Selecione o tipo de erro abaixo


Combo 70/115


Ao ouvir as palavras descritivas de Amyrius Rieveldt, que não eram uma pergunta, a testa de Bilt instantaneamente começou a suar frio.

Ele ficou boquiaberto, esperando se explicar, mas finalmente caiu de joelhos e disse sob a pressão indescritível: — Almirante, Excelência, o vagabundo de antes morreu repentinamente de uma doença. Não tive escolha a não ser encontrar um aventureiro que pudesse mudar de forma.

Neste momento, Klein não estava muito nervoso. Isso porque Amyrius Rieveldt já o havia notado durante o banquete. Não havia razão para ele apenas reconhecê-lo como um Beyonder agora. Para ele, concordar com o encontro e não evitar diretamente o risco significava que não se importava com quem Bilt havia contratado.

“Não está nem um pouco preocupado? Esta é a confiança de um semideus; caso contrário, seu caminho Beyonder será capaz de evitar o desastre antes do tempo…” Klein levantou a cabeça com grande dificuldade enquanto olhava para o almirante da marinha ao seu lado.

— Muito forte, — comentou Amyrius Rieveldt sem expressão.

Ele continuou olhando para o ajoelhado Bilt e disse: — Não tente usar sua inteligência para me enganar.

— Uma pessoa comum e um Beyonder neste mundo são diferentes, e eu sou um seguidor da ordem, o que me permite ter certeza disso.

“Claro, é idêntico ao que está escrito nas informações. Este almirante tende a expor certas coisas. Eu tenho que lembrar deste ponto. Este é um estilo completamente diferente do meu e de Gehrman Sparrow…” Klein retraiu o olhar pensativo enquanto o lançava no chão como se não conseguisse suportar a pressão.

Amyrius Rieveldt deu um passo à frente.

— Mentir é o primeiro erro que você cometeu. Não ser cauteloso é o segundo.

— Um vagabundo que você gastou muito esforço para cuidar morreu de repente e, de repente, um aventureiro que pode se transformar aparece na sua frente. Você não acha que é uma coincidência?

“Sim, é uma coincidência…” Klein quase disse a mesma coisa.

Se não fosse por sua confirmação acima da névoa cinza, ele teria suspeitado se estava sendo manipulado por uma criatura lendária ou por um Artefato Selado de Grau 0.

As pupilas de Bilt se contraíram quando ele recuperou os sentidos.

Ele descobriu que, devido ao seu horror e medo, tudo o que pensava era agarrar-se à gota d’água para salvar vidas. Ele havia perdido a cautela trazida por sua experiência, não tendo considerado se a aparição de Gehrman Sparrow era uma coincidência ou não.

O vagabundo morreu repentinamente no dia em que chegou ao Bar Limão Doce! Quanto mais Bilt pensava nisso, mais se sentia como se tivesse caído em alguma armadilha elaboradamente planejada.

Enquanto Amyrius Rieveldt observava a expressão de Bilt mudar com esclarecimento e arrependimento, ele assentiu gentilmente e disse: — Meu pai, o falecido Conde Rieveldt, uma vez me ensinou isso.

— Ele disse para perdoar o primeiro erro de um subordinado.

— Bilt, você deveria estar grato por sua benevolência.

O humor tenso de Bilt diminuiu instantaneamente quando ele se sentiu extremamente comovido.

Ele pensou que Amyrius Rieveldt, que estava mais próximo de um deus do que de um homem, iria executá-lo imediatamente, para avisar todos os aventureiros que estavam sob seu comando. Quem diria que ele escolheria perdoá-lo.

— Excelência, eu… eu… — Bilt foi momentaneamente incapaz de formar uma frase.

Amyrius manteve a expressão severa e disse com uma voz profunda: — Há uma segunda parte do ditado que diz: castigue-os pelo segundo erro. Bilt, você sabe o que deve fazer no futuro?

O ajoelhado Bilt imediatamente endireitou as costas e pressionou o punho direito no peito esquerdo.

— Serei extremamente leal a você, Excelência!

Amyrius assentiu e virou-se para Klein.

— Qual o seu nome?

“Isso depende de qual identidade você está perguntando…” Klein satirizou interiormente e respondeu calmamente: — Gehrman Sparrow.

Amyrius Rieveldt de repente ficou em silêncio por dois segundos enquanto a atmosfera na sala parecia congelar.

Assim como Klein não pôde deixar de se sentir desconfortável, Amyrius finalmente disse: — Então é você.

“Excelência, parece que me conhece. Sou apenas um informante militar comum. Eu só troquei alguma recompensa através de você. Eu nem fiz nenhum pedido de reembolso…” Klein murmurou silenciosamente enquanto se sentia cada vez menos confiante.

Amyrius assentiu e disse a Bilt e Klein: — O plano prosseguirá normalmente.

— No entanto, precisamos assinar um contrato.

“Um contrato?” Klein resistiu à pressão com grande dificuldade enquanto levantava a cabeça para olhar para Amyrius.

Amyrius não deu mais explicações. Ele ergueu o papel e a caneta que havia preparado há muito tempo no parapeito da janela e escreveu algo nele.

Cada vez que ele fazia contato com sua caneta, um brilho dourado era emitido. A solenidade e a santidade faziam parecer que ele estava redigindo uma lei.

Klein estreitou os olhos lentamente enquanto sua visão ficava embaçada. Ele não pôde evitar abaixar a cabeça novamente.

Após um período de tempo desconhecido, Amyrius parou de escrever e pegou um pedaço de papel. Ele disse a Klein: — Assine seu nome no final.

— Se as condições não forem satisfatórias, você pode optar por não assinar.

“Você acha que tenho ou não tenho coragem de assinar?” Klein satirizou enquanto observava Bilt se levantar. Ele recebeu caneta e papel e entregou a Klein.

As condições no pedaço de papel eram poucas e simples. A maioria delas restringiu as ações de Gehrman Sparrow quando atuasse como Amyrius Rieveldt. Incluía, mas não se limitava a, expor voluntariamente quaisquer problemas, não usar sua identidade para se envolver em atos que fossem contraditórios de Amyrius, bem como não fazer qualquer contato íntimo com a Srta. Cynthia, etc.

“Achei que figuras tão importantes não se importariam com a castidade de suas amantes… Esse almirante é realmente um homem antiquado… No entanto, eu também não sou essa pessoa…” Klein escondeu sua curiosidade e perguntou como se fosse uma pergunta acadêmica: — E se a senhorita Cynthia decidir fazer contato íntimo comigo?

Nas entrelinhas, ele dizia que estar muito distante ou resistente tornava mais fácil para Cynthia perceber um problema. Ele estava perguntando como deveria equilibrar o ato.

— Está tudo bem, — disse Amyrius sem qualquer expressão. — Durante a vigência do contrato, você não terá nenhum desejo ou falta de capacidade para tal ao encará-la.

“Você pode fazer isso? Este contrato é bastante poderoso… Além de um contrato com criaturas do mundo espiritual, esta é a primeira vez que vejo outros contratos. Além disso, o primeiro usou o poder do Submundo. Este contrato é apenas entre duas partes… Este é o poder de um Beyonder Semideus ou do Almirante Amyrius? O caminho do Árbitro?” Klein deu uma olhada nas datas e descobriu que durava cinco dias.

“Ele está confiante de que retornará dentro de cinco dias ou seu nível só é capaz de implementar um contrato por cinco dias?” Klein leu as condições mais uma vez antes de pegar a caneta-tinteiro e escreveu o nome Gehrman Sparrow.

Com o caractere final escrito, ele viu as palavras no pedaço de papel emitirem um brilho dourado enquanto se condensavam em um brilho resplandecente.

Em meio ao brilho resplandecente, o pedaço de papel rapidamente se dissipou e desapareceu, como se tivesse se fundido com as regras do mundo.

Uma névoa cinza invisível e fraca ondulava suavemente ao seu redor enquanto Klein sentia claramente camadas de restrições indescritíveis colocadas sobre ele.

Essas restrições rapidamente se fundiram em seu corpo, tornando-se temporariamente uma só com seu Corpo Espiritual e sua carne física.

“A névoa cinza pode bloquear o azar e a boa sorte de fontes externas até certo ponto, mas é incapaz de proteger um contrato que assinei… Isso mesmo. Se pudesse bloqueá-lo, o contrato com o mensageiro não teria sido válido…” Klein olhou para Amyrius Rieveldt mais uma vez, esclareviso.

O almirante já havia convergido seu poder ao mostrar um amuleto de ouro escuro na palma da mão.

Nele estavam os símbolos e padrões mágicos que representavam a Espada do Julgamento. Todo o seu corpo era concentrado e sombrio, dando a sensação de que fazia parte de um códice.

— Este é um amuleto de alto nível usando meu sangue, um códice antigo da Quarta Época e o Artefato Selado Grau 0 da família real, — disse Amyrius calmamente. — Seu nome é Nona Lei. Quando é injetado com pequenas quantidades de espiritualidade, pode produzir um poder semelhante ao meu. Isso pode ser feito até mesmo por pessoas comuns. Sem isso, você achará muito difícil fingir ser eu.

“Na verdade, o poder que mostro disfarçado é apenas superficial. Geralmente é bom enganar os outros, mas uma vez que há necessidade de chocar e admirar qualquer subordinado, isso seria inútil…” Klein secretamente soltou um suspiro de alívio.

Amyrius continuou: — Com sua força atual, você deverá ser capaz de resistir ao seu uso.

— Através dele, você pode indicar uma restrição necessária ao alvo, fazendo com que ele fique em um estado extremamente desvantajoso.

— Dessa forma, mesmo que um semideus sondasse você, você será capaz de assustá-lo.

— Se nenhum acidente acontecer no final de tudo, e se você não tiver necessidade de usá-lo, então ele será seu.

— Pode ser usado por um ano.

Klein ficou surpreso antes de sentir uma forte sensação de prazer.

Ele finalmente teria outro amuleto de alto nível desde aquela época em que usou aquele que foi criado com o Emblema Sagrado do Sol Mutante.

Embora tal item tivesse uma limitação de tempo e fosse de uso único, a vantagem era que ele não tinha nenhum efeito colateral negativo. É claro que os requisitos rigorosos necessários para criar um tornaram-nos muito raros em número.

“Como esperado de um semideus. Ele é muito mais generoso que Bilt… Subornar um vagabundo e um aventureiro no nível de almirante pirata têm custos diferentes…” Enquanto Klein pensava feliz, silenciosamente estendeu a palma da mão e recebeu o amuleto de alto nível chamado Nona Lei.

Então, ele viu Amyrius tirar o cinto.

Após um breve silêncio, Klein manteve seu constrangimento sob controle enquanto tirava a roupa sem expressão no rosto.

Logo ele trocou de roupa com Amyrius e vestiu o uniforme azul-escuro engomado de almirante.

Depois de observar Amyrius e Bilt caminhando por um caminho isolado no jardim, Klein ajustou calmamente os botões e se virou para olhar a janela de vidro.

Sob a noite escura e o luar carmesim, a janela de vidro parecia um espelho. Refletia vagamente a aparência atual de Klein.

Ele tinha cabelos pretos bem penteados para trás, olhos azuis e profundos, bochechas levemente caídas, rosto sem barba e um comportamento antiquado e severo, tudo isso vestido com um traje azul escuro com cordão, medalhas e dragonas.

Klein contraiu os cantos da boca enquanto dizia silenciosamente para si mesmo: — De agora em diante, sou um almirante da marinha.

Picture of Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥