Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 292 (Parte 2) – A Roda Continua Girando

Tradutor: Cybinho

Os dias continuaram, o nascer e o pôr do sol se entrelaçando. O vento frio começou a soprar mesmo no sul, à medida que as árvores começaram a mudar de cor. As colheitas dos mortais foram colhidas por completo, o solo pela manhã começou a ficar coberto de geada e as chuvas de outono caíram dos céus sobre o Mar de Grama.

Grandes manadas de bisões e veados continuaram a sua marcha interminável, rumo ao sul, onde o inverno seria mais ameno. Muitos se abrigavam na Grande Ravina, onde sempre havia pelo menos um pouco de grama exposta e a água corrente e transparente raramente congelava.

Eles foram predados por tigres, bicos-estripadores, lobos e ocasionais Bestas Espirituais. O povo do Mar de Grama também recebeu sua recompensa, enquanto os rebanhos passavam por eles; no entanto, mesmo eles não conseguiram diminuir o grande número de herbívoros, alimentados pelo verde do Mar de Grama.

O outono finalmente chegou; respiraram fundo antes que a neve caísse e o inverno realmente chegasse sobre eles.

===============================

O ciclo das estações avança continuamente, pensou Liu Xianghua enquanto se sentava em uma varanda.

Os Picos dos Duelos tinham centenas dessas plataformas, e os trechos mais baixos da montanha tornaram-se escarlates, laranja e dourados à medida que as árvores mudavam de cor. Hoje não houve trabalho; um dia de descanso, pelo qual Xianghua estava grata. Em vez disso, eles estavam observando as cores do outono, uma das tradições do Mestre Jin, e vigiando a cidade abaixo enquanto ela se preparava para o festival do Meio Outono.

Apesar do frio que se aproximava, toda a cidade parecia estar em clima festivo; os homens praticavam as danças do dragão, as mulheres inspecionavam cuidadosamente os fantoches e as roupas, reparando conforme necessário, e as crianças corriam por toda a cidade.

Xianghua sorriu com a atmosfera pacífica e esticou os braços acima da cabeça. Ela precisava dessa pausa. Administrar uma seita era um trabalho árduo, mas ela era totalmente capaz de realizar a tarefa. Afinal, ela vinha aprendendo desde que era criança.

Se ela fosse honesta, a pressão era imensa. De repente, ela era responsável por tudo e todos. Foi uma tarefa grandiosa, e ainda mais complicada pelo estado da seita. Seu pai tolo tinha sido bastante negligente em alguns de seus registros. Havia algumas aldeias mortais que não eram visitadas há quase uma década e, pior ainda, ele não desempenhava suas funções conforme descrito no documento de fundação da seita. O chefe da Seita Lago Nebuloso deveria abrir os festivais dos mortais, e seu pai simplesmente enviou outra pessoa, indiferente à “perda de tempo”.

Absolutamente, definitivamente inaceitável.

A única qualidade redentora do homem é que ele não abandonou todos os seus juramentos e todos os seus sentidos e estava realmente no topo das petições dos mortais, como era seu direito, mesmo que muitas das petições tivessem estagnado com a súbita instabilidade que qualquer transferência de poder trazia.”

O Élder Bingwen, pelo menos, fez grandes avanços na resolução dessas questões, mas ainda precisava que o Mestre da Seita tivesse a palavra final. O homem foi de grande ajuda e estava no comando sempre que Xianghua estava ausente. Alguns podem achar estranho confiar no homem que liderou a acusação de depor seu pai, mas Xianghua tinha quase certeza de que entendia o Ancião Bingwen. O homem só se importava que a seita fosse forte e justa.

Ah, Xianghua tinha certeza de que gostava de governar a seita, mas o Élder Bingwen era do tipo pragmático. Xianghua os tornou mais fortes, então ele abriu mão do controle de bom grado. Toda a seita estava crescendo como um rio nascente, os ensinamentos redescobertos de seus ancestrais e as fornalhas a vapor impulsionando-os a novas alturas.

Foi um novo amanhecer. A seita estava unida como nunca antes. Os conselhos foram frutíferos e produtivos – mesmo quando Xianghua teve que falar com a mulher que a deu à luz. Eles tinham um entendimento entre eles. A mulher fez o seu trabalho e Xianghua fez o dela.

Integração na aliança, regimes de treinamento, diplomacia… tudo estava agora sob a alçada de Xianghua. Embora ela estivesse ficando um pouco cansada de correr de um lado para outro entre o Lago Nebuloso e os Picos. Ela havia reduzido o tempo de viagem para um dia e meio neste momento.

Mas dirigir a seita não era tudo o que ela fazia – ela era parte integrante da aliança aqui, se ela mesma o dissesse, ajudando onde podia. Seus dias estavam cheios a ponto de estourar.

A falta de uma rotina definida que ela pudesse seguir estava começando a cansar um pouco, e ter que lembrar de tantos rostos e pessoas era cansativo. Pelo menos a atuação dela ainda funcionou… principalmente. Algumas pessoas estavam ficando mais difíceis de ler, pois pararam de tratá-la como uma Jovem Senhora e, em vez disso, como uma Mestre da Seita. Ela pode ter que refazer todo o seu ato, e isso fez com que sua alma deixasse seu corpo só um pouquinho.

Mas hoje não haveria trabalho! Nenhum! Ela poderia se recuperar e apreciar verdadeiramente as cores do outono com seus amigos, mesmo que desejasse estar com seu Gou agora. Sentar no colo dele e ver as folhas caírem teria sido muito bom! Principalmente se Bowu estivesse no colo dela para poder contar tudo sobre as coisas novas que havia feito! E Mãe Hu Li e Padre Ten Ren também estariam lá, assim como Lady Meiling e…

Xianghua fez beicinho, depois tomou um gole de chá para lavar o mau humor antes de voltar sua atenção para seus amigos que estavam sentados com ela. Eles também eram aceitáveis. Especialmente porque Xiulan se esforçou para fazer o chá favorito de Xianghua.

‘Talvez devêssemos contar a eles?’ Tigu perguntou de onde ela estava sentada. No momento ela era uma gata. ‘Talvez saber que já existem outras Bestas Espirituais entre eles suavizaria as coisas?’

Xianghua piscou com a conversa, antes de se lembrar do que eles estavam conversando. Os macacos da Colina dos Cristais que se juntaram à aliança ficaram um pouco tensos. A maioria dos cultivadores não sabia como agir perto das amigáveis ​​Bestas Espirituais. As coisas eram estranhas e afetadas e houve alguns insultos inadvertidos, pois os macacos eram tratados como animais, em vez de como cultivadores que eram. Felizmente, as divergências não se transformaram em golpes, mas a preocupação sempre esteve presente. Ajudou o fato de o Mestre Gen estar muito visível sentado entre os Anciãos, e os macacos estarem muito presentes em vários esforços de reconstrução.

“Depende de você, Tigu”, respondeu Xiulan. “Não sei qual será a reação. Só sei que a maioria não será tão subjugada quanto os outros.”

Com isso, Xiulan se virou e sorriu para onde Delun estava sentado. Delun, Garoto Barulhento, Trapos, o Torrent Rider, Felpudo Dois e Huo Ten, o macaco, estavam todos sentados ao redor de Yin e usando o calor que ela produzia para assar bolinhos de arroz. A mulher estava atualmente em forma de coelho, contente em ser usada como fogão portátil, deitada sob a malha de metal que servia de grelha. Todos conversavam sobre alguma coisa e riam.

Na verdade, a reação de Delun ao finalmente descobrir que Tigu era uma Besta Espiritual foi bastante divertida… e uma prova de sua natureza. Ele pareceu um pouco chocado, depois ponderou por um momento e depois falou.

“Tigu é Tigu, não importa a forma que ela assuma”, disse o homem encolhendo os ombros.

Xianghua sorriu antes de considerar a pergunta de Tigu. “Acho que devemos manter o curso. Acredito que está ajudando você ser tão casual com eles. Os outros recorrem a você em busca de orientação, e se um “humano” reagir assim a eles, eles seguirão o exemplo.”

Tigu suspirou. Houve um estalo e então ela voltou a ser humana. “Parece um pouco como enganar as pessoas.”

Xianghua encolheu os ombros. “Então faça o que quiser. Nós lidaremos com quaisquer problemas que surgirem juntos.”

A mulher sorriu. “Obrigado, Senhora Enevoada. Na verdade, meu irmão discípulo teve um bom olho para encontrar uma mulher tão excepcional!”

Xianghua riu e Xiulan revirou os olhos.

“Você pode me agradecer não falando sobre trabalho, idiota”, Xianghua brincou.

Tigu corou e coçou a nuca.

“Porém, falando do nosso irmão mais novo”, disse Xiulan. “Delun mencionou dificuldades na reparação de alguns dos principais componentes estruturais da montanha – apesar de podermos reparar os mecanismos… não há aqui verdadeiros arquitetos para a tarefa. Acho que vou pedir a ele que nos dê uma mão, se ele puder ser dispensado.”

“Ele já tem um dever muito digno e urgente de ajudar o Mestre Jin”, Xianghua objetou. “Mas seria bom vê-lo, mesmo que apenas como consultor.”

Gou Ren, ajudando nisso? Estar ao seu lado para que ela pudesse reabastecer suas reservas de energia? Isso a tornaria mil vezes mais eficiente!

A ideia deixou Xianghua de melhor humor.

Depois disso, as coisas mudaram para temas mais leves. O Festival do Meio Outono, por exemplo, e o que eles estariam fazendo. Foi uma boa conversa!

Depois terminaram o chá e todos foram passear pela floresta na montanha, para admirar devidamente as cores.

Xiulan vasculhou a montanha inteira até encontrar um bordo vermelho e começou a fazer uma coroa com ele.

“Sabe, haveria menos comentários sobre você ser a mulher do Mestre Jin se parasse de usar tanto o símbolo dele”, observou Xianghua.

A expressão no rosto de Xiulan foi muito divertida.

=============================

Do outro lado do Mar de Grama, e na Cidade do Mar de Grama, outro homem se preparou para o Festival do Meio Outono – ou melhor, dirigiu os preparativos.

E dirigir os preparativos do festival para a cidade de mais de um milhão de almas, e provavelmente para as terras vizinhas que abrigavam outros milhões, era certamente uma tarefa difícil — mas também, ironicamente, muito mais fácil do que ele temia.

“Excelente trabalho nos banners”, elogiou o Inspetor Especial, Lorde Magistrado Interino da Cidade do Mar de Grama, uma das equipes de trabalho que estavam fazendo novos banners para o interior da Subponte. Os homens sorriram e deram tapinhas nas costas uns dos outros. Eram rapazes rudes, alguns cobertos de tatuagens e a maioria com cicatrizes, mas fizeram um bom trabalho. “Vamos levantar isso. Apresente-se ao senhor Lung para pagamento, depois.”

“Sim, Inspetor Especial!” os provavelmente anteriores membros da gangue disseram, com sorrisos em seus rostos. O Inspetor Especial acenou para eles e depois se voltou para o interior bem iluminado da Subponte. Parecia ótimo – muito melhor do que antes, claro e limpo, em vez de escuro e dilapidado. Pela primeira vez também, Subponte faria oficialmente parte das comemorações.

Normalmente o local era completamente ignorado, a administração anterior citando as pessoas como “sujos descontentes que roubavam tudo de bom”.

O que foi um comentário infeliz. Claro, as pessoas eram pobres, mas na Colina Verdejante, os pobres não eram menos ou mais sujos, eram apenas pobres. Os métodos de seu Honorável Pai sobre como melhorar o lugar e reduzir a criminalidade fizeram maravilhas, e ele ficou um pouco perplexo com o fato de a administração anterior ter tido tanta dificuldade em impor a ordem.

Tudo que você precisava fazer era descer e conversar com eles como se não fossem simplórios, e as coisas seriam feitas. Diga às pessoas o que você quer, pague a quantia que você disse que pagaria dentro do prazo, e os olhares desconfiados instantaneamente se transformarão em deferência educada. Inferno, os guardas anteriormente se recusaram a entrar no local, exceto em força… então ele mesmo foi e fez as patrulhas. Agora, pequenas patrulhas estavam lá, acompanhadas pelos homens do chefe Tanhui, e os roubos e a violência haviam caído como uma pedra num rio.

As pessoas com quem ele teve mais problemas foram os nobres restantes. Eles planejaram e politizaram e procuraram qualquer deslize que ele pudesse cometer. Ele verificava se havia veneno em suas bebidas sempre que estava perto deles. Essa foi a parte difícil, e a parte que o fez desejar que seu substituto se apressasse e chegasse já.

Ele daria ao homem sua cidade funcional, que não tivesse nada obviamente errado que pudesse ser atribuído à sua administração, e então ele poderia escapar para um trabalho menos estressante!

Ou talvez voltar para casa, escapar do cargo de Inspetor Especial para sempre e dormir no sofá dos pais pelo resto da vida. Talvez herdar a Colina Verdejante?

Foi um pensamento agradável que o manteve ativo durante todo o dia, certificando-se de que tudo estava correndo bem e acenando para as pessoas que chamavam seu nome.

Ele manteve o sorriso largo ao se encontrar novamente com os nobres e ouviu alguns deles reclamarem sobre o quanto ele estava pagando aos trabalhadores.

Ele finalmente chegou ao quarto, gritou no travesseiro por trinta segundos e depois se preparou para dormir.

A única parte boa disso era que pelo menos ele não estava causando estresse aos pais.

=================================

Ming Jie estava de joelhos enquanto inclinava a cabeça diante de seu Senhor e Senhora. O rosto do seu Mestre era de pedra, enquanto a Senhora sorria.

Não foi um sorriso bonito. Na verdade, ele estava bastante aterrorizado agora.

“Esta será uma jornada longa e árdua; o primeiro de muitos e o primeiro teste de longa distância”, disse o outro homem na sala. Algum tipo de cultivador que serviu ao Patriarca. E não foi essa uma ideia fascinante? Somente o Mestre da Colina Verdejante poderia ter tal retentor.

“Sim, vou anotar tudo e anotar quaisquer problemas”, relatou Ming Jie, com a cabeça baixa.

“Excelente”, disse o Lorde Magistrado. “Obrigado, Ming Jie, por se voluntariar para ir tão longe.”

“Não é nenhum problema, Lorde Magistrado. É uma honra e um prazer.” E realmente foi. Ele já havia feito as primeiras rodadas na Colina Verdejante e nas aldeias vizinhas. Ming Jie gostava de viajar, honestamente, e esse novo sistema de correio que seu Senhor estava inventando era realmente engenhoso! Ele planejava espalhá-lo por toda a província – e Ming Jie teria a honra de ser os olhos e ouvidos do Senhor Magistrado sobre como ele poderia implementá-lo.

“Então, por favor, vá e entregue esta mensagem ao nosso filho. Apenas para as mãos dele ”, disse Lady Wu. “Primeiro para Cidade do Lago da Lua Pálida. Porque nosso filho certamente não está mentindo para nós sobre sua vida escolar pacífica, e se ele estiver, vou queimar sua pele…” A última parte foi dita furiosamente em voz baixa, o sorriso da mulher se tornando malévolo.

“Sim minha senhora. Nem chuva, nem neve, nem granizo, nem tempestade, nem feras espirituais violentas impedirão que suas palavras sejam proferidas”, jurou Ming Jie.

E então ele partiu, de cabeça erguida, entregando-se ao Jovem Mestre são e salvo.

=========================

“Provavelmente é apenas uma coincidência que o novo Lorde Magistrado tenha o mesmo nome do nosso filho”, disse o Lorde Magistrado à sua esposa depois que Ming Jie saiu.

Lady Wu se contorceu. “ É melhor que seja.”

Olá, eu sou o Cybinho!

Olá, eu sou o Cybinho!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥