Selecione o tipo de erro abaixo


Combo 69/115


“Almirante Amyrius Rieveldt… Um verdadeiro semideus…” Ao ouvir a revelação de Bilt, algumas palavras apareceram imediatamente na mente de Klein.

“Desculpe. Tchau!”

Gehrman Sparrow ergueu ligeiramente as sobrancelhas enquanto Bilt se apressava em explicar: — Isso não influenciaria a dificuldade da missão.

— Não há necessidade de ninguém exibir os poderes de um semideus durante toda a missão.

Ele limpou a garganta e forçou um sorriso.

— Para que a missão não seja tão difícil, Sua Excelência providenciou especialmente para que ele inspecionasse a base naval de Oravi por alguns dias. Dessa forma, ele não precisa ficar no quartel-general da Marinha do Mar Sônia Central, a Cidade da Generosidade, Bayam. Como tal, evitará o Rei do Mar Jahn Kottman e o governador-geral do Arquipélago Rorsted, George Negan. Ele evitaria a maioria dos subordinados com os quais está familiarizado e evitaria sua família que administra a propriedade da família ali. Ele também evitará sua amante, com quem está mais familiarizado.

— Isso quer dizer que você não precisaria enfrentar semideuses ou o teste das massas.

— Aqui estarão apenas três pessoas que conhecem Sua Excelência. O primeiro é o seu secretário, o tenente-coronel Luan. Ele pertence ao MI9 e está encarregado de monitorar Sua Excelência. Ele provavelmente usa muitos nomes e não tenho certeza de qual é seu nome verdadeiro. A segunda pessoa será a amante local que Sua Excelência tem aqui, uma bela mulher chamada Cynthia. Dizem que seu ancestral era um nobre antes de seu título ser retirado e sua família ser exilada aqui. A terceira pessoa é o governador-geral de Oravi, Aston Rieveldt, o irmão mais novo de Sua Excelência. Conde Rieveldt, da Câmara dos Lordes, é o irmão mais velho deles.

“Realmente não parece muito difícil. Além disso, meus resultados de adivinhação me dizem que não é muito perigoso…” Klein ficou em silêncio por alguns segundos antes de assentir gentilmente.

— Preciso de informações detalhadas sobre Amyrius Rieveldt.

— Já preparamos tudo. Esta é a fotografia dele. Estas são as descrições de quaisquer características únicas escondidas em seu corpo. Esses são os pontos únicos de seu sotaque. Estas são as palavras comuns que ele usa. Estas são as diferentes reações e atitudes que ele tem em relação a diferentes assuntos. Aqui estão as informações detalhadas sobre suas interações com Luan, Cynthia e Aston… — Bilt ficou encantado ao entregar todas as informações que recebeu do Almirante Amyrius Rieveldt.

Klein primeiro tirou a fotografia e viu um senhor de meia-idade com cabelos pretos e olhos azuis. Ele tinha um comportamento rígido e antiquado, e seu cabelo era muito mais volumoso do que o da maioria dos homens Loen.

Ele assentiu indiscernivelmente antes de olhar para cima.

— Sei que são muitas informações, mas acredito que dá para memorizar todas em dois dias. Você tem que ser muito profissional nesses assuntos… — Antes de Bilt terminar a frase, ele subconscientemente deu um passo para trás porque a pessoa diante dele não era Gehrman Sparrow, mas Amyrius Rieveldt! As vibrações rígidas e arrogantes que ele exalava não eram diferentes da pessoa real!

— Santo Senhor das Tempestades, isso é quase um milagre! — Bilt olhou-o de cima a baixo e não pôde deixar de ficar surpreso. — No entanto, você pode ser três centímetros mais alto. Suas pernas podem ser mais grossas. Mas está tudo bem, não há pressa. Sua Excelência chegará depois de amanhã com a Primeira Frota da Marinha Imperial no Mar Sônia Central. Ele inspecionará a base naval de Oravi pela manhã e participará de um banquete realizado no gabinete do governador-geral. Tenho um convite para isso e posso levar você até lá. Você pode observar as ações de Sua Excelência e a maneira como ele interage com diferentes pessoas de fora.

Enquanto falava, recebeu as 500 libras que Sothoth havia retirado do cofre. Ele entregou a Klein e disse: — Espero uma parceria agradável!

Klein pesou as notas em suas mãos e as estudou com alguns olhares antes de dizer: — Espero uma parceria agradável.

Backlund, Rua Williams.

Como membro discreto das Luvas Vermelhas, Leonard Mitchell encostou-se na parede externa de uma casa, aguardando o término do trabalho de investigação preliminar.

Ele estava com a perna direita ligeiramente levantada, apenas com os dedos dos pés apoiados no chão. Isso o fez parecer inconstante.

Depois de um tempo, viu seu companheiro retornar com uma expressão um tanto complexa. Ele estava animado, confuso, expectante e nervoso.

— Thomson, há uma conclusão? — O coração de Leonard agitou-se quando ele se inclinou com um sorriso.

— Sim, — Thomson assentiu e respondeu francamente. — Ambos os lados falaram a verdade. Eles não têm como mentir em seus sonhos.

Thomson, com seus cabelos ralos, usou novamente a cartola.

— Suas descrições são uniformes. Abaixo desta rua há uma ruína pertencente à Dinastia Tudor da Quarta Época. A entrada é mesmo aquela capela abandonada. Ninguém sabe se há outra entrada por enquanto.

— É mesmo… — Leonard não se aprofundou nos detalhes enquanto trocava algumas palavras antes de passar para o lado de fora. Mais uma vez, ele encostou-se na parede.

Ele olhou em volta e suprimiu sua voz.

— Velho, é nisso que você é bom.

— Há uma ruína da família Tudor escondida aqui.

Uma voz idosa soou em sua mente.

— Você está se tornando cada vez mais indelicado. Na nossa época, o desrespeito às pessoas de alto escalão implica ser transformado em sacrifícios vivos.

— Além disso, é impossível que haja apenas uma ruína da família Tudor em Backlund.

— Eles estão mentindo? — Leonard perguntou suavemente.

A voz idosa riu e disse: — Não, eles simplesmente não sabem o suficiente.

— Se minhas teorias estiverem corretas, esta ruína provavelmente pertence ao Império Unido Tudor-Trunsoest.

— O quê? — Leonard ficou atordoado.

Esta era uma dinastia antiga da qual ele nunca tinha ouvido falar antes.

A voz ligeiramente envelhecida riu.

— Que criança sem conhecimento. Depois que o Império Solomon foi destruído pela primeira vez, ele foi substituído pelo Império Unido Tudor-Trunsoest. Seu cônsul duplo governava todo o Continente Norte.

— Cônsul duplo… — Leonard ruminou sobre essa frase.

A voz ligeiramente envelhecida riu e suspirou.

— Nas ruínas subterrâneas, deveria haver 41 castiçais invertidos à esquerda e 40 à direita. Dois deles parecem pertencer ao trono de um gigante e… Heh heh. Pode ser onde Alista Tudor se tornou Imperador de Sangue.

Leonard franziu a testa ligeiramente antes de relaxar. Ele disse com um sorriso relaxado: — Deve haver muitos segredos escondidos aí.

— Claro, mas você não está qualificado para saber disso. — A voz ligeiramente envelhecida declarou.

Leonard curvou os lábios indiscernivelmente e disse: — O que se segue é a exploração das ruínas.

A voz ligeiramente envelhecida riu antes de ficar em silêncio.

Um minuto depois, Leonard viu o Arcebispo Santo Antônio e o Arcebispo Horamick da Igreja do Vapor encerrarem a conversa enquanto retornavam para suas próprias bases.

Imediatamente depois disso, Horamick ordenou que todo o pessoal da Mente Coletiva da Maquinaria saísse, deixando a área para os Falcões Noturnos da Igreja da Deusa da Noite Eterna.

“O que aconteceu?” Ao ver esta cena, Leonard ficou perplexo.

Naquele momento, todos os Falcões Noturnos ouviram a voz do Arcebispo Santo Antônio.

— Todos os Luvas Vermelhas, reúnam-se. Os outros Falcões Noturnos devem deixar o mundo dos espelhos. Encontre um motivo para evacuar todos os residentes da área e prometa-lhes uma compensação por suas propriedades.

— Depois que todos os moradores evacuarem, os Luvas Vermelhas e eu destruiremos essa ruína que vem de uma era maligna!

— A entrada é proibida. Ela será destruída diretamente!

— Que a Deusa abençoe a todos nós.

“Isso…” Leonard nunca esperou tal desenvolvimento.

Sete e meia da noite, no gabinete do governador-geral de Oravi.

Klein mudou para a aparência de Sothoth. Ele usava um fraque preto e uma gravata borboleta da mesma cor. Ele seguiu Bilt até o salão do banquete.

A temperatura lá dentro era como a da primavera. Um lustre gigantesco pendia do teto, e a luz brilhante das velas iluminava o terreno como se fosse dia.

No canto direito, havia músicos vestidos com coletes e gravatas-borboleta tocando uma música alegre. À esquerda havia mesas compridas. Por cima havia frango assado, foie gras frito, cordeiro estufado, ganso assado à moda de Backlund, lagostas Odora com manteiga e queijo e outras iguarias.

Apesar da distância, Klein ainda conseguia sentir o cheiro da fragrância. Ele planejava pegar um prato e enchê-lo de comida.

Nesse momento, Bilt puxou seu colarinho de maneira reservada. Ele inclinou a cabeça e suprimiu a voz.

— Lembre-se da etiqueta exigida por tais banquetes.

— Nosso objetivo atual é observar as ações de Sua Excelência, então bastaria tomar uma taça de vinho.

— Há champanhe enevoado aqui, vinho de uva Aurmir e vinho tinto de Southville, todos os álcoois famosos que raramente são vistos do lado de fora. Você pode beber um pouco, mas não muito. Temos que manter sobriedade suficiente. Sim, tente apenas seguir em frente ao beber.

Klein retraiu o olhar e assentiu.

Os dois pegaram uma taça de champanhe dourado, cujas bolhas minúsculas pareciam névoa, de um garçom de colete vermelho que passou por eles. Em seguida, seguiram em direção ao ponto alto do banquete, onde Amyrius Rieveldt estava vestindo seu uniforme azul-marinho de almirante.

Com a sua posição, eles naturalmente não tinham como se aproximar do almirante. Tudo o que podiam fazer era observar todas as suas ações a uma pequena distância.

“A figura de Amyrius é normal. Não parece tão adequado. Os cantos de sua boca caem um pouco, indicando sua idade real…”

“Ele não tem barba. Seus olhos azuis parecem esconder uma autoridade que não se pode rejeitar ou defender…”

“Seu uniforme de almirante azul escuro está bem engomado. Tem um cordão vermelho no ombro, que se une ao peito onde estão todo tipo de medalhas…”

“Suas mangas têm abotoaduras douradas, acentuando suas dragonas da mesma cor…”

“Suas dragonas são divididas em três partes. De dentro para fora, há uma coroa incrustada com rubis, o cetro e a espada cruzados, quatro estrelas feitas de diamantes…” Klein começou a examinar e usou seus poderes de Sem Rosto para memorizar todas as características detalhadas do almirante da marinha, bem como a atitude que ele usou quando conversando com pessoas diferentes.

Durante esse processo, apenas tomou um gole do champanhe enevoado e não apreciou seu sabor.

Depois de reunir todas as informações, Klein exalou e permitiu que sua mente descansasse.

O grande esgotamento de sua mente o deixou com fome. Por isso, colocou a taça de vinho na bandeja de um garçom de colete vermelho e planejou pegar um pouco de comida na longa mesa.

Neste momento, Bilt inclinou-se e disse: — Sua Excelência me deu o sinal. Iremos encontrá-lo em um local combinado.

— …

Klein desviou o olhar do frango assado e lançou um olhar frio para Bilt.

Bilt estremeceu ao se virar apressadamente, conduzindo Gehrman Sparrow da janela do chão ao teto para o jardim.

Depois de caminhar por quase um minuto pelo caminho isolado, ele fez uma pausa e apontou para o rosto de Klein.

— Você pode mudar para a aparência de Sua Excelência.

— Apenas finja que você é aquele vagabundo que contratamos antes que se parece com ele.

Klein assentiu gentilmente e estendeu a palma da mão para limpar o rosto.

Ele fez isso para esconder as gavinhas e grânulos nojentos que poderiam aparecer em seu rosto enquanto mudava sua aparência.

No momento em que baixou a palma da mão, Bilt viu um cavalheiro de meia-idade que se parecia um pouco com Amyrius Rieveldt.

— Muito bom. — Bilt deu alguns passos à frente e chegou à entrada de uma sala de artigos diversos. Ele estendeu a mão e abriu a porta destrancada.

Amyrius Rieveldt ainda usava o vistoso uniforme de almirante. Seu corpo estava de lado para a porta enquanto ele observava o jardim pela janela.

Neste momento, ele virou a cabeça e olhou para a pessoa que se parecia com ele.

A pressão indescritível e o poder fizeram Klein abaixar involuntariamente a cabeça.

O olhar de Amyrius Rieveldt não parou por aí enquanto se movia lentamente para Bilt. Ele disse, sem qualquer pingo de emoção: — Este não é o vagabundo que você mencionou antes.

— Ele é um Beyonder.

Picture of Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥