Capítulo 40: Imperador (2)

O Vilão Quer Viver

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

Nota do tradutor: Agora tem o revisor botando nota, para diferenciar ele de mim. Ele vai botar seu nome no começo da nota que é “Eu, Seu Pai”.

 

#26#

 

“Prazer em conhecê-los.”

O público ficou em silêncio.

“Meu nome é Deculein, o Professor Chefe da Torre da Universidade Imperial e um mago classificado como Monarca.”

Como sempre, comecei minhas palestras com uma introdução.

“Minha palestra vai durar exatamente duas horas, durante as quais irei discutir seu principal ponto focal: o teste de magia elementar puro que foi leiloado na semana passada.”

Já havia preparado o conteúdo e o fluxo da palestra há uma semana. O problema era que havia uma boa chance de que a palestra não fosse do meu jeito.

Assim que comecei…

Kekeke-

A risada da presidente me irritou.

“Primeiro, deixe-me dar uma breve descrição dos ‘elementos puros’ antes de examinarmos as perguntas.”

Eu estava planejando realizar a palestra na forma de explicações de problemas, mas primeiro esbocei o que disse em minha aula anterior na torre.

Dei um breve resumo usando elementos puros como [Fogo chamuscado], [Nuvem de tempestade] e [Vontade do fogo-fátuo].

“… No entanto, esses ‘elementos puros’ não têm propósito. Eles só ganham afiliação mágica conforme o objetivo do mago que implementa o elemento. Você tem que estar ciente disso.”

A maioria das pessoas teria seus cérebros torcendo ao pensar sobre ‘elementos puros’ e ‘afiliação mágica’ juntos.

Simplificando, era como desenhar duas imagens com as duas mãos simultaneamente. Desenhar um de cada vez era muito mais eficiente.

“Deixaremos de lado os números 1 a 5 por enquanto e dar uma olhada na pergunta número 6 primeiro.”

O problema mencionado surgiu no ar.

Ele incorporou a magia [Nevoeiro Frio Amargo] em que três elementos puros foram combinados em perfeita harmonia.

Mas, o cerne da minha palestra foram os números 7 e 8, então eu apenas expliquei os pontos principais adequadamente e segui em frente.

Ou pelo menos tentei.

“Tenho uma pergunta!”

Alguém levantou a mão. Como eu esperava, era a presidente.

“Pergunta! Pergunta!”

Ela deu um pulo e gritou como um rouxinol[1]É um pequeno pássaro anteriormente classificado como um membro da família Turdidae, imagem no rodapé , tornando-a impossível de ser ignorada. Parei por um momento e olhei para ela.

“Vá em frente.”

“Sim! O Professor Chefe enfatizou a distinção entre ‘elementos puros’ e afiliação mágica!”

O presidente irradiou mana e desenhou um círculo mágico no ar.

“O que devemos fazer se quisermos associar a magia do número 6 com a melhor magia destrutiva compatível com ela?”

Olhei para o presidente por um momento usando [Entendimento]. Três segundos foram suficientes.

Adicionei um circuito central à sua magia: uma linha reta composta de 28 golpes para formar [Explosão].

“Isso vai congelar e ferir o inimigo ao mesmo tempo.”

“… Oh? Ah… entendo. Isso mesmo. Oh… obrigada.”

A presidente piscou enquanto ela recolhia seu mana e se sentava. “Agora, vamos dar uma olhada na pergunta número 7.”

Fiz a pergunta número 7 que pairava no ar.

[Estrela Artificial] mobilizou elementos de água, vento, terra e fogo. Enquanto eu estava explicando, o presidente levantou-se novamente.

“Professor! Tenho uma pergunta!”

“…”

“Como você disse, existem dois circuitos principais no número 7. No entanto, tantos circuitos principais ou mais distorcem a própria magia?! Penso…”

O presidente lançou a mana e desenhou a pergunta número 7.

[Estrela Artificial] tinha o maior número de combinações mágicas, mas sua versão assumiu uma forma diferente da minha pergunta.

“Seria mais fácil configurar apenas um circuito principal assim. Por que arriscar configurar dois circuitos principais e perder a magia?!” A presidente perguntou, talvez já sabendo a resposta. Olhei vagamente para ela por um momento enquanto ela sorria.

Eu concordei.

“Esta é uma boa pergunta.”

Desenhei uma cópia da magia do presidente.

“Mas uma [Estrela Artificial] como a sua, que tem apenas um circuito central, causará um consumo extremo de mana.”

A presidente respondeu como se estivesse esperando.

“Mas não gastaríamos mais mana se usarmos dois circuitos principais?! Isso é um conhecimento básico e comum! Por que você prefere usar dois se pode usar um? Isso não é um desperdício?!”

As expressões dos outros magos me disseram que eles concordavam com ela. Afinal, essas foram as palavras do presidente.

Refutei seu argumento de maneira calma e ordeira.

“Sim, isso geralmente é verdade, mas não incondicionalmente. Depende da característica da magia. Os circuitos principais de [Estrela Artificial] não são apenas para o mana do usuário, mas também para cuidar de sua energia.”

A expressão do presidente endureceu ligeiramente.

“A [Estrela Artificial] no número 7 tem propriedades especiais. Um dos dois circuitos principais concentra-se na ‘circulação’ e o outro na ‘coesão’. Por meio deles, seus quatro elementos puros irão circular e se manter coesos na magia e liberar energia por si mesmos, permitindo que o lançador a segure por mais tempo usando menos mana.”

Após uma breve pausa, continuei.

“Nesse sentido, a técnica que a presidente mostrou não é uma estrela. Não difere de um pedaço de mana destinado a esvaziar o lançador.”

“…”

A presidente manteve a boca fechada. Já havia uma sombra em seu rosto sorridente[2]Toma, devia ter ficado calada.

“Mas…”

Olhei para o relógio. O tempo marcado foi de 120 minutos, e já se passaram 110 minutos.

“Gastei muito tempo respondendo perguntas. Não farei mais nenhuma explicação sobre a questão número 8.”

“…”

Todos olharam para a presidente, que então fez beicinho sem dizer nada.

“Responderei a mais algumas perguntas e encerrar.”

Naquele momento, em algum lugar da sala, uma voz fria soou.

“Você mesmo pensou na pergunta número 8?”

Era uma suspeita flagrante. Franzindo a testa, olhei para onde estava vindo e encontrei um bruxo de manto olhando para mim.

“Apresente-se, por favor.”

“… Sou Louina.”

Seu nome parecia familiar.

Acreditei que soubesse quem ela era.

“Por favor, seja mais específico com sua pergunta.”

“É como eu disse. A pergunta número 8 foi realmente ideia sua? Você realmente escreveu isso sozinho? Estou curiosa sobre isso.”

Louina era uma maga que dava missões que se opunham a Deculein. Eu não tinha certeza, mas ele poderia ter a banido da torre e expulsá-la para o Reino.

Ela era uma personagem nomeada transbordando de ódio por ele.

“… Huh? De jeito nenhum! Você está dizendo que outra pessoa escreveu as perguntas do teste para o Professor Deculein?! Um Escritor Fantasma?!” O presidente deu um pulo e gritou. Murmúrios logo encheram a sala de aula.

Louina riu enquanto a presidente continuava falando.

“Não tem jeito! O professor Deculein não é assim!”

Teria sido melhor se ela apenas mantivesse a boca fechada.

“…”

Os magos não disseram nada, mas seus olhos me disseram o que eles estavam pensando. Alguns pareciam suspeitar de mim, alguns pareciam simpatizar comigo e o resto parecia apenas curioso.

Fiquei parado e ponderei sobre isso. Uma boa ideia veio à mente em breve.

“Professor Deculein?”

Balancei minha cabeça e ri baixinho das palavras da presidente.

“É comum ser inspirado por coisas que não são suas.”

Os sons de suspiros ecoaram.

“… Contudo.”

Emiti mana, cujas linhas desenhavam uma técnica no ar.

“Isso é inteiramente meu.”

Lembrei-me de uma paisagem de olhos fechados e transformei-a em técnica, arranjando os elementos puros corretos para retratá-la como se estivesse pintando em uma tela.

Assim, o design mágico que imaginei emanou do ar usando mana como meio.

[Entendimento] permitiu-me reproduzir o que aprendi e decifrar antes de usar muita mana.

Eu consumi mais de 50 mil escrevendo o número 8, mas agora, 3 mil eram suficientes para relembrar a mesma magia.

Os magos no auditório olharam para a imagem elaboradamente desenhada que exibia onze feitiços perfeitamente conectados e entrelaçados uns com os outros.

“Porque eu fiz na hora, a resposta para esta equação é completamente diferente do número 8. Considere encontrar a resposta como seu dever de casa.”

Então olhei para Louina. “Isso responde à sua pergunta, Professora Louina[3]Eu, Seu Pai: Mostrou quem manda nessa porra?”

Não, olhei para onde Louina estava, mas ela não estava em lugar nenhum.

Eu sorri… então zombei.

“Encerrarei aqui minha palestra.”

De pé junto à mesa, organizei meus materiais, arrumei minhas roupas e olhei para a presidente.

Ela parecia amarga por algum motivo.

Em pouco tempo, alguns jovens magos no banco da frente se aproximaram de mim. Era incomum as pessoas pedirem um autógrafo de um mago.

#02#

#sistema-roxo#

[Missão de evento concluída]

◆ Mana +30

#sistema-fim#

Após minha palestra, voltei para minha mansão, onde encontrei outro carro estacionado no estacionamento.

Era de Yeriel.

Quando entrei no prédio principal, Yeriel estava comendo na sala de jantar, o que não foi nenhuma surpresa. Enquanto cortava seu bife, ela fez uma pergunta.

“Ouvi dizer que você deu uma palestra na ilha flutuante?”

“…”

Eu concordei.

“Bem, o que aconteceu? Os magos devem estar em um nível diferente dos garotos da torre.”

“Não há nada com que se preocupar.”

“Oh, vamos lá. Você sempre diz isso. Você quer que eu fique preocupada? Infelizmente, não estou.”

Quando me sentei na frente dela, meus assistentes correram para preparar a comida.

Yeriel parecia perturbada pelo fato de que agora estávamos compartilhando a mesma mesa, mas ela rapidamente recuperou a compostura. “… Ouvi dizer que você ganhou 40 milhões de Elnes.”

“Isso mesmo. Avise-me se precisar de suporte financeiro. Com certeza vou te emprestar um pouco.”

“Então… Huh? Esperar! Emprestar? Emprestar?!”

“Sim.”

“O que você quer dizer com emprestar?! Dê-me a metade!”

Cortei minha carne sem dizer uma palavra.

Como sempre, o nível da culinária aqui foi absolutamente perfeito.

Bem, os ingredientes que meu Chef usava eram de primeira qualidade, e seu salário também era muito generoso em comparação com outras mansões.

“Apenas me dê 10 milhões de Elnes… Além disso, aqui. Os estreantes na torre querem ter seu MT[4]Mestrado em Hadekain?”

Yeriel tirou um documento da bolsa.

[Programa MT do Departamento de Magia da Universidade Imperial]

“… Hadekain.”

A capital das terras dos Yukline. Eu também planejava visitá-la algum dia.

Ele tinha uma torre de feiticeiro local e uma Ordem dos Cavaleiros local. Além disso, não apenas seu clima era perfeito, mas também estava situado bem próximo ao sistema.

Foi modelado após LA[5]Las Vegas nos estados e foi um dos melhores lugares para se viver.

“O que você acha, Yeriel?”

“Bem, estou bem com isso. Nem todos os estreantes ficarão na torre da universidade por milhares de anos de qualquer maneira, e podem se juntar à nossa torre se gostarem da cidade.” Ela estava olhando para mim enquanto dizia essas palavras com orgulho.

Eu concordei. “OK.”

“Bom ~”

Yeriel devolveu o documento em sua bolsa e pegou a faca novamente.

Observando Yeriel de perto, falei. “Ao usar uma faca—”

“Ah, eu não vou comer aqui.”

Foi quase uma resposta instintiva. Yeriel correu para seu quarto com seu prato e eu fui para a biblioteca após terminar minha refeição.

“…”

Assim que me sentei na minha mesa, tirei o certificado de patrocínio da torre, cujo assunto era…

[Epherene Luna].

O teste desta vez foi meu trabalho original, mas o pai de Epherene definitivamente me deu a inspiração para ele. ‘Desenhar com elementos.’ Essa ideia era inteiramente dele.

Portanto, era justo que uma fração dos 40 milhões de Elnes que ganhei com isso fosse usada para patrocinar Epherene e a família Luna.

“Luna de Juhalle.”

Conforme as informações que tive sobre a família ‘Luna’, eles tiveram uma história trágica.

Sua família ainda estava sobrevivendo, mas sua velha mansão tinha sido leiloada há treze anos, e agora apenas Epherene e seus avós eram seus membros.

Também escrevi uma carta para sua família com 100.000 Elnes.

#02#

… Minha roupa hoje era azul-escuro. Minha bengala, é claro, ajustou perfeitamente sua cor de acordo.

“Você está pronto?” Yeriel perguntou.

Olhando para ela, eu estendi minha mão para ela, assustando-a e fazendo-a dar um passo para trás.

“O quê!? Porquê?”

“Fique parada.”

“… Ahh!”

Quando minha mão se aproximou, ela fechou os olhos com força.

Em seguida, me livrei das rugas em seu colarinho e mangas. Por precaução, também retirei a poeira de suas roupas com psicocinese.

Agora toda arrumada, ela expressou sua insatisfação. “… Essa é uma doença real.”

“Me siga.”

Fui para fora.

Roy estava esperando no estacionamento, vestindo um ajuste de roupa perfeito para o céu azul-claro do verão. Logo, entrei no carro com Yeriel.

A entronização ocorreria hoje na ‘Praça Jifrein’ no sistema.

“Yeriel, pegue isso.” Entreguei o documento lacrado para ela.

Ela franziu o cenho. “O que é isso de novo?”

“Esta é a minha predição obtida da inclinação do próximo imperador.”

Foi um documento que resumiu os eventos importantes que eu conhecia, incluindo quais poderíamos nos beneficiar e como poderíamos diminuir a dificuldade das missões. “Huh. Você é um profeta?”

“Apenas pegue isso.”

“Uau.” Balançando a cabeça como se achasse isso patético, ela pegou o documento. “Chega de jogos mentais.”

As profecias eram apenas engraçadas no início.

“Meu senhor, não acredito que conseguiremos ir mais longe do que isso.”

Uma multidão grosseira bloqueava a estrada.

Saímos do carro.

“A família Yukline, por aqui.”

Um cavaleiro imperial parado ao redor da área nos guiou para uma passagem separada. Ao fazê-lo, vi a praça onde logo ocorreria a entronização.

Um tapete longo e largo estava no meio dela, levando a um altar-mor. A multidão ficou em seus flancos, certificando-se de deixar o tapete vazio e desbloqueado. No topo da plataforma, o trono do imperador aguardava seu próximo dono.

“É isso.” Os assentos para a Família Yukline ficavam próximos ao trono.

Não muito longe estavam alguns membros da realeza, incluindo Maho, Ihelm, Glitheon, Sylvia, Essecil, Betan, Ragan, etc. Muitos personagens nomeados também puderam ser vistos.

Olhei para um deles em particular.

Julie.

Sentindo meu olhar, ela o aceitou com uma reverência. Ela parecia muito cansada, os círculos escuros ao redor de seus olhos eram muito profundos.

Eu queria me aproximar dela, mas não podia trocar cumprimentos com ninguém imprudentemente.

Dooong—!

Tambores soaram, seguidos de trombetas e música tradicional, que marcou o início da entronização do imperador.

Não muito longe, uma carruagem imperial apareceu, e os aplausos dos cidadãos sacudiram céus e terra.

Ele parou diante do grande e elegante tapete, sinalizando para que os gritos e a música também diminuíssem lentamente.

A porta da carruagem se abriu por dentro, e pernas bem esticadas tocaram o chão não muito tempo depois.

Sophien Aekater Augus de Jaegus Gifrein.

Ela tinha olhos languidamente fundos, cabelos longos e ruivos flamejantes e as feições marcantes do imperador anterior. Ela se tornaria a nova governante do império.

Sophien caminhou majestosamente na estrada do imperador, com cada um de seus passos ordenando às pessoas na praça que se ajoelhassem e curvassem a cabeça.

Em pouco tempo, Sophien subiu na plataforma.

Lentamente, ela se aproximou de seu trono. Ao lado dela estava a imperatriz do falecido imperador, sua mãe, esperando por sua ascensão.

Quando Sophien se ajoelhou em frente ao trono, a imperatriz conteve as lágrimas e colocou uma coroa de ouro na cabeça de Sophien.

Dooong—!

Dooong—!

Dooong—!

Os tambores tocaram um após o outro.

Agora sentada em seu trono, Sophien se tornou a imperadora.

Ignorando todo o seu povo e agora carregando o título mais nobre que já existiu, Sophien olhou para o mundo. Ela parecia cansada por algum motivo.

Olhei para a imperadora.

Eu sabia a razão de seu cansaço. Afinal, eu conhecia suas origens, sua vida. Ela era-

A imperadora desviou o olhar para mim e, no momento em que nossos olhos se encontraram, baixei a cabeça imediatamente.

No entanto, eu ainda podia senti-la me olhando.

Notas

Notas
1 É um pequeno pássaro anteriormente classificado como um membro da família Turdidae, imagem no rodapé — Rouxinol-6.png (1221×875) (culturamix.com)
2 Toma, devia ter ficado calada
3 Eu, Seu Pai: Mostrou quem manda nessa porra
4 Mestrado
5 Las Vegas

Aviso do Tradutor:

Croollly

Rolar para o topo