Selecione o tipo de erro abaixo

“Siga em frente.” Jake instruiu Hephais, enquanto ele aparecia como um fantasma diante da jovem chocada, que recuou e perdeu o equilíbrio.

O assassino lançou a Jake um olhar astuto e depois desapareceu tão rapidamente quanto apareceu, com apenas um sussurro. Ele já sabia o que seu chefe tinha em mente.

“Ei, você está bem?” Jake perguntou, mais por cortesia do que por preocupação genuína, independentemente de quão doce e inocente essa estranha parecesse.

Ao vê-lo estender a mão para ajudá-la a se levantar, a jovem congelou de terror, dando-lhe um soco selvagem. Jake segurou o punho dela sem esforço, parecendo perplexo. Tentando quebrar a tensão, ele comentou:

“Belo movimento. Qual é o seu nome?”

“N-Nuwa. Você não é um inimigo?” Ela finalmente percebeu, embora continuasse a olhá-lo com cautela.

Afinal, estava completamente nua e completamente indefesa contra esse cara que acabou de derrubar os mesmos monstros que esmagaram seu time. Embora ela tivesse tido sorte até agora, como muitas outras jogadoras fracas, também enfrentou sua cota de eventos traumáticos.

Em circunstâncias normais, teria uma arma em mãos para acabar com sua vida, mas o acesso ao seu armazenamento espacial estava selado e ela acabara de perder todo o seu equipamento enquanto tomava banho no rio.

“Calma, não estou aqui para isso”, Jake revirou os olhos, apontando para os corpos caídos no chão. “Quais estão com você? Ainda posso trazê-los de volta se você quiser.”

Ele não estava mentindo. Esses jogadores foram mera bucha de canhão nesta provação.

Embora suas Almas e Corpos Espirituais tivessem sobrevivido à morte física, eram impotentes para fazer qualquer coisa. Para eles, morrer, mesmo que não fosse o fim da consciência, era como estar preso na escuridão perpétua, paralisado.

Dadas as leis etéricas de Twyluxia e a energia espectral que permeia as Terras do Crepúsculo, seus espíritos seriam sustentados, mas suas personalidades se deteriorariam até que seus instintos primitivos os transformassem em almas errantes estúpidas como as outras. Jake poderia facilmente evitar isso restaurando seus corpos ao estado original antes que sua consciência desaparecesse além da recuperação.

Vendo a sinceridade nos olhos do jovem arrojado diante dela, a jovem deixou momentaneamente de lado seu medo e ceticismo, balançando a cabeça esperançosamente.

“A-só Chromy e Chewy”, ela gaguejou, apontando para duas grandes criaturas esmagadas parecidas com lontras. “Aqueles quatro também. Eles estavam no mesmo regimento que eu, mas eu realmente não os conheço bem.”

“Sem problemas.” Jake reconheceu, acenando com a mão casualmente.

Em pouco tempo, todos os cadáveres mutilados foram restaurados à sua condição original, exceto suas roupas, se ainda as tivessem. Agora, com cérebros intactos para abrigar a consciência, eles acordaram quase instantaneamente.

“E-eu não estou morta?” A lontra branca prateada metálica chamada Chromy guinchou incrédula, lembrando-se vividamente de uma pata enorme esmagando suas entranhas até transformá-las em mingau.

“Tenho quase certeza de que meu crânio foi quebrado,” comentou outra lontra, distinta por seu pelo marrom comum e mandíbula pronunciada, claramente surpresa.

Os outros quatro jogadores ressuscitados estavam igualmente agitados e confusos, a realidade de não estarem mortos foi aceita quando beliscaram repetidamente seu rosto. A jovem, profundamente grata, virou-se para expressar gratidão ao salvador, mas congelou ao descobrir que ele já havia partido.

Sem que ela soubesse, uma capa escura para preservar sua modéstia também apareceu em suas mãos. Examinando o tecido com sua pulseira, sua boca caiu de espanto, percebendo que esse tecido simples era pelo menos dez vezes mais durável que sua armadura anterior.

“Muito obrigada…” Ela sussurrou suavemente antes de partir com seus companheiros.

Para Jake, oferecer tal capa era como um bilionário jogando uma moeda para um mendigo. Ele mal notou a redução em suas economias. Tudo o que precisava fazer era exalar escamas de quitina do metal desejado e depois transformá-las em qualquer traje.

Esse tecido “barato” que ele acabou de criar misturando Adamantium, Orichalcum e Oranium era na verdade muito parecido com uma cota de malha, mas os elos dessa malha eram muito mais finos que um micrômetro. Para jogadores como eles, era mais do que jamais poderiam sonhar.

Uma vez a caminho, Jake salvou indiferentemente dezenas, centenas de grupos de jogadores semelhantes, destruindo tudo em seu caminho como um Ceifador. Ao mesmo tempo, ressuscitou casualmente todos os jogadores aliados mortos em seu caminho.

Na verdade, a última tarefa era mais o foco, pois ele estava simplesmente refazendo o caminho percorrido por Hephais. A julgar pelos cadáveres decapitados de forma limpa, todos com precisão cirúrgica, o assassino estava no auge.

Em poucos minutos, a dupla já salvou/ressuscitou milhares de jogadores. Simultaneamente, eles eliminaram o mesmo número de inimigos, o problema era que seu Rank do Oráculo era geralmente um ou dois níveis mais alto. Isso porque apenas os jogadores inimigos confiantes em sua força tiveram a coragem de se aventurar em território hostil e caçá-los um por um.

O fato é que Jake e Hephais não foram os únicos que viram a ameaça. Outros jogadores de alto escalão também seguiram em direção ao rio, eliminando preventivamente qualquer um que ousasse chegar muito perto de seu lado.

Por outro lado, alguns desses Jogadores escolheram retaliar na mesma moeda: invadindo as Planícies Lustra. Se Jake os tivesse encontrado, ele poderia ter reconhecido alguns…

*****

“Crunch, tenho um bom pressentimento sobre isso.” Uma fênix-peru obesa e laranja grasnou alto no ouvido de um gato preto ainda mais gordo e fofo.

“Shhhhh! Fale baixo, não estamos sozinhos aqui.” O felino corpulento silenciou o companheiro aéreo empoleirado em sua cabeça. “Foi um incômodo escapar do meu recinto. Não quero voltar para lá tão cedo.”

Longe dos gigantes que já foram, esses dois criadores de travessuras empregaram uma técnica de miniaturização para encolher até o tamanho de animais domésticos comuns. No momento, eles pareciam aproximadamente do tamanho de um gato adulto e de um peru, embora mais gordinhos.

Não muito longe de seu esconderijo nos arbustos, uma extensão clara de água brilhava durante a noite. Era pelo mesmo rio Lumyst que Jake e Hephais viajaram de um afluente a outro, salvando pessoas ao longo do caminho. No entanto, a energia que vazava era exatamente o oposto.

Qualquer um que se aproximasse poderia sentir o cansaço se dissipando e as células vibrando de alegria. Mas esta fonte da juventude não estava isenta de perigos.

“Aaarrrggghh, porra!!”

Diante de seus olhos maliciosos, um Jogador da Planície Lustra acabara de entrar no rio. Ostentando o morfotipo de um homem-aranha gigante — não o tipo de super-herói, mas sim um monstro humanóide peludo com oito olhos e oito pernas dorsais — ele parecia formidável. No entanto, aparentemente não era formidável o suficiente para sobreviver a um simples mergulho nestas águas cristalinas…

Em vez de se desintegrar após o fracasso, como teria sido o caso da Água Lumyst do Espírito, seu equilíbrio celular e genético ficou fora de controle. O pelo curto e brilhante do outrora equilibrado homem-aranha começou a crescer descontroladamente devido ao influxo avassalador de energia vital, seguido por sua pele, músculos e esqueleto inteiro passando por crescimento caótico e mutações.

Momentos depois, seu corpo, dominado pela força vital, desabou em uma massa de gosma sangrenta que se misturou às águas límpidas do rio.

Gulp!

“A-Abóbora, estou começando a achar que tomar banho aqui pode não ser uma boa ideia.” Crunch se arrastou nervosamente, recuando instintivamente para os arbustos.

Pa!

“É o Lorde FÊNIX! FÊNIX!” O peru de fogo e fogo soletrou irritado, batendo na cabeça do felino com a asa.

“Desculpe, Lorde Faux-nix1!” Crunch respondeu rapidamente, fingindo inocência.

“Você acabou de me chamar de fênix falsa?” A expressão de Lorde Fênix escureceu ao ver o sorriso atrevido do gato.

Comparado ao apreensivo Crunch de momentos atrás, ele agora exibia a aparência presunçosa de um idiota arrogante e descontraído. A culpa é de sua ridícula síndrome de personalidade idiota múltipla.

Foi uma desculpa conveniente! O peru impetuoso que ele era ainda não conseguia descobrir quanta verdade havia nessa síndrome, ou se era apenas uma besteira teatral para zombar dele impunemente.

“FÊNIX!” O pássaro de fogo gritou prestes a entrar em colapso.

“Ei, eu não sou surdo, Tango!” Crunch bufou, tapando os ouvidos com as patas, agora com uma expressão mal-humorada, embora ainda astuto. Sentindo que o peru estava prestes a explodir e arruinar seu primeiro passeio de reconhecimento juntos, o gato rechonchudo redirecionou habilmente a conversa: “Então, vamos dar um mergulho ou não?”

“Claro que vamos, droga!” Lorde Fênix exclamou frustrado. “Não viemos à toa!”

E para o inferno com os milhares de jogadores inimigos à espreita com o mesmo objetivo que eles. Quanto a saber se a natação deles teria sucesso ou terminaria tão dramaticamente quanto o desconhecido homem-aranha, infelizmente, caberia a Jake juntar os cacos…

  1. uma piada de pronuncia[]
Picture of Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥