Selecione o tipo de erro abaixo

“Não declarem o que é a verdade do mundo e o que não é!”

Ao ouvir a firme declaração de Lucien, Douglas, Fernando e Brook caíram em breve silêncio. Só porque eles acreditavam que a verdade do mundo não era probabilística não significava que certamente não fosse. Seus pensamentos eram apenas suas próprias ideias. Afinal, eles não eram os porta-vozes da natureza.

Depois de dez segundos, Douglas soltou um suspiro. “Vou provar que a verdade do mundo não é probabilística com experimentos. Na verdade, já lhe ocorreu que a nuvem de probabilidades não existe? O que a função de onda indica é a comunidade de elétrons que corresponde a tais probabilidades, mas um único elétron. Eles não existem em todos os lugares, mas têm uma rota fixa que está intimamente relacionada à distribuição probabilística. Eles só estão em um estado desordenado depois de passar pelo monocristal porque não podemos observá-los e confirmá-los”.

Ele refletiu sobre si mesmo, embora não estivesse disposto a admitir a explicação probabilística de Lucien e o Princípio da Incerteza. Era inapropriado confundir a verdade em que ele acreditava com a natureza real do mundo. Em vez disso, ele deveria provar que a teoria de Lucien estava errada encontrando suas auto-contradições ou com experimentos estritos. Essa era a atitude correta de um Arcanista.

Portanto, ele propôs sua opinião com base em sua impressão após a leitura do jornal.

A Terra da Verdade havia desaparecido, assim como as outras projeções incomuns. Lucien também cancelou o Universo Atômico e respondeu solenemente: “Sr. Presidente, ignorando as contradições de sua especulação para muitas deduções, podemos descobrir se está correto pelo experimento da dupla fenda.”

“Se o elétron tiver uma trajetória própria como as partículas reais, ele só conseguirá passar por uma fenda por vez e não poderá aparecer em ambas, e a exibição ou não da franja interferométrica1 depende apenas da distância entre as duas fendas. Então, se o experimento da dupla fenda com elétrons funcionar, como o elétron saberá exatamente a distância entre a fenda pela qual ele passa e a outra fenda, pedindo a si mesmo para pousar em uma área em vez da outra?”

É como um labirinto que tinha sete entradas marcadas em cores diferentes, mas apenas uma saída que era azul. Para ‘ondas’ que pudessem se estender no espaço, abririam a entrada e a saída ao mesmo tempo, e naturalmente sabiam que o caminho azul era o correto. No entanto, para partículas que tivessem trajetórias fixas, elas não saberiam o caminho da saída depois que abrissem a entrada. Como os elétrons poderiam andar no caminho correto todas as vezes, em vez de nos canais errados?

Para Douglas, Brook e outros Feiticeiros Lendários, o experimento da dupla fenda foi o ponto alto da Guerra entre Onda e Partícula. Compreendendo facilmente o que Lucien tentou dizer, eles assentiram e concordaram que o experimento poderia confirmar se os elétrons eram onipresentes como fantasmas antes de serem observados.

Lucien continuou. “Na verdade, o experimento pode confirmar muitas outras coisas. Se a franja interferométrica aparecer, o que acontecerá se fecharmos a outra fenda quando o elétron passar por uma das fendas? Irá para a tela de acordo com a rota de interferência, ou irá ‘imediatamente’ para a outra fenda que foi fechada, atingindo assim seu destino no caminho da difração?”

Para Douglas, Fernando e Hathaway, que favoreceram a teoria das partículas, tal experimento tornou os elétrons ainda mais surpreendentes e estranhos. Se o elétron mudasse de estado, isso sugeriria que os elétrons eram ondas e não tinham nenhuma característica de partículas, razão pela qual poderia passar por duas fendas simultaneamente, ou que a explicação de Lucien era verdadeira, onde uma onda de probabilidade existia em todos os lugares no espaço. Ou talvez houvesse outra possibilidade ainda mais inacreditável, que era que os elétrons eram inteligentes e tinham sua própria autoconsciência. Era por isso que ele podia “perceber” e “saber” o que acontecia com a outra fenda e mudar de acordo.

Embora a última possibilidade se encaixasse no status do mundo mágico, ela não concordava com a própria existência de seres humanos. Se o fundamento das coisas era consciente, isso significava que todo ser humano tinha inúmeros pensamentos que não lhe pertenciam?

Vendo que o presidente e seu professor pensavam em silêncio, Lucien assentiu e disse: “Eu sei que o requisito do experimento da dupla fenda ainda não pode ser cumprido, mas também sei que muitos feitiços lendários são aplicados antes de serem explicados. Não tenho dúvidas de que vocês construirão dispositivos que podem realizar o experimento. Tudo ficará claro depois disso.”

Neste momento, Oliver olhou para Lucien solenemente, não mais como um playboy. “Mesmo que o experimento da dupla fenda funcione, não provará que sua onda probabilística está correta. Isso apenas provará ainda mais minha teoria de que os elétrons são ondas reais que se comportam apenas como partículas como pacotes de ondas em status especiais”.

Lucien sorriu. “Oliver, sua ideia contradiz muitos experimentos, como pode ser visto pelos pontos confusos de luz. Além disso, sua explicação tem certos problemas, mesmo em seu próprio artigo que trata da estrutura atômica. Acredito que alguém deve ter apontado isso para você. A natureza de partícula dos elétrons é inegável, como provado pelos experimentos com massa, carga elétrica e momento.”

“Problemas podem ser corrigidos. É pelo menos mais confiável do que sua explicação probabilística. Isso é como a conversa onírica de um lunático.” Oliver expressou seu ódio pela explicação probabilística. “Vou encontrar uma maneira de provar que está errado!”

Ele se virou e saiu. Precisava de um ambiente tranquilo para encontrar as falhas críticas nos artigos de Lucien.

Vendo que Oliver saiu, Douglas olhou para Lucien solenemente: “Vou tentar o experimento da dupla fenda com elétrons. Também planejarei experimentos mentais.”

Experimentos mentais eram experimentos puramente imaginados. Todos os outros fatores e restrições foram eliminados e eles discutiram puramente se o resultado poderia ou não ser alcançado em condições perfeitas. Era uma abordagem comum adotada pelos Arcanistas.

Brook assentiu ligeiramente. “Vamos discutir quando o experimento terminar.”

“Acredito que muitos experimentos concordam com sua explicação probabilística, mas também acredito que sua explicação e sua Mecânica Quântica não estão completas. Você deve ter ignorado muitas coisas.” Douglas disse gentilmente, mas com firmeza antes de sair com Brook e Vicente, deixando Fernando, Hathaway e Hellen atordoados na biblioteca.

Fernando olhou para Lucien com seus olhos vermelhos, e Lucien olhou para ele sem medo. Depois de muito tempo, ele finalmente acenou com os braços. “Preciso me acalmar e pensar em como provar que sua explicação probabilística está errada.”

Foi uma interrupção de todo o sistema arcano e mágico. Mesmo alguém de mente aberta e atencioso como ele tinha que escolher o lado da verdade em sua mente. Essa foi a crença gloriosa que foi passada do Império Mágico para o Congresso da Magia por muitos anos!

Lucien assentiu levemente e suspirou, antes de deixar a biblioteca de Fernando com Hathaway e Hellen.

Hathaway basicamente havia retomado sua calma. Pensando por um momento, ela disse: “Elétrons como nuvens de probabilidades são mais inaceitáveis ​​do que elétrons como ondas, mas se todos os resultados provarem que sim, temos que aceitá-lo apesar de nossa resistência. O mundo não é baseado em nosso pensamento. No entanto, você ainda não pode nos persuadir.”

Ela também expressou sua objeção, mas não foi tão determinada quanto Douglas, Brook e Oliver.

Não era porque sua atitude era melhor, ou sua mente era mais aberta, mas porque os campos em que ela era melhor eram átomos, elementos, partículas e a Nova Alquimia!

Hellen estava de volta a si mesma de seu torpor. Olhando para Lucien, ela perguntou tonta. “No relatório que você enviou, o Caminho da Imortalidade parece muito semelhante à sua descrição da nuvem de probabilidades. Você se inspirou a partir daí? Mas como poderia o estado quântico das partículas microscópicas aparecer no mundo macroscópico? São esses os mistérios da imortalidade? Os verdadeiros segredos não estão na Câmara da Imortalidade, mas no Caminho da Imortalidade?”

Como meia aluna de Douglas, ela tinha instintos aguçados. Não participando do debate, ela se lembrou racionalmente do relatório sobre o Caminho da Imortalidade que Lucien apresentou.

“É verdade que fui inspirado, mas tirei a maior parte das minhas conclusões dos experimentos. Quanto ao motivo pelo qual o Caminho da Imortalidade manifestou a estranheza do micromundo no domínio macroscópico, é nisso que ainda precisamos trabalhar. Talvez os mistérios da imortalidade estejam realmente contidos lá.” Lucien imaginou que alguém associaria sua explicação probabilística a isso, então ele ‘admitiu’ francamente.

Agora que foi endossado pelo Caminho da Imortalidade, Hellen estava imersa em pensamentos, e Hathaway coçou o queixo também.

“Farei experimentos para verificar se a explicação probabilística e o Princípio da Incerteza estão ou não corretos.” Disse Hellen honestamente. “Só porque é assim no Caminho da Imortalidade não significa que seja assim nos elétrons. E se representar outra coisa?”

No entanto, ela parecia muito mais neutra do que Brook, Oliver e Vicente.

……

Como a prova da explicação probabilística e do Princípio da Incerteza não havia aparecido, Lucien não precisou criar o clima para que os Arcanistas aceitassem gradualmente como ele fazia antes. Ele simplesmente combinou os três artigos em ‘Fundamentos da Mecânica Quântica e a Nova Alquimia’ e os submeteu ao Conselho de Análise da Arcana.

Sem dúvida, o artigo foi transferido para os membros no campo dos elementos. Como membro recém-promovido, Larry viu os artigos em sua casa.

“O artigo do Sr. Evans?” Esse artigo certamente não poderia ser entregue a seus alunos para revisão. Larry os leu pessoalmente com grande interesse.

Enquanto lia, o rosto redondo em sua barba estava completamente congelado, como se ele estivesse enfrentando o monstro mais terrível e feroz que estava prestes a se libertar e engolir todo o sistema arcano!

“Como pode ser assim… Essa explicação é absurda demais…” murmurou Larry. Mas ele logo se lembrou dos resultados de seus muitos experimentos. Franzindo a testa, ele disse: “Talvez essa explicação não seja totalmente inaceitável. Deve haver outros fatores entre o microscópio e o macroscópio que extinguem as probabilidades. No mínimo, o mundo em que vivemos é concreto, objetivo e material”.

Ele cresceu na maré trazida pela Nova Alquimia nos últimos anos. Portanto, reconheceu a Nova Alquimia e a estranheza das partículas microscópicas do fundo de seu coração. A influência da experiência e das teorias anteriores havia diminuído muito, e ele não resistiu muito a uma explicação teórica tão absurda, principalmente quando correspondia a muitos resultados de experimentos e podia resolver muitos problemas.

  1. https://pt.wikipedia.org/wiki/Interferometria
Olá, eu sou o Vento_Leste!

Olá, eu sou o Vento_Leste!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥