Selecione o tipo de erro abaixo

Após deixar os aposentos da rainha, Vílk caminha até uma sala cheia de ferramentas espalhadas por todos os cantos.

—Vílk ( entra gritando): Tek, Teeek, você está aí?

—Tek (com uma voz sonolenta): Eu estou… sim… o que você quer.

—Vílk (sorrindo): Ehhh bem, eu vim usar o teletransporte.

—Tek (irritado e com sono): Você me acordou para isso, por quê? Se você consegue voar.

—Vílk (com uma voz lenta): É que eu estou… com uma preguiça e… daqui para Skydown…, é que…. dá muito trabalho ir até lá voando.

—Tek (surpreso e assustado): Skydown? Você não pretende?

—Vílk (sorridente): Sim, eu pretendo hehe.

Antes que Tek fale algo para impedir Vílk, ele vê Ráy, fazendo sinais para que deixe Vílk ir sem questioná-lo.

—Tek (sonolento): Ahhhh, tudo bem, irei colocar o teletransporte para funcionar.

—Vílk (entusiasmado e sorridente): É isso aí, meu amigo.

Tek clica em um botão no chão, e o mesmo abre-se revelando um escritório debaixo da sala. Ele dirige-se até ele, choca-se com uma parede, e uma vez lá dentro ele programa o teletransporte para a ilha de Skydown, o local onde se encontrava o portal para o abismo. Com o teletransporte programado para Skydown, uma luz brilhante saia do teletransporte que rapidamente se corrompia e se tornava sombria e escura.

—Vílk (surpreso): O que aconteceu para ficar escuro desse jeito Tek?

—Tek (com a voz medrosa): É… é culpa do abismo, vai atravessa logo antes que se feche ou até… algo pior.

—Vílk (estranhando): Algo pior?

—Tek (grita medroso): Vai logo, vai.

—Vílk (surpreso): Tudo… bem, então estou indo. Desculpe atrapalhar o seu sono de beleza aí hehe.

Vílk se aproxima do teletransporte, acena para Tek e o atravessa, ecomo um relâmpago, Tek o fecha.

—Tek (dando um suspiro de alívio): Uhh, essa foi por pouco. Aliás, por que disse para eu não impedilo, Senhor Ráy?

—Ráy (calmo e sério): O jovem Vílk não ouvirá ninguém, ele precisa presenciar por si mesmo o que é o abismo. Avisarei ao guardião para enviálo para a parte menos sombria do abismo, não se preocupe.

—Tek (bocejando): É, você tem razão, ele nunca escuta ninguém. Bem, agora voltarei a dormir, esperemos que nada de mal lhe aconteça.

—Ráy (com um leve sorriso): Hm, não se preocupe, ele é forte. Não te esqueças que quem o treinou fui eu.

Após isso, Tek deita-se no chão e dorme, e em seguida, Ráy se teleporta para Skydown com sua magia, onde vê Vílk falando com o guardião do abismo.

—Guardião (surpreso): O que faz aqui, Vílk? Sabe que estas terras são amaldiçoadas? Onde pretendes ir?

—Vílk (sorrindo): Para o abismo hehe.

Antes que o Guardião responda, ele vê Ráy dando sinais para deixar Vílk atravessar o Portal.

—Guardião (com uma voz intimidadora): Se eu tentar te impedir, você não vai me ouvir, não é?

—Vílk (sorrindo): Nem um pouco hehe.

—Guardião (com um olhar fixo nos olhos de Vílk): Então para que parte do abismo você pretende ir?

—Vílk (pensando): E é mesmo, não faço a menor ideia de onde fica a caverna daquele demônio.

—Guardião (sério): Algo o incomoda, jovem Vílk.

—Vílk (em dúvida): Não, Ahhhhh acho que para a parte mais sombria, acho que é lá onde ficam os demônios, né? E é o local mais perigoso, deve ser lá.

O guardião observa Ráy dizendo através de sinais para enviar Vílk para a parte menos sombria do abismo.

—Guardião (dando um leve sorriso): Compreendo, então aqui vou eu.

O Guardião vira-se para o portal que ficava atrás dele e começando com algum tipo de cântico.

—Guardião (cantando): Ohhh abismo, ohhh abismo, que segui e vivi com a dor e o tormento, absorvendo todos os problemas. Permita este jovem entrar e te conhecer assim eu Sotigard peço a você.

E derepente o portal brilha com uma luz frágil e dentro dele só se via escuridão e pequenos resquícios de luz pura.

—Guardião (sério): já está, agora você pode passar, mas tome muito cuidado, Vílk.

—Vílk (sorrindo): Obrigado, senhor guardião. Nos vemos mais tarde.

—Guardião (com a voz um pouco preocupada): Assim espero.

Em seguida, Vílk atravessa o portal, e Ráy se aproxima.

—Guardião (em dúvida): O que você pretende com isto, Ráy?

—Ráy (com um sorriso leve): Ele deve aprender por si próprio a respeitar o abismo. Ele sempre me questionou o porquê de eu sempre o impedir de ir ao abismo, ele sempre tentou vir até aqui escondido, mas eu sempre o impedi, porém agora ele verá o porquê. Pois agora ele é forte, pelo menos para conseguir superar algumas adversidades do abismo.Isso servirá como um treinamento também.

—Guardião (ri): Você é realmente impressionante, meu amigo, tudo para dar uma lição no teu discípulo.

—Ráy (sério): Está ficando tarde. Melhor eu ir também antes que algo de mal lhe aconteça ou até pior que o abismo o corrompa.

—Guardião (sorrindo): Então até mais tarde, meu amigo.

—Ráy (com um leve sorriso): Até mais tarde, e por favor, avise a rainha que estou indo lá.

—Guardião (sorrindo): não se preocupe avisarei a ela.

Ráy se aproxima do portal e o atravessa, chegando assim no abismo.

Ráy (pensa): Há quanto tempo não piso neste lugar. Vílk, o dia do seu treinamento finalmente chegou.

Enquanto isso, na caverna…

—Figura nebulosa (sorrindo de forma macabra): Parece que temos convidados. Bem, Deylan, continue treinando e praticando. Eu cuido disso, hora de você agir, meu mais novo experimento. É hora de você mostrar a força do conhecimento hihihahahaha.

??? (curioso): O que ser tão engraçado, senhor mestre.

—Figura nebulosa (rindo): tudo, meu caro. Tudo.

??? (alegre): Se o senhor mestre estar feliz, eu também estar gegegege.


Olá, eu sou o Yúki!

Olá, eu sou o Yúki!

Estou actualizando pois tava ruim o resto dos cap actualizarei depois por que? Você me pergunta? Por que estou com preguiça então respeite ela hihi.

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥