Selecione o tipo de erro abaixo

Capítulo 276 – Subvertendo o Céu e a Terra

Tradutor: Cybinho

Os discípulos da Seita da Montanha Oculta foram presos por um momento. Bocas bem abertas como se tivessem levado um tapa de um peixe se contorcendo. Os discípulos observaram enquanto o magnífico galo respirava claramente e começava a se esticar como um mortal antes de realizarem atividades extenuantes – certificando-se de que seu corpo estava em perfeita forma. Seus movimentos eram suaves e sem pressa; e embora ainda tivesse marcas no corpo onde Sheng o havia atingido, elas pareciam um pouco desgastadas.

Depois que ficou satisfeito… ele parou e voltou seu olhar profundo para Sheng.

“Este aqui pede desculpas por se conter. Podemos começar de novo” disse ele, com a voz profunda e suave.

O mundo ficou fascinado pelo absurdo de tudo isso.

Uma única voz gritou da multidão, fina e esganiçada, coaxando uma exclamação “É a porra de um galo!?

O feitiço quebrou. A multidão rugiu em choque.

============================

Zang Zhong olhou para a arena.

Um frango. Ele havia sido humilhado por um frango. Ele não conseguiu suprimir um frango. Ele foi superado por um frango. Era um frango, um frango, um frango —

Mais sangue saiu de sua boca.

=============================

Zang Fengfeng sentiu como se sua alma estivesse deixando seu corpo. Ela tinha… Ela tinha oferecido aquilo para uma galinha? Para uma Besta Espiritual?! Oh céus!

Ela olhou para sua plumagem brilhante e seus belos olhos e… oh, céus!

==================================

Yushang virou-se para Biren enquanto olhava para a arena.

Ela apontou para o frango.

“Sim. Ele é um frango,” Biren respondeu uniformemente, enquanto semicerrava os olhos para a arena.

Yushang ficou sem palavras por um momento antes de falar, apontando para suas costeletas. “Você é um macaco?!”

Biren riu. “Não, mas meu irmão é.”

======================

Mestre Lishu, do Pavilhão Médico, fez uma pausa, erguendo a sobrancelha. Ele havia descido ao pronto-socorro para ajudar seus discípulos no que certamente seria uma situação bastante ruim; Afinal, Sheng enviou muitos, muitos discípulos para as mãos de Lishu ao longo dos anos.

Ele também sabia que Bi De e Ri Zu eram próximos… então decidiu fazer uma gentileza a um de seus novos alunos favoritos.

No início, todos os seus discípulos observavam a luta com interesse.

Agora, eles estavam em estado de choque… todos, exceto Ri Zu.

Lishu franziu a testa com a reação dela… e especialmente quando ela se virou para olhar para ele, um leve pedido de desculpas em seus olhos.

Ah. Ele sentiu a dor da traição. Uma aluna promissora, uma mulher de quem ele realmente gostava, que o incentivava.

E ainda assim… não fazia muito sentido que ela fosse algum tipo de infiltrada nefasta. Ela foi prestativa demais e até treinou substitutos competentes. Ela o desafiou e chamou sua atenção de propósito.

Ele reprimiu seus sentimentos crescentes e chamou Ri Zu para frente.

Ela o seguiu até o fundo da sala.

“Então… o que exatamente está acontecendo aqui?” Ele perguntou, com os olhos abertos para qualquer tipo de traição.

“Como disseram Ri Zu e seus companheiros; fomos enviados aqui para aprender com a Seita da Montanha Oculta.” Ele podia sentir sua abertura e honestidade. Ele olhou em seus olhos escuros e não encontrou nenhum engano. “E investigar a Seita da Montanha Oculta em busca de corrupção demoníaca, como um teste do Mestre de Bi De.”

Isso deixou Lishu paralisado. Ele fez uma pausa. Zang Li era uma casca oca – provavelmente uma marionete de um demônio. Ele foi derrotado por alguém, e agora sua seita estava aparentemente sob revisão pelos discípulos do… Elder Shenhe saindo para lutar contra algo demoníaco no norte…

Lishu engoliu em seco. Isso mudou as coisas de repente.

“Quem exatamente é seu patrono?” ele perguntou timidamente.

Ri Zu disse a ele. Um zumbido surdo começou nos ouvidos de Lishu.

“Ele não é apenas uma história?

=========================

O Élder Chongyun engoliu em seco. Ele quase gritou de choque, mas conseguiu se conter. Não seria bom perder a cabeça na frente do Patriarca.

Ainda assim, era uma coisa simples.

A  Élder Lulai, a mulher mais velha ao lado dele, deixou cair a xícara vergonhosamente e olhava perplexo para a arena abaixo deles.

Na verdade, Chongyun não a culpou. O homem havia transformado e ascendido a um Reino e a um Estágio.

Transformado em um frango. Chongyun suspeitava que o homem fosse um espião da Seita Espada Nublada! Ele era uma Besta Espiritual ou um homem que possuía uma técnica de transformação que o transformou em uma galinha. O fato de alguém assumir voluntariamente a forma de tal fera era absurdo… Ele até usava um colete de pele de raposa—

Algo de repente bateu em sua mente. Um relatório do Esquadrão Fulminação que estava nas Colinas Azure com Zang Li quando tudo aconteceu. Eles mencionaram um galo, uma Besta Espiritual comandada pelo Mestre Rou. Uma Besta Espiritual com um colete de pele de raposa e um colar de prata. A criatura não recebeu um nome no relatório, mas era a imagem dividida da coisa na arena naquele exato momento.

Desejou que algum dos homens que retornaram das Colinas ainda estivesse por perto para confirmar; mas Shenhe levou todos eles com seu norte para removê-los de qualquer retaliação que o Élder Zeng pudesse ter em mente por “falhar com seu filho”.

Mas agora que ele reconheceu o galo… todas as peças que o incomodavam se encaixaram no lugar.

Chongyun suspeitou de Bi De desde o início. Ninguém surgiu do nada tão poderoso e pediu para se juntar a uma seita. Ou pelo menos… não a seita deles.

Chongyun percebeu a irregularidade, embora Bi De tivesse falado a verdade sobre seu mestre querer que ele aprendesse os costumes do mundo.

Ele inicialmente suspeitou que o jovem fosse um discípulo da Seita Espada Nublada. Afinal, combinava. A personalidade branda de Bi De, sua insistência na leitura e seu total desrespeito por qualquer tipo de recompensa por suas ações. Além disso, havia ervas que ele cultivava com propriedades purificadoras, especialmente eficazes contra demônios.

Os Inquisidores consideraram esse ângulo… mas o próprio Chongyun os dissuadiu. Eles queriam mais vigilância e talvez uma conversa tranquila, os tolos.

Se eles estivessem realmente sendo auditados pela Seita Espada Nublada, então a pior coisa que poderiam fazer seria atrapalhar o homem. Então Chongyun apoiou Bi De como pôde, distribuindo as ervas purificadoras e enviando mais para aqueles que lutavam no norte.

Chongyun era cauteloso por natureza… Mas ele não estava isento de alguns truques dissimulados. Se eles estivessem sendo inspecionados por um membro da Seita Espada Nublada… então ele seria conhecido como o Ancião prestativo que o ajudava em todos os momentos. Se passassem em qualquer teste que lhes estivesse reservado, haveria recompensas; mas se o resto da seita falhasse, esperançosamente haveria punições mais leves.

E se ele não fosse da Seita Espada Nublada, então eles conseguiram algumas ervas extremamente úteis e um discípulo talentoso.

No entanto… o Galo era um espião da Seita Espada Nublada.

Seu palpite estava totalmente correto.

Pois Mestre Rou havia enviado seu galo para verificá-los em busca de manchas demoníacas, depois que eles não conseguiram agir de acordo com sua primeira dica. Ele havia enviado uma Besta Espiritual para se infiltrar em sua seita e garantir que eles estivessem fazendo o que ele ordenou.

Chongyun engoliu em seco… E então estremeceu quando o Qi relâmpago do Patriarca explodiu para fora de seu corpo.

“Alguém parece ter a intenção de fazer nossa seita de boba com essa farsa. Quem quer que seja, eu os destruirei”, declarou o homem enquanto se levantava, avançando para saltar da cabine. “Eles se atrevem a ter uma Besta Espiritual como oponente final do nosso Jovem Mestre? Vou enfiar a criatura em uma panela de sopa…”

“Hora Hora. Nada disso, garoto “, declarou uma voz divertida atrás deles. Todos na cabine congelaram antes de se virarem para ver de onde vinha a voz… porque ela estava falando de dentro da cabine.

No camarote estava uma pessoa sentada na cadeira anteriormente desocupada do Patriarca, e que agora estava praticamente descansando nela.

A voz veio de um velho esfarrapado usando um chapéu de arroz. Sua barba estava desgrenhada e não ficaria deslocada no rosto de um mendigo ou de um varredor de rua. Suas roupas eram ásperas e gastas. Um cheiro atingiu o nariz de Chongyun: bolinhos e vinho barato.

Todos os membros da Seita Montanha Oculta respiraram fundo porque nenhum deles sentiu o velho se mover. Entre um instante e outro, ele estava de repente na sala, no assento do Patriarca e… Chongyun ficou boquiaberto quando o velho tomou um gole do vinho do Patriarca. Ele examinou a garrafa e bufou. “Hum. Medíocre. Se você vai comprar algo caro, certifique-se de que realmente tenha um gosto bom.”

O homem estava bebendo o vinho do Patriarca e reclamando disso. Foi um Vinho Espiritual quase do mais alto grau! E ele acabou de chamar isso de medíocre?!

E então ele teve a ousadia adicional de ignorar completamente todos eles e fixar sua atenção no homem e na galinha que agora estavam se avaliando.

A audácia do homem foi algo que fez Chongyun querer cuspir sangue – e fez o Patriarca ranger os dentes tão alto que parecia um deslizamento de terra. O próprio ar começou a parecer uma tempestade quando o Qi do Patriarca ficou furioso. Chongyun estremeceu quando um especialista no Reino do Céu disparou seu Qi, depois concentrou toda a sua atenção no homem que estava sentado em sua cadeira.

“Você corteja a morte”, o Patriarca retumbou como uma tempestade que se aproxima. Ele avançou sobre o velho, com sede de sangue em seus olhos. “Quem se atreve a entrar na minha seita e nos insultar tanto? Vou arrancar a pele dos seus músculos e mantê-lo vivo por mil anos em agonia por isso.”

O velho sentado na cadeira acendeu o cachimbo com indiferença.

Chongyun, por outro lado, percebeu que as coisas estavam prestes a ficar muito ruins. A raiva do Patriarca aumentou ainda mais.

“Você ousa—” o Patriarca começou, seu Qi fazendo Chongyun estremecer. Parecia que a maior tempestade imaginável estava prestes a desabafar. Um mortal nesta sala teria morrido instantaneamente apenas por causa da pressão. O mundo mudou e começou a rachar quando o Patriarca começou a expressar o seu domínio, impondo a sua alma ao mundo.

Nuvens de tempestade e relâmpagos brilharam sem cessar enquanto o corpo do Patriarca começou a se descompilar em puro relâmpago.

O velho levantou o chapéu, revelando os olhos.

Ele lançou ao Patriarca um olhar de alguém nada impressionado. Então, ele se moveu ligeiramente. Seu corpo mudou. O mendigo desapareceu e um imperador revelou-se vestido de qi. Um Soberano do Cultivo.

Chongyun mal resistiu à vontade de se jogar no chão e se curvar. Ele não tinha ideia de quem era esse homem; e claramente o Patriarca também não.

Mas o reconhecimento era desnecessário diante de um monstro.

Foi quase gentil a maneira como seu Qi agarrou o domínio florescente do Patriarca e o extinguiu.

A voz trovejante do Patriarca ficou presa na garganta. As pupilas do homem dilataram e o suor começou a escorrer de seu corpo. O relâmpago desapareceu como se nunca tivesse existido. O Patriarca foi forçado a ser mais uma vez um homem, em vez de um avatar da tempestade.

“Fique quieto”, disse o velho gentilmente. “Eu quero assistir a partida.”

Chongyun não se mexeu. O Ancião prendeu a respiração, precisou de tudo para ficar quieto.

O velho simplesmente sorriu quando a batalha abaixo deles recomeçou.

Olá, eu sou o Cybinho!

Olá, eu sou o Cybinho!

Comentem e Avaliem o Capítulo! Se quiser me apoiar de alguma forma, entre em nosso Discord para conversarmos!

Clique aqui para entrar em nosso Discord ➥