Selecione o tipo de erro abaixo


『 Tradutor: Otakinho 』

Fandral era o druida de alto nível mais antigo, mais antigo e mais poderoso do Sonho Esmeralda.

Claro, ele também era um indiscutível Grande Druida de Quarto Grau.

Havia apenas dois Grandes Druidas de Quarto Grau entre todos os druidas no reino. Um deles era Fandral, o grande ancião do conselho dos anciãos. O outro era Dizenn, também um Grande Druida de grande aclamação e com muitos admiradores e seguidores.

Em comparação, druida mensageiro abençoado pelo próprio Yurga, estranhamente, só tinha o poder de um Terceiro Grau. O mensageiro não era o indivíduo mais forte entre os druidas.

Por um lado, isso tinha a ver com que não era fácil encontrar e cultivar um mensageiro que fosse compatível com o poder de origem de um Deus. Por outro lado, também se devia à maneira livre e natural de fazer as coisas em que os druidas acreditavam.

Se fosse o panteão humano, abririam definitivamente o caminho para seus mensageiros e os fariam completar sua jornada e treinamento na velocidade mais rápida. Dessa forma, alcançariam o auge de suas vidas o mais rápido possível e se tornariam potências de Quarto Grau.

Isso permitiria que ajudassem muito mais os deuses.

No entanto, os druidas acreditavam no caminho da natureza. Eles não gostavam de acelerar o crescimento forçando as coisas. Eles preferiram trabalhar lentamente e aprender o caminho de sua própria natureza através das trivialidades da vida cotidiana e do tempo que passam na natureza. O druida mensageiro anterior morreu de causas naturais há quatrocentos anos, e sua alma retornou ao carvalho. O druida recém-promovido, favorecido por Yurga, só então subiu lentamente ao nível de Terceiro Grau.

Provavelmente levaria no mínimo mais duzentos a trezentos anos de experiência antes que pudesse se transformar em um Grande Druida de Quarto Grau.

“Fandral, desejo ver o Lorde Yurga!” Mesmo já sendo uma Deusa Verdadeira, a Deusa do Luar ainda era tão respeitosa quanto uma elfa comum em busca de orientação diante do servo de Yurga.

“Minhas maiores desculpas, Srta. Meve!” Fandral balançou a cabeça se desculpando: “Lorde Yurga caiu em um sono profundo. É improvável responder a qualquer chamado do mundo exterior nos próximos trezentos a quatrocentos anos.”

Foi um enorme efeito colateral deixado pelo caminho de Yurga para a divindade.

Na verdade, Yurga, o Coração da Floresta, era uma criação divina formada pela força vital da ilimitada Floresta Fantasia e pela alma daquele lendário Grande Druida. Embora a fé dos druidas o sustentasse, a maioria de sua fé ainda vinha da vasta Floresta Fantasia.

Se Yurga se comportasse muito ativamente e se movimentasse com muita frequência, esgotaria a força vital e a vivacidade da própria Floresta Fantasia. Se escolhesse dormir profundamente, então poderia reduzir a demanda de seu enorme reino divino e o tributo sobre a grande floresta. Era benéfico para o desenvolvimento e fortalecimento da Floresta Fantasia.

Assim, Yurga desenvolveu o hábito de ocasionalmente se esconder em algum lugar da Floresta da Fantasia e cair em um sono muito profundo. Nesse estado, não responderia mais às orações e desejos de seus seguidores druidas, bem como de todas as outras criaturas naturais.

Como tal, este druida favorecido tornou-se indiretamente o mensageiro mais azarado.

Não só eram frequentemente incapazes de encontrar o seu próprio Deus, como a maioria dos desejos e orações que enviavam também desapareciam como uma pedra afundando no fundo do oceano. Não haveria resposta alguma. No entanto, felizmente, os druidas eram conhecidos como os filhos da natureza da Floresta Fantasia. Eles poderiam receber passivamente a nutrição da alma e o reabastecimento de sua magia da própria floresta.

Além disso, a própria Floresta Fantasia parecia ser capaz de responder às necessidades de poder divino do druida mensageiro. Embora o mensageiro não pudesse desperdiçar seu poder como os outros mensageiros, a floresta parecia responder a todos os chamados por poder. A eficácia e a força do poder divino fornecido pela floresta também eram muito bem avaliados, mesmo entre todos os mensageiros.

Mesmo a Deusa do Luar não pôde deixar de mostrar um sorriso fraco e amargo ao ouvir que o Coração da Floresta havia caído em seu sono habitual.

Assim como a Deusa do Luar esperava retornar de mãos vazias, o aparentemente monótono Grande Druida Fandral respondeu com um sorriso: “Srta. Meve, não há necessidade de se preocupar! Lorde Yurga pode estar dormindo, mas deu uma ordem direta antes de seu sono. Nós, da Conclave Druida, devemos ajudá-la com todo o nosso poder. Se você tiver qualquer problema, a Conclave Druida estará disposta a compartilhar esse fardo!”

“Sério?” Neste momento, até a Deusa do Luar ficou excepcionalmente feliz.

Quase quarenta a cinquenta por cento dos druidas do reino escolheram se juntar ao exército dos elfos. Eles constituíam o esteio dos conjuradores nos vários exércitos de elite dos elfos. Além desses druidas, outros dez a vinte por cento dos druidas optaram por explorar e vagar livremente pelo continente. Eles levavam vidas de eremitas e participavam raramente de assuntos mundanos. Quanto aos restantes trinta a quarenta por cento dos druidas, eles se reuniram fortemente em torno do conselho de anciões. Eles formaram a Conclave Druida, uma estranha força armada religiosa.

E quem saberia? Esses druidas que estavam dispostos a se juntar a Conclave Druida eram todos especialistas em algumas de suas especializações específicas; muitas vezes a nata da colheita. Até mesmo o reino tinha que ocasionalmente convidar mestres da Conclave Druida para servir como instrutores para os druidas do exército.

Foi por isso que a Conclave Druida do Sonho Esmeralda estava repleto de indivíduos talentosos e era tão estimada em Garan.

Após obter a afirmação do Grande Druida, a encarnação da Deusa do Luar Meve ficou cada vez mais animada. Ela imediatamente arrastou Fandral para um lado para discutir a questão de exterminar aquele grupo de adeptos do mal.

Logo, a conclave de druidas que chegava a duzentos homens juntou-se ao lado do Templo do Luar. Eles começaram a trabalhar em cooperação com os crentes da Deusa para procurar vestígios daquele grupo de bruxas malvadas.

…………

Neste momento, os responsáveis ​​por todo o mal e o seu navio voador gravemente danificado já tinham chegado à sua ilha isolada, tendo arrastado o seu casco destruído por todo o oceano.

Este lugar também tinha acabado de passar por uma guerra e estava passando por um longo e desafiador processo de recuperação.

Quando Greem tirou as bruxas do navio voador, a primeira coisa que viram foi um campo de batalha sangrento, devastado e cheio de cadáveres. Os corpos de criaturas estranhas podiam ser vistas em todos os lugares entre as rochas negras e irregulares.

Na verdade, eram cadáveres de guerreiros do mar!

Pele enrugada nojenta e escamas finas cresciam por todos os corpos desses guerreiros do mar mortos. As superfícies de seus corpos também estavam cobertas por uma camada de lodo escorregadio.

Eles tinham cabeças longas e estreitas e corpos humanoides, mas as extremidades de seus quatro membros, assim como grande parte de seus corpos, ainda estavam cobertas por escamas de peixe. As pernas abaixo dos torsos também pareciam ter evoluído a partir de algum tipo de nadadeira. Suas pernas eram moles e macias, sem a força e a agilidade das criaturas terrestres reais. No entanto, ainda conseguiram sustentar seus corpos feios e nojentos.

Sua aparência compartilhava algumas semelhanças com os Murlocs do pântano que Greem tinha visto em Lance. No entanto, os Murlocs evoluíram para se parecerem muito mais com os humanos, enquanto esses guerreiros do mar ainda carregavam claramente sinais de criaturas marinhas em seus corpos.

Greem virou os corpos de alguns guerreiros do mar e descobriu que a maioria deles havia morrido por balas de metal que perfuraram seus corpos. Os corpos eram extraordinariamente flexíveis e protegidos pelo líquido defensivo. Esses foram os pré-requisitos que lhes permitiram desembarcar.

Correspondentemente, seus corpos eram excessivamente macios e as escamas que protegiam seus corpos eram excessivamente finas. Não havia como resistir aos ataques de armas pesadas. Ignorando as balas de metal das máquinas mágicas com todo o poder cinético por trás delas, até mesmo algumas pequenas pedras jogadas em sua direção poderiam causar danos físicos decentes aos seus corpos.

Greem balançou a cabeça e suspirou enquanto investigava regularmente as estruturas internas dos corpos dos marinheiros com a varredura e a visão de raio-x do Chip.

Essas criaturas estavam qualificadas para serem guerreiros com tais condições corporais?

Suas pernas estavam moles, fracas e não conseguiam correr rápido. Elas não estavam equipadas com nenhuma armadura ou arma resistente. Greem viu apenas algumas lanças rústicas feitas de coral afiado nas laterais dos guerreiros marinhos mortos. Esses guerreiros do mar provavelmente só poderiam obter a vitória através dos números!

Como esperado, quando Greem se levantou e deu uma olhada nos mares ao redor da ilha, ele viu muitos cadáveres flutuando e criaturas marinhas selvagens nadando para devorar os corpos em decomposição.

Parecia que as criaturas haviam ficado chocadas com a enorme estrutura metálica do navio voador. O chilrear e o chamado dos mares pararam de repente. Os olhos aguçados de Greem até viram as silhuetas de muitos guerreiros do mar voltando secretamente para águas mais profundas.

Para os humanos, os céus eram um lugar misterioso que não podiam esperar alcançar. Para o Império Oceânico e as criaturas marinhas, a terra era o “céu” que não podiam esperar alcançar! Quanto ao verdadeiro céu? Era como o céu acima do céu. Era um domínio aterrorizante no qual nem ousavam pensar.

Os nobres ou conjuradores do mar podem ter algum pequeno traço de ganância, ou desejo por terra. No entanto, a maioria das formas de vida marinhas inteligentes não ousava ter um pingo de pensamento malicioso em direção ao céu! Eles só tinham respeito por isso.

Assim, não havia nada além do medo e do respeito que as criaturas marinhas sentiam por uma enorme montanha de metal que podia atravessar livremente os céus.

Greem havia organizado outro guerreiro mecânico mágico para ficar na ilha – o Bomberman Goblin. Também estava encarregado de um pequeno esquadrão de máquinas mágicas.

Greem imediatamente ouviu um relatório de situação mais abrangente do Bomberman ao retornar à ilha.

Após a descrição detalhada do Bomberman Goblin, Greem finalmente descobriu que a ilha havia sido atacada mais de uma dúzia de vezes pelo exército de criaturas marinhas nas duas dúzias de dias em que estiveram fora. Seu ataque em escala mais massiva possuía até vinte potências de Primeiro Grau que se juntaram a eles.

É claro que essas potências marinhas estranhas, porém grotescas, foram todas derrotadas sozinhas pelo Bomberman, que tinha o poder de um pseudo-Segundo Grau. Depois de matar cinco potências do povo do mar (incluindo dois no Segundo Grau), o povo do mar restante imediatamente se dispersou e fugiu. Eles não ousaram mais lutar com o Bomberman em terra.

Quando o Bomberman reportou a Greem, também enfatizou sua avaliação dessas potências marinhas. Havia apenas uma palavra para eles: fracos.

Apesar de acompanhar Greem em dois ou três planos, o recém-promovido Bomberman pode ter a força fundamental de Segundo Grau, mas ainda faltavam as habilidades interpessoais que o qualificavam totalmente como um Segundo Grau. Aos seus olhos, porém, essas potências de Segundo Grau de Faen não podiam nem se comparar aos adeptos de elite de Primeiro Grau do Mundo Adepto em termos de poder individual.

A fragilidade natural dessas criaturas as transformou em carne podre que poderia ser facilmente jogada e devastada quando se deparassem com a terrível máquina assassina que era o Bomberman Goblin. Suas lanças e facas de metal enferrujadas se estilhaçaram sob o corpo metálico inquebrável do Bomberman. Suas flechas de água fracas e impotentes explodiram em gotas de água no peito do Bomberman.

Um único Bomberman derrotou completamente as duas dúzias de potências do povo do mar. No final, não tiveram escolha senão dar meia-volta e correr depois de sofrerem perdas tão tremendas!

[Combo: 34/200]

Olá, eu sou o Otakinho2!

Olá, eu sou o Otakinho2!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥