Capítulo 04 – A Vilã Inverte a Ampulheta – Parte IV

A Vilã Inverte a Ampulheta

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

A Vilã Inverte a Ampulheta – Parte IV


Na época, ela não admitia que havia sido abandonada e se concentrava apenas em cuidar da aparência, mas agora, tendo a chance de recomeçar sua vida, percebeu que não poderia se dar ao luxo de fazer isso. Nada era tão estúpido quanto valorizar uma aparência fulminante como um bem para toda a vida.

“Prazer em conhecê-la, Srta. Aria. Eu sou Sarah, da família do Visconde Loren.”

A nova professora particular, que parecia ter dezessete anos, fez uma reverência para cumprimentá-la educadamente.

Ela era bonita, mas era uma garota comum, sem nenhuma característica particular. Havia apenas uma razão para ela ter escolhido Sarah, que nunca havia ensinado ninguém antes, já que ela rejeitava todas as outras com suas grandes habilidades.

Isso porque aquela humilde e única filha do visconde mais tarde cativaria o coração do Marquês Vicente e se tornaria sua esposa. Com exceção do Duque de Frederico, que fazia parte da linhagem da Família Real, era seguro dizer que a família do Marquês Vincent estava no auge do poder entre os aristocratas, e Sarah se tornaria a amante de uma família tão grande.

Foi difícil estabelecer relacionamentos com quem detinha autoridade desde o início. Nesse caso, então não seria ideal fazer amizade com alguém que mais tarde assumiria essa autoridade?

Depois de pensar em várias figuras-chave de uma lista que havia feito, ela decidiu ganhar Sarah para o seu lado, que era a mais acessível entre elas, como sua tutora. A garota inocente, que ainda não tinha descolorido, parecia tão fácil de manusear quanto um cordeiro que logo seria levado ao altar manchado de sangue para o sacrifício.

Aria, ignorando a etiqueta comum, correu em direção a Sarah e abraçou sua cintura. Esta foi a recepção mais honrosa que Aria, que acabara de se tornar uma nobre de um plebeu, poderia oferecer. Foi tudo muito inesperado, o que fez com que os olhos de Sarah se arregalassem, mas ela não demonstrou sua surpresa com exagero.

Aria abraçou Sarah e levantou a cabeça para encontrar seus olhos. “É tão bom conhecê-la!” disse Aria, que sorriu como uma criança. Sarah sorriu com a aparência de inocência, possivelmente devido ao fato de Aria ser uma criança por fora, mas por dentro, ela não era.

A condessa, testemunhando esta cena, se desculpou enquanto separava Aria dela.

“Ela ainda não sabe como se comportar, então, por favor, entenda-a, Lady Sarah.”

“Está bem. Por favor, não se preocupe.”

“Por favor, cuide bem de Aria.”

Sarah gostava de criança. Ao contrário de outras mulheres aristocráticas que não queriam mais engravidar quando um menino nascesse, ela gostava de dar à luz todos os anos. Sara acreditava que a fertilidade era um dever da nobreza e que todos os filhos que nasceram deviam ser criados com amor. Portanto, ela não repreendeu Aria, que não podia mostrar nenhuma etiqueta, mas a tratou com carinho.

Depois que a condessa saiu, as duas se sentaram frente a frente com a mesa entre elas e conversaram sobre as próximas aulas.

“É uma honra poder ensinar a Srta. Aria. O que você mais gostaria de aprender?”

Com a pergunta de Sarah, Aria inclinou a cabeça, piscando seus longos e lindos cílios. Depois de refletir por um momento, ela brincou com os dedos enquanto suas bochechas ficavam vermelhas. A aparência de pêssego fez com que as bochechas de Sarah também ficassem vermelhas.

“As maneiras de sentar, andar e comer… Todos eles! Se eu fosse perguntada por que, eu diria que quero me tornar uma pessoa muito elegante como minha irmã, Mielle.”

Embora estivesse deprimida por dentro, ela fingia ser muito inocente e elegante por fora. Para lidar com uma mulher perversa, ela também teve que se tornar assim.

‘Não, devo me tornar uma mulher mais perversa do que a mulher má; uma mulher com uma máscara muito grossa para esconder minhas verdadeiras cores.’

Foi assim que Aria decidiu viver sua nova vida. Era sua promessa de agir exatamente como Mielle, e ela a deixou passar pelo fim miserável que ela mesma enfrentou no passado.

Com as palavras de Aria, Sarah pôde pensar na irmã de Aria imediatamente. Embora Mielle ainda fosse jovem, ela tinha uma grande reputação por sua elegância e gestos graciosos.

Dizia-se que ela começou a ser instruída a ser modelo de damas da aristocracia a partir do momento em que começou a andar, devido às características dos negócios do conde que frequentemente convidava nobres estrangeiros de alto escalão para sua mansão. Isso foi possível porque ela aprendeu rápido quando comparada com seus colegas. Para que Sarah pudesse entender a mente de Aria. Havia um modelo de mulheres de fácil alcance, então era natural que ela quisesse ser igual à irmã.

Estava claro que Aria, com seus olhos encantadores, levaria vantagem quando se tratasse de aparência, mas não entre os aristocratas. No mundo aristocrático, a reputação mudava dependendo de quão inteligente ou nobre a pessoa era.

“Ela tem apenas quatorze anos. Como ela poderia emitir uma atmosfera tão diferente, apesar do mesmo cabelo e olhos da irmã mais nova, Mielle?”

Mesmo que Aria tivesse apenas quatorze anos, Sarah foi cativada pela atmosfera mágica e colorida que a cercava. Era um recurso que não poderia ser obtido apenas com esforço. Se Mielle e Aria ficassem lado a lado, era certo que os olhos das pessoas se voltariam naturalmente para Aria.

Ela ainda era jovem e, se quisesse preparar e aperfeiçoar seus modos e sofisticação antes de sua estreia no mundo social tinha certeza de que se tornaria uma figura muito influente, que dominaria a sociedade.

Sarah começou a sentir que era uma grande honra ser capaz de ensinar uma garota tão jovem, a ponto de se sentir grata por Aria tê-la escolhido. Aria e Sarah tinham pensamentos semelhantes.

“Embora possa demorar um pouco, farei o meu melhor.”

“Se for assim, nos veremos por muito, muito tempo. Estou tão feliz.”

‘Espero ver você por muito tempo, futura marquesa.’

Aria sorriu ingenuamente. Ela sentiu que havia recebido uma avaliação generosa ao ver o sorriso de Sarah. Não foi um mau começo.

* * * * *

Aria foi capaz de assimilar rapidamente os ensinamentos de Sarah. Ela já os tinha visto centenas ou milhares de vezes através de várias pessoas no passado, então não teve problemas para aprendê-los. Em certo ponto, ela até tentou imitar secretamente os gestos de Mielle, então teria sido ainda mais estranho se ela não tivesse sido capaz de aprender algo que tinha visto e ouvido milhares de vezes.

No entanto, essa verdade era conhecida apenas por ela mesma, então parecia que ela era uma garota que estava aprendendo tudo em muito pouco tempo.

Sentando-se graciosamente, como uma borboleta, Sarah deu a Aria uma salva de palmas implacável. Se ela pudesse, ela gostaria de cumprimentá-la imediatamente.

“Se você continuar a progredir nesse ritmo, acho que poderá aprender todos os preceitos básicos de etiqueta até o final do ano.”

“Isso é demais, professora.”

Aria tinha começado a chamar Sarah de professora. Embora Aria não precisasse chamá-la assim, já que Sarah era de um status inferior e não tinha experiência de ensino, Aria, escondendo seus pensamentos mais íntimos, exclamou que chamaria de professora porque estava sendo ensinada por Sarah.

Sua personalidade afável e gentil foi capaz de conquistar rapidamente o coração de Sarah. Na verdade, embora ela não trabalhasse muito, ela foi capaz de aprender a etiqueta que Sarah lhe ensinou perfeitamente na aula seguinte, e isso fez Sarah pensar em Aria como uma trabalhadora.

‘Pobre Srta. Aria.’

Para ser honesta, os rumores que circulavam por Aria não eram tão bons. Antes de conhecer Aria, ela também ouviu os rumores e pensou levianamente que os rumores poderiam ser verdade. Mas agora, ela se sentia envergonhada por pensar assim.

Os rumores ruins eram todos baseados no fato de que ela era filha de uma prostituta. Sarah começou a pensar que queria pelo menos ajudar Aria a começar de novo primeiro.

Embora Aria não tivesse habilidades sociais e não se destacasse em comparação com as outras senhoras aristocráticas, Sarah queria fazer tudo o que pudesse para ajudar porque os rumores eram muito assustadores e atormentadores para uma garota.

“Senhorita, já que você aprendeu todos os preceitos básicos de etiqueta, por que não tenta participar de uma festa do chá?”

“Festa do chá?”

“Sim, é uma oportunidade de expandir seus relacionamentos e interagir com outras pessoas enquanto aprende coisas novas ao mesmo tempo.”


Tradução: Sa-chan

Revisão: Sa-chan

Obrigada pela leitura. ^-^

Rolar para o topo