Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 273 – Um Encanto Poderoso

Tradutor: Cybinho

“E aí está! Uma especialista nas Artes Fulminantes! Mas será que ser uma estudiosa é suficiente para levar à vitória final?” O locutor gritou enquanto outro vencedor levantava o punho para os aplausos da multidão.

Bi De teve que admitir que ele podia ver de onde vinham os cultivadores com toda essa coisa do torneio. Ele sabia que Tigu gostava disso, pelo menos quando ela estava lutando, ou nas festas depois, mas não gostava especialmente da parte de assistir. Mas, para surpresa de Bi De, ele estava achando divertido assistir.

Com Yushang ele analisava os pontos fortes e fracos dos combatentes, imaginando o que ele teria feito contra o mesmo adversário… e ganhando dinheiro com apostas.

Yushang estava fazendo beicinho enquanto Bi De olhava. Ele estendeu a mão e outra moeda de prata tilintou nela – ela havia passado rapidamente de trinta pratas como aposta para uma única moeda.

“Três trocas”, Yushang apostou esperançosamente, olhando para Bi De enquanto o próximo set avançava.

Bi De os estudou atentamente. “Quatro”, ele respondeu.

Yushang caiu e Bi De recostou-se em sua cadeira com um sorriso no rosto, absorvendo a atmosfera.

Os aplausos da multidão, testando a força contra um adversário digno, o Qi no ar e, claro, a promessa de um prêmio no final. Foi uma ótima maneira de passar o tempo; ele deveria realmente organizar um torneio entre os discípulos de Fa Ram. Talvez não tão violento quanto isso, mas algo que todos poderiam fazer juntos. E se não quisessem lutar, talvez um torneio de culinária? Seu Grande Mestre já havia mencionado um deles, os indomáveis ​​homens da culinária, os Iron Chefs((programa de competição entre chefs culinários. Tem uma versão brasileira)).

A única marca negra foi a quantidade de dano que alguns discípulos infligiram uns aos outros. O combate sempre foi perigoso, mas ele não gostava da facilidade com que eles atacavam golpes que poderiam matar seus colegas discípulos.

Mas ele supôs que esse era o mundo fora do Fa Ram.

Na verdade, a partida terminou em quatro trocas e Yushang colocou outra moeda de prata na palma da mão.

“Próximo! Bolai Chenguang contra Yan Xiping!” Isso fez com que Bi De se sentasse e prestasse atenção enquanto Chenguang, um dos companheiros de Zang Sheng, entrava em campo. A mulher com seu véu e glaive irradiava força, e ela estava no Quarto Estágio do Reino Profundo – o mesmo que o homem que esteve com o Jovem Mestre, Xie Shaoquing.

Havia algo estranho no Jovem Mestre. Apesar de sua misericórdia para com o discípulo que havia derrotado, Bi De percebeu que esse não era o desejo do homem. Seus olhos estavam cheios de desprezo demais para isso. Agora, Bi De poderia estar enganado, a aura do Jovem Mestre o desencaminhando… mas ele tinha certeza de que tal gentileza não era natural para o homem.

“Dois golpes”, disse Bi De antes que Yushang pudesse dizer qualquer coisa.

A luta começou. Os olhos da mulher eram frios e duros. Cada músculo estava tenso em seus ombros.

No entanto, ela também se conteve e derrotou seu oponente com facilidade… embora tenha sido necessário mais do que as duas trocas que Bi De havia previsto.

Yushang aplaudiu ao receber parte de seu dinheiro de volta.

Bem, Bi De supôs que era melhor do que o que havia sido feito ao seu próprio Mestre por membros de sua antiga seita. Não importava se tal restrição estava sob coação… apenas que eles estavam demonstrando isso.

Bi De deixou-se relaxar um pouco.

E então foi a vez de Bi De. Seu oponente, Luochu Ming, era um Discípulo Externo, o homem mais velho parecendo amargurado por ter que enfrentar Bi De.

Foi uma incompatibilidade total, com o homem estando no Primeiro Estágio do Reino Profundo, e ambos sabiam disso.

O galo considerou brevemente ‘encarnar uma Xiulan’, como disse Tigu, e simplesmente empurrar seu oponente para fora da arena sem machucá-lo… mas Bi De sabia que isso seria um erro. Não seria visto como uma gentileza. Seria visto como um insulto. Um insulto à habilidade do seu oponente, ao seu poder e às suas técnicas.

Seria uma humilhação abjeta e algo que colocaria esse homem contra ele pelo resto da vida.

Então, em vez disso, depois que Bi De se curvou ao seu oponente, ele o levou a sério. Seu primeiro chute foi um golpe poderoso, mas sem qualquer intenção de realmente prejudicar seu oponente.

Os olhos de Ming se arregalaram ligeiramente e então a amargura desapareceu quando ele percebeu que Bi De estava lhe dando algum respeito – não o destruindo completamente e infligindo um ferimento grave, mas também não o envergonhando. O homem inclinou a cabeça educadamente e sua postura se firmou quando ele ficou determinado a tirar vantagem dessa graça.

Eles tiveram três trocas antes de Bi De chutar as mãos para o lado e derrubar seu oponente.

“Eu me rendo”, afirmou Ming. Suas costelas estavam quebradas, mas foi um ferimento relativamente leve.

Bi De acenou com a cabeça e foi isso. A multidão o aplaudiu com sua vitória dominante, mas ele encontrou os olhos de Zang Sheng sobre ele. O homem parecia totalmente entediado e desdenhoso com a vitória de Bi De.

Mais uma vez o mal-estar voltou, mas Bi De se livrou dele.

Duas lutas depois, Yushang foi convocada… e seus olhos começaram a brilhar ao ver seu oponente.

“Ele foi um dos que se uniram contra mim durante a iniciação”, disse Yushang, estreitando os olhos.

“Oh? Bem, se ele precisava de aliados para lidar com você, então… não imagino suas chances agora”, respondeu Bi De.

Yushang virou-se para ele e sorriu. “Beijo para dar sorte?” ela perguntou atrevidamente.

Ela claramente não esperava que Bi De levantasse a mão e pressionasse os lábios na parte de trás dos nós dos dedos.

“Boa sorte”, disse Bi De a ela.

Seu rosto ficou vermelho e parecia que vapor começou a sair de suas orelhas. Seu andar era bastante instável enquanto ela caminhava para a arena.

“Você está pronta para outra surra, camponesa?” seu oponente exigiu.

O comentário tirou Yushang de seu torpor. Um sorriso apareceu em seu rosto quando ela ergueu a lâmina com as duas mãos. O Alpinista Ascendente pareceu estremecer, o espírito menor que Gordo Han colocou na lâmina sentiu a intenção de sua dona.

“Comecem!” o locutor rugiu.

A intenção de Yushang se concentrou. Seu Qi girava ao seu redor, parecendo formar montanhas cobertas de neve.

[Divida os céus]

Os olhos de seu oponente se arregalaram quando Yushang se moveu. Seu corpo torceu. Ele tentou bloquear.

Tentou.

O golpe ascendente de Yushang quebrou a lâmina de seu oponente, quebrou ambos os braços e atingiu suas costelas com um estalo nauseante.

Jiayou!((Jiayou é uma expressão comum na China, que tem o sentido de ‘vai’, ‘enfrenta’, ‘força’. É usada em situações de incentivo.))” ela gritou, as palavras normalmente proferidas pelos camponeses antes de levantarem um objeto pesado para lhes dar força.

O homem foi lançado como fogos de artifício para fora da arena e bateu nas barreiras com um estrondo – e Yushang conquistou a vitória mais rápida até agora sobre um oponente que deveria ser igual a ela.

A arena inteira ficou em silêncio.

E então Yushang voltou para seu lugar… mas claramente não olhou para Bi De.

“Vou precisar de mais sorte amanhã”, ela o informou, ainda sem se virar para encará-lo.

=============================

Zang Sheng olhou para a mulher – Yushang – enquanto ela saltava para fora da arena, e então olhou para seu oponente derrotado, ainda atordoado contra a parede.

“Não é completamente inútil”, ele resmungou e tomou um gole de vinho.

Não fez nada para acalmar sua raiva e irritação.

Todo esse torneio foi uma farsa. Mas foi uma farsa da qual o Patriarca lhe ordenou que participasse, então ele teve que conter a língua.

“Espera um pouco.” As palavras foram tão claras quanto enfurecedoras. “Não se caça coelho com balista.”

Espera um pouco? Que bem a contenção fez? Ele não lutava contra coelhos, mas contra homens — e os homens eram inimigos perigosos, mesmo aqueles que poderiam ser chamados de fracos. Não havia histórias de mortais derrotando Iniciantes? Grandes talentos transcendendo reinos para rebaixar seus melhores?

Subestimar até mesmo um fraco era tolice. Dar a alguém o primeiro passo cortejava a morte.

Você lutou com força total ou nem lutou. Era um insulto conter a força contra membros de seus bravos discípulos – e pior, isso os prejudicava.

Ossos quebrados ensinavam lições melhores do que qualquer coisa. Sentir o poder de um cultivador com força total e enfrentá-lo de qualquer maneira era o que se deveria lutar. Disso Sheng tinha certeza. Afinal, enquanto os outros consideravam Li fraco e inútil, Sheng assumiu o controle do treinamento de seu irmão mais novo. Ele havia mandado Li para a enfermaria uma centena de vezes, e cada vez ele voltava mais forte.

Os fracos gritaram intimidação. Feh! Intimidação? Por que diabos ele perderia seu tempo fazendo bullying? O ferro teve que ser batido duramente para se transformar em aço. A escória fraca se despedaçou, mas os fortes, como os verdadeiros discípulos da seita, foram forjados em algo maior. Não, ele estava ensinando e seus métodos davam resultados. Cada vez que Li voltava do Pavilhão Médico, suas esquivas eram mais nítidas. Seus olhos viam mais do mundo e ele lutava melhor.

Houve progresso – até que ele foi forçado a parar de treinar seu irmão fraco. Disseram-lhe que seus métodos não funcionaram.

Li estava olhando para o lado e para o chão enquanto essas palavras eram ditas. Foi quando ele realmente se tornou inútil. Quebrar não era vergonhoso – permanecer quebrado era. Isso era o que ele tinha certeza que significavam as palavras da seita.

E então, sem a sua orientação, Li morreu. Morreu nas Colinas Azure contra um Demônio.

Que coisa totalmente patética. Se ele tivesse se submetido a Sheng, poderia estar vivo. Se ele não fosse cego, poderia ter tido uma chance — em vez de, como lhe disseram, pavonear-se como um pavão((se exibir)) e humilhar aqueles que estavam sob seu comando.

Seus olhos se voltaram para os concorrentes. A maioria deles era de ferro fraco. Eles iriam quebrar. Ele odiava os olhares de admiração que eles lhe lançavam. Ele estava dando um tapa na cara deles com suas ações, e eles estavam agradecendo por isso.

Eles não entenderam. E assim, eles eram fracos. Então sua raiva ferveu e se alastrou em suas entranhas. Ele ansiava por ter uma pessoa que entendesse… mas teve que se conter. Afinal, sua recompensa foi receber dez golpes do Patriarca.

Eles iriam quebrá-lo, ele tinha certeza. Mas ele venceria as rachaduras e sairia mais forte. Se seu cultivo fosse destruído, isso significava apenas que sua base não era forte o suficiente. Ele iria reconstruí-lo, melhor e mais forte do que nunca.

Seus punhos cerrados e ele respirou fundo.

Yushang estava sentada agora, conversando com o único outro competidor que parecia valer alguma coisa. Um estranho. Talvez o Patriarca lhe desse permissão para testar adequadamente o homem ruivo. Para pressioná-lo com todas as suas forças e ver se ele era digno de aço.

“Shaoqing. Eu quero ela. Avalie-a e ofereça-lhe um lugar para conhecer a verdadeira força”, ordenou ele. Yushang poderia ser um bom material. Um verdadeiro cultivador para endurecer, ao invés do resto desse… joio. Um verdadeiro guerreiro da Seita da Montanha Oculta.

O grandalhão sorriu. “Claro, você receberá seu prêmio, Jovem Mestre.”

“Jovem Mestre, por favor, lembre-se das palavras do Patriarca”, disse Chenguang, com voz suave e afetuosa. Ambos os seus servos conheciam a força e sempre se levantavam novamente quando ele os ensinava da maneira adequada. Ambos foram quebrados repetidas vezes – e a cada vez eles mostraram sua força. O cultivo deles estava no Terceiro Estágio; ainda assim, mesmo alguém no Reino Espiritual tinha que ser cauteloso com seu poder.

Embora às vezes ele sentisse que eles o estavam entendendo mal.

“Eu conheço suas palavras. É por isso que Shaoqing fará a oferta mais tarde. Ela durará até encontrá-lo na chave.”

Ambos os seus servos se curvaram e Sheng afundou de volta em seu assento.

O mundo deles era de violência. E era preciso Força Acima de Tudo para sobreviver.

================================

O dia terminou quatro lutas depois da de Yushang. Ela ficou um pouco envergonhada por chamar tanta atenção para si mesma… mas foi muito engraçado. Principalmente porque o rosto daquele idiota foi imortalizado em um cristal de gravação logo depois que ela bateu nele.

“Olhe para o rosto dele, olhe para o rosto dele!” Biren disse enquanto projetava a imagem do oponente de Yushang.

“Quem diria que um beijo poderia ser tão poderoso?” Han brincou e o rosto de Yushang ficou vermelho. Ela queria que fosse uma piada! Na verdade, Bi De não deveria tê-la beijado!

Mas então ele tinha, mesmo que fossem apenas os nós dos dedos dela.

“De fato. Um beijo como esse é certamente muito poderoso”, a voz de Ri Zu disse atrás deles, e Yushang empalideceu ligeiramente.

Ri Zu estava parada na porta, sorrindo, mas suas sombras chiavam e cuspiam maldições incognoscíveis para ela, pequenos olhos vermelhos brilhando.

Um suor frio escorreu pelo pescoço de Yushang quando os olhos de Ri Zu se voltaram para Bi De, o homem parecendo um pouco desconfortável.

E então houve uma pequena risada quando a máscara severa de Ri Zu quebrou e ela começou a rir. Yushang e Bi De deram suspiros de alívio.

“Bom trabalho, Yushang, Bi De. Vocês dois tiveram um bom desempenho. Ri Zu deve dar um beijo de boa sorte em vocês dois amanhã?” a mulher perguntou provocativamente.

“Você está certa”, disse Yushang. “Amanhã vou precisar de um beijo de boa sorte de todos! Biren! Han! Ri Zu! Tio! Agracie sua Linda Irmã com um pouco do seu poder!”

Seus amigos riram de seu pedido e passaram um tempo se esquivando dela enquanto ela tentava reivindicar seus ‘prêmios’.

Yushang, no entanto, acabou vencendo.

E o segundo dia foi tão bem sucedido quanto o primeiro.

Pelo menos em termos de ela bater em alguém. Bi De, o bastardo, ainda ganhou a maioria das apostas e pegou o dinheiro dela.

Olá, eu sou o Cybinho!

Olá, eu sou o Cybinho!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥