Selecione o tipo de erro abaixo


A menina arregalou os olhos ao ver a cabeça decapitada do sacerdote.

— O que…! Quem é você? Quem se atreve a invadir o templo e cometer tamanha loucura!

‘Esta garotinha também consegue me ver.’

Com uma espada ensanguentada na mão, aproximei-me da garota.

— Você é um assassino? Veio me matar? Eu sou…

— Se agache.

Agarrei a garota pela cabeça e a empurrei para baixo, fazendo-a cair deitada.

Três figuras surgiram abaixo da grade e nas mãos dessas figuras encapuzadas havia bestas.

Acompanhadas por um barulho alto, três flechas foram liberadas.

Eu não era o alvo. Eles estavam mirando na garota, que estava deitada de bruços abaixo de mim, tremendo. Desviei as flechas que vinham em três direções diferentes com minha espada. Então, três adagas foram lançadas de ângulos diferentes. O alvo novamente era a garota. Usei meu escudo para afastar as adagas.

— O que no mundo…

— Fique quieta.

Olhei para as adagas espalhadas pelo chão do terraço. Um líquido arroxeado escorria de suas pontas. Elas pareciam estar envenenadas.

Os assassinos disparam adagas semelhantes mais uma vez.

Zing!

Naquele momento, uma flecha perfurou a cabeça de um dos assassinos.

Aproveitei a oportunidade e me aproximei daquele que estava mais próximo de mim. Ele brandiu sua adaga envenenada, da qual eu facilmente evitei antes de enfiar minha espada profundamente em seu peito.

O último assassino estendeu a mão direita para mim.

Click.

Um som mecânico veio de dentro de sua manga e uma lâmina oculta foi disparada. Eu a bloqueei com meu escudo.

Eles eram habilidosos em truques, mas suas proezas de combate eram mais fracas que as de um cavaleiro.

Enquanto o assassino se preparava para atirar uma adaga na garota, uma sombra desceu de cima e o atingiu.

A lâmina dessa pessoa brilhou antes que o sangue jorrasse da garganta do assassino.

Edis virou a adaga ensanguentada na mão.

— As paredes eram muito altas, tive dificuldade em escalá-las.

— E quanto aos outros?

— Havia mais dois. Eu lidei com eles.

Edis embainhou a adaga e olhou para a garota deitada no chão.

Eu perguntei: — Você a conhece?

— Hmm, acho que já devo tê-la visto em algum lugar…

— Quem são vocês? — A garota perguntou com uma expressão assustada.

‘Esta garotinha é o alvo que precisamos proteger.’

É a única que pode nos ver que não é um inimigo.

A situação ficou clara à primeira vista.

Se eu tivesse chegado um pouco mais tarde, a garota teria sido despedaçada pela flecha mágica do sacerdote, na frente de todos na praça. Os assassinos que apareceram posteriormente também tinham claramente como alvo a garota.

Olhei para o terraço abaixo.

Devido à transmissão ao vivo da tragédia, o caos irrompeu em toda a praça.

Os soldados que estavam fora da praça correram em direção ao templo. O portão anteriormente trancado foi arrombado.

— Este não é um lugar onde pessoas como você deveriam entrar casualmente. Volte imediatamente… Ugh!

Uma flecha atingiu o chão ao lado da garota.

Arqueiros das janelas do segundo andar de um prédio próximo de dois andares miravam em nós.

Eu ri um pouco e disse: — Tem certeza que quer que voltemos? Se formos, você vai morrer.

— O que no mundo…

— Seja breve. Não temos tempo.

Eu desviei as flechas que chegavam com meu escudo.

— Se você quer viver, venha conosco. Caso contrário, morra ali mesmo.

— …

— Sim ou não. Não desperdice palavras. Sua resposta?

A garota olhou para os corpos espalhados pelo chão, alternando entre Edis e eu, depois fechou os olhos com força antes de dizer:

— …Eu irei.

【Missão concluída!】

NPC especial Priasis Al Ragna juntou-se ao Grupo 1!


< O tipo de missão foi alterado. >

Tipo de Missão – Fuga.

Objetivo – Fujam da cidade escoltando o alvo!

‘Agora devemos fugir.’

O objetivo da missão foi atualizado como eu estava esperando.

Eu disse à garota: — Tudo bem. agache-se perto da grade. Não saia até que eu diga.

A garota se abaixou profundamente atrás da grade.

Peguei uma besta ao lado de um dos corpos do assassino. Havia uma aljava cheia de flechas próxima a ela.

— Edis, prepare-se para descer.

— E você?

— Vou mantê-los sob controle.

Eu me protegi atrás da grade e mirei nos arqueiros. Puxando o gatilho, uma flecha disparou e atingiu um arqueiro no torso. Um acerto. Foi o meu primeiro, mas não foi difícil.

Comecei a atirar nos arqueiros do outro prédio.

Edis retirou uma corda longa e fina da bolsa do cinto. Criou um laço com a corda e depois o pendurou na parte saliente do corrimão, deixando-a pendurada.

Esta corda foi feita com os tendões da Rainha da Floresta1 e era tão forte que poderia facilmente suportar o peso de uma pessoa.

Colocando uma flecha na besta, falei para a garota: — Você já escalou uma corda?

— O que você está falando?

— Se você não sabe como, segure-se em mim. Se você cair e se machucar, será um incômodo.

Quando atirei no terceiro arqueiro com a besta,

Jenna, Aaron e Eolka se juntaram a nós. Suas roupas estavam manchadas de sangue.

Jenna falou ansiosamente: — Irmãozão, não temos tempo! Os soldados estão vindo de baixo.

— Eu não preciso que você me diga. É por isso que estamos nos preparando. — Apontei para a garota que estava nos observando com desconfiança. — Observem-na de perto. Esta pequenina é nosso alvo a ser protegido.

— Eu não sou pequena.

— Como podem ver, ela fica chateada se você a chama de pequena.

Jenna e Aaron olharam para a garota e assentiram.

No entanto, a surpresa brilhou nos olhos de Eolka.

— Essa pessoa é…

— Não importa quem ela é.

— Mas é surpreendente vê-la aqui…

— Quem é você? Você me conhece?

— …Estamos com pressa no momento.

Soltei a besta.

Jenna estava assumindo meu papel de suprimir os inimigos. Com seus disparos muito mais rápidos e precisos, os arqueiros do prédio caíram um após o outro.

— Ouçam. A partir de agora, desceremos nesta corda e encontremos uma rota de fuga.

— Eu conheço um caminho. Há menos soldados à esquerda. O caminho é complexo, o que facilita nós nos escondermos.

— Então iremos nessa direção. Alguma objeção?

Todos os três balançaram a cabeça.

— Eolka, crie uma parede de chamas. Evite que os inimigos se aproximem.

— Entendido.

— A ordem de descida: Edis, Aaron, eu, Eolka e, por último, Jenna.


  1. Uma dos chefes das masmorras diarias[]
Picture of Olá, eu sou o Nimsay!

Olá, eu sou o Nimsay!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥