Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: Otakinho 』

A Floresta Negra.

Era um nome aterrorizante no Continente Adepto, temido por muitos, dando receio na maioria.

Para um homem comum, a Floresta Negra era um nome que representava a morte e o caos. Se você folheasse as páginas da história do Continente Adepto, encontraria inúmeros exemplos sangrentos de por que esse era o caso.

Ano 13.179 da Era dos Adeptos. Todos os cento e vinte e três indivíduos em uma aldeia humana na fronteira oeste da área de Zhentarim desapareceram sem deixar vestígios. Investigações conduzidas por adeptos descobriram os rastros de Esfoladores Espirituais.

Ano 17.281 da Era dos Adeptos. Uma debandada de bestas mágicas devastou um assentamento humano recém-construído na região Nalan, nas Terras do Norte. Em questão de três dias, o número de mortos chegou a vinte mil, enquanto os desaparecidos e feridos eram muitos para se contar.

Ano 22.765 da Era dos Adeptos. Após a formação do Décimo Sétimo Exército Construtor, a União Prata começou a expandir seu território nas profundezas da Floresta Negra. As criaturas mágicas não foram muito receptivas e inúmeras baixas se seguiram.

……

……

Apenas uma olhada na história mostra que toda a humanidade tinha um medo e respeito naturalmente instintivos pela Floresta Negra.

A floresta era um tesouro cheio de recursos e a fonte do caos onde os monstros se reuniam.

Viver ao lado dessas criaturas mágicas era andar no fio da navalha. Todos os dias e todas as noites as pessoas se preocupavam com uma debandada repentina ou um ataque inesperado de monstros perdidos. Aqueles que nunca experimentaram por si mesmos nunca entenderiam o que significava levar uma vida assim.

O povo de Pinecone se amontoou dentro de seus muros. Ninguém ousava dar um passo além da única coisa que os mantinha seguros. Os coitados até formavam grupos quando iam apanhar lenha durante o dia. Ninguém permaneceu em Pinecone por mais de cinco anos.

Os pioneiros da Vila Pinecone, aqueles que chegaram primeiro aqui, foram todos devorados pela Floresta Negra, um após o outro.

A maior população entre os forasteiros reunidos em Pinecone eram os mercenários e aventureiros que procuravam ganhar a vida. Claro, também havia os adeptos aprendizes que estavam aqui para procurar materiais.

Essas pessoas aceitavam pedidos para ganhar moedas de ouro e cristais mágicos e passavam a maior parte do tempo na floresta próxima. Eles procuraram por plantas mágicas únicas, capturaram bestas mágicas com carne deliciosa ou investigaram e exploraram certas áreas. Não importava o que fizessem. Tudo que obtiveram arriscando suas vidas e derramando seu sangue aparecia nos laboratórios dos adeptos ou eventualmente em suas mesas de jantar. Tudo isso em troca de dinheiro.

…………

O grupo começou no início da manhã.

Eles avançaram sob as finas névoas do amanhecer, envoltos em roupas e mantos grossos, passando pelos portões estreitos de Pinecone e desaparecendo na floresta.

O trecho inicial da mata era como qualquer outra mata.

Um grande penhasco marrom se erguia no meio das infinitas árvores verdes. O penhasco ficava sozinho entre as árvores como um rei orgulhoso olhando para seus súditos. Nuvens brancas e névoas vagavam ao redor do penhasco.

O topo do penhasco era plano e coberto de musgo preto e marrom.

Uma brisa soprou pela floresta e fez com que as árvores ondulassem com o vento. Cantos e gorjeios soaram no ar enquanto um bando de pássaros azuis perseguiam uns aos outros pela floresta e voavam para longe.

Verde era tudo que você podia ver ao caminhar por uma floresta como esta. Flores verdes, grama verde, videiras verdes e troncos de árvores antigas que estavam acinzentados com o tempo.

Vida! O lugar pulsava com vida!

Não estava muito claro nesta floresta silenciosa. Ramos crescidos, videiras e raízes estavam por toda parte. Era quase impossível avançar por uma floresta como essa sem a ajuda de um guia que conhecesse a geografia.

Love, O Espadachim agora estava encarregado de abrir um caminho para o grupo. Ele carregava um escudo redondo nas costas enquanto brandia uma machadinha afiada. Ele cortou todas as videiras e espinhos que obstruíam e mal conseguiu criar um caminho. Permitia que uma pessoa passasse se fosse de ladinho. O grupo avançou lentamente.

As roupas macias e delicadas que os adeptos mais gostavam de usar eram inadequadas para viajar por florestas primitivas como esta. Os galhos e espinhos que cruzavam seu caminho poderiam facilmente rasgar suas roupas. Assim, mesmo os adeptos e aprendizes não tinham escolha a não ser usar um manto grosso sobre suas vestes para evitar tropeçar em suas roupas e cair em um galho.

Esses adeptos que sempre se esconderam em suas altas torres e laboratórios secretos não tinham nada de sua arrogância e mistério habituais quando se aventuravam na floresta. Mesmo uma inclinação comum era um enorme obstáculo em seu caminho.

Eles tiveram que ter alguém puxando com uma corda de cima, enquanto outra pessoa empurrava de baixo para levar o fraco e frágil Gargamel até um pequeno penhasco de três metros.

Por outro lado, Greem exibia um corpo robusto que não era mais fraco que Love. Ele não apenas foi capaz de caminhar pelos caminhos irregulares como se fossem planos, mas também foi capaz de manobrar seu caminho através de penhascos e rochas rapidamente. Ele era quase tão ágil quanto Rhodes, o Caçador de Terceira Classe.

Gargamel não pôde deixar de sentir inveja do corpo musculoso de Greem. Mais de uma vez, Greem pegou Gargamel salivando enquanto olhava para ele!

Na verdade, qualquer adepto recém-avançado possuía um corpo com uma força que poderia rivalizar com um lutador, agilidade que poderia derrotar um ladino e reações rápidas como as de um arqueiro. No entanto, longos períodos negligenciando seus corpos, juntamente com a corrosão de materiais mágicos nocivos, fizeram com que seus corpos se deteriorassem rapidamente. Foram poucos os adeptos que conseguiram se manter em forma.

Foi por isso que Gargamel não se surpreendeu com o físico extraordinário de Greem. Na verdade, revelou uma expressão de contemplação e reminiscência.

Em um passado distante, ele também possuía um corpo excepcional assim!

Naquela época, foi capaz de avançar durante a noite, lutando e trabalhando incansavelmente sem parar. Infelizmente, a passagem do tempo e a corrosão das energias mágicas transformaram tudo isso em passado. Agora, ele era apenas um velho que não parecia melhor do que um fantasma faminto!

Dito isso, sua poderosa energia mágica ainda o tornava um respeitável adepto temido por meros mortais. Se ele decidisse ir com tudo, massacrar Pinecone não seria uma tarefa difícil.

Infelizmente, seus poderes impressionantes não tinham muito valor na Floresta Negra!

Não era difícil para os adeptos convocar servos voadores e poupar-se da árdua e cansativa tarefa de caminhar pela mata, principalmente com todos os truques que tinham ao seu dispor.

No entanto, era melhor manter tais pensamentos apenas na cabeça e nunca tentar colocá-los em prática. Caso contrário, uma morte horrível os aguardaria!

Voar sobre a Floresta Negra pode parecer uma boa ideia, mas mesmo determinar sua localização era quase impossível.

Aqueles que nunca subiram aos céus nunca entenderiam a dor de se perder na Floresta Negra.

Ao voar no céu azul com uma extensão infinita de montanhas e florestas abaixo, você poderia determinar a direção, mas nunca seria capaz de encontrar seu destino. A Floresta Negra tinha facilmente centenas de milhares de quilômetros de largura. Tentar calcular sua posição com algo como um marco era uma mera piada quando a única coisa que existia era um mar infinito de árvores.

O ambiente de alta magia da Floresta Negra também fez com que a maioria dos feitiços de detecção e adivinhação se tornassem ineficazes. Até a Varinha da Profecia não era confiável neste lugar. Na maioria das vezes, isso o levaria direto para a toca de um monstro, em vez de um local seguro.

Além disso, voar no céu era ótimo, mas também o tornava um alvo fácil para algumas poderosas criaturas mágicas.

As criaturas da Floresta Negra eram notavelmente territoriais. Tudo bem se você conseguisse se esgueirar pelos limites do território deles sem que descobrissem. Mas se você fosse idiota ao ponto de voar acima de suas cabeças…

O único resultado seria eles usarem seus ossos para decorar suas tocas!

Este trecho de floresta de cinco quilômetros foi apenas uma pequena tentativa em comparação com o que estava por vir.

O verde da floresta foi ficando cada vez mais escuro conforme se aprofundavam na Floresta Negra. Assim que ultrapassaram a marca dos cinco quilômetros, tudo diante de seus olhos parecia completamente diferente. Era quase como se tivessem entrado em um mundo totalmente diferente.

Olhando para cima, descobriram que os céus estavam obscurecidos pelas copas escuras, como o céu noturno cheio de manchas no lugar das estrelas.

As folhas negras se sobrepunham umas às outras e escondiam o céu de vista. Conseguiu criar uma cortina de escuridão mais profunda que a noite. As estrelas brilhantes eram fracos pontos de luz azul que brilhavam em toda a floresta como vaga-lumes. Essas luzes eram o que davam ao ‘céu noturno’ sua estranha e bela aparência.

Além do belo ‘céu noturno’, a atmosfera da Floresta Negra também parecia excepcionalmente elegante.

O cheiro das flores encheu a floresta. A grama jovem e verde que ia até o tornozelo cobria o chão. Pisar na grama era como pisar no mais delicado dos tapetes de veludo. Era tão macio que dava vontade de deitar no chão e rolar.

Cada trecho da Floresta Negra tinha um estilo e uma atmosfera únicos.

Se a Floresta Negra nas Terras do Norte estava cheia de escuridão, malevolência e caos, então este trecho da Floresta Negra continha fantasia, elegância e maravilha.

Era quase como se Greem e seu grupo tivessem tropeçado em uma floresta mágica. Uma aura mágica saturava a área ao redor deles. Todo o lugar era incrivelmente bonito.

Para a maioria das pessoas no grupo, esta foi a primeira vez que viram algo tão fantástico e bonito. Por um momento, todos ficaram atordoados com o brilho de tudo isso. Mesmo Love e os aventureiros que passaram seus dias na Floresta Negra não puderam deixar de endireitar seus corpos, relaxar e contemplar esta cena maravilhosa diante de seus olhos.

Greem silenciosamente olhou para tudo na frente de seus olhos. Sua visão Elementium apresentou a ele um mundo completamente diferente do que os outros viam.

Traços e fios de energias mágicas fluíram pela floresta escura.

Era nutrição que nunca acabava. Um nutriente que alimentava e nutria continuamente o mundo diante dos olhos de Greem.

Na visão de Greem, cada folha de grama, cada pétala de flor e cada pequena criatura neste lugar mágico transbordava de magia. Partículas de Elementium encharcaram seus corpos.

Em sua visão, o vermelho representava o fogo, o ciano era vento, o marrom era terra, o verde era madeira, o azul era água e o roxo era alma e espírito. Camada após camada, remendo após remendo, pilha após pilha; as densas energias mágicas praticamente submergiram toda a floresta em um mar de Elementium.

Em um ambiente como esse, tudo podia acontecer. Desde que não fosse uma pedra, qualquer coisa seria capaz de desenvolver uma consciência própria. Mesmo formas de vida inteligentes que poderiam rivalizar com adeptos não estavam fora de questão.

A Floresta Negra. Na verdade, deveria ser chamada de Floresta Mágica!

Olá, eu sou o Otakinho2!

Olá, eu sou o Otakinho2!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥