Capítulo 49: Seleção (2)

O Vilão Quer Viver

Não carregou? Ative seu JavaScript
Atualizar

“Eu também te dei a chance de se opor. É sua culpa por não prestar atenção.” Disse Deculein, sua voz ainda fria como um cadáver.

“…” Julie baixou a cabeça silenciosamente.

Os cavaleiros seniores estavam olhando para eles. Todos os tipos de emoções iam e vinham em sua mente.

No entanto, ainda era muito cedo para desistir.

“… Você tem razão. É minha culpa.” Ela murmurou.

Após colocar a flor-de-gelo em uma superfície de estrada adequada, ela concentrou mana em sua mão.

Boom-!

Ela sofreu um ferimento, fazendo com que ela sentisse uma dor absurda. A liberação imediata de mana ainda parecia demais para ela.

Mas ela não ligou.

Julie cerrou os dentes e ergueu-o, condensando-o como uma esfera na palma da mão, depois o jogou.

Whoosh

Seu poder mágico foi levado pelo vento e envolveu a cabana. O calor da lareira desapareceu em um instante, e todo o lugar congelou.

“Agora, deve funcionar.” Julie lançou a Deculein um olhar digno. Ele pareceu um pouco surpreso, mas balançou a cabeça.

“Você cometeu um erro. Olhe para a flor.”

Julie obedeceu, voltando sua atenção para a superfície da estrada.

“… Oh.”

Havia cicatrizes em suas pétalas.

As rachaduras eram claras mesmo à primeira vista.

“Eles também são afetados pela mana.”

“… Huh.” Julie forçou uma risada enquanto segurava a flor quebrada na mão.

Ela fechou os olhos e abaixou a cabeça.

Acima da lareira, o relógio congelado não se moveu, mas seus ponteiros já estavam perto das 7 horas.

Deculein declarou.

“Você está eliminada, Julie.”

#02#

Julie ficou na cabana por um tempo, pois sua temperatura corporal estava tão baixa que ela teve problemas para sair imediatamente. Depois de terminar uma refeição, ela dormiu profundamente e os cavaleiros se reuniram na sala de estar.

“Isso não é justo”, queixou-se Syrio.

Eu estava mais preocupado com a mana de Julie do que com qualquer outra coisa.

“…”

Hoje foi a primeira vez que o vi.

Por meio da [Visão], percebi sua falha, uma restrição desconhecida.

[Status: Dano Mágico]

A mana de Julie estava aleijada.

Dano mágico significava que o suprimento de mana tinha defeitos, o que não era comum.

Seria semelhante a uma maldição ou um ferimento quase mutilado.

No jogo, Julie chegou ao topo da cavalaria com esse tipo de anormalidade ou ela chegou no topo ao superá-lo?

Eu não tinha certeza.

“… Só que a dificuldade do julgamento de Julie era grande demais. Flores-de-gelo e lareiras… Eu nem percebi no começo.” Syrio continuou gemendo. Gwen e Raphael também estavam olhando para mim, todos expressando sua raiva.

Os cavaleiros pareciam insatisfeitos com o processo injusto.

Um pensamento repentino passou pela minha mente.

Eles tinham uma conexão com Deculein e Julie.

Em caso afirmativo, eles sabiam o motivo desse ‘Dano Mágico’?

“… Um dia, Julie foi ferida,” eu disse essas palavras em um tom sutil como conversa interna. Foi um truque tentar testar as águas.

No entanto, a atmosfera interna havia mudado.

“Ferido? Isso foi por sua causa. Quando estávamos em uma missão de escolta no passado… Oh, talvez…?”

Os olhos de Syrio se arregalaram quando ele olhou para mim. Raphael deu um tapinha no queixo e ficou perdido em pensamentos.

“Ainda há efeitos daquela época?”

Gwen franziu a testa. “Quando ela empunhou sua espada, ela parecia estar bem… O que você acha, Raphael?”

“Ela parecia limitar conscientemente o uso de sua magia. Ela fez uso total de sua espada, mas nunca liberou instantaneamente muito mana.” Raphael disse, então após uma breve pausa, continuou orgulhoso. “Não haveria outra maneira de lutar contra minha espada pesada.”

Syrio acenou com a cabeça como se entendesse.

“Bem… Se ela ainda está sofrendo disso, então é um problema. Ela pode obter desaprovação por estar ao lado de Sua Majestade. Especialmente dos eunucos, famosos por sua polaridade.”

Eles falavam de um passado que eu não conhecia. Todas essas informações eram anteriores ao início do jogo.

“Você tem certeza, entretanto? Como você sabia disso..… Oh, bem. Claro, você sabe. Afinal, você a ama muito.” Syrio sorriu astutamente.

Gwen me fuzilou com o olhar bruscamente. “O suficiente. Mesmo se for o caso, não é assim que você deve tratar as pessoas. Esse tipo de comportamento não é nada legal. Mesmo se ela estiver ferida, ela pode ensinar a Sua Majestade o suficiente. Você a está superprotegendo.”

“Gwen.”

Chamei seu nome.

“O quê?”

“Você quer ser eliminado também?”

“…”

Gwen calou a boca e me concentrei em meu trabalho como oficial de seleção.

“Todos, voltem para seus quartos. A segunda tentativa começará depois que a primeira a ser eliminada sair.”

#02#

3 Horas da Tarde.

Fora do mundo escuro, Julie permaneceu de pé.

Ela olhou para o céu, o inverno em seus olhos aparentemente rasgando sua alma.

“Anime-se, senhora!”

“Você tem estado sob muito estresse esses dias, então, por favor, mostre o quanto quiser e volte!”

Os aplausos de seus subordinados vieram à mente. Ela estava determinada a passar por eles, mas suas tentativas resultaram em fracasso.

No entanto, ela não podia culpar ninguém. Ela não conseguia nem sentir ressentimento.

Julie aceitou humildemente sua derrota.

Quando ela estava indo para casa, ela ouviu alguém se aproximar dela.

… Deculein.

Ele estava olhando para ela à distância.

“Julie.”

“Sim.”

Ele fechou a distância entre eles lentamente, a neve ficando esmagada sob seus pés.

Três passos longe dela, ele parou. Ele pensou por um momento como se estivesse escolhendo suas palavras.

“Peço desculpas pelo que aconteceu hoje.”

“Não faça isso.” Julie balançou a cabeça. “Como você disse, a culpa foi minha. Eu entendo. Foi um teste em si.”

“…”

Deculein não disse nada. Ele não conseguia entendê-la dizendo ser culpa dela.

Julie falou com sinceridade.

“Flores-de-gelo e a lareira. Foi muito inteligente. Eu deveria ter verificado quando recebi a tarefa.”

Deculein deixou escapar um pequeno suspiro.

– Inteligente, uma ova. Ela é uma pessoa tão tola e honesta. 

“… Antes de deixá-la ir, há uma coisa que eu quero te perguntar.”

“É como oficial de seleção?”

Ele balançou sua cabeça.

“Nâo.”

“Tudo bem. Fale.”

Seria como Kim Woojin, não Deculein. Não, como Kim Woojin, que abrigava os sentimentos de Deculein.

#02#

Deculein se lembrou da primeira vez que conheceu Julie.

Naquele dia, ela falou furiosamente sobre uma ‘promessa’, mas ele nem perguntou o que era.

“Houve uma promessa que quebrei outro dia.”

Ela olhou para ele sem dizer uma palavra. Ele continuou falando indiferente.

“Diga-me essa promessa de novo.”

Suas sobrancelhas se contraíram, e ele apenas deu um leve sorriso.

“Eu só quero ouvir de você novamente.”

Ouvi-lo dizer isso a fez pensar que ele era astuto.

Em algum momento, ele se tornou uma pessoa misteriosa.

“… Já se passou meio ano. Naquela época, recebi uma carta de um membro da família ‘Luna’, a mãe do feiticeiro que tirou a própria vida sob seu comando.”

“Qual era o conteúdo da carta?”

“Eu já mostrei para você. Ele falou sobre… as más ações que você cometeu no passado. Pedi uma explicação e você permaneceu em silêncio.”

Naquela época, Julie mostrou a carta para Deculein, mas ele a fulminou com o olhar e queimou a carta.

“Você disse ser algo que eu não precisava saber.”

“Eu vejo.”

Deculein agiu como se nunca tivesse acontecido antes.

Novamente, esse foi um comportamento incompreensível.

“Por que você está me perguntando sobre isso agora?”

“…” Ele olhou para Julie. Um sorriso amargo apareceu em seus lábios. “Porque foi minha culpa.”

“… O quê?”

Surpresa, seus olhos se arregalaram.

Deculein repetiu suas palavras.

“Naquela época, foi minha… culpa do Deculein.”

“…”

“No entanto, a pesquisa ainda está em andamento. Ele o desenhou, mas sou eu quem inicia a sua construção. Agora estou preenchendo as lacunas sozinho. Naturalmente, como este é um estudo que começamos juntos, vou chamá-lo de meu co-autor.”

Deculein olhou para o horizonte.

O sol estava nascendo lentamente. A natureza dos espaços mágicos era tão estranha.

“Se eu lucrar com isso, vou compartilhá-lo com sua família e ajudá-los a reconquistar sua honra. No dia da publicação, também pedirei desculpas a ele.”

Seu rosto estava encharcado de luz do dia. Como gelo ao sol da primavera, ele estava frio, mas quente.

Ela respondeu calmamente. “… Por que você não disse isso então?”

Então, Deculein voltou os olhos para Julie. Ela não evitou seu olhar direto.

“Eu não sei. Talvez porque não mudaria nada, mesmo se eu tivesse dito isso.”

“O quê?”

“Naquela época, você só estava procurando motivos para me odiar.”

Assim como Deculein amava Julie, pode ter sido o destino que Julie odiasse Deculein.

Isso foi o que ele pensou.

“Eu entendo. Não importa o que você sinta por mim, não podemos controlar nossos sentimentos.”

“… Não.”

No entanto, Julie tinha uma opinião diferente.

Ela balançou a cabeça com firmeza.

“Eu gostava de você.”

Os olhos inexpressivos de Deculein se arregalaram. Com sua mudança surpreendente, Julie corou.

“Não, isso é… o que quero dizer…”

A relação entre Julie e Deculein foi há pelo menos 16 anos atrás. Deculein ainda não era o chefe da Yukline na época, e Julie era apenas uma criança sonhando em se tornar uma cavaleira.

Apesar das muitas decepções e humilhações que experimentou, o motivo pelo qual decidiu confiar na pessoa chamada Deculein estava, na verdade, no coração de Julie.

“Naquela época-“

“Vamos enterrar isso.” Deculein balançou a cabeça e interrompeu as palavras de Julie.

“Porque eu não sou quem eu era naquela época.”

Julie, que havia mexido os lábios, logo acenou com a cabeça timidamente. Conhecendo a vontade de Deculein, ela retirou as palavras de sua boca.

Olhando para ela assim, ele disse. “Julie.”

“Sim?”

“De agora em diante, tentarei não te amar.” Os olhos e a boca de Julie se arregalaram. Deculein sorriu brilhantemente com sua reação pura, quebrando sua frieza. Ele, que sempre fora um nobre solene, transformou-se em um menino em um instante.

Ainda com seu sorriso, ele continuou.

“Parece que você está se sentindo desconfortável, então ficarei mais longe daqui. Então, algum dia, conseguiremos seguir nossos caminhos separados.”

“…”

Ele finalmente disse a Julie o que sentia por ela.

“Farei isso por você.” Quando ele terminou de falar, ele se virou. “Você trabalhou duro hoje. Por favor, tome cuidado no seu caminho para casa.”

Julie viu suas costas recuarem cada vez mais. O sol então nasceu no meio do céu, iluminando o mundo de forma calorosa.

Logo, um pequeno sorriso parecido com a luz do sol se espalhou por seus lábios.

“… Você é sério.” Hoje, ela percebeu isso novamente.

Ele estava tentando mudar. Ela percebeu seus esforços para fazer isso. Talvez ela já soubesse, mas apenas se recusou a admitir.

“Como uma cavaleira, vou refletir sobre mim mesma.”

Sentindo uma parte de seu coração esquentando, Julie se virou, caminhando na direção oposta à dele.

‘Tentarei não te amar…’

Suas palavras ecoaram em seus ouvidos.

Ele alegou que mudaria por ela, dizendo que iria parar de amá-la por ela.

‘Foi Definitivamente feito para mim.’

“…”

Ela parou abruptamente e olhou para trás, mas ele já estava longe de ser visto.

Assentindo, ela voltou a seguir seu próprio caminho.

A neve parecia envolver suas pernas, mas a luz do sol logo derreteu todas elas que se agarraram a seu corpo como lama.

Julie se afastou de Deculein.

Ao mesmo tempo, ela reconheceu seus sentimentos por ele.

#02#

… Concluí com sucesso o processo de seleção.

Após três dias de exames, mais três cavaleiros foram eliminados, deixando Rafael para ser selecionado.

Graças a ele, passei três dias nisso, mas não significa que não ganhei nada com isso.

Usando [Visão], observei os melhores cavaleiros do continente, lembrando-me de como eles se moviam por [Entendimento]. Foi uma experiência difícil de conseguir, mesmo com um milhão de dólares.

Assim que voltei ao meu escritório na Torre da Universidade, compilei um resumo de suas ações. Combinando-os, eles seriam úteis quando combinados com o meu [Homem de Ferro].

“Hmm.” Enquanto colocava este ‘registro’ na gaveta da escrivaninha do meu escritório, notei um bloco de notas. Eu tirei.

[ ─ ]

Era o caderno sem título e aparentemente vazio que trouxe do quarto de Deculein em Hadekain. As informações detalhadas que continha permaneceram ocultas, mas estava claro que era um artefato mágico.

O uso desses artefatos mágicos geralmente era simples. Eu apenas tive que infundi-lo com mana.

“…”

No momento em que coloquei minha mão sobre ele, no entanto…

TOC, Toc-

Coloquei o caderno de volta na gaveta e abri a porta com minha psicocinese.

“Parabéns!” Allen, usando um chapéu de cone, segurava um bolo nas mãos. Ele sorriu abertamente. “Professor, parabéns por ser selecionado como o Educador de Magia!”

Parecia que a Família Imperial já havia feito um anúncio.

Eu concordei.

“Você tem a lista?”

“Aqui!”

Allen estendeu um documento como se estivesse esperando por este momento.

Assim que olhei para ele, fiz uma careta.

[Lista de Educadores de Magia do Palácio Imperial: Deculein deGrahan Yukline, Louina de Schlott McQueen.]

Havia dois Educadores de Magia, mas essa não era a pior parte, considerando que eu iria encontrar Louina algum dia de qualquer maneira.

Não, a pior parte foi a próxima página que me fez sentir como se tivesse sido apunhalada pelas costas.

[Lista de Educadores da Cavalaria do Palácio Imperial: Syrio Renya Sigrun, Raphael Kent, Julie de Deya-Freyden, Gwen Whipsy]

“O quê?” A Imperatriz selecionou todos os quatro como Educadores da Cavalaria.

Ela escreveu o motivo nas costas também.

– Quero aprender o estilo de espada rápida de Syrio, a espada explosiva de Raphael, as técnicas avançadas de florete de Gwen e a unidade de elemento e espada de Julie.

Além disso, naquele momento…

#sistema-roxo#

[Missão do Palácio Imperial: Espelho do Diabo]

◆ Moeda da loja + 10

◆ ???

#sistema-fim#

Uma enorme missão que rendeu 10 moedas em dinheiro da loja apareceu.

“… Pah-pa-pah! Pa-ra-pah-pah! Pah-pah!”

Sem ler o clima, Allen explodiu em uma fanfarra, a primeira vez que teve uma.

“Saia.”

“Oh, tudo bem!”

Acenei, e Allen, lendo o clima, saiu direto.

“…”

Olhei para a lista e pensei sobre isso.

No entanto, nada mudaria se tudo que eu fizesse fosse refletir sobre isso atrás da minha mesa. Tudo isso foi a vontade da Imperatriz.

“Droga…”

Sentei em uma cadeira e escovei meu cabelo.

TOC, Toc-

Eu estava prestes a sair, então me aproximei da porta e abri desta vez.

Sylvia olhou para mim com um enorme pergaminho nos braços.

“Professor. Tenho uma pergunta.”

“Pergunta?”

“Sim. Na última aula, você disse que esse projeto seria difícil e nos disse para procurar você com qualquer dúvida.”

“Isso é verdade, mas você está sozinha?”

“Sim.”

“Venha com seus companheiros de equipe.”

Fechei a porta.

TOC, Toc-

Sylvia bateu novamente. Como não abri a porta, só ouvi a voz dela.

“Meus companheiros não são úteis.”

“Os projetos em grupo não devem ser feitos sozinhos.”

“…”

Só então ouvi seus passos se afastando.

Mas depois de um momento, ouvi uma batida novamente.

“Eu definitivamente…”

Abri a porta e, desta vez, encontrei os outros quatro com ela. Era como se eles estivessem juntos o tempo todo.

Sylvia deixou os quatro para que só ela me fizesse perguntas?

“Estamos todos aqui agora.

“… OK. Entre.”

Guiei os calouros até a mesa do escritório. Assim que Epherene se sentou, ela exibiu um sorriso sinistro.

#02#

“Decidimos fazer o projeto do grupo assim. Então.”

Sylvia largou o pergaminho. Deculein acenou com a cabeça e desdobrou-o.

Ele disse a eles para virem a qualquer momento, mas ele não acreditava que eles viriam realmente… neste momento…

‘Hehe.’ … Epherene riu por dentro.

A fórmula do desastre mágico escrita no pergaminho não estava completa.

Ela escreveu a parte errada de propósito, sem o conhecimento de Sylvia. Foi uma armadilha muito inteligente que ela ponderou por dois dias e duas noites.

Consequentemente, seria difícil até mesmo para ele descobrir apenas olhando para ele.

Porquê?

Isso porque era uma armadilha com ‘catalisador’ escrito nele.

“Que parte fizemos de errado?”

Epherene perguntou a Deculein com cautela, fingindo estar com medo. Ela ficou tensa e lambeu os lábios.

Ele silenciosamente olhou para o pergaminho.

Aviso do Tradutor:

Croollly

Rolar para o topo