Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 292 – A Roda Continua Girando

Tradutor: Cybinho

“Pelo poder que as seitas das Colinas Azure investiram nesta posição, Cai Xiulan convoca esta reunião à ordem”, declarou formalmente a filha de Cai Xi Kong. Seus olhos percorreram os Anciãos reunidos enquanto ela falava. Esta foi a primeira reunião convocada com todos presentes desde aquele mês fatídico, onde sua filha revelou suas ambições.

O quanto as coisas já haviam mudado naquele curto espaço de tempo. A sementinha que sua filha plantou já crescia e ganhava força. Ele havia traçado seu curso com grande interesse, assim como o resto de sua seita. Assim como a grama que sua seita foi modelada, ela cresceu rapidamente, cobrindo rapidamente as colinas de verde.

Aqueles que não estavam prestando tanta atenção, aqueles cujos pensamentos foram consumidos pelos cristais e pelos segredos dentro deles, provavelmente receberam um choque bastante grande. Eles presumiram que o sangue quente e a loucura da juventude impediriam o movimento crescente. Eles presumiram que os antigos rancores que guardavam um pelo outro eram invioláveis, mesmo com os juramentos que haviam feito.

Escusado será dizer que eles não estavam preparados para quando Xiulan e seus aliados viajaram para cada uma das seitas da província para tornar seus juramentos e reivindicações uma realidade. A juventude não caiu em brigas internas mesquinhas. Em vez disso, a visão de Xiulan capturou todos eles.

Os jovens tinham um sonho, uma visão partilhada ardia dentro deles. Um sonho de força, glória e respeito que eles perseguiram com toda a paixão e fogo que sua juventude lhes deu. Eles tinham algo para construir, algo para criar para si próprios, e tinham-no agarrado com todas as suas forças.

O que foi pior para aqueles que nunca pretenderam que a organização fosse tão forte como se tornou foi que as ideias de Xiulan eram boas… e estavam funcionando.

Cultivadores que pareciam estar presos para sempre apenas no Primeiro Estágio do Reino Iniciante, avançaram para o Segundo, ou mesmo para o Terceiro. Jovens Mestres e Jovens Mestras passaram do Quarto, na melhor das hipóteses, para bater no portal para o Profundo – se é que já não haviam rompido.

Foi como se uma grande maldição tivesse subitamente sido retirada de todos eles, como se alguma mão que os estava pesando tivesse subitamente abandonado o domínio sobre suas almas, e agora as crianças, especialmente aquelas que se lançaram neste novo sonho, cresceram. como ervas daninhas. 

Foi aqui que a natureza dos cultivadores trabalhou a favor de sua filha. Ela os estava tornando mais fortes. E assim, ela foi autorizada a trabalhar.

Ainda assim, alguns tramariam, alguns conspirariam, alguns reclamariam a portas fechadas…

Mas ninguém, neste momento, poderia refutar que o que ela estava fazendo estava funcionando.

Tudo o que Xi Kong sentiu foi orgulho e uma sensação de satisfação.

Ainda estávamos nos primeiros dias… mas este não era mais um mero momento efêmero. Foi uma realidade duradoura.

E hoje estavam prestes a ver mais frutos desta realidade; pois hoje esses Picos receberiam um convidado muito especial. Um convidado que Xi Kong nunca teria imaginado que teria.

“Estamos reunidos hoje para dar as boas-vindas a um dos primeiros benfeitores das Colinas Azure, aqueles que me possibilitaram compartilhar com todas as seitas os cristais de memória que vocês agora possuem”, disse Xiulan aos cultivadores reunidos. “Capitão Tigu, por favor, traga nossos estimados convidados.”

Vários deles se inclinaram para a frente, claramente curiosos. Xi Kong provavelmente também ficaria curioso… mas ser pai de Xiulan trazia alguns privilégios paternos.

Portanto, ele não ficou nem um pouco surpreso quando as portas do anfiteatro se abriram e uma guarda de honra entrou.

Eles estavam todos vestidos com armaduras, sua lealdade às Colinas Azure proclamada nas bandeiras que ostentavam. A pequeno Tigu conseguiu parecer severa e autoritária, muito diferente da jovem turbulenta que ele conheceu brevemente no ano passado; seu comportamento era profissional enquanto ela escoltava um dos agentes secretos e poderosos das Colinas Azure.

Vários dos Anciãos recostaram-se nas cadeiras, com perplexidade em suas feições. Outros tiveram os olhos arregalados em reconhecimento. Afinal, Lady Mengde, a mulher que criou o Empório de Cristal, e seus amigos mais próximos apareceram fortemente em muitas das memórias registradas.

Um macaco?” um dos Anciãos perguntou, com voz incrédula.

“Apresentando, Mestre Gen Ten!” Tigu declarou.

O macaco era comum no norte; alguns os chamavam de macaco dourado de nariz arrebitado ou simplesmente macaco dourado por causa da rica cor dourada de seu pelo. Seu rosto era azul claro e seu nariz era inexistente, tendo apenas dois pequenos buracos que faziam seu rosto parecer ligeiramente com uma caveira.

Mas ninguém que viu este macaco poderia dizer que ele era um mero animal.

Foram os olhos dele. Assim como Bi De e Ri Zu, os olhos do macaco estavam repletos de uma consciência e intelecto aguçados. Ele não apenas viu; ele observou, seus olhos considerando todos eles.

Ele entrou nas patas traseiras, seu andar apenas ligeiramente arrastado. Nas costas ele usava roupas familiares – a mesma cor azul que Xiulan e seus companheiros usavam. Nas suas costas estava o símbolo do azul, e sobre o seu coração havia uma palma aberta estilizada. Seus pulsos e pescoço eram adornados com peças de cristal – e alguns dos cristais que Xi Kong nunca tinha visto antes.

O macaco caminhou até o centro da sala.

“Mestre Gen, é um prazer vê-lo novamente”, disse Xiulan, começando.

“É bom ver você de novo também, moça”, disse o macaco, sua voz forte, profunda e rouca, como a de um capataz de mineração mortal. O tipo de mortal que olharia nos olhos dos nobres e lhes diria para se curvarem. “Agora, tenho algumas coisas a dizer, se você não se importa, Pequena Orquídea.”

“De jeito nenhum, Mestre Gen.”

O macaco sorriu para Xiulan, antes que o sorriso desaparecesse. Ele olhou para todos eles. Ele os estudou, seus olhos insondáveis. E então, ele enfiou a mão na camisa e tirou um cachimbo. Ele pressionou um cristal contra ele e ele acendeu, acendendo a erva dentro.

O macaco deu uma tragada antes de se endireitar. Ele tinha uma presença, o Gen Ten. Ele parecia  velho e resistente – era como olhar para um colega Ancião, se Xi Kong fosse honesto.

“Eu sou a Gen Ten, Mestre da Colina do Cristal e fornecedor de quase todos os cristais usados ​​no Empório de Cristal de Mengde. Cada um de vocês usou algo extraído por nós; alguns de vocês usaram milhares de nossos cristais. E alguns de vocês usam o que temos até agora, olhando para as memórias dos seus antepassados. No entanto… mantivemo-nos escondidos. Tenho certeza de que você não precisa que eu lhe diga o porquê.” A voz retumbante de Gen encheu o anfiteatro. Houve vários acenos de cabeça — e On Gang de repente pareceu particularmente doente.

Eles teriam sido, na melhor das hipóteses, recursos para a maioria deles. Ainda assim, era notável que os vendedores de cristal tivessem conseguido manter tal segredo escondido  por tanto tempo. Que seus principais fornecedores eram Bestas Espirituais…

“Vários meses atrás, foi a primeira vez que vi o passado também. Há muito tempo que meus parentes procuram os segredos de nossos Ancestrais – pois nós também perdemos muito. Imagine minha surpresa ao ver o que tivemos no passado. Mais surpreendente ainda foi a Pequena Orquídea que jurou que iria trazer aqueles tempos novamente.”

“Já se passaram milhares de anos desde que interagimos com alguém que não fosse nossos queridos amigos da casa de Mengde… Bem, ela me convenceu da pureza de sua determinação. Então nós a apoiamos, com os cristais que você usa para ver o passado. Acreditámos na sua determinação e acreditámos no seu sonho. E agora… à luz dos reparos que estão sendo feitos nesta montanha abençoada… iremos estender alguma confiança a você também.”

“Nós somos os Macacos da Colina dos Cristais. Não seremos seus servos. Não seremos seus recursos. Mas confiamos na Orquídea. Acreditaremos nesse sonho, o sonho que os nossos antepassados ​​tiveram. Então… estamos dispostos a estender essa confiança. Tudo deve começar em algum lugar.”

E então, ele ergueu as mãos no tradicional gesto de respeito.

“Este velho presta homenagem às seitas das Colinas Azure”, disse o macaco. “Eu represento meus parentes; os mineiros dos cristais das Colinas Azure. Estou ansioso para trabalhar com você na reparação da montanha.”

Houve um breve momento de silêncio. A voz calma e rouca do macaco estava cheia de poder e determinação.

Então, Xi Kong falou.

“Presto meus respeitos ao Mestre Gen. É um prazer conhecê-lo.”

“Você manteve seu povo seguro por milhares de anos. Isso realmente merece respeito”, entoou Ulagann Baatar, Patriarca da Seita Grande Ravina.

Uma coisa era ver os macacos ajudando a criar os Picos de Duelo. Outra era ter um na frente deles, traçando seus próprios planos.

As saudações foram lentas. As saudações foram cautelosas. Mas eles foram um começo.

Assim como tudo isso. Assim como o resto da revitalização das Colinas Azure.

Pela primeira vez em milhares de anos, uma besta espiritual sentou-se em uma das cadeiras do Pico dos Duelos – e para desgosto de alguns, ela se iluminou com três linhas, denotando uma pessoa importante.

Por enquanto, apenas as pessoas diretamente envolvidas na reparação da montanha saberiam. Mas o que mais o futuro traria?

Xi Kong não sabia dizer.

O que ele sabia era que o novo embaixador dos Macacos da Colina de Cristal nas Seitas das Colinas se chamava Huo Ten, e tanto Tigu quanto Yin ficaram muito felizes em vê-lo.

Olá, eu sou o Cybinho!

Olá, eu sou o Cybinho!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥