Selecione o tipo de erro abaixo

No momento em que o diminuto buraco negro foi criado, todo o ambiente começou a tremer enquanto tudo era sugado para dentro. Em meio ao caos cósmico, o pequeno buraco negro tornou-se o epicentro. Uma barreira mágica foi habilmente reforçada para proteger Chloe, enquanto Eriel desencadeou uma magia peculiar, sua essência absorvida pelo bunike air max fff boxster helm Belgium cafe privilege cafetière isotherme cafe privilege cafetière isotherme cafe privilege cafetière isotherme nike let%27s do it spz moto fıro kulaklık fiyatları zainetto levis jeans mysiga knästrumpor ugg mini fluff quilted boot ugg mini fluff quilted boot skechers relaxed fit harper melden cafe privilege cafetière isotherme comprar mandos wii originalesraco negro diante de Azrael.

Quando Eriel, impulsionado pelo poder temporal, avançou na direção de Azrael. O som das investidas entre as magias de ambos ecoou, culminando numa explosão colossal que envolveu Azrael. “Ela usou ‘Retroceder’ para restaurar a magia ao seu estado original?” Legion, perplexo, indagou sobre a técnica de Eriel, revelando o uso habilidoso de “Retroceder” para criar e destruir a magia, gerando uma explosão devastadora.

O mundo interno mergulhou em um mar de fogo e destruição, as lâminas de Azrael e Eriel colidindo, causando tremores e ondas de choque destrutivas. A intensidade do embate elevou-se, transformando o ambiente em um espetáculo de forças titânicas colidindo. Azrael, mesmo envolto pelas chamas da explosão, emerge com uma resiliência surpreendente. “Seu domínio sobre o tempo parece não ser perfeito.” rugiu ele, convocando chamas ainda mais ardentes que se entrelaçavam com sua lâmina.

Eriel, ágil como uma dançarina do tempo, esquivava-se das chamas, sua espada brilhando com cintilações temporais. “Você subestima o poder do tempo, Azrael!” respondeu ela, desencadeando golpes que deixavam rastros temporários no ar.

O mundo interno tornou-se um espetáculo de núcleos mágicos e choques titânicos. Azrael brandia sua lâmina caótica com fúria descontrolada, enquanto Eriel tecia padrões temporais, desafiando a gravidade com movimentos graciosos.

“Você acha que pode escapar, Eriel?” provocou Azrael, lançando uma onda de energia caótica que distorceu a própria realidade. Eriel, com um sorriso confiante, respondeu: “Vamos, me mostre o que você sabe fazer.”

As espadas colidiam com intensidade inimaginável, cada choque desencadeava ondas de poder que remodelavam a paisagem. Eriel usava sua magia temporal para antecipar os movimentos de Azrael, mas o caos imprevisível resistia a essa previsão.

Em meio à dança cósmica, Legion observava maravilhado. “Essa luta transcende o concebível. Azrael e Eriel estão redefinindo os limites do que é possível!” exclamou.

Aion, com olhos escondidos, murmurou: “Cada golpe, cada explosão, se essa luta acontecesse no mundo real, teria poder para moldar o cosmos.”

A luta continuava, um espetáculo de poderes colidindo, magias entrelaçando-se e espadas traçando destinos.

No ápice da batalha, Azrael desencadeou uma tempestade caótica, envolvendo Eriel em redemoinhos de energia. Contudo, Eriel, em um movimento gracioso, manipulou o tempo ao seu redor, desfazendo os torvelinhos como se fossem apenas sombras do passado.

“Seu domínio sobre o tempo é notável, Eriel, mas seu poder não é eterno!” proclamou Azrael, canalizando o poder do dragão do Caos em uma explosão deslumbrante que ilumina o cosmos.

Eriel, não se intimidando, entrelaçou sua magia temporal com movimentos de esgrima refinados. Cada golpe parecia dançar no tecido do tempo, desafiando as leis da física. “No fluxo do tempo, eu encontro minha força, Azrael. Seu poder é apenas uma nota dissonante na sinfonia temporal.”

A luta atingiu um novo patamar quando Azrael, em um surto de criatividade caótica, alterou a própria estrutura da realidade ao redor deles. Espaço e tempo se distorceram, criando um campo de batalha surreal.

“Você tenta moldar a realidade, Azrael, mas o tempo é mais resistente do que imagina!” retrucou Eriel, desencadeando uma cascata de eventos temporais que reverteu as alterações de Azrael, restaurando a ordem distorcida.

As espadas colidiam novamente, os poderes cósmicos se entrelaçando em uma dança frenética. Azrael, impulsionado pelo desejo de domínio, investiu com um golpe devastador, enquanto Eriel, guiado pela sabedoria do tempo, respondeu com uma barreira temporal que reverteu o golpe, desafiando as expectativas.

Ambos se afastaram, visivelmente exaustos, suas reservas de mana esgotadas. Estavam sem magia e forças para continuar a luta, e o resultado parecia já ter sido decidido.

“Não há o que fazer, podemos considerar um empate”, suspirou Aquafira desanimada.

“Concordo”, comentou Legião. “Eles não parecem em condições de continuar, e ninguém vai admitir a derrota.”

O impacto foi feito até que a risada de Aion chamou a atenção de todos, inclusive Azrael, que se virou para olhá-la.

“Empate? Não parece ser o caso. Os dois ainda têm um pouco de mana, certo?” Mesmo Aion pensando assim, a quantidade de mana presente no corpo dos dois não seria suficiente para ativar uma magia poderosa, ou pelo menos era o que pensávamos. “Eriel, está na hora de usar ‘Aquilo’. Vamos, mostre para ele do que você é capaz.”

Eriel declarou um leve sorriso às palavras de Aion. O brilho dourado que envolveu seu corpo me deixou surpresa, enquanto Legion e Aquafira sorriam como se já soubessem o que ela estava fazendo.

Em instantes, todos os ferimentos de Eriel foram curados, e sua mana foi restaurada ao estado inicial, como se aquela batalha nunca tivesse acontecido. “Tempo: Voltar ao estado original.”

“Aquele é o auge, o máximo de poder que ela pode alcançar e o máximo de poder que eu tinha na vida”, disse Aion orgulhosa. Com sua habilidade, seu corpo e magia voltaram no tempo, para o momento em que a luta começou, e Eriel recuperou todo o seu poder. Agora, era Azrael quem estava em desvantagem, sem poder suficiente para lutar contra Eriel.

Aceitando que não havia muito o que ele pudesse fazer, Azrael apenas suspirou. “Parece que ele aceitou a derrota”, falou Legião.

“Ele poderia usar a mana do ambiente”, comentei.

“Azrael usou uma grande parte de sua magia para criar o buraco negro, e esse mesmo buraco negro consumiu a maior parte da mana do ambiente. Azrael tem, no máximo, magia suficiente para ativar uma ou duas magias. Mesmo que ele conseguisse segurar a luta, o resultado foi alcançado.”

“Eu per-“

“Fufu hahahahah Olha isso, você foi pego por ela. Foi muito confiante, mestre”, a voz de Leviatã surpreendeu a todos.

“Eh? Como você entrou no meu mundo interno?”, perguntou Aion surpresa com a aparição repentinamente.

“Eu queria encontrar o meu mestre, então fui até ele. Mas quando cheguei, ele parecia em uma espécie de transe. Só pensei em visitá-lo, e aqui estou”, disse Leviatã enquanto segurava o que parecia ser pipocas. Ela parecia estar se divertindo enquanto comia e observava Azrael ser derrotado.

“Mas existe uma barreira…”, a voz de Aion parecia incrédula.

“Ela é usuária de uma magia derivada da Realidade. É possível fazer qualquer coisa”, disse Azrael, mas algo pareceu clarear em sua mente quando um sorriso apareceu em seu rosto. “Devo te agradecer por aparecer nesse momento, Levi.”

Azrael criou uma magia em sua mão e lançou na direção de Leviatã. Sem qualquer dificuldade, Leviatã segurou a magia de Azrael com apenas uma mão e em seguida a engoliu, soltando um pouco de fumaça pela boca enquanto parecia satisfeito.

“Obrigado pela refeição”, disse ela enquanto limpava os dentes.

“Droga, estava quase”, murmurou Aion enquanto Legion sorria alegremente.

Foi quando olhei na direção de Azrael. Em seus olhos, um padrão de infinito. Ele acabou de copiar a magia de Leviatã, mas não deveria ser possível usar, já que sua mana se esgotou no momento em que ele usou sua habilidade de cópia.

Eriel, notando que Azrael copiou a habilidade, correu em sua direção e, com um movimento rápido, cortou o braço de Azrael. Azrael apenas sorriu ao observar seu braço no chão e sem qualquer expressão em seu rosto, ele se abaixou para pegar o braço amputado. Ele então colocou seu braço de volta no lugar, e o braço se fixou, como se nunca tivesse sido cortado.

“Então é assim que você enxerga o mundo…”, sua voz calma enquanto canalizava um poder desconhecido. “Isso é incrível, incrível.”

Azrael deu apenas um passo em direção a Eriel, mas no momento seguinte, ele ficou ao lado dela, como se tivesse ultrapassado o próprio tempo e se movimentado instantaneamente.

Eriel girou, levando sua espada ao pescoço de Azrael. A espada o atingiu, cortando sua garganta ou, na melhor das hipóteses, sua cabeça, porém ali estava ele, ileso, como se Eriel nunca tivesse realizado seu movimento.

“Mas que merda está acontecendo?”, perguntou Eriel confuso.

“Hahaha Ele está alterando a realidade tão bem! Não esperava menos de meu mestre”, disse Leviatã se divertindo.

“O que aconteceu?”, perguntou Aquafira.

“Primeiro, Azrael ‘apagou’ o conceito de ‘distância’, assim se aproximou de Eriel, em seguida ele mudou o próprio conceito de ‘matéria’ e a espada não o atingiu.” Com a explicação do Leviatã, todos entenderam o que estava acontecendo.

Azrael, que ainda estava diante de Eriel, saltou para o céu. “Eriel, já ouviu falar de ‘O chão é lava?'”, brincou ele.

Eriel compreendeu rapidamente o que Azrael queria dizer e saltou quando viu a temperatura subir. “Vamos, vamos. A brincadeira começa agora.”

Azrael lançou sua espada na direção de Eriel, usando-a como uma forma de teleporte. Ao se teletransportar para o lado de Eriel, ele brilhou animado enquanto sua lâmina passava perto do estômago dela. Eriel moveu seu corpo para escapar da lâmina e, em seguida, girou para conseguir impulso, desferindo um corte na horizontal.

Azrael colocou sua espada na vertical, na altura do pescoço, conseguindo parar a lâmina de Eriel. Em seguida, ele pareceu retirar Tsukoyomi do bolso. Tsukoyomi deixou sua lâmina envolta em chamas negras enquanto o corpo de Azrael liberava eletricidade. Azrael começou a se mover extremamente rápido ao ponto de criar vários clones de si mesmo, usando cada clone para atacar Eriel.

Sem alternativa, ela usou uma habilidade do tempo para recriar a mesma técnica de Azrael, trazendo várias cópias temporárias para impedir os golpes de seu oponente. Linhas conseguiram aparecer ao nosso redor, mostrando várias realidades diferentes. Cada realidade mostrava Azrael deferindo um golpe diferente. Entre as linhas, uma brilhava em um dourado cintilante, mostrando que aquilo era a realidade que estávamos vivenciando.

Assim como na linha mostrada, Azrael se afastou de Eriel e começou a conjurar uma série de runas de poder que se fixaram em seu corpo. Os raios no corpo de Azrael começaram a se mover, assim como sua velocidade, que aumentou. Com um movimento rápido, Azrael correu mais uma vez na direção a Eriel, deixando apenas um rastro de energia.

As espadas dos dois colidiram pela enésima vez, e começaram uma troca de golpes onde no momento em que as espadas se chocaram, os dois sentiram a onda de choque, recuando e avançando sem medo. Os golpes fizeram o mundo interno tremer e balançar, criando rachaduras visíveis no ambiente.

“Essas rachaduras parecem distorcer o espaço-tempo”, comentou Aion preocupada. “Se eles continuarem assim…”

“Temo que o mundo real seja afetado”, completou Legion.

A cada rachadura formada na barreira, a tensão subia. Todos ficaram preocupados enquanto observavam a luta em alta velocidade.

“O que está acontecendo?”, perguntou Chloe. “Eu só vejo luzes.”

O impacto de lâminas deixava para trás o som estrondoso de trovões enquanto seus movimentos eram como flashes. Foi quando notei que eles ultrapassaram sua própria velocidade. Agora, apenas resquícios de sua luta eram visíveis, como memórias do que havia acontecido.

“Os dois parecem estar em uma realidade diferente”, comentou Leviatã com os olhos arregalados. “Isso é ruim, Azrael está usando a ‘Criação’ junto com a ‘Realidade’.” Sua voz visivelmente preocupada. “Droga! Então foi por isso que Samael me pediu para não deixar Azrael copiar meu poder. Quem diria que meu mestre é o primordial da criação.”

As palavras de Leviatã demonstraram a preocupação que eu estava sentindo agora. A ‘Manipulação da Realidade’ era uma habilidade direta da ‘Realidade’, algo que Azrael não deveria usar a menos que fosse uma emergência. As consequências de usar esse tipo de poder enquanto usa a ‘Criação’ são tremendas.

“Ele está quase quebrando um tabu. Temos que pará-lo!”, gritou Leviatã.

No entanto, Aion suspirou aliviada. “Não será necessário”, com suas palavras, o som estrondoso parou, e o que antes eram resquícios da luta, voltou à realidade. Azrael estava extremamente ferido, e o mesmo valia para Eriel, que tinha ferimentos graves.

No entanto, uma pequena quantidade de mana de Azrael estava quase esgotada, e ele não tinha muito tempo. Eriel pareceu notar isso e preparou uma esfera de energia, lançando-a na direção de Azrael. A orbe de energia foi rapidamente em direção ao seu alvo.

Azrael começou a procurar em seu bolso algo, e quando finalmente pareceu encontrar o que estava procurando, retirou um taco de base de seu bolso, rebatendo a magia de Eriel como se fosse uma bola. Eriel cortou sua magia e avançou na direção de Azrael, desferindo um ataque certo no peito dele.

Azrael cuspiu um pouco de sangue, mas Eriel também. Foi quando ela notou que Azrael havia atravessado o seu peito da mesma forma. A magia dos dois foi desfeita, e eles voltaram ao seu estado inicial. Quando atingiram o chão, os corpos dos dois estavam sem vida, mas o brilho dourado envolveu Eriel, trazendo-a de volta à vida no momento seguinte.

Eriel abriu os olhos enquanto respirava pesadamente ao voltar da morte. Todas as suas forças pareciam simplesmente ter desaparecido enquanto Aion comentou: “Ela usou sua magia e estamina para voltar no tempo; sua mana acabou, e se o Azrael estivesse vivo, esse seria o fim para Eriel.”

Foi quando Azrael voltou a respirar. Ao levantar, ele também estava fraco e cambaleando enquanto caminhava em direção a Eriel, que estava no chão. “Como é possível, Azrael estava morto”, Aion parecia não acreditar em seus olhos.

“Simples, a ‘morte’ parou de existir para o Azrael.” Resumindo, Azrael apagou a morte para si mesmo, mas isso também consumiu toda a sua mana e energia. “A morte é uma das forças absolutas do universo. Cancelar a morte era o mesmo que quebra uma das leis do universo, drenando toda a mana existente no corpo. A mesma valia para Eriel, que voltou no momento antes de sua morte, quebrando a mesma lei.”

“Eu desisto”, admitiu Eriel em um suspiro cansado. “O mesmo comigo. Não tenho forças para continuar.”

Os dois estavam cansados ​​e sem forças para se mover. Seus corpos estavam em um estado precário devido a tudo o que aconteceu, e a cura realizada não poderia curar todos os ferimentos. Se fosse no mundo real, uma pequena luta como essa seria impossível. Devido à experiência de Azrael, ele seria o vitorioso, mas isso, sua quantidade de mana superior e suas magias poderosas, ele esgotou rapidamente para usar as magias que consomem o máximo de mana.

Olá, eu sou o Monarca!

Olá, eu sou o Monarca!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥