Selecione o tipo de erro abaixo

Extra 1 Capítulo 16 – Episódio Especial – O Dia em que Tia Retornou

A sala de conferências do palácio imperial.

Um lugar onde todos os nobres centrais se reúnem para discutir assuntos de estado com o Imperador.

Era natural que um clima solene fluísse em um lugar tão solene, mas a sala de conferências de hoje estava como uma fina camada de gelo.

Os nobres nervosos mal conseguiam fazer um som de tosse na atmosfera, como se estivessem se afogando em água gelada a qualquer momento.

O motivo era o confronto tenso entre o Imperador e a Matriarca dos Lombardi.

— Isto é claramente um ato de desrespeito aos direitos da nobreza.

A Matriarca Florentia Lombardi falou com voz fria.

— Vamos enviar todas as crianças nobres para a academia.

Era uma agenda que o Imperador Perez trouxera pessoalmente há algum tempo.

Se é uma ordem do Imperador, é natural apenas seguir.

No entanto, o ponto de partida desta conferência foi a protesto da Matriarca dos Lombardi, que teve um impacto profundo na vida dos nobres.

— Vamos apenas usar a academia para socializar a nobreza.

O Imperador Perez disse firmemente.

Como o Imperador, que veio da academia, costumava mencionar isso por muito tempo, os nobres tiveram a sensação de que ‘finalmente aconteceu’.

No entanto, quando a Matriarca dos Lombardi se opôs pessoalmente, os nobres que vieram sob sua influência se uniram.

No entanto, quando a conferência realmente começou, todos os nobres não tiveram escolha a não ser se calar diante da Matriarca dos Lombardi, que se mostrou mais rígida do que o esperado.

— O casamento de Sua Majestade e da Matriarca dos Lombardi está marcado para daqui a apenas uma semana, está tudo bem?

Um nobre sussurrou em voz muito baixa para a pessoa ao seu lado.

— Sim.

— Mas desta vez, Sua Majestade foi muito severo, então não pode ser ajudado.

Outro nobre juntou-se à conversa entre os dois.

— Mas mesmo assim…

No entanto, a conversa deles não continuou.

Foi porque uma batalha de palavras intensa continuou como uma bola indo e vindo entre os dois grupos.

— Ouça, Matriarca Lombardi, foi apenas um ano. Além disso, não falei que há exceções quando estão doentes ou em circunstâncias especiais?

— A duração não é importante, Vossa Majestade. Estou falando sobre o fato de que a educação das crianças dos nobres é ditada pelo Império.

— Você quer dizer que as famílias nobres não sentem problemas com a situação atual?

— Que tipo de problemas você está falando, Vossa Majestade? Me ensine o quão estúpida eu sou.

A Matriarca dos Lombardi disse afiada.

— Não são limitadas as atividades sociais e as oportunidades para a educação superior para os nobres de alta patente? Como a Matriarca Lombardi disse, os nobres são a base deste império, e aqueles que não são os nobres centrais também devem se beneficiar.

Isso fazia sentido.

Para ser honesto, até mesmo os nobres de alta patente reunidos ali não tiveram escolha a não ser concordar até certo ponto.

Mas a Matriarca dos Lombardi não se rendeu.

Pelo contrário, ela se fortaleceu mais e perguntou.

— Então o que vocês vão fazer sobre as altas mensalidades da Academia Imperial? Nem todos os nobres podem pagar tanto dinheiro.

Depois disso, houve uma longa batalha de palavras sem concessões.

— Vossa Majestade, que tal discutir este assunto de forma mais calma na próxima reunião?

No final, a vice-matriarca Ramona Brown avançou para mediar.

— Vamos fazer isso.

A conferência mal terminou com o Imperador Perez assentindo com a cabeça.

Sob a liderança da Matriarca dos Lombardi, um grupo de nobres deixou a sala de conferências, e os assessores mais próximos do imperador, o chamado ‘Triunvirato da Academia’, subiram ao pódio.

Eram Lignite Luman do Leste, Steely Sector da família do Setor Sul e Tedro Kali da família Kali do norte.

Mas Perez estava absorto em pensamentos, não se importando com eles se aproximando.

Os três trocaram olhares silenciosamente.

Não importa o quanto a Matriarca dos Lombardi seja, que é sua noiva e será a Imperatriz em uma semana, você deve estar irritado porque ela protestou

contra algo tão importante quanto a agenda da academia.

No final, Lignite Luman falou com cuidado.

— Vossa Majestade.

— …

— Você não acha que foi um pouco demais desde o início? Não é incomum que os nobres se oponham.

Tedro Kali acrescentou.

— Acho melhor coordenar separadamente com a Matriarca dos Lombardi, ou tentar novamente mais tarde…

Perez ainda estava em silêncio.

O trio trocou olhares entre si novamente.

— Parece que ele está realmente irritado.

— O que fazemos?

— Ele está irritado por causa da Matriarca Lombardi, mas não pode chamar a Matriarca Lombardi.

Foi quando um fluxo de suor escorreu pelas costas dos três no silêncio interminável.

— Eu…

Perez piscou os olhos lentamente e abriu a boca.

— Eu fiz algo errado?

— …?

As cabeças do trio do acadêmico inclinaram ao mesmo tempo.

O que diabos ele está falando?

— Os olhos da Tia estavam afiados quando me viu um tempo atrás.

Ah.

O trio então assentiu com a cabeça.

Claro, é verdade.

O Imperador Perez, que reinava sobre todos os nobres, era uma fraqueza diante da Matriarca dos Lombardi.

— Estou feliz por você não estar irritado.

Steely Sector disse com alívio.

Perez perguntou a Steely, inclinando o rosto para um lado.

— O que a Matriarca Lombardi disse não está errado. Por que eu deveria dizer isso?

— Ahaha…

O trio enxugou o suor em seus rostos.

Eles se perguntavam se poderia haver ressentimento entre os dois com as duas semanas antes de seu casamento devido a essa agenda.

Pelo menos eles não tinham que se preocupar com isso.

Eles eram como um casal que compartilhava minuciosamente assuntos públicos e privados, ao ponto de às vezes se perguntarem como conseguiam fazer isso.

Enquanto os três pensavam isso em uníssono, Perez continuava murmurando em voz baixa.

— Sua aparência pareceu ruim. Você está cansado?

Eles estiveram apoiando Perez desde jovens, mas não conseguiam se acostumar muito com esse tipo de aparência dele.

Era uma cena inimaginável quando pensavam no Imperador na academia, não, quando a Matriarca Lombardi não estava por perto.

O trio sorriu amargamente como se tivesse feito uma promessa e desviou o olhar da janela.

— Estou cansada.

Depois da conferência, voltei para Lombardi, comi e murmurei involuntariamente.

Definitivamente cochilei na carruagem voltando do palácio imperial.

Enquanto isso, esfreguei minhas pálpebras pesadas.

— Será que é por causa da primavera?

Não estou com fome.

Clatter, clatter.

O som de pratos se movendo, não os meus, foi ouvido silenciosamente.

Era Craney, que comia junto no assento da frente.

A aparência de comer uma refeição com um rosto abatido era muito parecida com a minha.

Se continuasse assim, o cozinheiro ia chorar.

Pensei que não podia deixar assim, então bati na mesa do lado de Craney e disse.

— Craney, sei que está cansado, mas não precisa comer direito para ganhar energia?

— Ah! Desculpe, irmã.

Craney respondeu bocejando.

— Não precisa pedir desculpas para mim.

Talvez devêssemos ambos pedir desculpas ao cozinheiro.

— Como você conseguiu fazer tudo isso sozinho?

Era Craney, que vinha aprendendo a ajudar com os afazeres domésticos há um tempo.

— Conforme faz, você se acostuma. É um período de aprendizado agora, então você vai se esforçar mais.

— Estou esperando por isso…

Craney estava um pouco sombrio.

— Há algum problema?

— Isso…

Depois de hesitar por um momento, Craney abriu a boca.

— Não consigo nem dormir ao pensar que as decisões que tomo terão um impacto tremendo nas pessoas de Lombardi. Não sei se é certo para mim fazer algo tão importante.

Era o mesmo sentimento que senti quando me tornei a matriarca.

Uma sensação de pressão como se muita responsabilidade estivesse pesando em seus ombros.

Como uma espécie de conselheira, pensei no que dizer e disse.

— Se você está lidando com as pessoas de Lombardi, não seria certo para alguém que conhece bem Lombardi?

Continuei falando enquanto olhava nos grandes olhos de Craney.

— E é algo que alguém tem que fazer, certo?

— Alguém tem que fazer…

Craney assentiu.

— Além disso, você não está sozinho. Estou aqui, e há vassalos de Lombardi.

Depois disso, a expressão de Craney melhorou um pouco.

— Sim, irmã.

Mas, além disso, nossas condições para comer não melhoraram muito.

Craney perguntou para mim, que mexia na comida com um garfo de maneira desfavorável.

— Minha irmã também está sem fome?

— Sim, você está certo. Estou especialmente cansada hoje.

Então Craney me olhou com um olhar vago.

— Por que você me olha assim?

— Não. Achei que você também deve ficar cansada às vezes.

— Sou humana, é claro.

— Mas de alguma forma… você sempre parece perfeita.

— Mesmo que diga isso, não posso tirar férias.

— Ops.

Craney deu uma pequena risada.

— Estou assim esses dias. Dizem que vai ser primavera.

— Como esperado, deve ser isso. Mas vamos comer um pouco mais.

Disse, apontando para nosso prato com mais da metade da comida ainda restante.

— Se o prato voltar para a cozinha assim, o cozinheiro vai ficar triste. Então… Você sabe o que acontece, né?

— Sim, é verdade.

Craney tremeu.

— Haverá um jantar à noite.

Era como o orgulho de um cozinheiro.

Ele disse que se a reação da família Lombardi aos pratos que ele fez parecesse ruim, era um impulso que dava muita força para a próxima refeição.

Um jantar que enche uma grande mesa é assustador em um sentido diferente.

— Vamos nos animar.

— Ok, irmã.

Nos recompusemos e erguemos nossos garfos novamente.

A última agenda de hoje era finalizar os preparativos para o casamento com Caitlyn.

Por causa do casamento que se aproximava rapidamente, Caitlyn e eu tínhamos estado ocupadas.

Só restava o vestido Gabon, e hoje era o dia para finalizar a disposição dos convidados.

Era muito mais difícil do que eu pensava misturar adequadamente os nobres com interesses entrelaçados em um só lugar.

— Esse é o esquema que Perez fez primeiro?

— Sim, Matriarca.

Um papel com centenas de nomes escritos estava espalhado na mesa no escritório.

Como esperado, era como Perez.

Como se ele se importasse com o que eu estava preocupada, a disposição dos lugares estava quase perfeita.

— O que você acha, Caitlyn?

— Na minha opinião…

Durante o breve tempo em que Caitlyn explicou, minhas pálpebras ficaram cada vez mais pesadas.

Ela estava dizendo algo difícil, mas nenhum dos conteúdos chegou aos meus ouvidos.

— Matriarca?

— Ah. Desculpe, Caitlyn. Estou um pouco cans

ada.

— Então devo terminar essa discussão com Sua Majestade?

— Não. Vou acordar se sentir um pouco de vento frio. Que tal tirarmos um pequeno descanso?

Disse isso e levantei para sair até a varanda.

Naquele momento, meus olhos piscaram com uma sensação de vertigem.

Instintivamente agarrei algo, mas não consegui impedir meu corpo todo de perder força.

— Matriarca!

O som de Caitlyn me chamando parecia muito distante.

E com esse pensamento, finalmente perdi a consciência.

Picture of Olá, eu sou o Babi.Bia!

Olá, eu sou o Babi.Bia!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥