Selecione o tipo de erro abaixo

— Com licença? Gallahan?

Shan acenou com a mão na frente de Gallahan, que estava alto e imponente.

Só então o foco retornou para seus olhos verdes brilhantes.

— Ah, sim. Acabei de chegar.

— Mesmo? Que alívio. Vamos comer agora?

— Não vamos comer aqui?

Gallahan inclinou a cabeça.

Eles se encontraram em um restaurante por volta da hora do almoço, e ele não entendia por que ela queria ir a outro lugar.

Pelo que ele sabia, esse ‘Onda Azul’ era um restaurante com nome próprio.

Mas Shan estava determinada.

— Tem um bom restaurante que eu olhei separadamente. Vamos lá.

— Mas…

Gallahan hesitou, olhando para o dono do ‘Onda Azul’, que ainda estava ocupado.

Mas por um momento.

Quando Shan puxou a barra de suas roupas, Gallahan começou a segui-la.

O lugar onde chegaram era uma ruela bastante distante da área central.

Um pequeno restaurante estava aberto sozinho na ruela cheia apenas de casas.

À primeira vista, o restaurante humilde que parecia estar ali há muito tempo estava surpreendentemente lotado, tanto quanto o ‘Onda Azul’.

— Ah, estou com fome. Vamos entrar agora!

Shan, que estava segurando a manga de Gallahan enquanto vinha para cá, soltou a mão dele, disse isso e entrou primeiro.

Gallahan, que estava olhando para a barra que Shan segurava há um tempo, olhou ao redor só então.

‘Existe um lugar assim em Lombardi?’

Era Gallahan, que havia perambulado pela cidade de Lombardi desde que era velho o suficiente para sair da mansão.

Então ele pensou que conhecia tudo sobre a cidade.

Ao chegar perto de uma pequena ruela, foi a primeira vez que ele esteve ali.

Seria por causa do cheiro delicioso que vinha de dentro ou por ter descoberto um lado novo de Lombardi?

Gallahan também entrou com um pouco de excitação.

— Aqui está, Gallahan!

Shan, que sentou perto da janela, acenou para ele.

— Eu pedi a comida antecipadamente. Quando venho aqui, tenho que comer o ensopado.

Era difícil olhar diretamente para o rosto sorridente de Shan, então Gallahan fixou o olhar em algum lugar da mesa e assentiu.

— Você já esteve aqui antes?

— Não, nunca estive nesta ruela antes.

Consegui!

Shan disse sem esconder sua alegria.

— Eu fiz uma pesquisa para encontrar um restaurante realmente bom. Na verdade, a comida do ‘Onda Azul’ é muito boa, mas não quero passar o tempo trabalhando até o meu dia de folga.

— Onde você trabalha…?

— Ah, eu não te contei. Eu trabalho no ‘Onda Azul’. Eu também dormi lá! Na verdade, faz um tempo desde que cheguei a Lombardi, então não tenho realmente um lugar para ficar.

Enquanto dizia isso, os olhos dos dois que olhavam para a comida que saía primeiro na mesa ao lado deles brilhavam lindamente.

— E como é o meu primeiro almoço com meu amigo, não posso levá-lo a qualquer lugar, né?

— Ah…

Gallahan piscou com o comentário brincalhão de Shan.

Então ele respondeu silenciosamente.

— Se for a Shan, não vai fazer amizade facilmente para comer juntos como isso em breve? Mesmo que não seja comigo.

Era apenas a segunda vez que ele a via, mas podia perceber de relance o quão brilhante e atraente ela era.

Ela parece não ter ninguém em Lombardi agora, mas em breve os outros reconhecerão as habilidades de Shan.

Obviamente, era algo bom para ela, mas Gallahan franzia um pouco a testa sem perceber.

No entanto, Shan, que interpretou sua expressão de forma diferente, perguntou com cuidado.

— Talvez… eu tenha te incomodado, Gallahan?

— O quê? Não! Não é assim!

Ele ficou tão surpreso que os talheres na mesa tilintaram quando ele deu um pulo.

— Não foi isso que quis dizer. Shan é uma boa pessoa, então logo fará muitos amigos…

Enquanto Gallahan se apressava em explicar, o rosto de Shan, que havia endurecido por um momento, se tornou caloroso novamente.

— Que alívio…

Shan se tocou no peito.

Embora não mostrasse por fora, estava sinceramente muito nervosa.

Não seria o caso para qualquer um?

Ela estava em um local meio pendente pedindo para ser sua amiga, mas Gallahan não era apenas um amigo.

Ele era seu futuro marido.

Não importa o que acontecesse no futuro distante com ele, Shan queria conhecer Gallahan tranquilamente.

E pelo que ele fez até agora, seu futuro marido nunca foi um alvo fácil.

O breve silêncio inevitável acabou quando o ensopado fumegante foi colocado na mesa com duas tigelas.

Gallahan pegou cuidadosamente a colher e provou.

— Como está?

— Está realmente delicioso.

Ensopado com bastante carne era exatamente do agrado de Gallahan.

— Não é? Você tem que comer tudo isso e a sobremesa.

— Será que eles vendem sobremesas também?

— Sim, a torta de maçã é muito boa também. É uma sobremesa que Gallahan gosta. Uma torta de maçã moderadamente azeda e moderadamente doce.

Ela sabia que ele ia gostar, mas ver sua reação bem na frente dela era outra história.

Foi quando Shan, que estava tão aliviada, estava prestes a dar o seu primeiro gole.

— Como… você sabia?

— O quê?

— Que eu gosto de torta de maçã.

Ah, meu erro.

Isso também foi um erro tão fatal.

Ela o tinha visto comendo várias fatias de torta de maçã sozinho através de seu sonho precognitivo.

Ela nem sequer podia dizer isso.

Um suor frio escorreu por suas costas.

Ela estava tão envergonhada que sua cabeça parecia ter endurecido.

Shan eventualmente teve que pegar o que veio à mente e disse.

— Por que, por alguma razão, parece assim. Devo dizer que você parece gostar de torta de maçã?

— Torta de maçã… Meu rosto parece com isso?

— Ah, pessoas brancas, bonitas e fofas geralmente gostam de torta de maçã.

O que diabos eu estou falando?

Enquanto falava, seus olhos estavam girando.

Ele poderia ter pensado que eu era uma pessoa muito estranha e sem noção.

Devo rir muito fingindo que estou brincando agora?

Foi quando Shan estava tão preocupada.

— Ahahaha.

Ela levantou a cabeça com o pequeno som que veio do assento em frente a ela.

— … Gallahan?

Gallahan estava rindo.

Seu ombro tremia ligeiramente enquanto ele cobria a boca com uma das mãos e lutava para conter o riso.

— Um rosto que gosta de torta de maçã, de onde você tira essa frase?

Seus olhos redondos, ligeiramente abaixados, estavam dobrados de forma arrumada, e até mesmo seu tom de pele, que sempre foi um pouco pálido, ficou vermelho.

Era um sorriso que parecia estar brilhando intensamente.

Shan observou aquele sorriso por um momento.

‘Agora estou aliviada.’

Quando ela viu o rosto sorridente de seu lindo futuro marido, ela podia sentir seu coração palpitar, mas mais do que qualquer outra coisa, ela estava aliviada.

No futuro que ela viu brevemente, Gallahan era uma pessoa que ria muito.

Especialmente quando ele estava na frente dela.

Shan colocou a colher que estava segurando na mão e segurou a mão de Gallahan.

Foi um comportamento muito impulsivo.

— … Shan?

— Vou fazer você rir muito no futuro, Gallahan.

Para que você possa se tornar uma pessoa que fica melhor sorrindo do que com um rosto sombrio mais tarde.

— Oh, a comida vai esfriar. Vamos comer logo.

Shan deu um tapinha nas costas da mão de Gallahan pela última vez e então deu uma grande mordida no ensopado.

Cof, cof.

Quando ela ouviu uma pequena tosse e olhou para cima, o rosto de Gallahan ficou ligeiramente vermelho.

— O ensopado está… um pouco apimentado.

Ele abaixou a cabeça e acrescentou em voz baixa.

Gallahan entrou na carruagem que o esperava no horário marcado.

Era um caminho familiar para casa, mas hoje estava diferente.

Talvez porque ele tenha rido e conversado sobre Lombardi o dia todo com Shan, ele se sentia mais à vontade do que nunca.

Depois de passar um dia inteiro assim, os dois se separaram, prometendo se encontrar novamente amanhã à tarde.

Um sorriso se espalhou pelo rosto de Gallahan quando ele lembrou de Shan acenando para ele há pouco tempo na frente do ‘Onda Azul’.

Mas por um tempo.

Logo depois, ele caiu em um sério dilema.

— Somos amigos.

— Até amanhã, amigo!

— Amigo…

Cada vez que Shan dizia essas palavras, ele se assustava várias vezes.

Ele não podia evitar.

— Provavelmente estou…

Acho que gosto da Shan.

Seu coração estava batendo tão rápido que o passado, quando seu coração se excitava mais quando lia bons livros e imagens do que pelo sexo oposto, foi ofuscado.

Era como se estivesse caindo por uma pessoa chamada Shan.

— … Shan.

Na carruagem silenciosa, Gallahan chamou o nome dela em voz alta.

Tum, tum.

Seu coração começou a palpitar novamente só de pronunciar seu nome.

Pelo menos para ele, ela não podia ser apenas uma amiga.

Gallahan abriu a janela e murmurou cuidadosamente, esfriando seu rosto vermelho.

— Se eu ficar um pouco mais ganancioso… não consigo fazer isso.

Um suspiro leve seguiu o final das palavras.

Ainda assim, não era muito desesperador.

Eles tinham se divertido até o pôr do sol, e decidiram se encontrar novamente amanhã, bem a tempo do trabalho de Shan acabar.

Gallahan suspirou olhando para o céu, onde as estrelas agora começavam a se erguer uma a uma.

A noite parecia ser muito longa hoje.

— Chegamos.

Com o som do cocheiro, a carruagem parou em frente à mansão.

Gallahan, que havia caminhado o dia inteiro, movimentava suas pernas, que estavam um pouco rígidas, e se dirigiu para o quarto.

— Gallahan.

Até ouvir uma voz baixa e rigorosa o chamando.

— Onde você passou o dia todo?

Era o pai de Gallahan, Rulak Lombardi.

Picture of Olá, eu sou o Babi.Bia!

Olá, eu sou o Babi.Bia!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥