Selecione o tipo de erro abaixo

Shan abriu lentamente os olhos.

Lágrimas escorreram pelos cantos úmidos dos seus olhos.

— Oh…

Uma exclamação atordoada ecoou no quarto onde a luz do sol quente permeava.

Olhando para o teto familiar, Shan franziu o rosto.

— Oh, esse sonho de novo.

Ela murmurou e enxugou as lágrimas com as mãos, cheia de irritação.

— Se vai lembrar, pelo menos lembre direito.

Ela se levantou da cama resmungando, revirou familiarmente a gaveta e pegou um caderno.

No topo, escreveu a data de hoje, e na parte de baixo, anotou o conteúdo do sonho que lembrava.

Era uma rotina que se repetia toda manhã depois que a habilidade de ter sonhos premonitórios apareceu.

Normalmente, ela teria anotado o conteúdo do sonho por um longo tempo, mas hoje Shan apenas rabiscou algumas palavras curtas sob a data.

Florentia, Lombardi e o homem de olhos verdes.

Depois de escrever isso, a pena, que se movia de maneira brusca, parou.

E ela acrescentou cuidadosamente uma palavra.

Florentia, Lombardi e o homem de olhos verdes, – bonito.

Olhando para baixo com olhos satisfeitos por um tempo.

Shan largou a pena e murmurou, passando a mão irritadamente pelo cabelo.

— Ah… acho que tinha algo mais!

Sua habilidade era excepcional.

Ela sempre via um futuro preciso e detalhado por meio dos seus sonhos, e nunca estava errada.

Mas, realmente, ocasionalmente, exceto por algumas palavras, havia momentos em que sonhava que sua mente era apagada de maneira limpa.

— Estranhamente, sonho com mais frequência depois da minha cerimônia de maioridade no ano passado.

Shan franziu os olhos para as letras longas que rabiscou.

— O que diabos é isso, continua aparecendo nos meus sonhos.

Florentia, Lombardi.

Parece ser um nome.

— Por mais que tenha procurado na vila, não consegui encontrar um nome assim.

Esse era o problema.

Os sonhos de Shan sempre estavam relacionados aos moradores da vila.

No entanto, esse sonho ambíguo, que deixava uma sensação de desconforto toda vez, parecia não ter nada a ver com a vila, não importava o quanto pensasse sobre isso.

E havia mais uma razão pela qual ela estava tão certa.

— Não há outro homem tão bonito nesta vila.

Ao contrário dos outros conteúdos do sonho que desapareciam apenas com um fraco resquício, o rosto do homem de olhos verdes, que parecia um pouco triste, permanecia claro.

— Oh, não sei. Quando chegar a hora, pensarei direito sobre isso.

À medida que Shan crescia, naturalmente começou a enxergar o futuro. Se havia algo em que ela acreditava, era que ‘o que vai acontecer deve acontecer’.

E o destino sempre a conduzia aos seus sonhos quando chegava a hora.

— Lá vamos nós.

Shan, que se esticou ao máximo, simplesmente se lavou com a água que havia pego na noite anterior e trocou de roupa.

Então, abriu a porta e espiou para fora para verificar o lado de fora.

Um sorriso travesso atravessou o rosto de Shan ao verificar a sala de estar quieta.

— Ela saiu.

Soura, mãe de Shan, era a chefe da tribo Chara.

Em outras palavras, ela estava muito ocupada.

Soura era uma chefe rigorosa, mas também era uma mãe mais rigorosa ainda.

No entanto, não importa o quanto se sentasse em um lugar e visse tudo, ela não poderia monitorar sua filha o dia inteiro.

Shan saiu de casa com alegria.

Localizada no meio da selva do sul e vivendo isolada do mundo exterior, a tribo Chara enfatizava viver em harmonia com a natureza.

Portanto, não havia como cortar uma única árvore de forma imprudente, e não havia caça a menos que fosse absolutamente necessário.

E Shan amava a paz da tribo Chara.

— Olá, Shan!

— Bom dia!

As pessoas da tribo que estavam reunidas desde cedo para colher frutas das árvores a viram e a cumprimentaram.

— Você vai para lá de novo hoje?

— Sim! Por favor, mantenha segredo da minha mãe, Tia!

Uma risada que parecia irresistível seguiu atrás de Shan, que caminhava de bom humor.

O lugar para onde ela se dirigia era uma pequena casa fora da vila.

Originalmente, era o lugar onde Newbo, a mulher mais velha da vila, morava, e ficou vazia por vários anos depois que sua avó faleceu.

Até que, um dia, um forasteiro apareceu com dificuldade e obteve permissão de Soura para entrar e viver ali.

Conforme se aproximava da casa antiga, Shan bateu familiarmente na porta.

Toc, toc.

— Professora Avane, posso entrar?

— É você, Shan? Entre!

A dona da voz que a recebeu rapidamente era Avane Rophili, que apareceu de repente na entrada da vila há cerca de dois anos.

Se apresentando como estudiosa, ela pediu permissão para estudar as tribos Chara e publicar livros sobre elas.

Os aldeões todos assumiram que Soura rejeitaria o pedido com um único golpe e expulsaria os forasteiros da selva.

No entanto, depois de pensar sobre isso por vários dias, Soura aceitou um forasteiro na vila.

Mas ninguém protestou ou questionou a decisão da chefe.

Eles apenas pensaram que Soura devia ter visto algo que os outros não viram.

— Obrigada por cumprir sua promessa hoje, Shan.

Avane Rophili disse enquanto colocava a xícara de chá na frente de Shan.

Chá vermelho, que tem uma cor completamente diferente do que a tribo Chara costuma beber, era um dos poucos chás preciosos que Avane Rophili trouxera de fora.

— Eu gosto de conversar com a professora Avane. Não é difícil encontrar um amigo.

— … shan.

Embora tenham aceitado ela de acordo com a decisão da chefe, as pessoas da tribo Chara tinham medo de Avane, do lado de fora da vila.

Shan foi a primeira a se aproximar dela.

E desde então, Shan foi a maior colaboradora para ajudar na pesquisa de Avane.

— Até onde você chegou ontem?

Shan perguntou depois de dar um gole de chá.

— Nós falamos brevemente sobre o ‘sonho premonitório’ que Shan tem.

— Ah, sim. Foi isso. Qual deles a professora Avane quer saber mais?

— Se não se importa…

Avane Rophili, que olhava nos olhos claros de Shan, falou cuidadosamente.

— Você pode me contar sobre o conteúdo do seu sonho? O sonho premonitório mais memorável, ou até mesmo um sonho recente.

— Bem, não é difícil…

Shan franziu a testa ocasionalmente.

— Na verdade, nos últimos dias, tenho tido alguns sonhos premonitórios perturbadores. Não, é muito vago para chamar sequer de sonho.

— O que isso significa?

— Parece que estou vendo o mesmo futuro várias vezes, mas quando acordo, não consigo lembrar os detalhes. É como se alguém tivesse apagado intencionalmente. Só consigo lembrar algumas palavras importantes.

— Ouvi dizer que as habilidades de Shan são particularmente fortes entre as pessoas da tribo. Não é comum ter um sonho premonitório tão fraco, não é?

— Sim. Normalmente, o futuro é fixo. Muito precisamente.

— Hmm.

Enquanto ouvia a história de Shan, Avane Rophili anotava algo em seu caderno.

— No passado, ouvi dizer que Shan impediu uma grande inundação na vila. Isso é verdade?

— Sim. É exatamente o que disse há pouco, um futuro fixo. Mas esse sonho…

— Não é um sonho comum, mas um sonho premonitório? Quando acordo, muitas vezes tenho dificuldade para lembrar dos meus sonhos.

— Bem, não.

Shan disse firmemente.

— Sonho comum e sonho premonitório são diferentes. Como devo dizer sobre o sonho premonitório? É como se eu estivesse olhando para um lago.

— Em um lago…

Depois disso, as duas conversaram de novo e de novo até a xícara de chá esvaziar.

E ao final, Avane Rophili fechou o caderno.

— Agora é minha vez?

Trocar perguntas uma com a outra era a promessa entre Shan e Avane.

Ao contrário de Avane Rophili, que fazia perguntas detalhadas para a pesquisa, Shan apenas fez algumas perguntas das quais estava curiosa.

Shan suspirou e pensou por um tempo antes de abrir a boca.

— Você disse que existe um sistema de status do lado de fora. Especialmente, o poder dos nobres é forte. Ah, também disseram que havia uma família real mais poderosa do que eles.

— Sim.

— Então, a família imperial tem tudo?

— Isso não é verdade.

Com a resposta de Avane, Shan inclinou a cabeça.

— Mas você disse que os nobres devem obedecer às ordens da família imperial.

— Sim. Na verdade, a maioria dos nobres deve absolutamente obedecer às ordens da família imperial. Mas há apenas uma família, uma exceção.

Avane Rophili disse, levantando um dos dedos.

— É a família Lombardi.

— Uh… Lombardi?

Ela estava familiarizada com isso.

Ao mesmo tempo, o coração de Shan começou a bater.

Finalmente, ela encontrou uma pista para aquele sonho.

— É uma família poderosa que fez o Império Lambrew existir. O imperador nem pode tratá-los de forma descuidada.

— Por quê?

— Bem

, houve um pacto entre Lombardi e a família imperial. Foi Lombardi que fez a família Durelli ser imperadora quando o Império foi fundado.

— Entendi…

— E, em primeiro lugar, diria que o Império não funcionaria sem Lombardi. É difícil explicar cada um, mas é mais ou menos assim.

— Então, há alguém na família Lombardi chamado ‘Florentia’?

— Florentia? Não sei. Não conheço os nomes de todos os membros de Lombardi… Por que você pergunta isso?

— No sonho que mencionei há pouco, uma pessoa chamada Florentia Lombardi continua aparecendo.

— … você teve um sonho premonitório sobre Lombardi?

Shan sorriu e assentiu à pergunta perplexa de Avane Rophili.

Mas apenas por um tempo.

Com o sol fora da janela, Shan bebeu o chá às pressas e se levantou da sua cadeira.

— Vou contar a história detalhada da próxima vez que trouxer meu diário. Acho que tenho que ir agora.

— Oh, já está na hora. Até mais, Shan.

Seu caminho de volta para casa foi agitado.

Ela ficou surpresa com a palavra Lombardi e atrasou mais do que o habitual.

— Huk, aigo, suspiro.

Shan, sem fôlego até o queixo, abafou o som dos seus passos quando se aproximou da casa.

E girou a maçaneta da porta muito cuidadosamente.

Felizmente, a casa parecia tão vazia quanto quando ela saiu.

— Ufa, que alívio.

Assim que voltou para o seu quarto…

— Você foi à residência da estudiosa novamente.

Os ombros de Shan se contraíram alto.

Ao virar-se lentamente, Soura, que estava muito brava, encarava Shan.

Picture of Olá, eu sou o Babi.Bia!

Olá, eu sou o Babi.Bia!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥