Selecione o tipo de erro abaixo

“Você está tentando excomungar seu único aluno?”

Fiquei chocada com os comentários impactantes do meu pai. Não pensei que ele terminaria com um discípulo que ele valoriza por minha causa.

— Era isso que eu queria.

Max parecia indiferente, como se já esperasse essa reação do meu pai. Observando o confronto entre os dois, fiquei confusa.

“Não, por que vocês dois estão brigando de repente?”

Além disso, eu estava confusa porque não esperava esse desdobramento. Então, Max me olhou fixamente.

— Vamos, Juvelian.

Ele parecia concentrado em sua atuação. Percebi o que ele estava fazendo ao olhar para a entrada que se aproximava.

“Sim, essa é uma situação em que você vai embora… é uma fuga de amor, certo?”

Fugir por amor é bom, mas o problema é que o homem que vai fugir comigo agora é um vagabundo sem dinheiro.

Originalmente, eu só queria mostrar ao meu pai que estou namorando, para que ele desistisse de me casar com o Príncipe Herdeiro, mas agora que meu pai mostrou tal rejeição, decidi admitir que meus planos falharam.

Claro, eu pensei em fugir, mas isso era apenas em último caso. Meu objetivo era herdar a fortuna do meu pai e me tornar uma mulher rica e despreocupada. Além disso, se fugirmos assim, não poderei levar meus objetos de valor e meu pai logo me encontraria.

— Espera, eu…

Estava tentando parar Max.

— Pare.

Fiquei surpresa com a voz fria que saiu como uma advertência.

“Oh, você deve estar com raiva.”

Então, veio novamente a voz fria do meu pai.

— Eu disse pare.

Tive um pressentimento. Se não pararmos agora, as consequências serão difíceis de enfrentar.

— Max, por favor, espera um minuto…

Quando estava prestes a parar Max, seus lábios se moveram primeiro.

— Não me dê ordens.

A voz fria de Max endureceu meu rosto.

“Mas isso não é verdade.”

Não importa quão difícil seja um relacionamento, ele era meu pai. Não seria bom ver alguém sendo grosseiro com ele. Virei-me para Max, ressentida, olhando para os olhos congelados do meu pai, o ex-aprendiz.

Você vai se meter em um grande problema.

Meu pai chamou Max, que estava saindo sem olhar para trás.

— Pai!

Então os olhos tristes, que olhavam para Max, se voltaram para mim.

— Eu cuidarei disso.

“Por favor, confie em mim desta vez.”

Não consegui dizer nada porque Max estava me levando, mas olhei para meu pai com seriedade e, depois de um suspiro, ele nos deixou passar.

Max passou triunfante por meu pai, pensando que eu estava do lado dele. Saímos da sala de recepção e chegamos a um corredor tranquilo e vazio.

Então agarrei o pescoço de Max.

— Max, por favor, me solte, preciso falar com você.

Ele franziu o cenho repulsivamente, mas eu disse calmamente olhando em seus olhos.

— Vamos lá, é uma conversa muito importante.

Pouco depois, meus pés tocaram o chão.

— Então, o que você quer dizer?

Diante da pergunta difícil, olhei para Max e comecei a falar.

— Obrigada por ficar bravo por mim, mas o que você disse ao meu pai foi demais.

Seu rosto bonito se contorceu assim que terminei de falar.

— Eu te ajudei…

Sim, isso era verdade, mas ainda assim não podia deixar de lado seu comportamento.

— Fazer o que eu não quero realmente está me ajudando?

— O quê?

Balancei a cabeça diante da resposta direta.

— Nunca quis que você fosse excomungado, nem que fosse grosseiro com meu pai.

Ele me olhou, talvez irritado, mas continuei falando apesar da expressão feroz em seus olhos.

— Não ajuda forçar os outros a fazerem o que não querem. Isso é apenas satisfação pessoal.

Eu olhei nos olhos inflamados e, em breve, ele abriu a boca.

— Então você não precisa mais da minha ajuda?

— Claro que preciso da sua ajuda. Mas se for assim, terei que pensar em outro plano.

Diante das minhas palavras, ele pareceu desanimado com uma expressão ligeiramente sombria. Que pessoa imatura e infantil.

“Como eu antes, como Juvelian. Se fosse assim, eu não teria explicado tanto.”

Mas será porque ele se parecia um pouco antes de eu recuperar minhas memórias da vida anterior? Eu mesma me perguntei por que estava fazendo isso.

Continuei com um suspiro.

— Não digo isso porque quero me afastar de você. Estou dizendo isso porque quero ficar com você por mais tempo, então não fique bravo.

— Eu só estava tentando te ajudar.

— Eu sei, mas é um Duque. Não ajuda quando você pensa nas consequências.

Um momento de silêncio, um suspiro, e ele abriu a boca.

— O que você quer que eu faça?

— Quero que você se reconcilie com meu pai.

— … reconciliação?

Como se fosse uma palavra desconhecida, seu rosto estava cheio de dúvidas, então expliquei um pouco mais meu ponto.

— Comumente, a reconciliação ocorre quando uma das partes se desculpa primeiro.

Diante dessas palavras, Max distorceu o rosto.

— Desculpa? Você quer dizer que eu deveria pedir desculpas primeiro?

Olhei para ele e disse que entendia.

— Sei o que você sente. Sente que está ferindo seu orgulho e perdendo. Você odeia isso, certo?

Eu podia vê-lo assentindo lentamente com a cabeça.

“Meu trabalho é reconciliá-los.”

Embora fosse uma pena que eles estivessem brigando, eu não tinha intenção de forçá-lo a menos que a situação estivesse fora de controle.

— É por isso que não tenho intenção de forçá-lo a se desculpar. Tudo bem se não quiser…

Então, ele interrompeu minhas palavras e falou.

— Tudo bem, eu me desculparei.

Sorri alegremente, juntando as mãos diante das palavras que não esperava.

— Obrigada.


Os sentidos de um transcendente vão além das capacidades das pessoas comuns. Por exemplo, ele pode sentir a presença de ratos perambulando pela área. Regis, que estava ouvindo a conversa entre Juvelian e Max no corredor, estava com dor de cabeça.

“Esse cara mudou de opinião? Por causa de Juvelian?”

Esse discípulo com o status de Príncipe Herdeiro tinha uma personalidade desagradável que apenas Regis conhecia, mas o comportamento desse aluno neste momento era muito diferente do que ele havia visto na última década.

— Já não, tenho que te avisar, se tocar na minha fraqueza, não te deixarei ir. Mesmo se for meu mestre.

Regis arregalou os olhos.

“Ele realmente mudou?”

Esse foi o pensamento que lhe veio à mente ao ver sua filha quando entrou no salão, a hostilidade óbvia brilhando nos olhos de Max enquanto ele entrava pela porta.

“Não, você não pode ter mudado.”

Se pensasse bem, Max sempre tentava ocultar um lado de si mesmo sem admitir porque as pessoas ririam se soubessem que o Príncipe Herdeiro do Império odiava pepinos.

Um discípulo assim não poderia reconhecer sua filha como uma fraqueza.

“A conclusão é que você tentará usar minha filha até o fim…”

De repente, Regis, que sentiu sua raiva aumentar, olhou para seu aluno.

“Você achou que eu deixaria isso passar?”

A diferença de habilidade entre os dois homens era notavelmente grande. Se quisesse, Regis não teria problema em subjugar seu aluno arrogante, mas logo ele foi obrigado a suavizar seu entusiasmo.

— Pai, Max tem algo a dizer.

No momento em que viu sua filha entrar com seu aluno, a raiva se acalmou. Claro, além disso, ele não tinha intenção de perdoar seu aluno.

“Eu aguentarei por enquanto, mas não deixarei você ir assim que mexer com minha filha, Maximilian.”


“Isso deixa claro. Que há um mal-entendido entre esses dois.”

Max, que recebeu o olhar de advertência de seu mestre, sorriu torto.

“Sim, então, significa que Juvelian está mal interpretando a situação…”

Max lançou um olhar frio.

“Não é necessário que eu resolva o mal-entendido.”

Se descobrirem a verdade, seu mestre aceitará com prazer o pedido de sua filha de evitar o casamento com o Príncipe Herdeiro, e Max não terá mais desculpas para encontrar Juvelian.

— Então vou fugir.

No começo, ele achou que era uma tolice, seu mestre via sua filha como um ser sagrado, então não havia como querer associar sua tão amada filha com ele. Então Max usou Juvelian para medir a reação de seu mestre. Como era de se esperar, o que Max enfrentou foi uma rejeição feroz.

Para Maximilian não importava se era conhecido como um assassino louco por sangue, porque a sobrevivência era mais importante do que o que as outras pessoas pensavam. No entanto, ele estava estranhamente irritado, e seu peito se agitava ao pensar que Juvelian o entendeu mal e acreditou nos rumores.

“Sim, se eu disser que sou o Príncipe Herdeiro, resolverei o mal-entendido.”

Resolvendo o mal-entendido ou não, Max agora tinha uma desculpa para ficar com ela, e tudo que precisava fazer era abrir a boca como ela queria.

— Lamento o que disse, Mestre.

Quando o feio discípulo deixou o título que acabara de jogar, a boca de Regis se apertou.

— Não tenho discípulos.

Max franziu o cenho com o comentário decisivo.

“Você está brincando assim?”

Originalmente, ele tentou se desculpar sem sinceridade, no entanto, seu orgulho foi ferido quando foi honesto pela primeira vez em algo assim. Max olhou para Juvelian.

— …

Foi quando Max abriu a boca.

— Pai, a culpa é minha.

As expressões de Regis e Max se distorceram ao mesmo tempo que Juvelian, repentinamente, se ajoelhava.

Picture of Olá, eu sou o Babi.Bia!

Olá, eu sou o Babi.Bia!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥