Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: Otakinho 』

As energias mágicas existiam no mundo todos, mas ainda tinham características únicas próprias.

A energia em lugares diferentes existiria em várias formas e possuiria características diferentes.

Greem não tinha certeza de como a energia mágica parecia em outros lugares, mas aqui, a energia era gentil e mansa.

No entanto, mesmo as energias dóceis eram perigosas demais para um mortal comum.

A visão Elementium de Greem permitiu que visse a floresta do jeito que realmente era. Ainda havia muitos perigos escondidos sob essa estranha e maravilhosa exibição.

Tarântulas com manchas aterrorizantes espreitavam os arbustos de flores coloridas, esperando para atacar um transeunte desavisado. Sapos verdes sentavam-se no meio de arbustos de grama. Qualquer um que pisasse neles seria saudado por um jato maciço de ácido. Cobras de bambu enroladas em galhos altos de árvores. Seus corpos pendiam das árvores como se fossem videiras inofensivas.

Esses perigos ocultos eram quase impossíveis de ver a olho nu. Mesmo Greem só percebeu sua existência devido à concentração não natural de energia mágica nessas áreas. Love e os outros conseguiram sobreviver em uma floresta tão perigosa devido à experiência e habilidades que acumularam através dos sacrifícios das vidas de seus companheiros.

Um a um, acenderam tochas e as seguraram nas mãos. Um cheiro estranho se espalhou pela floresta.

Era uma visão estranha de se ver.

Todas as criaturas escondidas começaram a correr para fora do caminho quando Love ergueu sua tocha e abriu caminho entre os arbustos.

Por um momento, muitas criaturas rastejaram e deslizaram para longe da grama e dos galhos próximos.

Logo, um caminho totalmente ‘limpo’ apareceu diante dos viajantes.

“Pó Repelente!” Gargamel mostrou seus dentes amarelos enquanto olhava para Greem e batia em uma pequena bolsa em sua cintura. Tinha o mesmo cheiro estranho que exalava das tochas.

Greem olhou para sua cintura. Havia também uma bolsa como a do Gargamel. Love havia solicitado explicitamente que Greem a usasse do lado de fora. Ele não esperava que tivesse a capacidade de afastar pequenos insetos mágicos.

Essas bolsas pouparam o grupo de muitos problemas desnecessários!

O grupo continuou seu caminho na Floresta Negra.

Rhodes, o Ladino de Terceira Classe, apesar de suas habilidades aparentemente fracas, parecia estar em casa. Ele se movia como um peixe na água.

Ele deu a Love um aviso simples, então mergulhou de cabeça na floresta densa. Love só começaria a andar para a frente assim que Rhodes lhe passasse que estava tudo certo.

Todas as videiras e espinhos foram cortados para garantir que os adeptos e aprendizes não fossem afetados. Mesmo assim, cada passo à frente ainda era uma luta agonizante para todos.

Suas roupas ficavam presas em espinhos, galhos batiam em seus rostos e raízes grossas faziam seus pés tropeçarem. A floresta primitiva era um lugar torturante para conjuradores que careciam de treinamento.

Dito isso, adeptos e aprendizes também não eram fracos!

Seus corpos foram temperados com magia e poções. Seus físicos ainda estavam muito além de uma pessoa comum, mesmo que estivessem deteriorados. Sem mencionar o fato de que poderiam se aprimorar com magia. Por exemplo, convocar algum Elementium do vento para cercar seus corpos instantaneamente concederia a eles uma agilidade igual à dos ladinos. Os campos de força defensivos ao redor de seus corpos também os mantinham a salvo de ataques furtivos.

O Pó Repelente não era onipotente.

Sempre havia algumas criaturas estranhas que eram imunes aos seus efeitos. Esses seres foram capazes de se esconder dos exploradores e atacavam quando finalmente estavam ao alcance.

Fila, a Arqueira, guardou seu arco longo e em vez disso sacou duas adagas. Ela usou suas lâminas afiadas para separar qualquer cobra venenosa e sanguessugas sugadoras de sangue que ousassem atacá-los. Neil, o Caçador de Quarta Classe, e os adeptos aprendizes saíram ilesos graças a ela.

Claro, os dois adeptos não precisavam de sua ajuda.

O decrépito Adepto Gargamel era como uma fonte horrível de veneno. Qualquer criatura que chegasse perto dele morria instantaneamente de veneno antes de derreter em uma poça de ácido.

Greem, que estava andando na retaguarda da formação, era ainda mais estranho de se ver.

Uma fraca barreira vermelha envolvia seu corpo. Isso reduziria a cinzas qualquer criatura que atravessasse sua barreira. Apenas uma pequena pilha de poeira cinza permanecia no chão.

Anel de Fogo!

Os aprendizes reconheceram a barreira. Eles não podiam deixar de lançar olhares de inveja para ele.

Se tivessem escolhido dominar os feitiços de fogo, também poderiam possuir essa brilhante e poderosa barreira de chamas após vários anos de estudo rigoroso. Embora possa levar muito tempo – às vezes até uma dúzia de anos – o Anel de Fogo era um feitiço que possuía capacidades ofensivas e defensivas. Valia a pena o esforço. No entanto, isso exigia que tivessem um talento excepcional no que diz respeito à sua afinidade com o fogo. Caso contrário, teriam que se preparar para passar uma eternidade tentando dominar o Anel de Fogo!

Sabrina se virou e deu uma olhada na facilidade de Greem na situação. A inveja em seu coração foi suficiente para afogá-la.

Greem era apenas um aprendiz intermediário quando partiram juntos para uma missão na Caverna Subterrânea. A maior parte da atenção de Sabrina estava na mais atraente da dupla – Mary.

Ela nunca esperou que isso acontecesse em questão de apenas dez anos. Greem se transformou em um adepto aterrorizante que todos deveriam temer e respeitar. Enquanto isso, ela ainda estava presa no nível de pseudo-adepto. Além disso, ela estava envolvida em uma conspiração contra ela que poderia muito bem significar o fim de sua vida.

Vale a pena lamentar as maneiras bizarras que as coisas aconteceram!

Céus. O que fez com que dois indivíduos de posições diferentes tivessem seus destinos, identidades e status social completamente invertidos? Seria porque ela não era teimosa o suficiente em sua busca pela magia? Ou era uma piada e o destino estava brincando com ela?

Os pensamentos fora de controle perturbaram Sabrina, e suas feridas começaram a doer novamente.

Sabrina suspirou melancolicamente enquanto puxava uma bolsa de água preta e tomava um gole.

Não era água que ela bebia, mas um agente reconciliador de órgãos fedido e viscoso!

Construções mecânicas estranhas já haviam substituído a maioria de seus órgãos humanos. Sem um coração mecânico para sincronizar e reconciliar essas partes mecânicas com seus sistemas biológicos originais, elas estavam fadadas a se contradizer e colidir umas com as outras.

Consequentemente, ela tinha que beber diariamente esse ‘Óleo de Motor’ que agia como um agente regulador. Era a única maneira de atrasar o conflito que se abateu sobre seu corpo.

Isso também fazia parte da dor de ser um aprendiz que trilhava o caminho de um adepto mecânico!

Depois de quatro cansativas horas de caminhada, o grupo parou em um pequeno penhasco com quinze quilômetros de profundidade na Floresta Negra. Eles começaram a preparar um acampamento para esta noite.

Ainda faltavam duas horas para o anoitecer, mas não era fácil encontrar um lugar abrigado como aquele. Para evitar a situação embaraçosa de não conseguir encontrar abrigo, Love decidiu parar por aqui. Ele pediu permissão a Greem e começou a montar uma barraca.

Afinal, este era o primeiro dia da expedição. Antes que a equipe pudesse se familiarizar e aprender a cooperar, era melhor economizar energia para lidar com qualquer imprevisto.

A diversidade de espécies animais na Floresta Negra e as hordas de criaturas mágicas também foram uma experiência reveladora para Greem! Esta expedição foi a primeira vez que se aventurou tão profundamente na Floresta Negra.

Coelhinhos saltitantes e porquinhos-da-índia eram as presas favoritas dos caçadores fora da Floresta Negra. Eram alvos fáceis. No entanto, aqui, era quase como se um Feitiço Berserking tivesse sido lançado sobre essas criaturas inofensivas. Eles cavaram buracos no chão e atacaram imprudentemente o grupo.

Greem tinha visto pessoalmente como podiam ser assustadores. Os coelhos ‘Moles’ foram capazes de deixar marcas de garras distintas no escudo de metal de Love com cada golpe. Os dentes afiados dos porquinhos-da-índia até deixaram marcas de mordida na espada longa de Love.

Greem tinha visto o que estava acontecendo em seus corpos. Seus espíritos eram caóticos e furiosos, enquanto uma confusão turbulenta de energia mágica se espalhava dentro de seus corpos.

De vez em quando, até encontravam pequenas criaturas que podiam liberar lâminas de vento, bolas de fogo e espinhos de terra. Não estava fora de questão que evoluíssem e se tornassem criaturas mágicas com poderosos poderes mágicos se tivessem tempo suficiente.

Ainda assim, a maioria dessas criaturas provavelmente morreria pela combustão de energias caóticas dentro de seus corpos!

Era evidente que a energia mágica densa e onipresente da Floresta Negra estava influenciando seu comportamento!

A Floresta Negra era como um extenso laboratório de experimentos mágicos. Qualquer criatura que recusasse ou não pudesse ser transformada pela energia mágica morreria pelo poder excessivo. Apenas aquelas criaturas mágicas que sobreviveram ao surto de magia tinham o direito de sobreviver neste lugar.

A ‘Espaciologia’ e o ‘Guia de Criaturas Mágicas’ armazenados no chip de Greem precisavam de severas correções e adendos. A cada momento, havia mais e mais criaturas mágicas únicas desconhecidas do mundo nascendo na vasta e ilimitada Floresta Negra. Elas também estavam retornando ao abraço da terra através de suas constantes disputas e lutas pela sobrevivência.

Foi por meio desse processo que todos aqueles fatores súbitos e instáveis, bem como as variáveis ​​desconhecidas, foram absorvidas e eliminadas. Apenas as mutações mais dominantes e estáveis ​​poderiam sobreviver e se tornar uma nova espécie como parte da Floresta Negra.

E a causa desse ciclo foi essa floresta eternamente incompreensível! A Floresta Negra!

Enquanto todos estavam ocupados juntando lenha, montando barracas, encontrando água e caçando para o jantar na base do penhasco, Gargamel arrastou Greem até o topo do penhasco. Ele então pegou uma ferramenta mágica que se assemelhava a uma bússola e silenciosamente começou a medir algo.

“Você tem certeza de que o espírito da floresta que você mencionou está por perto? Estamos bem perto da borda da Floresta Negra. Se ele tiver inteligência, nunca escolheria tal lugar para seu território!” Greem perguntou em dúvida.

Espíritos da Floresta.

Que tipo de criaturas mágicas eram esses seres?

A pergunta acabou de surgir na mente de Greem, e os dados armazenados no chip instantaneamente fluíram para sua mente.

Espíritos da floresta: Criaturas mágicas de atributos naturais que possuem inteligência. Uma espécie de planta mágica que surgiu quando a consciência da alma de uma criatura mágica comum, após a morte, se misturou com o espírito de uma árvore. Essa forma de vida era semelhante à da Flor Demoníaca que Greem encontrou na Caverna Subterrânea. No entanto, uma foi a criação coincidente da natureza, enquanto a outra era uma criação mágica de um adepto perverso.

Ainda assim, suas naturezas malignas eram as mesmas!

[Combo: 16/50]

Olá, eu sou o Otakinho2!

Olá, eu sou o Otakinho2!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥