pescoço, pulei para cortar sua cabeça, mas ele reagiu, abanou o braço em minha direção. Eu não tinha tempo para esquivar, usei a espada para conter o ataque, mas fui jogado para longe e bati em um dos destroços.

— Arrgghhh!

— Max! — Idalme gritou.

— Você está bem? — Ui perguntou.

— Está atrasada.

— Me desculpe.

Não a culpo, já que ela havia sido rejeitada pelo homem que gostava e vê-lo novamente tão cedo era frustrante. No entanto, no campo de batalha, não tínhamos tempo para isso. Levantei-me e sacudi meu corpo.

— Ouça. Derrotar essa aberração não é fácil para mim. Cortei a sua perna, mas já se regenerou, por isso preciso da sua ajuda.

— Sim.

— Vou derrubá-lo no chão e o seu trabalho é deixá-lo imobilizado. Consegues?

— Sim.

— Então vamos começar o round 2.

Minha espada tinha sido carregada durante toda a conversa, o suficiente para cortar a sua cabeça. Corri em alta velocidade, e mais uma vez ele lançou destroços em minha direção, mas com corte explosivo, explodiu. 

Aproximei-me, e o demônio tentou me esmagar com vários golpes no chão, mas consegui desviar. Era difícil alcançar sua perna, mas de repente a sua cabeça começou a queimar.

— Flecha de fogo!

Fiquei surpreso, mas o momento era perfeito para cortar a sua perna.

— Corte explosivo!

Ele caía, mas usava as mãos para se apoiar, aproveitei o momento e cortei o braço esquerdo.

— Agora!!! — gritei.

Idalme atirou uma flecha normal para o céu e, em seguida, disparou uma flecha de fogo que colidiu com a flecha normal, fazendo com que várias flechas de fogo caíssem sobre o demônio.

— Flechas de fogo consecutivas!

As flechas não causaram muitos danos, mas foram suficientes para imobilizá-lo durante minha investida. Aproveitei o momento, corri em direção à cabeça, pulei e, com um corte explosivo, cortei.

Booommmmm.

— Conseguimos! — exclamou Idalme.

Olhei na direção dela e sorri, mas ela desviou o olhar. Em seguida, todos da aldeia começaram a festejar, mas o velho ainda permanecia calmo diante da situação.

— Viva!!

— É a primeira vez que isso acontece.

— Sim, ninguém morreu!

— Obrigado nosso salvador, muito obrigado!

— Tudo foi graças a Deus.

Deus? Infelizmente, nosso Deus nos abandonou quando os destemidos se voltaram contra nós.

tchibum tchibum tchibum tchibum splash splash tchibum tchibum splash tchibum tchibum.

— Que barulho é esse?

— Estou com medo.

— Será que ainda não terminou?

— O que está acontecendo? — falei.

A terra tremia, como se algo gigantesco estivesse correndo por ela.

— O barulho parou — disse Idalme.

Isso é muito estranho.

— Não, não, não. Olhem para o céu!

— Aaaaahhhhhhhh! Vamos todos morrer!

— Correm por suas vidas!

Todos começaram a correr e, em seguida, e aquela coisa caiu no chão, levantando uma grande nuvem de poeira.

— Corte explosivo!

Usei meu ataque para dissipar o pó e vi aquele ser que apareceu se unindo com outro. Eu já tinha ouvido falar disso, mas olhando de perto era inacreditável. 

— Uuuuuuuuuhhhhhhh! Uuuuuuuuhhhhhhhh! Uuuuuuhhhhhhhh!

Era possível ouvir os lamentos do demônio sendo consumido, era realmente triste como o seu corpo gritava mesmo sem a cabeça.

— Max, O que vamos fazer?

— Não sei…

A fusão terminou e a união desses seres era gigantesca, talvez o dobro da altura do anterior e era extremamente gordo. Seus braços, corpo e pernas eram enormes, e meu corte explosivo não teria chance de cortá-lo. No entanto, o que mais chamava a atenção era a sua pele negra, que parecia lama escorrendo pelo seu corpo.

— Hahahahaha! Estamos fodidos — comecei a rir diante da situação complicada.

— Max?

Para eliminar esse novo ser, eu dependeria de minha habilidade em alcançar sua cabeça e desferir um golpe fatal. Sabia que contaria muito com o suporte da Idalme, e sem ela, temia que seria difícil vencer.

— HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

— Idalme, vamos usar o mesmo plano. 

— Sim.

Ele balançou a mão, e várias partes do seu corpo vieram em nossa direção, mas eu fui detonando todas aquelas que estavam ao nosso alcance.

— Cuidado Idalme. 

— Sim.

Corri em direção à perna direita e a cortei, mas não consegui fazer um corte profundo, uma vez que o corpo do demônio estava maior e mais resistente. Idalme aproveitou o momento e disparou uma flecha de fogo na perna, desorientando-o.

— HAAAAAAAAAAAAAAAAA!

— Boa.

Corri em direção à perna oposta, apliquei novamente o corte explosivo, e Idalme aproveitou para disparar a flecha de fogo em sua perna.

— HAAA… — e na boca.

— Caia! — gritei.

Não caiu; eu não estava entendendo.

— Cuidado Max, a sua outra perna regenerou!

— O quê?

Já é difícil causar dano, e agora a sua regeneração está ainda mais rápida? Estamos enfrentando sérios problemas.

— Estamos lascados.

— Kyyyaaaa!

Idalme gritou e, quando olhei, ela estava voando em direção ao demônio; eu não estava entendendo o que estava acontecendo. 

Mesmo naquela situação, ela conseguiu lançar uma flecha de fogo, mas ele defendeu. Corri para tentar salvá-la, mas essa coisa balançou a mão em sua direção. Ela foi atingida e arremessada contra a parede.

— Idalme!

Corri em direção ao local onde ela estava, mas de repente o corpo dela começou a se mover e veio em minha direção.

Entendi.

Aquilo que aquela coisa soltou com as mãos podia se mover, mas era tarde demais; fui pego.

Esse é o meu fim? 

— HAAAAAAAAAAAAAAA!

— Ah! O que foi isso?

Começamos a cair, e aproveitei o momento para olhar o que aconteceu, e lá estava a Ui em seu pescoço. Para ele ter perdido o controle de suas habilidades, ela deve ter feito algo.

— HAAAAAAAAAAAA!  

O demônio gritou, e várias partes do seu corpo foram lançadas em todas as direções. Segurando Idalme com uma mão em pleno ar, consegui defendê-la com o meu corte explosivo. Caí no chão, corri para um lugar seguro e verifiquei a situação de Idalme.

— Ela bateu a cabeça, mas espero que não seja grave.

— Vocês estão bem?

Achei que ela estaria toda quebrada, mas pelo visto não era o caso.

— Estou bem, mas Idalme está…

— Entendo.

— Se continuar assim, vamos morrer… Ui, por favor, procure o Izumi. Ele é o único que pode nos ajudar. 

— Entendido.

Ui foi correndo procurar o Izumi. Meu objetivo era aguentar pelo tempo necessário e não morrer. Coloquei a Idalme em um local seguro.

— Se cuide, Idalme.

Corri em direção ao alvo, e novamente ele lançou partes do seu corpo em minha direção, mas consegui desviar e cortei novamente a sua perna. No entanto, como de costume, o demônio partiu para o ataque físico, chutando e golpeando o chão, tentando me atingir, mas consegui desviar por pouco.

— HAAAAAAAAAAAAA!

— Tá irritado?

— HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

— Ele pensa? 

Olá, eu sou o Black Shadow!

Olá, eu sou o Black Shadow!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥