Selecione o tipo de erro abaixo

Os esforços do Chefe da Aldeia foram admiráveis, mas ele simplesmente chegou tarde demais. 

Jack já havia subjugado o Diabo quando o homem invadiu o círculo mágico.

Quanto ao resto, foi um desafio! Bem, a parte do truque foi fácil. A parte difícil foi não explodir em gargalhadas loucas! 

Depois que o Diabo e o Chefe chegaram a um acordo, as pessoas dentro do mundo dos sonhos foram libertadas.

Todos apareceram em uma sala repleta de névoa de sangue. As paredes, o teto, o chão e o ar estavam cheios de sangue! Como se isso não bastasse, a energia diabólica dava aquele ambiente um brilho horrível.

Os jogadores foram todos embora, todos mortos! 

Restaram apenas os aldeões que olhavam para o altar, com os rostos pálidos. O estado deles ficou ainda pior quando viram o chefe demoníaco voltando vitorioso. 

Naquele momento entenderam que teriam que lutar pela sobrevivência da aldeia. Eles também entenderam que Jack e Seraphine haviam sido derrotados. 

Mas um segundo depois, eles perceberam que não entendiam nada! 

O chefe da aldeia saiu do caminho, revelando Jack e Seraphine. Não apenas eles estavam intactos, mas o Rei Demônio calmamente tirou o trono que Igor havia esculpido para ele. 

Enquanto ele se sentava relaxadamente, eles sentiram vontade de arrancar os cabelos para lidar com o estresse. 

Que porra ele estava fazendo?! Ele não podia ver o Chefe que estava prestes a atacá-lo e… ajoelhar-se?! O que é isso?! Ele estava ajoelhado! 

O que?! Como caralhos isso aconteceu?! 

Depois ficou ainda mais surpreendente. O inimigo deles se ofereceu como servo?! Por que ele faria tal coisa?! 

Suas bocas estavam tão abertas que caberia um pacote inteiro de cachorro-quente ali. Eles continuaram olhando entre os dois antes de olharem para Seraphine em busca de uma explicação. 

Ela casualmente encolheu os ombros, murmurando de forma brincalhona: “Como esperado do Rei Demônio.” 

Quando o Chefe finalizou seu juramento, eles se sentiram como se estivessem em um sonho. Isso foi um truque do Diabo? Mas então eles viram o pobrezinho ao lado de Jack. 

O que deveria ser um mal incrivelmente malévolo agora nada mais era do que um pequeno fio de mana que mal conseguia flutuar ao lado dele. 

Eles até acharam isso lamentável. O que será que Jack havia feito com ele?! Parecia que havia passado por inúmeras tribulações e mal havia sobrevivido. 

Jack dirigiu-se divertidamente ao seu novo escravo: 

“Você não está com raiva?! Você não me odeia? Mas o que você pode fazer!” Ele deu-lhe um sorriso brilhante. 

Naquele momento, muitos respiraram frio. Jack definitivamente sabia guardar rancor! Afinal, aquilo tinha sido o que o Chefe gritou para ele logo após a Carta Real.

“Agora, você deveria se ajoelhar ainda mais, ah, e lamber minhas botas para limpar.” Jack ordenou casualmente. 

O Chefe quis resistir, quis mesmo, mas a magia do juramento forçou-o à obediência. Quanto mais ele tentava resistir, mais sentia sua alma rasgar.

“ARRRGGGG!” Ele gritou de angústia, seu corpo se movendo sozinho. 

Mas quando sua língua estava prestes a alcançar a bota manchada de sangue, Jack chutou impiedosamente seu rosto, fazendo todo o seu corpo voar para longe. 

A humilhação se misturou com a dor… mas depois ficou ainda pior. Como ele não estava lambendo, o tormento da alma recomeçou. 

Seu corpo estava em convulsão, ele mal conseguia se mover, mal conseguia pensar, mas mesmo assim, a luz do desafio brilhou em seus olhos. 

Deus sabe onde ele encontrou forças, mas ele ergueu a cabeça bem alto, apenas para empurrá-la com tudo direto para o chão com um impulso incrível! 

“Você não tem permissão para se machucar.” O decreto de Jack chegou bem a tempo. O poder do juramento forçou o homem a parar logo antes do impacto. 

Um terço de segundo depois e sua massa cerebral teria sido apenas uma massa no chão. Se ao menos ele tivesse sido mais rápido, se ao menos… mas então ele percebeu. 

Este terço de segundo não foi uma coincidência. O Demônio estava brincando com ele desde o início. O homem entendeu seus limites da luta anterior. 

Seria mesmo possível escapar das garras malignas de seu novo mestre? 

Jack de repente começou a bater do nada. Os outros olharam para ele incompreensíveis, mas finalmente entenderam a “letra”. 

O que ele gritava na velocidade de um jato eram ordens. Em questão de segundos, o escravo se viu preso a uma teia de comandos incrivelmente complexa. 

Ele estava agora totalmente indefeso contra Jack, sem esperança de qualquer resgate. 

No final, ele não teve escolha senão rastejar até os pés do Demônio para cumprir a ordem. Ele queria lutar contra isso, mas simplesmente não conseguia. 

Quando os NPCs viram o outrora poderoso Chefe reduzido a um estado tão miserável, eles não puderam deixar de tremer de medo. Bem, todos, exceto um. 

A velha olhou para tudo enquanto respirava pesadamente. Ela queria tanto estar no lugar de Jack! Suas pernas se contraíram enquanto ela mal conseguia conter sua excitação. 

“D-diabolicamente bonito e benevolente Rei Demônio…” Ela enviou um olhar implorante em sua direção. 

“Não precisa se preocupar. Eu mantenho minhas promessas. Você pode sair agora e eu vou mandá-lo aquecer sua cama quando eu terminar.” Jack a enxotou quando ela saiu, babando. 

Oh Deus! Nenhum dos NPCs gostaria de estar no lugar daquele cara! Não admira que ela os tenha ajudado! Jack havia prometido dar a ela o homem por quem ela estava apaixonada como recompensa! 

A expressão desesperada do ex-chefe era cômica! 

Ele ficou deitado sem vida no chão enquanto se contorcia. 

Jack ignorou completamente o verme. Ele estava sentado preguiçosamente em seu trono enquanto se dirigia aos outros: 

“Igor, contarei com você para cuidar do Campo de Treinamento.” Demoraria um pouco para recuperar o título, mas não seria necessariamente impossível com a ajuda do Chefe. 

“Florista, ou você se torna um membro honorário da L.D, ou não vou lhe mostrar mais nenhuma magia rúnica.” Todo o ritual umedeceu sua sede de conhecimento. 

“Você pode contar comi-” 

“Pular!” Jack simplesmente o dispensou. Ambos sabiam que ele estava dizendo sim; ele poderia deixar o discurso tedioso para mais tarde. 

“Ferreiro, enviarei jogadores para ajudá-lo a expandir sua forja. A L.D contará com você no futuro.” 

“Eu tenho um nome que você sabe que é…”

“Um ferreiro só merece um nome quando se torna mestre.” Jack o respondeu impiedosamente. 

Os outros ficaram confusos. Os dois não eram amigos? Por que ele estava sendo tão mesquinho de repente?! 

O Ferreiro arregalou os olhos ao perceber que assentia solenemente, sem se ofender. Ele até se sentiu tocado, pois isso significava que o homem pensava que tinha potencial para um dia atingir esse nível! 

“Você acertou, chefe!” O Ferreiro exclamou, mostrando um sorriso cheio de dentes. Parecia que os dois falavam sua própria língua…. 

Foi então que Jack se virou para o homem quebrado no chão.

“Agora, ‘Chefe’, isso foi todas as merdas que você fez?” Jack enfatizou o título de maneira divertida. 

Parecia que ele ainda não havia terminado de torturá-lo…

Olá, eu sou o Cross!

Olá, eu sou o Cross!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥