Selecione o tipo de erro abaixo

— Tenho que completar uma missão sozinho para me tornar um membro oficial? — Klein ficou surpreso. — Mas talvez nem tenhamos uma missão esta semana, e pode não ser tão simples.

“Isso não significa que levarei de um a dois meses para me tornar um Falcão Noturno oficial? Só assim terei um aumento de salário…”

O Velho Neil cheirou o café e lançou-lhe um olhar.

— É apenas um ritual entre os Falcões Noturnos. Afinal, estamos no auge do perigo Beyonder e não queremos que nossos companheiros ajam como crianças que precisam de cuidados constantes. Isso não afetará o salário que você receberá como membro oficial ou seus privilégios necessários para cumprir seu dever.

“Então é apenas um ritual para ganhar o reconhecimento dos outros Falcões Noturnos… Mas, Sr. Neil, por que você enfatizou que isso não afetaria meu salário como membro oficial… Eu deixei isso tão óbvio?” Klein tocou seu rosto e deu um sorriso envergonhado antes de perguntar: 

— Tem que ser uma missão do tipo Beyonder?”

— Esse deveria ser o caso, mas seu desempenho ontem foi mesmo excelente. Você engenhosamente matou um Beyonder que está pelo menos na Sequência 8. Acredito que Frye, Royale e o resto já o reconheceram. Portanto, Dunn pode apenas designá-lo para uma missão comum — disse o Velho Neil antes de suspirar de repente. — Você terá seu salário aumentado várias vezes. Eu nunca vou encontrar algo assim de novo na minha vida.

Klein riu enquanto levantava a questão sobre seu caminho de Sequência.

— Sr. Neil, você acha que a Sequência 8 do caminho do Vidente é Palhaço?

“Na verdade, pensando na descrição dos documentos confidenciais, parecia fazer sentido.”

“Uma classe boa em lutar com truques…”

— Não posso lhe dar nenhuma garantia, mas acho que é altamente provável. Em primeiro lugar, corresponde ao que está escrito nos documentos. Seu movimento ágil e estilo de batalha baseado em engano são pontos-chave. Em seguida, outros caminhos de Sequência têm situações semelhantes. Você conhece a Sequência 8 do caminho de Espreitador de Mistérios? — O Velho Neil perguntou com uma risada.

— Não, não está escrito nas informações fornecidas pela Igreja — Klein balançou a cabeça honestamente.

O Velho Neil riu um pouco antes de dizer: 

— Sou amigo íntimo de dois velhos da Mente Coletiva da Maquinaria. Eles mencionaram isso de passagem, como uma piada. A poção de Sequência 8 do caminho de Espreitador de Mistérios é Erudito de Combate1. Você ouviu isso? Erudito de Combate. Deusa, eu não gosto de combate corpo a corpo2. Isso não combina com a imagem de um Espreitador de Mistérios!

— Eu posso entender… Espreitador de Mistérios persegue os mistérios por trás das coisas. O combate corpo a corpo é um desses mistérios — disse Klein depois de pensar um pouco.

O Velho Neil terminou seu café moído. 

— Tudo bem, não vamos perder tempo. Vamos continuar nossos estudos de misticismo. Você ainda precisa entender muita magia ritualística. Você também precisa aprender a criar amuletos e encantamentos.

— Certo — Klein sentou-se e planejou sua programação para o dia.

“De manhã estudarei misticismo e lerei todos os tipos de registros históricos. Vou apresentar o pedido de compensação. Depois do almoço, vou praticar no Clube de Tiro. Em seguida, irei à Biblioteca Deweyville no Burgo Indus Dourado e verei se posso pegar emprestado a monografia e o diário correspondentes sobre o pico principal de Hornacis. Depois de fazer tudo isso, se eu tiver tempo, passarei um tempo no Clube de Adivinhação. Não posso relaxar na minha atuação.”

“Assim que o pedido de indenização for aprovado e eu receber o dinheiro, poderei comprar um terno novo a caminho de casa.”

“Sim… Vou solicitar os materiais amanhã de manhã e tentar fazer um amuleto protetor para afastar o perigo de Melissa e Benson.”

Em uma sala de jantar adornada com um lustre e decorações elegantes.

Alguns amigos estavam parabenizando Joyce Meyer por sua fuga do perigo e seu retorno a Tingen.

— Todos nós lemos as notícias. Apenas a descrição escrita foi o suficiente para me assustar — Um homem com uma barba curta no queixo disse com melancolia. — Joyce, eu não posso acreditar que você passou por tal provação. Saúde. A tragédia acabou agora, e a luz do sol brilha sobre nós. Exaltado seja o Vapor.

Joyce e sua noiva, Anna, levantaram seus copos e brindaram com seus amigos. Então, eles beberam o pouco de champanhe que lhes restava.

— Anna ficou extremamente preocupada. Suspeito que ela chorava todas as noites. Sempre que eu a convidava para um chá da tarde, ela estava distraída. Por sorte, você enfim voltou. Caso contrário, acho que ela teria falecido — Uma jovem, com um nariz pequeno e bonito e cabelos castanhos cacheados, falou a Joyce enquanto olhava para Anna.

— Se Anna passasse por algo assim, ficaria igual. Poderia estar em um estado ainda pior — Joyce lançou um olhar gentil para a noiva, que estava sentada ao seu lado.

Anna não estava acostumada a expressar suas emoções na frente dos outros. Ela olhou para o lado oposto da mesa e disse: 

— Bogda, por que você manteve a cabeça baixa o tempo todo? Eu posso sentir o quão terrível é o seu humor.

A jovem de nariz pequeno respondeu no lugar de Bogda.

— Bogda está doente. O médico disse a ele que havia algo muito errado com seu fígado. Ele só pode usar remédios para reduzir a dor, mas não tratar sua doença. Ele precisa passar por uma cirurgia.

— Deus, quando isso aconteceu? — Anna e Joyce perguntaram surpresos e preocupados.

Bogda era um jovem de cabelo curto, mas seu rosto estava pálido. Seus olhos vermelhos geralmente brilhantes foram substituídos por um brilho fraco.

— Aconteceu na semana passada. Como Joyce ainda não tinha voltado, pedi a Irene que não contasse a você — explicou Bogda com um sorriso triste.

Joyce perguntou calmamente: 

— Você já decidiu quando vai se submeter à cirurgia?

A expressão de Bogda mudou algumas vezes quando ele disse: 

— Não, ainda não decidi. Como você sabe, esses cirurgiões são quase açougueiros. O paciente é como um pedaço de carne em um bloco de corte, o que os faz pensar que podem cortar as pessoas como quiserem! Eu li muitos relatórios. Eles até usam um machado para amputação! Deus, suspeito que posso muito bem morrer na mesa de operação.

— Mas se você demorar mais, a cirurgia pode não ser capaz de salvá-lo — disse o homem de barba por fazer enquanto tentava persuadi-lo.

Nesse momento, Anna interveio: 

— Bogda, talvez você possa considerar fazer uma adivinhação. Se a adivinhação indicar que tudo correrá bem, prossiga com a cirurgia o mais rápido possível. Se o resultado da adivinhação for ruim, procure outros meios. Busque-os com a ajuda do adivinho. Conheço um verdadeiro e misterioso. Não, devo tratá-lo como um Vidente. Acredito que ele com certeza pode ajudá-lo.

— Sério? — Bogda voltou com uma pergunta, com clara dúvida. Seus outros amigos compartilhavam a mesma atitude.

— Sim — Anna assentiu sem hesitar. — Contratei seus serviços de adivinhação e, depois de adivinhar a situação de Joyce, ele me disse para voltar para casa. Seu noivo está em casa te esperando. Naquele momento, estava como todos vocês, cheia de dúvidas. Mas quando voltei para casa, realmente vi Joyce. Ele estava mesmo de volta!

— Posso testemunhar sobre este ponto — Joyce repetiu.

Ele não mencionou que tinha procurado a ajuda de Klein para interpretar seus sonhos. Isso porque a polícia o informou que Tris ainda não fora pego. Portanto, ele tinha que manter isso em segredo para evitar que a vingança fosse imposta a ele.

— Deus, isso é absolutamente inacreditável!

— Adivinhação é mesmo tão mágica?

Em meio às exclamações, Bogda pensou profundamente por um momento antes de dizer: 

— Talvez eu devesse fazer uma adivinhação. Anna, Joyce, vocês poderiam me dizer o nome e o endereço do Vidente?

Anna deu um suspiro de alívio e disse: 

— Você fez uma escolha muito sábia.

— Esse Vidente está no Clube de Adivinhação na Rua Howes.

— O nome dele é Klein Moretti.

Burgo Indus Dourado. Biblioteca Deweyville.

Klein usou a nota de apresentação da carta de seu mentor para solicitar com sucesso um passe de empréstimo.

Ao virar o pequeno cartão em sua mão, ele perguntou a alguns bibliotecários: 

— Vocês têm a Pesquisa das Relíquias do Pico Principal de Hornacis aqui? Foi publicada pela Companhia de Publicação de Loen.

Um bibliotecário respondeu de imediato: 

— Por favor, espere um momento. Deixe-me verificar os registros.

Ele se virou e olhou para as gavetas. Abriu a carta que correspondia a Hornacis e folheou um cartão cheio de palavras isoladas que seguiam uma ordem específica.

Após uma inspeção cuidadosa, ele balançou a cabeça e disse: 

— Desculpe, senhor. Não temos este livro em nossa coleção.

— Que pena — respondeu Klein, claramente desapontado.

“Pelo que parece, preciso escrever para a Companhia de Publicação de Loen ou fazer uma visita à Universidade Khoy…”

Enquanto isso, ele suspirou por dentro com o quão antiquado era o gerenciamento das bibliotecas deste mundo.

“Vocês precisam de um computador. Infelizmente, não posso fazer um…” Klein fez um comentário silencioso e autodepreciativo e se virou para perguntar: 

— Então, você tem as edições do periódico Nova Arqueologia e Sumário de Arqueologia?

— Nós temos — confirmou o bibliotecário. — Um cavalheiro acabou de devolvê-los.

Ele abriu o cartão correspondente e apontou a Klein a direção da estante.

Klein foi até a estante, examinou as edições do periódico e retirou aquelas mencionadas por seu mentor.

Então, ele encontrou aleatoriamente um lugar perto da janela para se sentar. Sob o sol brilhante da tarde, começou a ler em silêncio as informações da biblioteca.

“… Relíquias antigas não estão apenas no pico principal da cordilheira Hornacis. Elas também estão espalhadas pelas florestas circundantes, vales e encostas suaves ao redor do pico principal…”

“… Estas relíquias são formadas por altas cúpulas e gigantescas colunas de pedra. Honestamente, elas podem ser descritas como magníficas…”

“… Estou curioso para saber como os residentes originais mineravam e processavam essas rochas? Hipoteticamente, vamos supor que eles realizavam sua operação de mineração no local sem a necessidade de enviar os minérios para a montanha…”

“… Há um padrão estranho onde as relíquias se tornam maiores quanto mais perto você está do pico da montanha. Mas, de forma surpreendente, não há ruínas no pico. De acordo com nossa hipótese, deveria haver palácios que não se assemelhavam a construções feitas pelo homem, salões divinos usados ​​para sacrifícios…”

“Palácios que não parecem ter sido feitos pelo homem… salões divinos usados ​​para sacrifícios… Poderia ser aquele que eu vi no meu sonho?” Enquanto Klein refletia, de repente ele ouviu passos se aproximando dele à distância.

Ele olhou para cima e viu um rosto familiar, um rosto que aparecia com frequência nos jornais.

Ele tinha um rosto quadrado, sobrancelhas grossas, nariz firme, cabelo loiro escuro curto, olhos azul-celeste e lábios bem fechados. Todos esses recursos pertenciam a uma certa pessoa famosa da Cidade de Tingen, um filantropo, empresário e proprietário da biblioteca — Sir Deweyville.

Ao lado de Deweyville estava o mordomo de meia-idade que Klein conhecera antes.

Klein observou-os passar a mais de dez metros de distância. Por curiosidade, ele ergueu a mão direita e bateu levemente duas vezes na glabela.

  1. Esqueci de dizer, mas sobre caminhos e Sequências, vou me referir a um caminho tanto pela “extremidade” inferior, quanto superior. Não quero dar spoiler, mas acho que quando começaram a aparecer mais “classes” e avanços vocês vão entender
  2. A palavra Combate depois de Erudito era Melee, que traduzida fica corpo a corpo
Olá, eu sou o 444.EXE!

Olá, eu sou o 444.EXE!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥