Selecione o tipo de erro abaixo

Pairando discretamente algumas centenas de metros acima de Jake, dois Manipuladores de Alma tremiam como folhas, suas peles pálidas como se tivessem acabado de ver um fantasma. O silêncio deles estava paralisando-os até a estupidez, infelizmente, apenas o sintoma mais benigno de seu estupor aterrorizado.

Eles tinham visto tudo.

Dos talentos surreais de assassino de Hephais à sua admirável resiliência diante de uma emboscada de uma gangue de inimigos tão assustadores quanto ele. Cada um de seus poderes era singular e impressionante, e ele os exercia com uma habilidade insana, embora por algum motivo que lhes escapava, seus feitiços careciam um pouco de força. Isto contrastava ainda mais com as suas proezas físicas e mentais, que eram de primeira qualidade, colocando-os no mesmo nível dos seus melhores generais.

No entanto, mesmo considerando a sua contenção suspeita, estes Jogadores ainda eram terrivelmente poderosos. O número desses estrangeiros que encontraram naquela noite e que poderiam matá-los num piscar de olhos se não tivessem seus artefatos encantados provavelmente estava na casa dos milhares.

Então, o que aconteceria se eles recebessem o equipamento adequado? Eles se tornariam invencíveis…

O próprio pensamento causou arrepios na espinha. Indivíduos tão injustamente fortes, devidamente equipados, poderiam facilmente conquistar o seu mundo se tivessem tempo suficiente. Não era uma questão de como, mas de quando.

Independentemente disso, apesar desta série de surpresas chocantes que derrubaram tudo o que eles acreditavam sobre o que era possível ou não, os dois Manipuladores de Alma nunca cederam ao desespero. Afinal, os Manipuladores de Alma eram indivíduos obstinados e perseverantes.

Eles não se desesperaram quando Glutton esmagou Hephais com um golpe de pata por quilômetros; Bones poderia fazer muito melhor.

Eles também não tremeram quando Lorde Ooom explodiu o rio inteiro, forçando-os a ganhar altitude rapidamente para evitar serem lançados na troposfera; alguns artefatos também poderiam fazer isso.

Nem hesitaram na entrada de Iaoth, que apenas por sua presença parecia distorcer visivelmente o espaço ao seu redor. Eles não tinham certeza se existia um artefato capaz disso, mas tinham visto a Aura Lumyst de alguns Grandes Generais produzir um efeito de distorção visual semelhante. O conhecimento físico primitivo de sua civilização poupou-os desse trauma.

Até Jake intervir.

Agora, perceberam o quanto estavam alheios ao lidar com ele como se ele fosse apenas mais um estranho perigoso. Todos esses jogadores poderosos se espalharam como coelhos quando ele chegou, nem mesmo tentando resistir.

Um tubarão-branco numa piscina!

Em muito menos tempo do que levou para entender o que estava acontecendo, Jake fez um fugir, matou quatorze (em nenhum momento eles imaginaram que Sokal ou Quilo sobreviveriam a tal golpe) e capturou dois. Quanto ao último…

O destino sombrio do hediondo cetáceo alienígena os deixou eternamente abalados. O problema não era tanto o fato de ter sido morto ou devorado, mas a maneira como isso aconteceu. Aquela gula insaciável, sugando tudo para seu estômago sem fim como um buraco negro, era quase mais aterrorizante do que o destino daqueles anteriores.

Se tivesse sido apenas isso, poderiam ter aceitado isso como uma espécie de movimento definitivo, mas o que foi mais perturbador veio depois. Não só a digestão foi instantânea, o oposto de outras feras enormes que muitas vezes precisavam de longos dias de descanso para metabolizar tanta energia de uma só vez, mas suas flutuações espirituais também aumentaram substancialmente e não diminuíram depois.

“Aham… Meribelle… estou com um mau pressentimento sobre tudo isso…” Giso tossiu com um sorriso forçado e uma palidez marcante. “Devemos continuar seguindo-o? Tenho a sensação de que ele já nos avistou há muito tempo…”

Esse foi seu instinto como espião e assassino especialista de seu grupo. Ele nunca falhou em rastrear seus alvos, mas havia uma primeira vez para tudo…

Meribelle parecia compartilhar sua opinião enquanto seus olhos piscavam um pouco antes de responder, sua expressão tão dividida e abalada quanto a de seu colega. Finalmente, anunciou com uma voz hesitante, como se sentisse que poderia se arrepender:

“Se ele nos avistou, agiu como se não tivesse notado… Continuamos seguindo-o. Já vimos o suficiente para nos matar centenas de vezes. Que diferença faz se continuarmos monitorando suas ações um pouco mais? O Rei dos Manipuladores de Alma confia em nosso relatório. E mesmo se falharmos… Esse cara pode ser o próximo. Você queria saber qual dos dois estrangeiros merecia todo o nosso apoio, certo? Não vejo melhor chance.”

Lembrando que esse era de fato o seu objectivo original para a noite, as últimas hesitações de Giso desapareceram, substituídas pela determinação.

“Vamos continuar a missão então. Sem arrependimentos.”

Palavras das quais se arrependeu menos de um segundo depois, quando Jake mergulhou de cabeça no lago, seu contorno borrado deslizando sob a superfície como uma estrela cadente em direção à Planície Lustra. Um piscar de olhos depois, ele estava profundamente em território inimigo, acelerando o afluente a um ritmo vertiginoso.

Os dois Manipuladores de Alma chocados nem sequer levantaram suas mandíbulas caídas quando não tiveram escolha a não ser se lançar voando atrás dele em pânico, com medo de perdê-lo. Somente uma vez bem inseridos na Planície Lustra, a energia espectral fria que permeia a atmosfera foi substituída pela energia vital quente e fácil de usar, abundante nesta metade oposta do continente, é que eles perceberam plenamente o que tinham acabado de fazer.

“Oh merda! Estamos fazendo algo completamente insano.” Giso desabafou, reajustando o capuz como se isso fosse fazer alguma diferença.

Meribelle, por sua vez, já havia recuperado a compostura habitual, embora ainda estivesse um pouco pálida. Neste momento, seus olhos firmes estavam presos em uma expressão de extrema seriedade na silhueta subaquática de Jake, sua testa tão franzida que ela parecia uma pessoa diferente.

“O quê, você não tem nada a dizer sobre isso?” Seu companheiro resmungou, confundindo sua expressão concentrada com esnobismo.

“Cale a boca e observe.” Meribelle o silenciou, apontando para a cena abaixo.

Giso engoliu com relutância os comentários ásperos que tinha na ponta da língua e se esforçou para ver para onde ela apontava. Apertando os olhos para ver melhor na noite escura, demorou um pouco para entender o que ela queria lhe mostrar, mas quando o fez, seus olhos se arregalaram como pires.

“Puta merda! Ele é maluco?” ele exclamou em estado de choque, sua voz de repente estridente em um tom mais alto.

*****

Abaixo deles, Jake de repente diminuiu a velocidade de natação, chegando à superfície apenas o suficiente para que seu contorno brilhante fosse claramente discernível na água. Isso colocou Mirabelle, que o observava com muita atenção, em alerta máximo até que, saindo de seu transe concentrado, ela se tornou consciente da multidão de marcas espirituais fervilhando nas proximidades.

‘Guerreiros da Luz? Não. Jogadores.’ Jake sorriu depois de analisar suas flutuações, enquanto a correnteza do rio fluía ao seu redor como se ele não existisse, em uma demonstração sobrenatural de hidrodinâmica.

Instintivamente, a reação instintiva esperada poderia ter sido eliminá-los imediatamente, sem pestanejar, mas Jake hesitou brevemente, considerando a possibilidade de que esses Jogadores também pudessem ser de seu próprio acampamento.

Um Jogador menos escrupuloso teria atacado indiscriminadamente, enquanto um com moral muito rígida teria se abstido, temendo matar inocentes ou afetar sua própria classificação. Felizmente para ele, Jake não era nenhum dos dois. Sua bússola moral já nadava em águas turvas há algum tempo, mas não havia chegado ao ponto de matar tudo que se movia sem pensar.

Em vez disso, Jake simplesmente aproveitou o privilégio que sua capacidade mental superior lhe concedeu, examinando meticulosamente cada parâmetro vital e psíquico de cada ser vivo em um raio de quilômetros para determinar quem era um aliado. Embora a única diferença real entre dois Jogadores de Universos Espelhados diferentes ainda fosse indetectável para ele, já que afetava o Éter em um nível de compressão muito sutil para seus sentidos, havia muitas outras pistas à sua disposição:

Seus pensamentos, sua Aura Lumyst, seus equipamentos, linguagem corporal, conversas, seus Dispositivos do Oráculo… Determinar com um alto grau de certeza quem era um inimigo era um passeio no parque.

E, de fato, ao usar seu próprio corpo como um Dispositivo Oráculo gigante através de sua Habilidade de Encarnação de Artefato, hackear Dispositivos do Oráculo estava totalmente ao seu alcance, desde que ele bloqueasse o sinal que os conectava ao resto do Sistema Oráculo e da Rede de Éter. Somente aqueles com uma quantidade considerável de liga líquida, um alto Rank do Oráculo e uma força espiritual substancial poderiam resistir a ele por mais de alguns segundos.

Alguns, mentalmente mais sensíveis, perceberam sua intrusão e tentaram resistir, enquanto aqueles ainda mais fortes optaram decididamente por fugir. Infelizmente, quer fossem os fracos alheios ou os Jogadores mais acima na cadeia alimentar, ninguém escapou.

Assim que sua análise foi concluída, Jake imediatamente começou a agir novamente, ignorando o Encantamento de Vida +3 que acabara de aparecer em seu status e, com um movimento do pulso, ele enviou milhares de balas de água instáveis sobre a superfície, cada uma atingindo seu alvo como um míssil direcionado. Precisaria de algumas palavras para descrever, mas tudo aconteceu em um instante.

Swoosh!

Com uma maestria que supera em muito a do Lordo Ooom, que ele acabara de absorver, as balas de água se mantiveram em um equilíbrio delicado, evocando um Yin-Yang de Água Lumyst da Vida e do Espírito, fundidas pouco antes de fazer contato com seus alvos, detonando com o impacto.

BOOOOM!

Todos os jogadores inimigos em um raio de dez quilômetros foram eliminados no local, desintegrados por um encantamento duplo fracassado. Aqueles que milagrosamente conseguiram escapar deram meia-volta e fugiram sem olhar para trás, levantando uma bandeira branca.

Quanto a Jake, ele voltou a nadar pelo afluente ainda mais rápido do que antes, repetindo o mesmo procedimento de destruição durante toda a sessão de natação.

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥