Selecione o tipo de erro abaixo

Por conta do intenso impacto causado pelo soco de raios brancos e a aura, o corpo de Ken foi mandado voando a vários passos para trás enquanto rolava no chão, enquanto Dono se manteve intacto. Ou foi o que ele pensava.

“?…”

As mangas do seu braço direito foram severamente danificadas. A aura de um usuário não apenas protege seu corpo, como também a roupa da pessoa quanto manifestado. 

Tendo sua manga rasgada, significa que o corpo de Ken teve efeito em Dono.

“…”

Dono começou a se aproximar lentamente de Ken.

Ken estava forçando a se levantar novamente. Mas enquanto se levantava, sentiu sua mão deslizar para baixo, como se fosse cair em um buraco.

“?”

Sem que percebesse, notou que estava na beira da enorme fenda, um único passa e poderia ter caído.

Dono já estava na sua frente.

Ken estava com a cabeça baixa, enquanto ofegava, pesadamente.

“Haa…haa…”

Dono, olhando-o de baixo, falou.

“Devo admitir que você é extremamente persistente. Nunca conheci ninguém tão chato e destemido quanto você na minha vida. Mas eu aconselho que você pare imediatamente com essa maluquice antes que eu perca a minha paciência. Não importa o que você faça, seu único destino é viver sob as minhas ordens, ou morrer pateticamente.”

A pressão que ele emanava assim como suas palavras eram pesadas, Ken sentia toda sua espinha arrepiar e sua força mental esvaziava a cada palavra que saía de sua boca.

Mas Ken rangeu os dentes em frustração.

“Parar?…”

Sua voz carregando profunda frustração

“Sim…eu apenas deveria parar. Deveria simplesmente desistir de tudo e obedecer vocês.”

O desejo de parar e descansar era algo que seu corpo desejava incansavelmente. Mas então Ken arranhou fortemente o chão até que fosse manchada de sangue. 

“Mas o que estaria me esperando depois disso seria uma vida de boneco! Sendo tratado e usado como um simples objeto enquanto vocês apenas riem da minha cara! Eu sei que deveria apenas obedecer vocês e suportar tudo que veria pela frente! Mas eu não consigo! A raiva e o ódio que estou  sentindo é maior que o meu desejo de parar. Então!…”

Ken ergueu a cabeça e olhou mortalmente para Dono.

Seu corpo ainda estava em completa adrenalina. Uma força estava surgindo de dentro, os raios brancos transbordando com ainda mais intensidade.

“Eu prefiro morrer que estar vivendo este tipo de vida!”

[Raio branco, 70%]

“Ahhh!”

Ken levantou o corpo, cerrou fortemente o punho e mirou diretamente no rosto de Dono.

“Entendo…”

Mas Dono simplesmente virou a cabeça para o lado, o soco de Ken que passou por ele e criou uma pressão de vento que varreu toda a poeira do chão.

“…”

“…”

Houve um momento de silêncio por um tempo, até que sangue começou a escorrer para o chão e alguém soltando um gemido de dor.

“Hugh?…”

Ken então começou a sentir uma dor aguda na barriga, como se algo o tivesse atravessado. Quando olhou para baixo, percebeu o que era, seus olhos se arregalando.

Dono segurava a bainha com a mão esquerda, mas a espada não estava mais presente nela.

Ken então olhou para sua barriga, a lâmina negra de uma espada o havia atravessado direito na barriga, o sangue escorrendo.

“Cof, ghh…cof…”

O sangue dos seus órgãos internos atravessaram sua garganta e saíram de sua boca aos montes a cada tossida.

Com olhos frios, Dono levantou a espada.

“Ghh!?…Uhhhh!…”

Enquanto Dono levantava a espada, Ken rapidamente segurou em cada gume da lâmina da espada, fazendo com que seu corpo fosse levantado junto e impedindo que fosse cortado ao meio.

“Ack…ghh…ughhh…cof, cof.”

Dono levantou o corpo de Ken com facilidade ao auto, erguendo-o à sua frente.

A dor em sua barriga de onde a lâmina foi penetrada se intensificou ainda mais depois de ser levantado. As palmas de suas mãos que seguravam a lâmina estavam sendo cortadas pelos gumes enquanto ardiam de dor com o sangue vermelho escorrendo.

Mas Ken tinha que suportar a dor, porque se largasse, certamente seria cortado ao meio pela lâmina. 

Os olhos de Dono que olhavam para Ken se debatendo eram frios, desprovidos de qualquer empatia pelo sofrimento de outro.

“Do-dono! Espera!”

“Hm?”

Dono se virou quando foi chamado repentinamente. O doutor  estava correndo até eles como um louco. E quando chegou agarrou no braço de Dono.

“Vo-você…não pode matá-lo!? Não foi você quem disse…que não poderia matá-lo?” 

O doutor parecia ofegante depois de muito correr. Mas as palavras de Dono o deixaram ainda mais perplexo.

“Sim, eu disse. Mas agora descobri que não vale a pena.”

“O quê? O que você quer dizer?”

“Olhe para ele.”

Dono apontou para Ken com o queixo, o doutor seguiu o olhar, apenas para se surpreender novamente.

“I-isto é?…Como isto é possível?…”

O doutor parecia duvidar de seus próprios olhos assim que olhou para Ken, mais precisamente, para o seu pescoço.

Um desenho de caveira estava presente nela, era a ‘caveira de Hades’, e não era só isso, por algum motivo, a pele de Ken parecia demasiado rugada para alguém de idade  jovem.

Vendo isso, o dono falou.

“Parece que por alguma razão ele conseguiu contrair a ‘caveira de hades’, não sei como, mas obteve. O que significa que ele também utiliza a energia vital.”

“!? Você acha?”

Ao ouvir a palavra ‘energia vital’, o doutor perguntou surpreso.

“Sim, é daí que vinha sua sua força misteriosa e movimentos extremamente rápidos, porque ele está consumindo a energia da sua própria vida. Que idiota, é so olhar para a cara dele.”

As rugas que se formavam na pele de Ken pareciam ser a consequência do uso da energia vital que Dono e o doutor falavam. Era como se Ken tivesse envelhecido dez anos.

“Agora eu entendo porque não consegui encontrar nada dentro dele…Huhu.”

Enquanto falava, o doutor de repente começou a dar risadas. Olhando para Dono, falou entusiasmado.

“Então isso significa que ele vai morrer mais cedo ou mais tarde, não importa o que façamos, certo?. Neste caso, que tal dar o corpo dele para mim?”

Mesmo depois de tudo o que aconteceu com ele, a obsessão do doutor pelo corpo de Ken não havia cessado, não, depois de ver todos os recentes acontecimentos, sobre seu corpo ter conseguido suportar a energia da morte, sua obsessão e loucura agora estavam em outro nível.

Dono, vendo a expressão do doutor, ergueu o lábio em um sorriso.

“Claro, se isso for a única coisa que este inútil possa fornecer para nós, eu então teria uma ótima desculpa para os superiores por não conseguir mantê-lo vivo. Desde que você possa obter êxito no estudo, é claro.”

“Ahahaha, você não precisa se preocupar, Dono! Não é à toa que eu fui o escolhido para esta tarefa. Então tu não precisas de se preocupar!”

“Ahaha, perfeito então.”

“Ahahaha.”

Os dois então começaram a rir depois de chegarem a um consenso. O doutor ria de felicidade por finalmente poder estudar o corpo de Ken sem restrições, enquanto Dono ria ansioso pelos resultados que poderiam vir da pesquisa.

“Aha…ahaha. cof, cof…”

Até que um certo alguém também começou a se juntar na risada deles, embora fosse mais fraca.

“Ahahaha, hahahaha, ack, ahaha….”

Ken, que tinha a espada atravessada no seu estômago, estava rindo como se fosse um louco.

Com a espada atravessada no seu estômago até falar seria difícil, quem imaginaria rir? A cada risada a dor aumentava e o sangue saltava-lhe de sua boca. 

Dono, vendo Ken rindo, perguntou.

“Por que você está rindo?”

“Ahaha…porque estou rindo?”

Ken ergueu a cabeça com dificuldade e olhou para Dono. Seu rosto estava repleto de sangue por causa dos inúmeros golpes que recebeu de Dono, com feridas e inchaços por toda parte. 

Seu olho parece desfocado e sem vida, mas por alguma razão também pareciam perigosos.

Neste momento Dono sentiu que deveria agir rapidamente e fazer alguma coisa sobre ele, porque ele sabia o quão cheio de surpresas Ken poderia ser. Mas a curiosidade que veio das suas palavras o fizeram hesitar por um momento. 

Os lábios de Ken, erguidos em um sorriso, moveram-se e falaram.

“…Porque se vocês queriam me parar…”

Seu aperto nos gumes da lâmina tornaram-se mais fortes.

“Deveriam ter cortado minha cabeça.”

Depois destas palavras, Ken reuniu toda a energia vital que lhe restava e forçou a ativação do raio branco.

*Quish.*

Todo seu corpo estava transbordando com um intenso raio de cor branco, parecendo uma sobrecarga de eletricidade estática.

“AHHHHHHHHHHHHHHH!”

Ken gritou e forçou ainda mais a energia vital.

Todos os ossos do seu corpo estalaram e se partiram, as veias rebentaram, seus músculos racharam.

Em todos os seus orifícios, olhos, boca, nariz e orelhas começaram a escorrer sangue.

Uma dor insuportável o estava dominando, mas mesmo assim não parou.

[Raio branco, 100%]

Com o raio branco em sua força total, todo seu cabelo tremulando começou a ficar grisalho enquanto balançava fortemente.

Os intensos raios elétricos transbordando de seu corpo andaram da lâmina até o cabo de Dono.

“Kuack!?”

“Ughack!?”

Os dois começaram a receber intensos choques elétricos que os paralisaram. O doutor também estava recebendo choques porque ainda estava segurando no braço de Dono

Ken aproveitou essa chance, forçou seu aperto nos gumes da espada e empurrou seu corpo para trás.

Seu corpo liberou-se da lâmina da espada, o sangue vermelho saindo com grande intensidade depois de ser retirado da barriga.

Mas embora tenha se libertado da lâmina, seu corpo estava caindo nas profundezas da enorme fenda.

“Drogaa!!”

“Nãaaooooo!!”

Dono e doutor gritavam desesperadamente.

Mas Ken olhou para eles divertidamente enquanto caía.

“Idiotas…”

§§§§

“Nãooo…”

“Drogaa…”

Vendo o rosto desesperado do Dono e da extrema tristeza do doutor como se uma criança tivesse perdido seu doce trouxe uma extrema felicidade para Ken.

Por causa do choque que receberam de repente seus corpos ficaram paralisados, sem tempo para conseguirem pegar o corpo de Ken antes que caísse nas profundezas.

Neste momento, era como se o tempo tivesse parado. Talvez seja por causa da adrenalina ou do raio branco, mas Ken estava sentindo o tempo mais lento.

‘Pfft. Tudo que eu queria desde que fui invocado…era ter uma verdadeira aventura de um isekai.’

Ken riu de si mesmo enquanto pensava.

‘Tornar-me um aventureiro, comprar uma escrava, ter um harém…ou uma habilidade super apelona…’

Ken pensava nos seus desejos mais profundos. Assim como nos mangás ou web novels que já leu, Ken queria ter uma vida de Isekai normal, mas a vida lhe mostrou uma outra fase.

Embora tenha aprendido o raio branco, descobriu-se que ela se alimentava da energia vital, o que quer dizer que sempre que Ken a usava, estava matando sua própria vida.

‘Sim…realmente sou patético.’

Seu corpo caía nas profundezas da fenda, e com o passar do tempo, apenas a escuridão o rodeava.

‘Avó…irmã…Sr. Bertolt e Sr. Hannah. Eu…’

Seus olhos lentamente se fechavam, entregando seu corpo ao descanso que sempre ansiava.

Mesmo sabendo que estava na porta da morte, seus lábios ainda se ergueram em um sorriso.  

‘Estou indo encontrar vocês…’

Seu corpo caindo foi então engolido pelas sombras da fenda, e desapareceu.

§§§§

Alguém estava abrindo lentamente os olhos. Sua visão logo se preencheu com um cenário branco, com partículas cintilantes de cor branco brilhando em toda parte.

Era como o cenário de um conto de fadas, um cenário extremamente familiar que estava enraizado em sua mente.

Sua pele estava enrugada e seus cabelos grisalhos, levantando a parte superior do corpo, ele olhou ao redor.

“Onde estou?…”

Perguntou ele, sua voz contendo confusão.

Olá, eu sou o Melqui-Zedequi!

Olá, eu sou o Melqui-Zedequi!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥