Selecione o tipo de erro abaixo

Deylan observou Lina, sua compaixão crescendo à medida que ele testemunhava o tormento dela. As lágrimas escorriam por seu rosto, deixando um rastro de angústia em sua pele pálida. Ele podia sentir a intensidade do sofrimento dela, como se estivesse emanando das profundezas de sua própria alma.

Lina levantou os olhos, olhando para ele com olhos vazios e desesperados. “Por favor”, sussurrou ela com uma voz desesperada. “Não me mate. Não me condene a um sofrimento ainda mais profundo. Eu imploro.”Ele sentiu um nó apertar em sua garganta enquanto observava a mulher diante dele. Ele podia quase sentir a dor dela, como se fosse sua própria. Ele olhou para a fotografia em suas mãos, o sorriso inocente de uma criança que nunca teve a chance de crescer com a mãe.

A figura nebulosa se aproximou da mulher e colocou uma mão trêmula em seu ombro, como se compartilhasse um momento de compaixão. “Lina está condenada a reviver a dor de sua vida passada, atormentada por sua própria tragédia”, disse ela, seus olhos brilhando com uma tristeza profunda. “Ela carrega o fardo de não ter visto seu filho crescer, um fardo que a escuridão deste abismo tornou insuportável.

“Deylan sentiu seu coração apertar ainda mais enquanto testemunhava o sofrimento de Lina. Ele queria fazer algo, qualquer coisa para salva-la. Mas a figura nebulosa se aproximou dele novamente, oferecendo uma faca afiada.”Se você deseja sair deste abismo, deve provar sua disposição de sacrificar”, disse a figura. “Comece por Lina. Condená-la a um destino mais profundo é a sua única esperança.

“Deylan pegou a faca, sentindo o metal frio e implacável em sua mão tremula. Ele olhou para Lina, e com seus olhos se encontrando. Ele podia ver a agonia nos olhos dela, a esperança tênue de que a libertação finalmente chegasse desaparecendo.Lina estendeu sua mão em direção a Deylan. “Por favor”, sussurrou ela. “Eu não posso suportar mais.”

Deylan respirou fundo, a dor em seu coração quase insuportável. Ele sabia que o que estava prestes a fazer era terrível, mas ele sentia que não tinha escolha. Ele se aproximou de Lina, a faca brilhando uma luz sombria no abismo.”Na… eu não posso”, disse ele.Mas então, uma voz sussurrou em sua mente, . A voz sussurrou palavras de encorajamento e promessas de poder e liberdade. E em um momento de fraqueza, Deylan cedeu.

Ele pegou a faca e, com as mãos tremendo, perfurou Lina, seu corpo frágil caindo no chão em silêncio. A figura nebulosa observou a cena com um olhar sombrio, sua aprovação silenciosa pairando no ar.”Você provou que é capaz de sacrificar”, disse a figura, sua voz ecoando nas profundezas do abismo.

“Este é apenas o começo de sua jornada para sair deste abismo Hihi.”Deylan olhou para o corpo de Lina, uma mistura de horror e culpa enchendo seus olhos. Ele havia cruzado uma linha sombria, e agora estava comprometido com um caminho de sofrimento e sacrifício.

O abismo o corrompia mais a cada momento, arrastando-o ainda mais para as profundezas de sua própria escuridão. A figura nebulosa observa-va Deylan, sua presença parecendo se fundir com as sombras ao seu redor.

Deylan estava agora preso em uma jornada sem volta no abismo do qual ele estava desesperado para escapar. parado diante da figura nebulosa ele, contemplou as consequências de sua decisão. O eco dos gritos de Lina ainda ressoavam em sua mente, misturando-se ao murmúrio sutil do abismo que o corrompia.

A figura, sombria e indescritível, observava-o com olhos que pareciam sondar a essência de sua alma.”Você fez a escolha necessária”- sussurrou a figura com uma voz que parecia vir de todas as direções. Deylan sentiu um calafrio percorrer sua espinha.Enquanto ele absorvia a magnitude do que acabava de fazer, a figura revelou mais detalhes sobre a sua jornada. Novas almas deveriam ser condenadas para que ele pudesse avançar.

O fardo de Deylan, agora, era não apenas lidar com a corrupção que o envolvia, mas também aceitar o papel sombrio que teria que desempenhar.A próxima alma, a figura explicou, seria alguém cujo tormento ecoava nos corredores do abismo.

Uma mulher chamada Selene, cujo único pecado foi buscar desesperadamente por sua mãe, mas agora estava condenada a vê-la através de fotos rasgadas nas paredes, uma tortura implacável.”Sua escolha, Deylan, determinará não apenas seu destino, mas o de todos neste abismo”- advertiu a figura, com os olhos brilhando com uma alta intensidade.Deylan, mergulhado em conflito interno, hesitou. O sofrimento que ele testemunhou e causou despertou uma dualidade em sua alma.

Por um lado, a busca pela própria liberdade; por outro, a compaixão que ainda resistia ao abismo.Ao caminhar em direção a Selene, as vozes sussurrantes do abismo aumentaram incentivando-o a seguir em frente. A faca em sua mão tremia, refletindo a turbulência em sua mente. Selene olhou para ele com olhos suplicantes.


Olá, eu sou o Yúki!

Olá, eu sou o Yúki!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥