Selecione o tipo de erro abaixo

A ganância do chefe da aldeia e o ataque a LD efetivamente encurralaram Jack. 

A maioria das atividades de sua facção foram desaceleradas ou paralisadas, tudo graças àquele NPC. 

Agora que ele já havia concluído a Masmorra da Galinha Necromante, ele não tinha mais nada a fazer a não ser se vingar. 

Ah, também é necessário mencionar alguns pontos-chave sobre a Masmorra da Galinha Necromante: 

  • As recompensas só podiam ser obtidas uma vez. 
  • Não se sabia se levar mais jogadores para lá ajudaria. 
  • De qualquer forma, toda essa Masmorra era uma dor de cabeça para passar! 

A questão é que todos os seus esforços estavam agora voltados para sua nova tarefa! 

Todos os membros participantes do próximo plano dirigiram-se rapidamente em direção à casa do Açougueiro. 

Jack viajou até lá com uma capa longa para esconder sua identidade. Ao seu lado, estavam: Chiclete, o mano da RCP, algumas líderes de torcida sexy em roupas minúsculas e alguns cultistas selecionados. 

Os caras do pentagrama reverso ficaram tão felizes em acompanhá-los que Jack estava começando a se perguntar se eles viveriam o resto de suas vidas sorrindo. 

Desde a doação anônima de 20 mil, ele de repente achou os cultistas muito agradáveis ​​aos olhos! Eles poderiam adorá-lo mais e, nesse ritmo, ele não se importaria de posar nu para eles! XD

De qualquer forma, a viagem até lá foi surpreendentemente tranquila. 

Eles desceram ao porão do Açougueiro, onde finalmente viram algo incrível.

Era um altar meio destruído, de aparência demoníaca, com quatro tochas, uma cobertura vermelha feita em parte com pele humana e muitas outras bugigangas metálicas. 

Ele não pôde deixar de relembrar. 

Naquela época, o Açougueiro ofereceu-lhe um pequeno emblema do Senhor Benevolente. Exceto que o design era um pouco diferente. 


  • Tocha com três linhas
  • Lorde Benevolente 
  • Seja benevolente com aliados, estranhos e inimigos
  • VS   –
  • Tocha com quatro linhas. 
  • deus Lorde da caça.
  • Cace em todas as direções para devorar/escravizar. 
  •  Curiosidade, esse deus era, na realidade, um demônio.


Naquela época, ele não tinha pensado demais nisso. Afinal, além do canibalismo, era bastante normal adorar tal deus perto de um local de caça (floresta). 

Nunca, em seus sonhos mais loucos, ele teria pensado que o cara teria um maldito altar cheio em seu porão! Claro, estava quebrado, mas mesmo assim! 

Logicamente não teria sido possível consertar. 

Mas aconteceu que ele tinha um conhecimento rúnico incrivelmente profundo de sua vida anterior e toneladas de NPCs para ajudá-lo. 

Trapaça de reencarnação + Poder da amizade!!!

“Vocês estão prontos para começar a trabalhar?” Jack perguntou. 

Todos responderam com vozes muito trêmulas. 

“S-sim?”

“Tem certeza?”

“M-mais ou menos?” 

Cacete, este altar realmente parecia mau! Foi realmente uma boa ideia liberar o que quer que estivesse lá no mundo?! 

Para essa última pergunta, os cultistas responderam: “Claro que sim!!!!”

Eles estavam tão animados que pareciam jogadores da Nova Folha diante de um balde de frango frito!

Naquele momento, Jack estava fazendo bom uso de seu status de liderança. Ele tinha tantos NPCs e jogadores com ele que definitivamente estava ativando, haha. 

Foi um trabalho tedioso, mas muito desafiador, que levou uma eternidade para ser concluído. No final, eles ficaram com um altar imaculado com um círculo mágico incrivelmente bem detalhado ao seu redor. 

Estavam todos prontos para começar — ou quase. 

“Estamos começando?” 

“O que estamos esperando?” 

Todos olharam para Jack, aguardando sua aprovação. Mas ele simplesmente balançou a cabeça, sinalizando para que fossem pacientes. 

O que ele planejava fazer criaria uma comoção incrível. Seria impossível esconder isso do chefe da aldeia.

Os segundos se transformaram em minutos enquanto Jack estava completamente perdido em pensamentos. 

“Chefe? Na boa… nessa situação nós somos o que…?” O cara da RCP queria perguntar, mas uma comoção ressoou acima do solo. 

BAM!!” 

A porta do porão se abriu um segundo depois, um corpo ensanguentado caindo pelas escadas de metal. O ser caindo era o Açougueiro e, agora, ele estava totalmente incapaz de pisar no chá. 

Foi então que o chefe da aldeia apareceu.

“Porra!” 

“Que timing merda hein!” 

“Oh caralho! Protejam o Rei Demônio!”

Muitos gritos ressoaram enquanto o homem descia lentamente, passo a passo, estalando ruidosamente os nós dos dedos. Ele tinha um grande sorriso selvagem no rosto ao testemunhar as pessoas presentes na sala. 

“Olha que beleza! Todos vocês são cúmplices?! Que burrice da sua parte! Agora terei que levá-los à justiça. Pegar tudo o que vocês têm devem lhe ensinar uma lição, certo?” Ele gargalhou. 

Atrás dele, estava a velha seguindo obedientemente. Seus olhos estavam colados em seu peito. 

Um jogador não pôde deixar de levantar uma sobrancelha.

“Calmô… ele tá sozinho. Instrutor de treinamento, vamos foder com ele!” Ele trovejou animadamente. 

Mas os rostos dos NPCs aliados eram severos. Eles sabiam que não poderiam derrotá-lo. Eles também não podiam fugir, pois ele estava bloqueando a única saída. 

Um jogador atacou ele e cortou com seu machado. Mas seu golpe foi desviado por um escudo protetor que parecia igual à barreira ao redor da aldeia! 

“O-o que?!” O jogador espantado foi rapidamente esmagado até a morte.

Esta era a triste realidade da situação. O chefe era invencível na aldeia.

Os aliados não puderam deixar de balançar a cabeça em desespero. Eles sabiam que ele iria acabar com todos! Pela primeira vez, Jack estava errado, totalmente errado!

O chefe gargalhou:

“Vocês são realmente idiotas. Vocês contaram a ela o seu plano! No começo, pensei que era só uma brincadeira, mas não. Vocês realmente estão todos aqui!” 

“Foi um prazer, chefe da aldeia!” A velha senhora respondeu com entusiasmo. “Eu faria qualquer coisa por você! Você sabe disso, certo?” Ela sussurrou amorosamente enquanto colava-se em seu peito musculoso. 

Foi quando ela se inclinou para um beijo. O chefe da aldeia fez o possível para suportar a sensação horrível. Ela tinha acabado de ajudá-lo muito, afinal. 

Mas então seu olhar pousou nas líderes de torcida com seus seios empinados e sua pele que parecia tão macia! A expressão deles era de desgosto enquanto olhavam para a coisa decrépita que o abraçava. 

Foi quando ele não aguentou mais. Ele rapidamente empurrou a velha, mostrando aparente repulsa por ela. Ninguém poderia culpá-lo também. Como chefe da aldeia, ele tinha jogadoras deslumbrantes disputando sua atenção diariamente. 

O problema é que a velha percebeu o quanto ele detestava tocá-la. Foi então que Jack sorriu. O amor poderia facilmente se transformar em desprezo!

“Quem quer derrubar o chefe?” Ele riu. 

A velha foi a primeira a levantar a mão. 

Isto era o denominado Karma… mas também era apenas o primeiro passo de um plano calamitoso…

Olá, eu sou o Cross!

Olá, eu sou o Cross!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥